Proteínas do plasma seminal murilo

711 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
711
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proteínas do plasma seminal murilo

  1. 1. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS PROTEÍNAS DO PLASMA SEMINAL EQUINODisciplina: Tecnologia de SêmenPós graduando: Murilo Farias Rodrigues
  2. 2. Introdução• As metodologias de avaliação convencional poderão identificar garanhões subférteis, porém apresentam uma grande variação dos resultados in vivo de garanhões considerados férteis (Giesecke et al., 2010)• Proteínas do plasma seminal modulam funções cruciais na reprodução: • Motilidade • Capacitação espermática • Proteção celular • Reação acrossômica • Fertilização Moura et al., 2010
  3. 3. Proteínas do Plasma Seminal - SP• Três famílias principais:• Proteínas secretadas ricas em cisteínas (CRISPs)• Proteínas que contém o domínio fibronectina tipo II• Proteínas da família espermadesinas Töpfer-Petersen et al., 2005
  4. 4. Adaptado Pousadas, I. C (2007)
  5. 5. Proteínas PS equinos - EstruturaTöpfer-Petersen et al., 2005
  6. 6. HSP-1 e 2 • Produzidas na cauda do epidídimo • Ligam-se a fosfolipídios da membrana e a heparina (Calvete et al., 1999)Figura fonte: Manjunath e Therien, 2002 - Journal of ReproductiveImmunology 53 (2002) 109–119
  7. 7. CRISP-1• Liga-se na região equatorial durante a capacitação • Evita a capacitação prematura (Roberts, 2006)
  8. 8. CRISP-2• Produzida no testículo – maturação acrossomática• TPX-1 – Ativação dos canais de Ca++ (Motilidade)GIBBS et al. JOURNAL OF BIOLOGICAL CHEMISTRY VOL. 281, NO. 7, pp. 4156–4163, February 17, 2006
  9. 9. CRISP-3 (HSP-3)• Encontra-se em maior quantidade no plasma seminal da espécie equina (Schambony et al., 1998)• Efeito protetor seletivo contra a ligação celular dos PMN (Troedsson et al., 2010)• Apresenta r=0,495 (P=0,027) com a taxa concepção/1º ciclo (Novak et al., 2010)
  10. 10. HSP-4 e HSP-5• HSP-4: • Está relacionado ao produto semelhante ao gene da calcitonina e os níveis de calcitonina foram correlacionados com a motilidade espermática (Mungan et al., 2001)• HSP-5: • Ainda não se observou relação com as outras proteínas
  11. 11. HSP-6 e HSP-8• São diferentes isoformas de uma mesma proteínas pertencentes à família das calicreínas • Taxa de concepção/1ºCiclo com r= - 0,60 (P=0,028) • Volume ejaculado com r= 0,46 (P=0,04) Novak et al., 2010
  12. 12. HSP-7• Espermadesinas • Estabilização da membrana plasmática, capacitação e interação espermatozoide-oviduto ou zona pelúcida (Martinez et al., 2011) Töpfer-Petersen et al., 2005
  13. 13. Osteopontina Souza, 2008.
  14. 14. PG- sintase tipo lipocalina (PDGS)• Papel no desenvolvimento e maturação espermática (Gerena et al., 2000).• Entretanto a exata função que a mesma exerce sobre os espermatozóides ainda não está esclarecida (Moura et al., 2006).
  15. 15. Outras Proteínas: SPTZ Proteína Fertilidade Peso molecular (kDa) (r)Citrato Sintase + 52Fumarato Hidratase + 50,9Malato Desidrogenase + 36Dihidrolipamida Desidrogenase + 54α-Enolase + 41 Adaptado Novak et al., 2010
  16. 16. Outras Proteínas: Plasma Seminal Proteína Fertilidade Peso molecular (kDa) (r)CRISP-3 + 29,3Calicreína – IE2 - 29Clusterina - 29SP2 - 52SP1 - 14,2 Adaptado Novak et al., 2010
  17. 17. IGF-1 P= 0,007 Novak et al., 2010
  18. 18. Clusterina P= 0,0003 Novak et al., 2010
  19. 19. Outras Proteínas r = [Enzimática] Pesch, et al. 2006
  20. 20. OBRIGADO

×