ESCOLA SECUNDÁRIA POETA ANTÓNIO ALEIXO
             Área de Projecto – 12º ano
                                           ...
encontram. As condições que faremos variar são a temperatura, o oxigénio
dissolvido e pH da água dos aquários e o alimento...
determinar se estão realmente em bom estado; e também não podemos
estabelecer quando ocorrerão os acasalamentos.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório do 1º período

440 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
440
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório do 1º período

  1. 1. ESCOLA SECUNDÁRIA POETA ANTÓNIO ALEIXO Área de Projecto – 12º ano Curso Científico-Humanístico de 2009/2010 Ciências e Tecnologias An Windels Nº1 Turma C Grupo I Relatório do 1º Período Pertenço ao grupo I, constituído também por Anastasia Ambroci, Bruno Costa e Tiago Raposo. O tema do nosso trabalho é a forma como alguns parâmetros podem influenciar a reprodução dos guppies (Poecilia reticulata). Escolhemos este tema porque nos interessamos por biologia (e pelos fenómenos reprodutivos que já estudámos nesta disciplina) e em especial por peixes. Este tema permite que realizemos um trabalho com conclusões aplicáveis e com alguma utilidade; para além disso considerámos ser um tema completo por conjugar uma parte teórica com uma parte experimental. Desta forma, torna-se também mais agradável trabalharmos todo o ano lectivo com o mesmo assunto. O facto de haver uma sala de aquários na escola também contribui para a nossa escolha, uma vez que desta forma temos mais facilmente acesso aos materiais necessários para manter aquários. Através da realização deste trabalho pretendemos determinar quais e de que forma as condições propiciam ou, pelo contrário, inibem a reprodução dos guppies (sendo o nosso problema: Quais as condições mais favoráveis à reprodução dos guppies?). As conclusões que esperamos tirar das experiencias que iremos realizar poderão depois ser utilizadas por aquariofilistas que queiram optimizar os processos reprodutivos dos seus guppies. Os aquariofilistas que tiverem acesso ao nosso trabalho, caso as condições (temperatura, pH, oxigénio dissolvido e alimentação) dos seus aquários de guppies não sejam as mais propícias à reprodução destes peixes, têm a possibilidade de as corrigirem, segundo os resultados obtidos nos nossos trabalhos experimentais. Para obtermos resposta(s) à nossa questão inicial dividimos o nosso trabalho de projecto em duas vertentes, uma mais teórica e outra mais prática. Primeiramente realizámos um trabalho de pesquisa acerca da espécie em estudo (fiquei encarregue da parte da reprodução dos guppies). Este trabalho possibilitou que começássemos o nosso trabalho experimental, que não poderia ser realizado sem que tivéssemos já adquirido algum conhecimento sobre esta espécie e também um pouco sobre a aquariofilia em geral. O nosso trabalho experimental consiste em observar se há diferenças no número de descendentes e no número de mortes na descendência quando variamos propositadamente e controladamente as condições em que os guppies se
  2. 2. encontram. As condições que faremos variar são a temperatura, o oxigénio dissolvido e pH da água dos aquários e o alimento dado aos peixes. Neste momento decorre a situação controlo, isto é, os guppies encontram-se nas condições consideradas normais. Os resultados obtidos nesta situação servirão de referência para todos os resultados obtidos a seguir (no 2º período). Neste momento sou responsável pela alimentação dos guppies à sexta-feira. Temos três aquários, dois deles têm cada um 1 trio de guppies (um macho e duas fêmeas), o terceiro aquário irá receber os descendentes destes trios. Por exemplo quando estivermos a analisar a variável temperatura, no aquário 1 faremos aumentar 4ºC a temperatura em relação à temperatura do controlo e no 2 diminuir 4ºC. Se, por exemplo, no aquário 1 forem obtidos mais 10 descendentes e menos 5 mortes, e no aquário 2 menos 10 descendentes e mais 5 mortes que na situação controlo, podemos concluir que 4 ºC acima da temperatura normal a reprodução é favorecida, ao contrário de 4 ºC abaixo da temperatura controlo, que contraria a reprodução. Repetiremos este esquema de procedimento e raciocínio para as outras variáveis. Para fazer as medições das variáveis independentes em estudo usamos termómetros, sensores de pH e de oxigénio. Recentemente recebemos a proposta de fazer um workshop gratuito na escola em conjunto com a loja de animais barbatanas e cãopanhia, que teria como objectivo mostrar à comunidade escolar como montar um aquário e em paralelo fazer uma pequena apresentação do nosso trabalho de projecto. Seria feita publicidade à loja e em contrapartida seria doado à escola o aquário montado no workshop, forneceram-nos também informação para o trabalho teórico. Bibliografia: WHITNEY, Leon F.; HAHNEL, Paul; “O Livro Dos Guppies”; Lisboa; EDITORIAL PRESENÇA http://clientes.netvisao.pt/ut021507/guppys_para_iniciantes.htm http://aquamania.blogs.sapo.pt/5807.html http://www.geocities.com/Petsburgh/4047/guppye.htm http://blogdosbichos.blogs.sapo.pt/arquivo/031001.html http://ocantinhodosanimais.com/v1/content/view/30/41/ http://www.forumamordepeixe.com.br/viewtopic.php?f=36&t=130 http://www.scribd.com/doc/22209734/Unidade-09-Sistema- Reprodutivo O nosso trabalho, por ter como base seres vivos, pode torna-se um pouco mais difícil, pois não controlamos a 100% a sua saúde e as interacções entre eles. Isto é, quando adquirimos peixes nas lojas, apenas ao vê-los, não conseguimos
  3. 3. determinar se estão realmente em bom estado; e também não podemos estabelecer quando ocorrerão os acasalamentos.

×