A REVOLUÇÃO      REPUBLICANA PORTUGUESA <br />
Introdução<br />Antecedentes:<br />Portugal atravessava, mais uma vez, um período de <br />grande crise, nos três sectores...
Antecedentes Revolucionários <br />Perda dos territórios<br />entre as<br />colónias e Inflação.<br />Comemorações do<br /...
1890<br />    	Neste ano deu–se um acontecimento que desagradou e indignou muito os Portugueses: o envio do Ultimato pela ...
1891<br />    No dia 31de Janeiro deste mesmo ano, realizou–se na cidade do Porto  a primeira tentativa de revolta  para  ...
1908<br />O regicídio<br />
	Após o regicídio do rei D. Carlos, sucedeu ao trono D. ManueI II, que demitiu João Franco. Apesar de conceder liberdade à...
1910<br />Revolução Republicana <br />
Foi na noite de 4 de Outubro que eclodiu a Revolução:<br />1ºFoi organizada por um grupo de oficiais que pertenciam à Carb...
Finalmente, a República foi aclamada na varanda da Câmara Municipal por <br />José Relvas<br />
A CONSTITUIÇÃO DE 1911<br />PODER LEGISLATIVO<br />Congresso da República<br />(eleito por sufrágio directo)<br />2 câmara...
Realizações I República<br />Laicização do Estado<br />
Educação<br />Combate ao analfabetismo<br />
Direitos Sociais<br /><ul><li>Instituiu-se o direito à greve;
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Instauração da república

1.443 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.443
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
243
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Instauração da república

  1. 1. A REVOLUÇÃO REPUBLICANA PORTUGUESA <br />
  2. 2. Introdução<br />Antecedentes:<br />Portugal atravessava, mais uma vez, um período de <br />grande crise, nos três sectores: social, económico e político. <br /> Ano após ano a insuficiência do reino aumentava e assim também as oposições ao regime vigente aproveitavam todos os seus deslizes para contra-atacar.<br /> Até que o descontentamento foi tal que “rebentou” a tão esperada Revolução, levando ao fim do reinado Monárquico.<br />D. Carlos.<br />
  3. 3. Antecedentes Revolucionários <br />Perda dos territórios<br />entre as<br />colónias e Inflação.<br />Comemorações do<br />Tricentenário; Ultimato;<br />Regicídio.<br />Descontentamento <br />Popular<br />
  4. 4. 1890<br /> Neste ano deu–se um acontecimento que desagradou e indignou muito os Portugueses: o envio do Ultimato pela Inglaterra a Portugal, exigindo a retirada das tropas Portuguesas dos territórios entre Angola e Moçambique. O governo português não conseguiu fazer frente à Inglaterra e desistiu, mostrando mais uma vez a sua incapacidade de regência.<br />Inglaterra<br />Portugal<br />
  5. 5. 1891<br /> No dia 31de Janeiro deste mesmo ano, realizou–se na cidade do Porto a primeira tentativa de revolta para implantar a República. <br />No entanto esta revolta fracassou. <br />
  6. 6. 1908<br />O regicídio<br />
  7. 7. Após o regicídio do rei D. Carlos, sucedeu ao trono D. ManueI II, que demitiu João Franco. Apesar de conceder liberdade à oposição o descontentamento populacional continuava a crescer, tendo sido aproveitado pela Carbonária, pelo Partido Republicano e pela Maçonaria.<br />
  8. 8. 1910<br />Revolução Republicana <br />
  9. 9. Foi na noite de 4 de Outubro que eclodiu a Revolução:<br />1ºFoi organizada por um grupo de oficiais que pertenciam à Carbonária. Tinha como objectivo levar a cabo três ataques:<br />2ºDe seguida os combatentes republicanos, concentraram–se na Rotunda de Lisboa e a Guarda Municipal no Rossio. As tropas monárquicas deram luta, mas os combatentes da rotunda acabaram por sair vitoriosos. <br />Quartel General<br />Palácio Real das Necessidades<br />Quartel do Carmo<br />3ºFoi então que a Marinha decidiu intervir. Para tal bombardeou o Rossio e o Palácio das Necessidades, o que obrigou à fuga da família real para a Ericeira, de onde partiu em direcção à Inglaterra. <br />
  10. 10. Finalmente, a República foi aclamada na varanda da Câmara Municipal por <br />José Relvas<br />
  11. 11.
  12. 12. A CONSTITUIÇÃO DE 1911<br />PODER LEGISLATIVO<br />Congresso da República<br />(eleito por sufrágio directo)<br />2 câmaras – a dos Deputados eleita por 4 anos e a do Senado por 6 anos <br />PODER EXECUTIVO<br />Presidente da República<br />(eleito por 4 anos pelo <br />Congresso; tem funções <br />representativas)<br />Governo<br />(nomeado e demitido pelo<br />Presidente da República; formado <br />por um presidente e ministros)<br />PODER JUDICIAL<br />Tribunais<br />
  13. 13. Realizações I República<br />Laicização do Estado<br />
  14. 14. Educação<br />Combate ao analfabetismo<br />
  15. 15. Direitos Sociais<br /><ul><li>Instituiu-se o direito à greve;
  16. 16. o trabalho infantil foi proibido;
  17. 17. o horário de trabalho foi fixado, em 1919, em 8 horas por dia, seis dias por semana;
  18. 18. foi instituído o divórcio;
  19. 19. criam-se instituições de protecção à infância e à velhice;</li>

×