1 Edição Revista Moto and Clube

1.016 visualizações

Publicada em

Especial Filhos da Liberdade - Irmandade

Publicada em: Esportes, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.016
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 Edição Revista Moto and Clube

  1. 1. 3ESPECIALFILHOSDALIBERDADE EDITORIAL maisuma... É com grande satisfação que nós da Ample Marketing Direto lançamos a Revista Moto and Clube. Uma revista feita exclusi- vamente para moto clubes e para quem é realmente apaixonado por motos. A cada edição traremos a rotina de um Moto Clube, suas origens, ideais, viagens, histórias, ensinamentos e suas ações perante a sociedade. No inicio será difícil agradar a gregos e troianos, mas com a cola- boração de vocês alcançaremos a perfeição nos tornando referên- cia no ramo. Nossa intenção é mostrar um pouco mais sobre a cultura em duas rodas. Agradecemos a todos que acreditaram no nosso trabalho e nos deram apoio para seguir em frente. Boa Leitura! A Revista Moto and Club é uma publicação mensal da Ample Marketing Direto. CNPJ: 11.382.473/0001-17 Endereço: R: Dep. Neo Martins, 706 lj 01 – Novo Mundo – Curitiba-PR Representantes Comerciais Bia Gianisella – bia@amplemkt.com.br Rodrigo Packer – rodrigo@amplemkt.com.br Mike Braz – mike@amplemkt.com.br Fone: 41 3053 5747 / 3053 5646 capa �� �a��������������������������������� Moto clube Gostou da revista? Quer ser o próximo moto clube a participar? Então entre em contato conosco EMPRESAS Ample Marketing Direto 41 3053 5747 / 3053 5646 contato@amplemkt.com.br Quer divulgar sua empresa na revista? Então corra, os espaços são limitados. Somente 12 por revista. caclhau ���� a�����a���������u�u��������������������
  2. 2. A história da nossa fundação começa em meados de 1997, onde alguns integrantes começaram a discutir sobre a possi- bilidade em se fundar um MC. Depois de algumas conversas foi escolhido o nome “Filhos da Liberdade – MC”. Então, exa- tamente no dia 10 de Janeiro de 1998 foi feita a 1ª reunião para se firmar a fundação do então mais novo MC de Curitiba. Desde a nossa fundação (na época como MC) nossa ideolo- gia já era diferenciada dos demais, pois já possuíamos regras claras de conduta, descritas em nosso regimento interno. Ori- ginalmente os FDLs tiveram como fundadores 4 integrantes, mas em Janeiro de 1998, já éramos em sete. Passado um ano de existência começamos a expandir e amadurecer a idéia de termos um diferencial, que até hoje existe em nosso sangue...o sentimento de IRMANDADE. Neste meio tempo, trocamos nossa logo, desenvolvendo nosso segundo brasão, más continuando como MC, já que precisávamos ainda discutir os valores que estávamos pres- tes a incutir dentro de nós mesmos. Passou-se cerca de um ano e então decidimos que estávamos prontos para adotar a “bandeira” de IRMANDADE, e com isto definitivamente definirmos nossas cores. Desde então, nosso foco foi cada vez mais fortalecer a nossa amizade e nossa união. Aos poucos fomos amadurecendo e conquistando nossos ideais. Como toda família, passamos por momentos difíceis, mais precisa- mente no ano de 2000. Este realmente foi um marco em nossa história, pois após alguns problemas internos, tivemos que recomeçar. Fizeram parte deste recomeço cerca de oito dos treze que eram de nossa IRMANDADE, sendo que destes, sete defenderam e continuam a defender com unhas e dentes nossas cores, pois levam no sangue a palavra IRMANDADE. Após passado um pouco de tempo, colocamos as coisas no devido lugar e fomos agregando grandes irmãos mas in- felizmente um dos “sete” nos deixou, privando-nos de sua companhia terrena. Novamente sofremos um baque, mas 4 ESPECIALFILHOSDALIBERDADE VIDADEMC'S|ORIGENS COMIDÉIAS,ATITUDESFORTESE CONSIDERAÇÃOAOSEUPASSADO ÉQUESEDÁORIGEMAUMA IRMANDADEDEVERDADE
  3. 3. tiramos desta perda uma lição valiosa de ver- dadeira amizade, que somente os que naquela época conviveram com nosso irmão Marcelão a conhecem...!!! Após passarmos pela perda de nosso irmão, novamente aceleramos para que tivéssemos um local que pudéssemos nos encontrar com mais freqüência, fazer festas, convidar os amigos, etc. Foi onde locamos uma “nova” sede, no Carmo. Lá, passamos bons momentos onde agregamos muitos irmãos, crescendo exponencialmente nosso efetivo e difundindo cada vez mais nosso veio social, promovendo festas para as crianças em Outubro e em Dezembro fazendo arrecada- ções para o Natal, que são distribuídos em várias comunidades de Curitiba. Os anos foram se passando, fomos nos estru- turando cada vez mais, e naturalmente com isso pessoas vêm e vão, como diz um provérbio in- terno FDL: ‘Ou você é um FDL ou você está um FDL, e para quem está, não há espaço’. Então hoje após vários altos e baixos, como toda família tem, nos encontramos com um efetivo de mais de 60 homens, sendo que destes mais de 40 são Escudos-Fechado. Possuímos re- gistro do nosso Estatuto e de nossas cores (bra- são e nome), no caso de haver plágio por algum desavisado. Hoje, temos um grande respeito no meio motociclístico que nos orgulha, orgulho este por não ser um “respeito imposto”, mas sim conquistado. Assim são os FDLs...!!! 5ESPECIALFILHOSDALIBERDADE 5
  4. 4. 6 ESPECIALFILHOSDALIBERDADE MOTO/TURISMO Liberdade responsabilidade A motocicleta é dentre os veículos terrestres o que propicia o maior nível de liberdade. Esta liberdade vem de vários fatores como tama- nho, relação potencia/peso, manobrabilidade e a sensação de “vento na cara”. E são estes que conseguem fazer com que, em geral, não seja- mos apenas motociclistas, mas sim apaixonados pelo motociclismo. Poucas são as “tribos” ou atividades onde se tenham tantos clubes e en- contros como no motociclismo. Porém, é esta mesma liberdade que nos trás problemas. A grande facilidade de mobilidade e potência é um incentivo a costurar no trânsito e fazer ultrapassagens que condutores de outros veículos com mais de 3 rodas sequer consegue imaginar e, em parte, justamente por não faze- rem ideia do que é fazer um “slalon” no trânsito ou voar baixo à 200km/h em uma estrada, é que a falta de atenção aliada à esse desconhecimento acabe por gerar muitos dos acidentes.Se buscar- mos na história recente outros segmentos onde a busca pela liberdade se concretizou, podemos fazer uma analogia e autoavaliação do nosso comportamento no trânsito. Se há poucas dé- cadas atrás o sexo era reprimido e só aceito no casamento, sua liberação proporcionou muito mais conhecimento e prazer, mas em contra par- tida passamos a ter uma série de adolescentes grávidas e pessoas com DSTs tendo suas vidas pessoais, profissionais e familiares seriamente comprometidas. Para as sociedades ex-socialis- tas, onde na época as profissões eram determi- nadas pelo governo (e seus salários também), conseguiram recentemente a liberdade do capi- talismo e poder de escolha de escolher sua ativi- dade de trabalho, entretanto, sentiram na pela a responsabilidade de serem produtivos e busca- rem evolução constante, já que agora quem sus- tenta sua família não é mais o governo. demanda Desfrutar da liberdade de uma motocicleta também demanda de nós muita responsabilidade. Esta se dá na necessidade de aprender muito mais do que ensinam em uma motoescola. Este apren- dizado deve incluir conhecer a moto, conhecer os demais veículos no trânsito, conhecer o compor- tamento dos condutores, conhecer os sistemas de proteção e segurança e, principalmente, conhecer a si próprio. É preciso saber que andar rápido no trânsito, por exemplo, para tirar no asfalto o atraso para um compromisso, implica em ter diminuída o nível de atenção no trânsito aliado à manobras mais ousadas para chegar mais rápido e, com isso, aumentar a probabilidade de se envolver em um acidente.Todo esse conhecimento é para ser usado no processo de tomada de decisão: -Este compromisso para o qual estou atra- sado é tão importante a ponto de valer a pena correr o risco de um acidente? -O prazer de andar na estrada à 200km/h compensa o risco de me envolver em um aciden- te e não poder ver minha filha crescer e construir sua vida? -Gastar R$ 1.500,00 em um escapamento bo- nito é melhor do que usar a mesma quantia na compra de um protetor de coluna e fazer um curso de pilotagem em um autódromo? Não costumamos nos fazer estes tipos de perguntas porque não paramos para refletir o quão grande é a responsabilidade demandada pela liberdade proporcionada pelas motocicle- tas. Entretanto, queiramos ou não, ela está ai à nossa volta. Sabemos que muitos acidentes e suas conseqüência ocorrem por acaso e podem atingir até o motociclista mais cuidadoso, mas, por outro lado, também sabemos que os mais preparados tem uma probabilidade menor de se colocarem em condição de risco. DicasdePilotagem.com.br
  5. 5. Existem muitos motociclistas que sonham em realizar uma mega viagem. Um dos roteiros mais tradicionais em grandes via- gens de moto é cruzar os três continentes americanos. Informações para tal realização é o que não falta. Se você tem atitude, coragem e conseguir providenciar tempo e dinheiro, seu sonho pode estar próximo de ser realizado. Documentos: Vistos - Estados Unidos; - Canadá; - México (uma nova lei diz que tendo o visto dos EUA, não é necessário o visto do México. Mas é reco- mendável tirá-lo, pois, nas aduanas pode ser solicitado e numa grande viagem como essa é melhor não correr esse risco); - Honduras - devido a questão diplomática que o Bra- sil se envolveu em 2010 com o governo de Honduras, agora é preciso visto de brasileiros). Outros documentos - Carta Verde: seguro internacional válido nos países do MercoSul. Você poder tirá-lo na sua seguradora; - Certificado de propriedade do veículo; - Passaporte; - Documento de Identidade Nacional; - Carteira de Motociclista válida nacional; - Carteira de Motorista Internacional (você pode tirá- -la no Detran da sua cidade); - Certificado de Vacinação Internacional, tendo toma- do a vacina de febre amarela; - Moto 100% quitada e em nome do condutor. Recomendados - Seguro internacional da moto; - Seguro internacional de vida. Trâmites - Todos os dias que você for passar por aduanas, é preciso ter paciência e levar em consideração que em algumas aduanas, devido a burocracia, pode-se levar várias horas nas mesmas, principalmente nos países da América Central; - Não é recomendado atravessar por terra a fronteira entre a Colômbia e o Panamá, devido à falta de estru- tura da estrada e falta de segurança. O recomendado é realizar a travessia de forma aérea, você e a moto. Nesse caso, o transporte da moto pode variar entre U$ 700 e U$ 1000. Já a passagem aérea do motociclista cus- ta aproximadamente U$ 300.O vôo desse trecho leva aproximadamente 2 horas. Depoisdeprovidenciartudo,ésódesejarboaviagem! 7ESPECIALFILHOSDALIBERDADE Documentos e Trâmites necessários para cruzar as 3 Américas de moto 7
  6. 6. ORESPEITONÃOPARTEDOSOUTROS, ESIMDOSPRÓPRIOSFDL’S 8 ESPECIALFILHOSDALIBERDADE VIDADEMC'S|IDEOLOGIA Não queremos ser respeitados “apenas” por saberem de nossa existência e “muito menos” por saberem que somos uma IRMANDADE, queremos ser respeitados pela nossa essência, pelas nossas atitudes e ideologias.Não temos medo do futuro, pois somos uma IRMANDA- DE e assim conseguimos conquistar nossas vi- tórias com a união da força de todos os nossos irmãos de bandeira/cores.A honra e o amor são sentimentos imensuráveis. Porém é necessário mantê-los sempre em evidência, pois se um de nossos irmãos não estiver no mesmo nível dos outros, este logo será percebido por nós e pelos demais, o que nos deixará mais fraco por mo- mentos, exigindo assim uma tomada de ação imediata.“A glória deve ser conquistada, a honra por sua vez, basta que não seja perdida.” NOSSASCORESEBRASÃO, AMORACIMADETUDO Nosso brasão é representado por um crânio indígena norte- -americano, mais precisamen- te um índio Cheyenne. Ele re- presenta o espírito indígena, que após lutar em defesa de seu território, suas famílias e suas crenças, tinham em sua morte a verdadeira liberdade.Como viram, este símbolo não foi escolhido apenas por ser uma caveira com cocar, e sim porque atrás dele, existe uma razão, uma história verdadei- ra e honrosa, onde os indígenas nos ensinaram o verdadeiro sentido de união e respeito.Más não é somente o nosso “Índio” que possui uma história, nossas tarjas, círculos e cores também foram cuidadosamente criadas para expor os nosso ideais e condutas.Tarja ou semi-circulo superior – Carrega nosso orgulho, nosso nome, “Filhos da Liberdade”, o que significa que te- mos a liberdade como mãe, que norteia o cami- nho a ser traçado e rege nossas ações.Círculos em volta do escudo - Significa a união entre nossos irmãos, a proteção necessária que pre- cisamos para continuar nossa história de gloria e honra.Tarja ou semi-circulo inferior – Trás a palavra IRMANDADE. Todos somos Filhos da Liberdade, logo temos em comum a mesma mãe, nos considerando e nos respeitando como irmãos.Tarja reta inferior – Leva o nome da fac- ção onde o integrante pertence. “Sem conhecimento, amor e dedicação, nada se constrói.” FAMÍLIA,AMIGOSEESTRADA. RESPEITAMOSEMQUALQUERLUGAR. Como diz em um dos trechos do nosso hino, a frase acima escancara para todos o que somos e o que fazemos. Para nós, esse é o hino mais perfeito, onde em poucas palavras define-se com perfeição como é ser um Filho da Liberdade. Na estrada e sem nenhum destino Vivendo livre eu vou rodar A liberdade é minha companheira Juntos, vamos a qualquer lugar Como uma flecha cortando o vento Do nascer ao pôr do sol Família, amigos e estrada Respeito em qualquer lugar Eu sou um Filho da Liberdade Nós somos os Filhos da Liberdade Pelos caminhos, traçando uma história Alcançando meu próprio destino Sem medo e livre, livre agora Poeira, asfalto, eu e meus amigos Como uma flecha cortando o vento Do nascer ao pôr do sol Família, amigos e estrada Respeito em qualquer lugar Eu sou um Filho da Liberdade Nós somos os Filhos da Liberdade Letra e Música: Riff Raff V8 / Filhos da Liberdade-Irmandade
  7. 7. 9ESPECIALFILHOSDALIBERDADE OSFILHOSDALIBERDADE– IRMANDADESÃOPURAENERGIA Toda energia pode ser usada para o bem ou para o mal. O uso de nossa energia interior de- pende de nós mesmos, do equilíbrio emocional, do nosso auto-domínio.Se estamos irados, nos- so interior pode transformar-se numa potente usina de emissão e processamento dessa ener- gia negativa. Se nos vergarmos ao poder da ira, tendemos a um tipo de vivência improdutiva, extremamente nociva a nós mesmo e aos que nos rodeiam. Por que canalizar nossa energia in- terior para os descaminhos da improdutividade que fatalmente levam ao abismo da existência? Por que não aproveitá-la de maneira construtiva e saborear a prática do bem? Vamos processar essa energia da forma correta, em prol da paz. Vamos transformá-la em solidariedade e fazer um positivo uso dela, pois, como já dizia o líder pacifista Mahatma Gandhi: “Nossa ira controlada pode ser convertida numa força capaz de mover o mundo. Cuide com o que você fala e com suas atitudes, pois isso pode mudar o seu mundo” MOTOCICLISMO: UNIÃODERAÇASECREDOS Não podemos saber o que a mente de cada motociclista pensa quando se está em cima de uma moto, más podemos deduzir esses pensa- mentos através de atitudes e palavras do condu- tor que por algum motivo desce de sua moto e tira o seu capacete.Podemos deduzir também, em uma simples conversa sobre motos, peças, viagens, estradas, motores e moto clubes, numa simples acelerada ou escutarmos um ronco de escape aberto surgindo ao longe. O amor pelo motociclismo une várias gera- ções de pessoas onde podemos ver um garoto de 16 anos que nem CNH ainda possui conversan- do com um senhor de 70 anos que possui mais de 50 anos de estrada. Podemos ver pessoas de etnias e religiões diferentes, onde a cultura não os impede de falar sobre motos e viagens, pois eles se tratam de igual para igual, nessa hora não existe idade, cor, sexo ou religião, existe apenas a paixão pelo motociclismo.Por isso, para os Fi- lhos da Liberdade – Irmandade o motociclismo é apenas o motociclismo, nada mais, nada me- nos. “Somos nós mesmos, não nos comparamos e não nos espelhamos em ninguém, fazemos nossa própria história" “VIDALONGAAOMOTOCICLISMO”“VIDALONGA AOSFILHOSDALIBERDADE–IRMANDADE” 9
  8. 8. 10 ESPECIALFILHOSDALIBERDADE LANÇAMENTO HondaCBR1000RRFireblade ganhanovascoresegrafismos Modelo 2010 da superesportiva mantém toda a modernidade, a esportividade e o estilo que a torna- ram um sucesso mundial Resultado da experiência da Honda nas pistas de competição e uma das mais modernas e potentes mo- tocicletas fabricadas na atualidade, o modelo 2010 da CBR 1000RR Fireblade chega em abril às concessioná- rias da marca com novas cores e grafismos ainda mais marcantes. O modelo estará disponível nas cores preta, prata metálica com detalhes em laranja e branca peroli- zada com grafismos alusivos às cores da HRC (Honda Racing Corporation - Divisão de Competições da Hon- da).Inspirada na MotoGP Reunindo tecnologia com alta performance, es- portividade e segurança, o modelo é inspirado na Honda RC212V, motocicleta que participa do cam- peonato mundial de MotoGP, e oferece o máximo de esportividade e prazer à pilotagem, com respostas imediatas à aceleração e grande maneabilidade, que é reconhecidamente uma de suas maiores virtudes. Toda a sua potência está no motor de 999,8 cm3, com quatro cilindros em linha, DOHC (Double Over Head Camshaft), 16 válvulas, alimentado por injeção eletrô- nica PGM-DSFI (Programmed Dual Sequential Fuel Injection System) e arrefecido a líquido. O conjun- to gera potência máxima de 178,1 cv a 12.000 rpm e torque de 11,4 kgf.m a 8.500 rpm. O sistema de injeção de combustível PGM-DSFI desenvolvido pela Honda processa com precisão a quantidade de combustível que compõe a mistura. Assim, o modelo possui ace- leração linear com rápidas respostas, além de atender ao Promot 3 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares). Transmitindo se- gurança e eficiência, o conjunto de suspensões traz a mais alta tecnologia Honda das pistas de competições. A dianteira é do tipo telescópica invertida (Upside Down) e conta com seis regulagens de velocidade de compressão e retorno, garantindo maior estabilidade e controle. A traseira é UNIT PRO-LINK com sistema HMAS (Honda Multi Action System) e reservatório de gás, que permite múltiplas regulagens na velocidade de compreensão e retorno do amortecedor e da tensão da mola. O resultado é grande poder de tração com estabilidade e segurança. Do tipo Diamond Frame com dupla trave em alumínio, o chassi tem forma de “U”, funcionando como elemento de ancoragem da balança traseira. Outro destaque é o amortecedor HESD (Hon- da Electronic Steering Damper), que utiliza atuador hidráulico com assistência eletrônica (módulo e sensor de velocidade), para anular eventuais oscilações do guidão percebidas nas rápidas acelerações, oferecen- do fácil maneabilidade em baixa velocidade e firmeza em velocidades maiores. As rodas de alumínio de 17’’, combinadas aos pneus radiais de perfil superespor- tivo, asseguram excelente aderência. Já o sistema de embreagem deslizante minimiza o travamento da roda traseira em reduções bruscas de marchas e otimiza a Honda CBR 1000RR Fireblade
  9. 9. 11ESPECIALFILHOSDALIBERDADE transferência de potência, principalmente em uma pilotagem mais esportiva. O modelo oferece ainda o H.I.S.S. (Honda Ignition Security System), um sistema de proteção contra furto. Atecnologia, considerada um diferencial Honda, proporciona maior segurança ao estacionar o veículo em locais públicos, uma vez que somente a chave original tem capacidade para acionar o motor, devido à identificação por chip eletrônico.De- sign moderno e formas compactas O estilo marcante e esportivo da CBR 1000RR Fire- blade é baseado no conceito “Ultra Light Strong Form” – uma combinação de linhas fortes e marcantes, com formas mais compactas e redução de peso nas extre- midades. Toda a sua estrutura foi projetada para ofe- recer alta performance e estabilidade. Na dianteira, a carenagem possui linhas que harmonizam com o farol e com as entradas de ar. Já o tanque de combustível, com capacidade de 17,7 litros, é robusto e oferece exce- lente encaixe para as pernas do piloto. O painel de ins- trumentos é completo, com hodômetros total e parcial, tacômetro, indicador da temperatura do motor, indi- cadores de reserva e direção, relógio e H.I.S.S. (Hon- da Ignition Security System). Destaque para o “Shift Light”, indicador que pode ser ajustado para mostrar o momento mais adequado para a troca de marcha, de acordo com o estilo de pilotagem; e para o computador de bordo, que aponta quantos quilômetros o motoci- clista pode percorrer com o combustível na reserva. O assento e a rabeta têm visual agressivo e compacto, o que melhora o posicionamento do piloto e deixa a motocicleta muito mais esportiva, aumentando a sen- sação de agilidade. Outra característica marcante é seu escapamento, que privilegia a centralização das mas- sas. Seguindo uma tendência derivada da MotoGP, o componente tem desenho curto e está fixado na lateral do modelo. Sua configuração é do tipo 4 x 2 x 1, em aço inox. O conjunto óptico dianteiro possui faróis alto e baixo independentes, com refletores multifocais e lente de policarbonato e lâmpadas de 55/55W. O conjunto de luzes espias e os Diode) e estão integrados aos es- pelhos retrovisores, garantindo melhor aerodinâmica, além de visibilidade e segurança ao motociclista. Já a lanterna traseira é compacta e possui dupla fileira de luzes em LED, que permite uma distribuição adequa- da do brilho da luz emitida, resultando em perfeita si- nalização e visualização em diferentes situações como neblina e direção noturna. Segurançanasfrenagens O conjunto de freios da CBR 1000RR Fi- reblade é equipado com disco duplo de 320 mm de diâmetro e cáliper de fixação radial de quatro pistões na dianteira. Já o freio traseiro possui um disco de 220 mm de diâmetro com cáliper de um pistão. 11
  10. 10. CHUMBINHO - Diretor JIRAPHA - Diretor MAGRÃO - Diretor PERES - Diretor TICO TICO - Diretor AMADEU - Escudo Fechado BAGRE - Escudo Fechado BARBA - Escudo Fechado BATORE - Escudo Fechado BETO - Escudo Fechado BICO - Escudo Fechado BOLINHO - Escudo Fechado BONACIF - Escudo Fechado CARIOCA - Escudo Fechado CHINA - Escudo Fechado CHUPIM - Escudo Fechado COLLARINO - Escudo Fechado GARGAMEL - Escudo Fechado GIMO - Escudo Fechado GLICK - Escudo Fechado GORDO - Escudo Fechado HINÇA - Escudo Fechado JACARE - Escudo Fechado KABCINHA - Escudo Fechado KARÇUDO - Escudo Fechado KOXINHA - Escudo Fechado LEE - Escudo Fechado MARCIO - Escudo Fechado MENTIRA - Escudo Fechado NAPA - Escudo Fechado NENE - Escudo Fechado P2 - Escudo Fechado PARDAL - Escudo Fechado PINCEL - Escudo Fechado PINGUELO - Escudo Fechado PLAYMOBIL - Escudo Fechado PRIMO - Escudo Fechado SCOOBY - Escudo Fechado SHEREK - Escudo Fechado THUNDER - Escudo Fechado VEIO - Escudo Fechado XACRINHA - Escudo Fechado XULE - Escudo Fechado DANIEL - Meio Escudo HARLEY - Meio Escudo PAQUITO - Meio Escudo CALANGUINHO - Tarjado CAVERNA - Tarjado GARCINHA - Tarjado GAUCHO - Tarjado KACHORRÃO - Tarjado KENTUCKE - Tarjado LAMBARI - Tarjado RUSSO - Tarjado SALSICHA - Tarjado FOFO - Próspero JÃO - Próspero Kbça - Próspero LEGO - Próspero TECLAS - Próspero TRAQUINAS - Próspero IRMANDADE 12 ESPECIALFILHOSDALIBERDADE VIDADEMC'S/SEDE/CLICK Um dos principais fatores que dão sustenção a qualquer associação, é a sua sede. Um lugar onde todos os integrantes possam se sentir a vontade, se sentir seguro e orgulhoso. Apartir deste momento, todos os planos e estraté- gias feitas pelo grupo e para o grupo se tornam uma realidade. Nossa sede é isso, é um forte onde além de podermos estabelecer metas para perpetuar o nome dos Filhos da Liberdade-Irmandade, podemos nos encontrar, con- versar e interagir com os irmãos de clube e ami- gos. Hoje temos orgulho da nossa casa e cada Fi- lho da Liberdade sabe o valor que ela representa para a Irmandade. Todas ás quintas-feiras no período noturno praticamos a nossa irmandade, pois reunimos em nosso forte, nossos integrantes e amigos que se confraternizam curtindo um bom som, ou vendo aquele clip sobre motos que pas- samos no telão. Temos também outras opções de entretenimento, como mesas de sinuca, pebolin e máquina de pinbal, sem contar que oferecemos um tira gosto para enganar a fome enquanto a galera se diver- te.Todas as cores são bem vindas em nossa casa, más além da amizade, exigimos respeito dentro dela. Não toleramos pessoas que possam sujar ou denegrir nossa casa, pois ela é uma extensão dos FDL. “Ambiente limpo não é o que mais se limpa, e sim o que menos se suja” TODO MUNDO PRECISA DE UM REFÚGIO, MÁS QUEM TEM UM FORTE SE FORTALECE
  11. 11. ESPECIALFILHOSDALIBERDADE 13ESPECIALFILHOSDALIBERDADE FILHOS DA LIBERDADE IRMANDADE Este somos nós, sem tradução, sem com- paração. Somos o que somos por nós e pelos nossos ideais. Amante das motos e das estradas e casado com a glória. So- mos assim pela lealdade as nossas cores e pelo nosso brasão, somos assim pelas coisas em que acreditamos, por nossa família e amigos.Jamais seremos o que os outros desejem que sejamos. Nossa história é longa e respeitosa, temos noção do que somos e do que podemos fazer. Respeitamos aos outros “desde” que nos respeitem. Temos uma personalidade forte onde somente aceitamos como membro, aquele que “SEJA” um Filho da Liber- dade e não apenas “ESTEJA” um Filho da Liberdade. Filhos da Liberdade – Irmandade Curitiba - Paraná - Brasil "Respeite e será respeitado” 13
  12. 12. 14 ESPECIALFILHOSDALIBERDADE CURITIBANIGHT|BARES O Hangar é um antigo conhecido dos roqueiros da cidade. Na década de 1990 foi referência para os frequentadores dos sho- ws de rock. Esteve fechado de 1998 a 2007, período em que o dono Rafael de Olivei- ra promoveu as festas Hangar Remember para atender os saudosos fãs do bar. Hoje, o novo espaço tem quatro am- bientes: camarotes, um bar no térreo e ou- tro no piso superior, onde há duas mesas de sinuca, e uma pista com capacidade para 600 pessoas. A casa faz enquetes na Internet para descobrir quais bandas o público quer ver. No cardápio estão drinques elabora- dos, como o piratas do caribe com gim, leite condensado, creme de leite e leite de coco, além de saquerinha de morango e cervejas Original, Bohemia, Quilmes e Buddweiser.
  13. 13. 15ESPECIALFILHOSDALIBERDADE Dom. 17-10 | Coverfest 20° Edição | 14h a 18h 1° Lugar - Hot Site. 2° Lugar - Ensaio Fotográfico. 3° Lugar - Vaga no proximo CoverFest. Dom. 17-10 | Batalha de Bandas 8° Edição |18h 1° Lugar - Gravação de 2 músicas. 2° Lugar - Ensaio Fotográfico. 3° Lugar - Vaga no proximo CoverFestHot Site. Sábado 23-10 | 3 Anos Base CWB | 21h Ingressos somente no local: R$10,00 Mulhere Livre até 23:19 Hrs. Bandas: 2 Djs. Mad Hatters (Sc)Terceiro Estado (Rs) Rock Steady City Firm Trompas de FalopioRadiola Cacofonica Lies Guns Grade Cow * Swing Cds Lps (Troca de Cds e Lp´s) Promoção da Noite: 3x Tequilas ou Caipirinha S R$10,00 Sex. 29-10 | Baile de Máscaras | 21h Ingressos somente no local: R$10,00 *Masculino e Feminino com máscara, livre até 00 Hr. Bandas: Rádio Cadaver, Cold Gin Bloqueio Mental Promoção da Noite: Double Vodka até 01 Hr. Sex. 26-11 | Soul Soell - Metal Opera | 21h Ingressos Anteci. : R$15,00. (Nova loja da Rexsom). Bandas: Edu Falaschi, Iuri Sanson Mário Pastore, Mário Linhares, Daisa Munhoz e muito mais... Abertura: Acarecrow Sorteio de Kits com: Cd, Camiseta, Adesivo e Poster. 15
  14. 14. Plantamos em nossa irmandade e temos como certo, que tudo começa com a aquisição da sua primeira moto, ou sua primeira conquista pessoal ou sua primeira paixão.Come- çou ai uma demonstração de que você é capaz de realizar suas vontades, deixando á entender que suas obrigações financeiras não são empecilhos para você possuir uma mo- tocicleta, sua companheira leal. Não necessariamente nesta ordem, más depois vem o amor pelos Filhos da Liberdade – Irmandade, onde temos nossos direitos e deveres e apren- demos muito mais do que apenas andar de motos, aprende- mos também que somos uma forte engrenagem neste meca- nismo que se chama solidariedade. Já temos como cultura ajudar a quem precisa, por isso, quando olhamos nossas motos e até mesmo o que conseguimos realizar durante o ano, percebemos que podemos e devemos ajudar alguém. Nossas ações sociais são organizadas através da ajuda de todos os nossos integrantes, de MC’s parceiros, de familia- res e amigos. Nosso primeiro ato de solidariedade no ano, consiste em arrecadar agasalhos que serão destinados a entidades ou a pessoas carentes, para que estas consigam ter um maior conforto em nosso inverno.Com a nossa ajuda, sabemos que muitas pessoas se defenderão do frio, más também sa- bemos que sem a ajuda que outros não deram, muitas pes- soas ficaram sem este conforto.No dia das crianças, sempre realizamos uma festa, onde fechamos a rua em frente a nos- sa sede com a devida autorização das autoridades compe- tentes e disponibilizamos cama elástica, piscina de bolinha, pintura, brincadeiras, música, cachorro quente, pipoca, do- ces, sucos e principalmente brinquedos para as crianças do AGRADEÇASUAS AJUDANDOAQUEMPRECISA CONQUISTAS 16 ESPECIALFILHOSDALIBERDADE VIDADEMC`S|AÇÕESSOCIAIS
  15. 15. nosso bairro.Mas é no Natal onde alcançamos a nos- sa satisfação plena, com a ajuda de muitos, sempre conseguimos colocar um sorriso a mais nos rostinhos de milhares de crianças nesta data tão especial, e falo em milhares sim, porque a cada ano doamos cerca de 4.000 a 5.000 brinquedos.E é com este gesto final que encerramos nosso ano, nada mais gratificante do que você saber que fez a sua parte e dividiu suas con- quistas durante o ano com quem precisa.Não existe um comentário específico para isso, más, existe uma palavra, “Felicidade”.“Toda ação, gera uma reação, faça a coisa certa” 17ESPECIALFILHOSDALIBERDADE 17
  16. 16. A banda surgiu no início de 2008, com o pro- pósito de prestar tributo as grandes lendas do Rock’n Roll. Ainda com o nome de ‘Blackout- -Tribute Rock’, realizou diversos shows em ba- res, festas e casas noturnas de Curitiba e Região. Após um ano de muita dedicação, a banda resol- ve encerrar suas atividades devido a interesses particulares de cada integrante. Após outro ano, o amor a música e ao bom e velho rock’n roll, a banda se reúne novamen- te passando de 4 para 5 integrantes, alterando o nome para ‘RockOut’, fazendo menção ao anti- go nome e ao estilo de música que tocam como CREDENCE, CLEARWATER REVIVAL, NA- ZARETH, DEEP PURPLE, THE DOORS, PINK FLOYD, LED ZEPPELIN, que são apenas algu- mas das bandas que fazem parte do repertório, além de grandes hits dos anos 70, 80 e 90, que marcaram a historia da música. Atualmente a banda encontra-se em fase de divulgação, onde recentemente finalizaram a criação da logomarca oficial e fizeram uma ses- são de fotos promocionais. INTEGRANTES: Elisson Caio - Vocal / Guitar RicardoAntonio Mendes (Teclas) - Keyboards Renato Becker - Guitars Eduardo Bassi - Bass CONTATO PARA SHOWS Elisson – 8873 5380 Teclas – 8838 4887 Renato – 9667-1223 e-mail: bandarockout@hotmail.com www.myspace.com/rockoutclassicrock 18 ESPECIALFILHOSDALIBERDADE CURITIBAROCK|BANDAS

×