Respeitem-nos <ul><li>No dia 02 de Agosto de 2009 (Domingo), desloquei-me a um café perto da minha residência, para compra...
A foto do  AGENTE GUILHERMINO
<ul><li>Sou um AGENTE DE AUTORIDADE, sim, isso mesmo. </li></ul><ul><li>Sou eu aquele que garante a segurança, bem como os...
<ul><li>Tenho três palavras para a publicação daquela foto. </li></ul><ul><li>Tristeza; </li></ul><ul><li>Indignação; </li...
<ul><li>  Sendo eu um Agente de Autoridade </li></ul><ul><li>Fiquei triste, pelo facto de ser mais uma morte de um element...
<ul><li>    Como Pai   </li></ul><ul><li>Fiquei triste, pela falta que o meu colega vai fazer aos seus filhos menores, que...
<ul><li>Como filho </li></ul><ul><li>Fiquei triste, porque um Pai é tudo aquilo que nós enquanto filhos, nos queremos torn...
<ul><li>Eu nem sequer quero tirar qualquer tipo de ilações sobre o porquê daquela foto, mas aquele homem da fotografia, qu...
<ul><li>Eu imagino que o dia á dia dos colaboradores do “Correio da Manhã” seja atarefado, porque não deve ser fácil, mant...
<ul><li>Porque é que colocaram aquela fotografia no jornal? Qual a intenção?  </li></ul>
<ul><li>Porque é que não colocaram a fotografia do indivíduo que involuntariamente matou o Agente Guilhermino? </li></ul>
<ul><li>Se tiverem/tivessem filho(s), gostavam que eles o vissem assim numa foto como á de o Agente Guilhermino? </li></ul>
<ul><li>Gostavam de ver o vosso Pai numa foto como á de o Agente Guilhermino?  </li></ul>
<ul><li>Não acham que aquela foto foi exagerada, despropositada, em que porventura a fotografia do Agente Guilhermino vivo...
<ul><li>Camaradas, colegas e amigos de profissão não se abstenham de mostrar a vossa indignação junto do “Correio da Manhã...
<ul><li>Desde já peço desculpa á família, nomeadamente aos filhos se algum dia virem estes diapositivos, por relembrarem u...
<ul><li>Espero que um dia alguém daquele jornal acorde e torne público um pedido de desculpas á família do  AGENTE GUILHER...
<ul><li>Obrigado pelo tempo dispendido. </li></ul><ul><li>Bem hajam! </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Respeitem Nos

178 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
178
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Respeitem Nos

  1. 1. Respeitem-nos <ul><li>No dia 02 de Agosto de 2009 (Domingo), desloquei-me a um café perto da minha residência, para comprar o jornal “Correio da Manhã”. Qual foi o meu espanto quando vi na 1ª página um agente da Polícia de Segurança Pública, morto, estando o mesmo semi-nú. </li></ul><ul><li>Não acreditando no que estava a ver, fechei os olhos e voltei a abri-los e lá estava de novo a imagem. </li></ul><ul><li>Perante aquilo o meu espanto transformou-se em indignação, tristeza e revolta. </li></ul>
  2. 2. A foto do AGENTE GUILHERMINO
  3. 3. <ul><li>Sou um AGENTE DE AUTORIDADE, sim, isso mesmo. </li></ul><ul><li>Sou eu aquele que garante a segurança, bem como os demais direitos fundamentais, nomeadamente a liberdade de expressão. </li></ul><ul><li>Mas será isto uma boa prestação de serviço público? </li></ul><ul><li>Ou, simplesmente uma maneira pouco correcta de vender o seu produto!! </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Tenho três palavras para a publicação daquela foto. </li></ul><ul><li>Tristeza; </li></ul><ul><li>Indignação; </li></ul><ul><li>Revolta. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>  Sendo eu um Agente de Autoridade </li></ul><ul><li>Fiquei triste, pelo facto de ser mais uma morte de um elemento que diariamente contribuía para a segurança das pessoas e bens. </li></ul><ul><li>Sendo eu um Agente de Autoridade </li></ul><ul><li>Fiquei revoltado, porque moralmente foi uma falta de respeito. Respeito? Sim, respeito, pelo Agente de uma Força de Segurança que padeceu no cumprimento da sua missão, bem como para com a farda que vestia, com a camisa aberta e rasgada, das manobras de reanimação. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>    Como Pai </li></ul><ul><li>Fiquei triste, pela falta que o meu colega vai fazer aos seus filhos menores, que já têm idade para compreender a gravidade da situação. </li></ul><ul><li>Como Pai </li></ul><ul><li>Fiquei revoltado, porque de certeza que nenhum pai quer que os seus filhos o vejam numa fotografia como aquela na hora da morte. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Como filho </li></ul><ul><li>Fiquei triste, porque um Pai é tudo aquilo que nós enquanto filhos, nos queremos tornar e a sua morte prematura corta um elo de ligação e uma corrente de continuidade na nossa educação. </li></ul><ul><li>   Como filho </li></ul><ul><li>Fiquei revoltado, porque aquela imagem de certeza que ainda marca e magoa os filhos do Agente Guilhermino, vendo o seu pai, morto, ainda fardado, com a mesma farda que o viram a sair de casa ou que a sua mãe esteve a passar a ferro enquanto ele brincava com os filhos, alguém pensou nisso? </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Eu nem sequer quero tirar qualquer tipo de ilações sobre o porquê daquela foto, mas aquele homem da fotografia, que se encontrava semi nú,   era um Agente de Autoridade e um chefe de família, que estava a trabalhar para outros estarem a descansar, sendo injusto, porque ele estava ali para zelar precisamente pelo contrário do que aconteceu naquele dia ás 02H50, que era, pela segurança e integridade física de todos os demais utentes do IC 17. </li></ul><ul><li>Os senhores do “Correio da Manhã” porventura, já imaginaram o porquê daquelas mantas que os Bombeiros/Polícia/GNR colocam por cima dos cadáveres aquando de ocorrências com vítimas mortais? Não? Se calhar uma das razões é a de não ferir susceptibilidades e colocam aquela foto na primeira página do jornal. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Eu imagino que o dia á dia dos colaboradores do “Correio da Manhã” seja atarefado, porque não deve ser fácil, manter o nosso País informado, mas na medida do possível, gostava que respondessem às seguintes questões: </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Porque é que colocaram aquela fotografia no jornal? Qual a intenção? </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Porque é que não colocaram a fotografia do indivíduo que involuntariamente matou o Agente Guilhermino? </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Se tiverem/tivessem filho(s), gostavam que eles o vissem assim numa foto como á de o Agente Guilhermino? </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Gostavam de ver o vosso Pai numa foto como á de o Agente Guilhermino? </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Não acham que aquela foto foi exagerada, despropositada, em que porventura a fotografia do Agente Guilhermino vivo que está ao lado da mencionada foto era suficiente? </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Camaradas, colegas e amigos de profissão não se abstenham de mostrar a vossa indignação junto do “Correio da Manhã”, para o endereço [email_address] , porque eu já o fiz, esperando que alguém se digne de esclarecer e responder a estas questões. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Desde já peço desculpa á família, nomeadamente aos filhos se algum dia virem estes diapositivos, por relembrarem uma fase muito má na vossa vida, mas é uma fase e sois fortes. </li></ul><ul><li>Os meus profundos sentimentos. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Espero que um dia alguém daquele jornal acorde e torne público um pedido de desculpas á família do AGENTE GUILHERMINO. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Obrigado pelo tempo dispendido. </li></ul><ul><li>Bem hajam! </li></ul>

×