O que é método

1.374 visualizações

Publicada em

Apresenta uma introdução ao conceito de método.

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.374
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
821
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O que é método

  1. 1. CEAC . numuhy- »um nnuu/ .u nn. .- w u. o QUE É MÉTODO? PIM. Dn. »1¡IIllÍ1'l<'v A. Í'. Pr-Ir- ' Imp: Vnap¡wndcem-murhxx-. rrudpwss. :um
  2. 2. J ETIMOLOGIA: Meth - através, para além de, após Odos - Caminho : HEGEN BERG Um processo exitoso de descoberta, não necessariamente pré-fixado í' ACKOFF Forma de decidir entre técnicas Técnica - Resultado da decisão Método - Regra de escolha Il KAPLAN Compreensão dos resultados e principalmente do processo Pmf. DI. Malu iria A. P. Pffílxflh) l¡tt¡'v: ,'_~'c›np¡ | Í'l(lÊ4Ç'|1lSílllI'l| ).'0lCÍpI085.( runs'
  3. 3. J TÉCNICA Ferramenta usada para testar as as ideias do pesquisador. Por exemplo: Questionários, entrevistas, etc MÉTODO Regra de escolha da ferramenta. Forma de planejar, plano mestre. Por exemplo: Funcíonalísta, histórico, etc Piaf. DI. Malu iria A. P. PCÍAOÍO Intp: ,', ~'r_›n[›| I? l(lÊ4Ç'|1ISí| llI'll). '0ICÍpI055.( rms'
  4. 4. _ñ *3 “ ° ›¡'55?m. 'fi' r" arsgrzzgíaix «'V'= ÍIÍ= J'I5Ê›JHFJF*E l fhctãlñgugâs p . . L . fãqàâ. . A' 'ou' c' "vii . ., . l sflimãâíüfwmñw* ¡Hkílíffâêfzãr-ãlíí-. ÍE : um ãy: ' - ' ¡ L 01m¡ ; winrar-asi . g5, liF-Íílãllífí; 'wpymm açaí' 1 Éêlãrgígwm @iâlíítã-j-. tvíç-Iüíàwisjaííülízz g '(3.53 kjÍ('loÍIj, L§-§JÍÉI§IÍ3@I§ . .--. _. . Prof. DI. MaulidbA. P. 'Peõcoto http/ Ioaprendízemsaudmwordpressxan/
  5. 5. a: EXPLORATÓRIA Escolha do tema Delimitação do problema Construção dos instrumentos Exploração do campo ^ TRABALHO DE CAMPO : ANÁLISE DO MATERIAL Análise = Relações entre variáveis Interpretação = Esclarece significados e generaliza Pini. Di. Malu iria A. Í'. PPII-. tãífi http: 'nnptonrlircmsauu' n". '.'. ~ou u sx l um
  6. 6. Epistemológico Teórico PESQUISA Í'lI›l. lu. 'ulJllllt lu l'. Pvl-nhl lirtp: It-qllvll-ifvlll*», |Ilriv'. .1uinlplr~'. '.. a . m
  7. 7. @i CEAC' "A ciência é todo um conjunto de atitudes e atividades racionais, dirigidas ao / CONCEWO . sistemático conhecimento, com objeto / / limitado, capaz de ser submetido à ClÊNClA verificação" Trujillo (1974) x É LÓGICA x, NATUREZA os A DUAL - O = » TÉCNICA Pini. (ii. l'~. l;iiiii« lu A. f'. Pri-mtu http: 'uupia-ii-"ltuiiisniirluuv. uulpio-; aruni
  8. 8. J CEAC¡ O GEAC tem suas bases estabelecidas em 1998 a partir da aglutinação de pesquisas tendo o processo de aprendizagem na saúde como tema central. Em maio de 2002, o Grupo é formalmente certificado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro como um Grupo de Pesquisa do Diretório de Grupos de Pesquisa do Brasil do CNPq . Desde então o GEAC, que surge de parceria acadêmica entre o Laboratório de Currículo e Ensino do Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde (NUTES/ UFRJ) e o Departamento de Enfermagem Fundamental da Escola de Enfermagem Anna Nery (EEAN/ UFRJ), amplia suas atividades para um caráter cada vez mais multidisciplinar. Atualmente, as pesquisas do Grupo, genericamente, visam investigar o processo de aprendizagem no ser humano. Os recortes de interesse incluem: metacognição, estilos de aprendizagem, motivação, hábitos e fontes de estudo, formas de raciocinio, interação social e estratégias de aprendizagem. Os estudos têm se dado em contextos tanto presenciais como naqueles inseridos no ciberespaço. Além disto, procura difundir o conhecimento pertinente, testando algumas de suas aplicações. Seu referencial teórico fundamenta-se principalmente nos autores cognitivistas. Dentre estes em particular, aqueles oriundos do movimento metacognitivo e da psicologia diferencial. Pini. [il. i'›l¡lI| lÍ1ÍuÂ. Í'. PÚÍl-. ÚÍU http: "ruipioii-“ltc-iiisriiirlu-. zxw›irlpiç-; s.rn›ii›

×