REGULAMENTO DO CONCURSO DE POESIA
“CAMÕES 1580 – 2014”
A ALA – ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE PORTUGAL, promove o
concurso ...
Artigo 4º. (Direitos autorais)
• Os poemas, embora sejam pertença dos autores, poderão vir a ser publicados
em livro pela ...
geral@academialetrasartes.pt. Proceder de acordo com o artigo 5º. tendo em
especial atenção a alínea c)1.
Artigo 9º. Const...
Este concurso será coordenado pela académica Celeste Cortez, encarregada do
regulamento e de dar andamento ao processo e c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Regulamento do Concurso Poesia "CAMÕES 1580 - 2014"

907 visualizações

Publicada em

Regulamento do Concurso Poesia "CAMÕES 1580 - 2014" da ALA - Academia de Letras e Artes

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
907
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Regulamento do Concurso Poesia "CAMÕES 1580 - 2014"

  1. 1. REGULAMENTO DO CONCURSO DE POESIA “CAMÕES 1580 – 2014” A ALA – ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE PORTUGAL, promove o concurso de poesia “CAMÕES 1580/2014” Artigo 1º. (Objetivo) Comemorar os 434 anos da data do falecimento do poeta Luís Vaz de Camões. Artigo 2º. (Género e tema) O género literário elegível para efeitos deste concurso é a poesia, em língua portuguesa, qualquer que seja a sua forma, sujeita ao seguinte mote: - ESTA É A DITOSA PÁTRIA MINHA AMADA - Artigo 3º. (Critérios de admissibilidade) • a) Este concurso destina-se a académicos da ALA – Academia de Letras e Artes de Portugal; • b) A membros de todas as academias e instituições com as quais a ALA tenha parcerias, qualquer que seja a sua nacionalidade; • c) A instituições escolhidas pela ALA; • d) Não poderão concorrer os membros do júri; • e) Cada candidato poderá concorrer apenas com 01 (um) poema; • f) Cada poema não poderá ter menos de 14 (catorze), nem mais de 30 (trinta) versos, escritos em folha A/4, de cor branca, em letra Arial 12, a um espaço; • g) Só são admitidos a concurso trabalhos inéditos (não publicados em livros, websites, revistas e afins), escritos em português; • h) Ao entrar neste concurso e ao enviar os poemas para o seu promotor, o autor aceita estar ciente e concordar com todas as regras do concurso. • i) O concorrente/autor responsabiliza-se pela autoria do poema.
  2. 2. Artigo 4º. (Direitos autorais) • Os poemas, embora sejam pertença dos autores, poderão vir a ser publicados em livro pela ALA – ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE PORTUGAL, ou utilizados em eventos de Poesia ou outros realizados pela ALA ou pelos seus académicos, e ainda inseridos no facebook na página da ALA onde poderão ser utilizados como partilha, e em blogues de académicos ou anónimos, ou por qualquer outro modo difundidos nos mídia ou em websites. Artigo 5º. (Forma de envio do poema) a) Em envelope fechado, endereçado à ALA – ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE PORTUGAL para o endereço abaixo mencionado, com nome completo (e nome literário se usar) e endereço completo do remetente, incluindo código postal (CEP no BRASIL) e País de onde é expedido; Dentro desse envelope: b) Envelope mais pequeno, fechado, sem dizeres, contendo dentro apenas a folha A/4 com o poema e título, e ao lado ou por baixo do mesmo o pseudónimo escolhido para identificar o autor. E ainda: c) Em nova folha A/4, em letra Arial 12, a um só espaço, breve currículo do autor, no máximo 20 linhas, onde conste: Nome completo conforme Bilhete de Identidade; Número do B.I ou do Cartão do Cidadão ou de outro documento oficial que o identifique; Obras ou poemas publicados; O título do poema e o pseudónimo escolhido; Identificação da academia/instituição a que pertence através da qual teve conhecimento deste concurso; Foto (facultativa); c)1 - Caso envie o poema através de email, deverá dar cumprimento às alíneas a), b) e c) deste artigo, juntando ao email folhas A/4 com os dados pedidos (usar o botão INSERIR do email). d) O participante disponibilizará, se solicitado, uma cópia do documento de identidade à ALA – Academia de Letras e Artes de Portugal. Artigo 6º. (Entrega) • Os poemas poderão ser entregues até à data limite fixada, em mão, em dias úteis das 15 às 17,30 horas na sede da ALA – Academia de Letras e Artes de Portugal, endereço abaixo ou enviados por correio eletrónico (email) ou através dos C.T.T. Artigo 7º. (Endereço para envio ou entrega): ALA – Academia de Letras e Artes de Portugal - Avenida da Castelhana nº.13 - Monte Estoril - Código postal 2765-405 – ESTORIL - PORTUGAL Artigo8º. (Endereço para envio através de email):
  3. 3. geral@academialetrasartes.pt. Proceder de acordo com o artigo 5º. tendo em especial atenção a alínea c)1. Artigo 9º. Constituição do júri O júri do “Concurso de Poesia Camões – 1580-2014” será constituído por 5 académicos da Ala – área de Letras e será presidido pelo Presidente da Direção da ALA , Senhor Professor Doutor António de Sousa Lara. Artigo 10º. (Decisão do júri): O júri decidirá de forma soberana e irrevogável até ao final da primeira quinzena de Outubro. Os resultados serão publicitados na página da ALA no facebook e no blog http://celestecortez.blogspot.com Artigo 11º. (Forma de aviso aos vencedores) Os vencedores serão avisados pela ALA, por email, telefone ou carta; Artigo 12º. (Forma de entrega dos prémios) a) A entrega de prémios far-se-á num evento a realizar na ALA – Academia de Letras e Artes de Portugal, em data a anunciar posteriormente. b) O prémio, caso o concorrente não possa estar presente no evento da entrega, ser-lhe-á enviado para a morada que tiver sido indicada; Artigo 13º. (Prémios) a) - 1º. Prémio 3 livros e Diploma de Mérito; b) - 2º. Prémio 2 livros e Diploma de Mérito; c) - 3º. Prémio 1 livro e Diploma de Mérito; d) - Do 4º. ao 20º. Prémio, terão Diploma Menção Honrosa; e) Diploma de participação para os restantes concorrentes, à exceção de autores de poemas que tenham sido desclassificados pelo júri; Artigo 14º. (Condicionamentos do concurso) - Os trabalhos não serão devolvidos aos concorrentes; Artigo 15º. (Omissões) Qualquer omissão a este regulamento será resolvida pela entidade promotora – ALA – Academia de Letras e Artes de Portugal; Artigo 16º.( Prazos) A receção dos poemas terá início a partir do dia 11 de junho e encerrará no dia 30 de julho de 2014. Artigo 17º. (Coordenação do concurso)
  4. 4. Este concurso será coordenado pela académica Celeste Cortez, encarregada do regulamento e de dar andamento ao processo e continuidade do mesmo até sua finalização. Artigo 18º.- Entrada em vigor Este Regulamento entra em vigor no dia 9 de junho de 2014. Celeste Cortez, Secretária administrativa da Ala

×