Orçamento da Familia

240 visualizações

Publicada em

Como é dificil em momentos de contenção orçamental, manter um estatos de vida e passar a mensagem de possiveis restrições aos nossos filhos...

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
240
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Orçamento da Familia

  1. 1. ESCOLA SECUNDÁRIA DE GAMA BARROS<br />CURSOS E.F.A. SECUNDÁRIO ÁREA DE COMPETÊNCIA - CHAVE: STC UC: 4 – Relações EconómicasRA (DRA): 1 – Orçamento FamiliarGrupo de Formação: G IV<br />Formador: Adérito Cunha Formando: José TaboadaNº 7Data: 08/06/2009<br />
  2. 2. Alfredo<br />50 Anos<br />Funcionário Público<br />Segurança Social<br />Cláudia<br />39 Anos<br />Desempregada<br />Mariazinha<br />13 Anos<br />Síndrome de Down<br />Ticha<br />6 Meses<br />Família Afonso<br />
  3. 3. Cláudia no trânsito depois de um dia de trabalho<br />
  4. 4. Chega a casa ao escurecer<br />
  5. 5. Querido, também te amo mas, trago más notícias …<br />Olá querida, como correu o dia?<br />
  6. 6. Truz… <br />A CRISE BATE À PORTA DA CLASSE MÉDIA<br />
  7. 7. A seguradora onde trabalhava fechou portas… estou desempregada!<br />O que se passa? Estou a ficar preocupado!<br />
  8. 8. A nossa querida filha … vamos ter de a retirar do colégio de ensino especial… vai regredir e muito no ensino público …<br />Até pode compreender mas, o que dirão as coleguinhas… e as minhas amigas, o que irão pensar da nossa situação?<br />A Mariazinha é uma menina inteligente…Síndrome de Down não é demência…talvez lhe faça bem comunicar com outras crianças…em ambientes diversos!<br />
  9. 9. Vamos ter calma, filha…temos de refazer a contabilidade doméstica e pronto!<br />Ouve, as notícias … mais 75 pessoas para o desemprego… nunca pensei ser uma delas.<br />O que será de nós com tantas contas para pagar? Só me apetece chorar…<br />
  10. 10. Refazer o orçamento doméstico!? A prestação da casa…a do meu carro…as férias do Verão passado…as nossas festas de fim-de-semana…o que vai ser da nossa vida, Alfredo?<br />Cláudia! Vamos ter calma e tentar arranjar maneiras de não cairmos no fosso do desespero…temos o nosso amor para nos dar forças e a nossa filha a quem devemos oferecer o mínimo de estabilidade familiar…vamos até à biblioteca…<br />
  11. 11. Vamos lá com calma… fazer contas e saber a nossa real situação<br />A nossa posição social é catastrófica, não tenhas dúvidas!<br />
  12. 12. Fazemos uma tabela no Excel, coloco o meu vencimento e o subsídio de desemprego num lado e os gastos mensais no outro e dá para mal dos meus pecados … 154,40 € de saldo negativo!<br />Temos de cortar nas despesas e vamos começar pela viatura da Cláudia, vende-se e entrega-se o dinheiro ao banco e fica paga (menos 377,51 €); como fica em casa não é necessário pagar a uma empregada de limpeza (menos 350 €). Isto está a compor-se mas, é preciso mais: temos de poupar na água (só tomar banho de chuveiro e colocar temporizadores nas torneiras e nas sanitas), na luz (vamos comprar lâmpadas economizadoras) e já me esquecia, o pacote (TV / Net e Telefone fixo), vai á vida, anula-se o contracto e poupamos 99,92 €.<br />Feitas as contas, temos de poupança 868,42 € o que nos deixa um saldo positivo de 714 €... assim poderemos poupar mais ou menos 500 € mensais que farão falta para o próximo ano já que a Cláudia só tem direito a um ano de subsídio de desemprego – maldita crise !<br />
  13. 13.
  14. 14. O próximo ano está controlado, estás a ver, E não é necessário fazer um grande esforço!<br />Grande esforço?! Fazer a comida, limpar a casa toda, passar a ferro, etc. etc. <br />E as festas com as minhas amigas? Ai… Ai… Ai…<br />Agora vou fazer contas para um possível mas, não desejado segundo ano …<br />Pois, tens razão…<br />
  15. 15. A Mariazinha não pode sofrer quaisquer entraves na sua educação, é um dado adquirido.<br />Espero que não haja avarias de electrodomésticos ou obras de grande monta na casa (temos de guardar os subsídios de férias e de natal para essas eventualidades). Teremos de fazer muitas compras nas épocas de saldos e voltar a comer umas sopinhas à moda da avozinha.<br />As festas da Cláudia acabaram, coitada dela, as suas amigas…<br />Os 500 € poupados no ano findo vão suprir em parte a falta do Subsídio de desemprego .<br />A Cláudia tem arranjar emprego quanto antes!<br />Este segundo ano está também controlado, mais apertado mas sobre controlo, espero eu.<br />Esperamos não ter necessidade de utilizar o PPR.<br />
  16. 16.
  17. 17. Vou tomar um “Xanax” senão não consigo dormir.<br />Não sejamos miserabilistas mas, vou apagar estas luxes todas e… boa noite querida!<br />Boa noite Alfredo!<br />
  18. 18. Também te amo muito minha Cluclu! Esperemos que arranjes emprego rapidamente!<br />Deixa-me dar-te uma beijoca na tua carequinha, meu matemático caseiro! Amo-te Alfredo<br />

×