Sequência didática Márcia

326 visualizações

Publicada em

http://wwwmelhorleitor.blogspot.com.br/

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sequência didática Márcia

  1. 1. Meu primeiro beijo1- Leitura do Texto compartilhada.2- Tela com um beijos inocentes seguida decomentários e significado.3- Música: Beijo ( novela Carrossel) -4- Filme: Meu primeiro amor (trailer)5- Comentário final6- Reescrita do aluno como atividade avaliativa
  2. 2. Ensino FundamentalTempo previsto: 2 aulasObjetivo: Interpretar o sentido do texto,levantar hipóteses.Estratégia: As imagens seguidas da leituraexpressiva da professora, leitura individual.
  3. 3. Sequência didáticaO professor planeja para ensinar um conteúdo.Oferece materiais estimulantes com a ideia doconteúdo prévio.
  4. 4. Beijo inocente
  5. 5. My Girl
  6. 6. Meu primeiro beijo
  7. 7. Meu primeiro beijo
  8. 8. Filme
  9. 9. Um beijo (do latim basium) é o toque dos lábios com qualquer coisa, normalmente uma pessoa. Na cultura ocidental é considerado um gesto de afeição. Entre amigos, é utilizado como cumprimento ou despedida. O beijo nos lábios de outra pessoa é um símbolo de afeição românticaO beijo
  10. 10. Beijinho
  11. 11. Beijo Antes de CristoOs mais antigos relatos sobre o beijoremontam a 2500 a.C., nas paredesdos templos de Khajuraho, na Índia.Diz-se que na Suméria, antigaMesopotâmia, as pessoascostumavam enviar beijos aos deuses. Na Antiguidade também era comum,para gregos e romanos, o beijo entreguerreiros no retorno dos combates.Era uma espécie de prova dereconhecimento. Aliás, os gregosadoravam beijar. Mas foram osromanos que difundiram a prática. Osimperadores permitiam que os nobresmais influentes beijassem seus lábios,e os menos importantes as mãos. Ossúditos podiam beijar apenas os pés.Eles tinham três tipos de beijos:o basium, entre conhecidos;o osculum, entre amigos; e o suavium,ou beijo dos amantes.
  12. 12. Beijos, beijos...Na Escócia, era costume o padre beijar os lábios da noiva ao final da cerimônia. Acreditava Na Escócia, era costume o padre beijar os lábios da noiva ao final da cerimônia. Acreditava-se que a felicidade conjugal dependia dessa benção. Já na festa, a noiva deveria beijar todos os homens na boca, em troca de dinheiro. Na Rússia, uma das mais altas formas de reconhecimento oficial era o beijo do czar.No século XV, os nobres franceses podiam beijar qualquer mulher. Na Itália, entretanto, se um homem beijasse uma donzela em público, era obrigado a casar imediatamente. No latim, beijo significa toque dos lábios. Na cultura ocidental, ele é considerado gesto de afeição. Entre amigos, é utilizado como cumprimento ou despedida; entre amantes e apaixonados, como prova da paixão.
  13. 13. Beijos para os pedidosMas é também um sinal de reverência,ao se beijar, por exemplo, o anel doPapa ou de membros da altahierarquia da Igreja. No Brasil, D. JoãoVI introduziu a cerimônia do beija-mão: em determinados dias o acessoao Paço Imperial era liberado a todosque desejassem apresentar algumareivindicação ao monarca. Em sinal derespeito, tanto os nobres, como aspessoas mais simples, até mesmo osescravos, beijavam-lhe a mão direitaantes de fazer seu pedido. Esse hábitofoi mantido por D. Pedro I e por D.Pedro II.

×