SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Baixar para ler offline
REST vs GraphQL:
A batalha das APIs
Quem sou eu?
Me chamo Bruno, tenho 25
anos e sou carioca. Cursei
Análise e Desenvolvimento de
Sistemas na Unicarioca.
Trabalho atualmente na Cielo,
no projeto Cielo LIO.
REST - o que é e quem criou?
O que é: Representational State Transfer - Transferência de estado representacional
Quem criou: Criado no ano 2000 por Roy Fielding em sua tese de doutorado, o mesmo está ligado
ao desenvolvimento de aplicações web ou web services, que utilizam o meio de comunicação
através do protocolo HTTP.
Mas o que é o HTTP? É o Hypertext Transfer Protocol ou protocolo de transferência de hipertexto.
Nesse protocolo, existem alguns métodos de comunicação.
São alguns deles: GET, POST, PUT E DELETE.
Isso nos lembra muito um CRUD, não é mesmo?
Por isso em uma API REST feita com Ruby, teremos as rotas com esses tipos de requisições, e,
seguindo o modelo de arquitetura MVC utilizado no Ruby, essas requisições baterão nas controllers
onde irão ter métodos para realização do propósito da chamada que estamos fazendo na API.
Aplicação REST em Ruby
Digamos que eu tenha uma API de Pedidos para um estabelecimento (merchant), poderemos ter
algumas rotas, como:
GET localhost:3000/api/v1/orders
POST localhost:3000/api/v1/orders
PUT localhost:3000/api/v1/orders
DELETE localhost:3000/api/v1/orders
routes.rb
Rails.application.routes.draw do
namespace :api do
namespace :v1 do
resources :orders
end
end
end
orders_controller.rb
class API::V1::OrdersController < ApplicationController
def index
@orders = Order.where(params[:merchant_id])
render json: @orders
end
private
def index_params
params.permit(:merchant_id)
end
end
order.rb
class Order < ActiveRecord::Base
# Relationships
has_many :items
has_many :payments
belongs_to :merchant
# Validations
validates :price, presence: true
validates :merchant_id, presence: true
validates :uuid, presence: true
validates :status
private
def set_uuid
self.uuid ||= SecureRandom.uuid
end
end
requisição:
Vantagens de usar o REST:
- Curva de aprendizado: As APIs RESTful são as mais fáceis de aprender e entender. Esta é sua principal vantagem em
relação a outras APIs.
- REST é Stateless: Todas as mensagens trocadas entre cliente e servidor têm todo o contexto necessário para saber o
que fazer com a mensagem.
- Cliente/Servidor: Isto significa que sua lógica de negócios é desacoplada da apresentação. Assim você pode mudar
uma sem impactar a outra.
- Serialização: REST vem com uma abordagem flexível e formatos para a serialização de dados em JSON.
- Cache: REST API pode gerenciar uma carga alta com a ajuda de um servidor proxy HTTP e cache.
- Solicitação complexa: As APIs REST têm um endpoint separado para diferentes requisições, e isso ajuda a tornar a
requisição complexa mais gerenciável do que em outras APIs
- Limpo e simples: As APIs REST são elegantes, simples e limpas. Elas são simples de explorar.
Procedimentos HTTP Padrão: REST usa chamadas de procedimentos HTTP padrão para recuperar dados e fazer
solicitações.
Desvantagens de usar o REST:
- Versionamento da API
- Over-fetching e Under-fetching: O problema de over-fetching e under-fetching é um grande
inconveniente no RESTful APIS. Ele pode causar atraso nas respostas devido a grandes cargas úteis
indesejadas.
- Múltiplas Round Trips: O maior problema com as APIs REST é a natureza de inúmeros endpoints.
Isto significa que para o cliente obter todos os recursos para um aplicativo completa, ele precisa
fazer inúmeras viagens de ida e volta para obter os dados.
GraphQL - o que é?
É uma linguagem de consulta para APIs, desenvolvida pelo Facebook em 2012 e tornada open
source em 2015.
Fornece esquema declarativo de dados da API, o que possibilita os clientes solicitarem somente os
dados que precisam.
Fica situado entre o cliente e o backend.
Também utiliza o HTTP para consultas, porém só comunica-se via POST e retorna um único
código, que é o 200.
Então como fazer GET, PUT e DELETE, e até mesmo o POST por exemplo? Por meio das Queries e
Mutations.
Aplicação Ruby-GraphQL
Me baseei em um post da Apollo para a criação da aplicação:
https://www.apollographql.com/blog/community/backend/using-graphql-with-ruby-on-rails/
Criamos uma API da Taylor Swift, onde nela terão algumas músicas do álbum: Red (Taylor’s
Version).
routes.rb
Rails.application.routes.draw do
post "/graphql", to: "graphql#execute"
end
taylorswift_schema.rb
class TaylorswiftSchema < GraphQL::Schema
mutation(Types::MutationType)
query(Types::QueryType)
end
query_type.rb
module Types
class QueryType < Types::BaseObject
include GraphQL::Types::Relay::HasNodeField
include GraphQL::Types::Relay::HasNodesField
field :items,
[Types::ItemType],
null: false,
description: "Return a list of items
"
def items
Item.all
end
end
end
item_type.rb
module Types
class ItemType < Types::BaseObject
field :id, ID, null: false
field :title, String, null: true
field :description, String, null: true
field :image_url, String, null: true
field :artist_id, Integer, null: false
field :artist, Types::ArtistType, null: false
field :created_at, GraphQL::Types::ISO8601DateTime
, null: false
field :updated_at, GraphQL::Types::ISO8601DateTime
, null: false
end
end
artist_type.rb
module Types
class ArtistType < Types::BaseObject
field :id, ID, null: false
field :first_name, String, null: true
field :last_name, String, null: true
field :email, String, null: true
field :created_at, GraphQL::Types::ISO8601DateTime
, null: false
field :updated_at, GraphQL::Types::ISO8601DateTime
, null: false
def full_name
[object.first_name, object.last_name].compact.join("")
end
end
end
requisição:
Como isso aconteceu?
A gem GraphQL criou o arquivo GraphqlController para nós. É para onde as solicitações são enviadas.
Dentro deste arquivo, você pode ver que o método/ação execute faz muito trabalho para nós.
graphql_controller.rb
class GraphqlController < ApplicationController
def execute
variables = prepare_variables
(params[:variables])
query = params[:query]
operation_name = params[:operationName]
context = {
}
result = TaylorswiftSchema.execute(query, variables: variables, context: context, operation_name: operation_name)
render json: result
rescue StandardError => e
raise e unless Rails.env.development?
handle_error_in_development
(e)
end
end
Vantagens de usar o GraphQL:
- Elimina o over-fetching e under-fetching que é um problema de APIs REST, dado que os dados
que o cliente necessita em uma consulta, ele declara que necessita e consegue pega-los.
- Reduza os custos de transferência de dados, tanto no lado do servidor (transferência) quanto no
lado do cliente (banda 4G).
- Garanta tempos de resposta mais rápidos, mesmo em conexões lentas.
- Tempos de carregamento mais rápidos para seu aplicativo móvel.
- A simplicidade leva a um backend mais estável.
Desvantagens de usar o GraphQL:
- Curva de aprendizado mais íngreme, pois precisará entender a linguagem de definição dos
schemas para começar a usar o GraphQL.
- Armazenamento em cache. É mais difícil com o GraphQL, pois o mesmo não usa processos de
cache HTTP.
- As consultas sempre retornam o código de status 200, o que pode ser um pouco
confuso/estranho.
- Não é a melhor opção para pequenas aplicações, pois pra isso, o REST é mais simples de ser
implementado.
- Para aplicações orientadas a recursos, pois nelas não serão utilizadas consultas flexíveis GraphQL.
REST vs GraphQL | Quais são as principais
diferenças então?
Códigos de status HTTP - GraphQL tem apenas o 200, enquanto REST tem vários status codes
diferentes para retornar.
Monitoramento - Dado que o GraphQL retorna apenas 200, fica mais dificil de monitorar de fato
quando a aplicação ta dando muito erro, pois em aplicações REST, temos os HTTPs status code
mais específicos, conseguimos ver isso de maneira mais clara.
Cache - É mais interessante o uso de cache em APIs REST, pois diminuirão o tempo e dados gastos
em uma requisição para pegar informações.
Over-fetching e Under-fetching - GraphQL tem uma vantagem boa nesse quesito, dado que ele
quem diz os dados que necessita.
Conclusão:
GraphQL é uma linguagem de consulta e tempo de execução para interfaces de programação de
aplicativos. É uma nova tecnologia e seus benefícios incluem a versatilidade, a busca de dados
declarativos e a falta de superação. Também há desvantagens: a curva de aprendizado íngreme, a
complexidade do cache e o desempenho de consultas complexas.
REST é um estilo de arquitetura para estabelecer as normas entre a web e os sistemas de
computador. É uma tecnologia antiga e comprovada, e seus benefícios incluem escalabilidade,
cache e independência. Existem desvantagens também: a sobrecarga de solicitações e uma alta
quantidade de endpoints.
Acredito que é necessário avaliar seu caso, olhar os dois tipos de arquitetura e ver qual se encaixa
melhor!
E ai, gostaram?!
Redes sociais:
Github: https://github.com/balbuquerque
LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/bruno-albuquerque-5ab680162/

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a REST vs GraphQL - A batalha das APIs.pdf

Introdução ao GraphQL - Uma nova forma de criar APIs (Ruby)
Introdução ao GraphQL - Uma nova forma de criar APIs (Ruby)Introdução ao GraphQL - Uma nova forma de criar APIs (Ruby)
Introdução ao GraphQL - Uma nova forma de criar APIs (Ruby)Fernando Henriques
 
InterCon 2017 - Design Coerente: decisões de tecnologia para APIs - Ravan Scafi
InterCon 2017 - Design Coerente: decisões de tecnologia para APIs - Ravan ScafiInterCon 2017 - Design Coerente: decisões de tecnologia para APIs - Ravan Scafi
InterCon 2017 - Design Coerente: decisões de tecnologia para APIs - Ravan ScafiiMasters
 
Webservices e Computação em Nuvem com PHP
Webservices e Computação em Nuvem com PHPWebservices e Computação em Nuvem com PHP
Webservices e Computação em Nuvem com PHPFlávio Lisboa
 
Introdução à Servlets e JSP
Introdução à Servlets e JSPIntrodução à Servlets e JSP
Introdução à Servlets e JSPledsifes
 
Conhecendo o Novo REST Framework
Conhecendo o Novo REST FrameworkConhecendo o Novo REST Framework
Conhecendo o Novo REST FrameworkMario Guedes
 
Web Services - Grupo F
Web Services - Grupo FWeb Services - Grupo F
Web Services - Grupo Fmdmansur
 
Curso de Ruby on Rails - Aula 01
Curso de Ruby on Rails - Aula 01Curso de Ruby on Rails - Aula 01
Curso de Ruby on Rails - Aula 01Maurício Linhares
 
TDC São Paulo 2015 - Interfaces Ricas com Rails e React.JS
TDC São Paulo 2015  - Interfaces Ricas com Rails e React.JSTDC São Paulo 2015  - Interfaces Ricas com Rails e React.JS
TDC São Paulo 2015 - Interfaces Ricas com Rails e React.JSRodrigo Urubatan
 
FISL12. Web Services e Computação em Nuvem com PHP
FISL12. Web Services e Computação em Nuvem com PHPFISL12. Web Services e Computação em Nuvem com PHP
FISL12. Web Services e Computação em Nuvem com PHPFlávio Lisboa
 
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/MackenzieArquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/MackenzieVivaldo Jose Breternitz
 
INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÃO ANDROID COM WEB SERVICES REST
INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÃO ANDROID COM WEB SERVICES RESTINTEGRAÇÃO DE APLICAÇÃO ANDROID COM WEB SERVICES REST
INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÃO ANDROID COM WEB SERVICES RESTRafael Bitencourt
 
O básico do uso de rest vs soap
O básico do uso de rest vs soapO básico do uso de rest vs soap
O básico do uso de rest vs soapJeison Barros
 
Ruby on Rails: um estudo de viabilidade em ambientes empresariais
Ruby on Rails: um estudo de viabilidade em ambientes empresariaisRuby on Rails: um estudo de viabilidade em ambientes empresariais
Ruby on Rails: um estudo de viabilidade em ambientes empresariaisRodrigo Recio
 

Semelhante a REST vs GraphQL - A batalha das APIs.pdf (20)

Introdução ao GraphQL - Uma nova forma de criar APIs (Ruby)
Introdução ao GraphQL - Uma nova forma de criar APIs (Ruby)Introdução ao GraphQL - Uma nova forma de criar APIs (Ruby)
Introdução ao GraphQL - Uma nova forma de criar APIs (Ruby)
 
InterCon 2017 - Design Coerente: decisões de tecnologia para APIs - Ravan Scafi
InterCon 2017 - Design Coerente: decisões de tecnologia para APIs - Ravan ScafiInterCon 2017 - Design Coerente: decisões de tecnologia para APIs - Ravan Scafi
InterCon 2017 - Design Coerente: decisões de tecnologia para APIs - Ravan Scafi
 
Webservices e Computação em Nuvem com PHP
Webservices e Computação em Nuvem com PHPWebservices e Computação em Nuvem com PHP
Webservices e Computação em Nuvem com PHP
 
Introdução à Servlets e JSP
Introdução à Servlets e JSPIntrodução à Servlets e JSP
Introdução à Servlets e JSP
 
Apres s3
Apres s3 Apres s3
Apres s3
 
Web Sphere
Web SphereWeb Sphere
Web Sphere
 
Intro à Graphql
Intro à GraphqlIntro à Graphql
Intro à Graphql
 
Conhecendo o Novo REST Framework
Conhecendo o Novo REST FrameworkConhecendo o Novo REST Framework
Conhecendo o Novo REST Framework
 
Soa Woa Rest
Soa Woa RestSoa Woa Rest
Soa Woa Rest
 
Web Services - Grupo F
Web Services - Grupo FWeb Services - Grupo F
Web Services - Grupo F
 
Curso de Ruby on Rails - Aula 01
Curso de Ruby on Rails - Aula 01Curso de Ruby on Rails - Aula 01
Curso de Ruby on Rails - Aula 01
 
PHP nas Nuvens
PHP nas NuvensPHP nas Nuvens
PHP nas Nuvens
 
TDC São Paulo 2015 - Interfaces Ricas com Rails e React.JS
TDC São Paulo 2015  - Interfaces Ricas com Rails e React.JSTDC São Paulo 2015  - Interfaces Ricas com Rails e React.JS
TDC São Paulo 2015 - Interfaces Ricas com Rails e React.JS
 
FISL12. Web Services e Computação em Nuvem com PHP
FISL12. Web Services e Computação em Nuvem com PHPFISL12. Web Services e Computação em Nuvem com PHP
FISL12. Web Services e Computação em Nuvem com PHP
 
Web service
Web serviceWeb service
Web service
 
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/MackenzieArquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
 
Estudos Technocorp
Estudos TechnocorpEstudos Technocorp
Estudos Technocorp
 
INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÃO ANDROID COM WEB SERVICES REST
INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÃO ANDROID COM WEB SERVICES RESTINTEGRAÇÃO DE APLICAÇÃO ANDROID COM WEB SERVICES REST
INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÃO ANDROID COM WEB SERVICES REST
 
O básico do uso de rest vs soap
O básico do uso de rest vs soapO básico do uso de rest vs soap
O básico do uso de rest vs soap
 
Ruby on Rails: um estudo de viabilidade em ambientes empresariais
Ruby on Rails: um estudo de viabilidade em ambientes empresariaisRuby on Rails: um estudo de viabilidade em ambientes empresariais
Ruby on Rails: um estudo de viabilidade em ambientes empresariais
 

Último

ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx2m Assessoria
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx2m Assessoria
 
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoConvergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoMarcio Venturelli
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASMarcio Venturelli
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx2m Assessoria
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfInocencioHoracio3
 

Último (8)

ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoConvergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
 

REST vs GraphQL - A batalha das APIs.pdf

  • 1. REST vs GraphQL: A batalha das APIs
  • 2. Quem sou eu? Me chamo Bruno, tenho 25 anos e sou carioca. Cursei Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Unicarioca. Trabalho atualmente na Cielo, no projeto Cielo LIO.
  • 3. REST - o que é e quem criou? O que é: Representational State Transfer - Transferência de estado representacional Quem criou: Criado no ano 2000 por Roy Fielding em sua tese de doutorado, o mesmo está ligado ao desenvolvimento de aplicações web ou web services, que utilizam o meio de comunicação através do protocolo HTTP. Mas o que é o HTTP? É o Hypertext Transfer Protocol ou protocolo de transferência de hipertexto. Nesse protocolo, existem alguns métodos de comunicação. São alguns deles: GET, POST, PUT E DELETE. Isso nos lembra muito um CRUD, não é mesmo? Por isso em uma API REST feita com Ruby, teremos as rotas com esses tipos de requisições, e, seguindo o modelo de arquitetura MVC utilizado no Ruby, essas requisições baterão nas controllers onde irão ter métodos para realização do propósito da chamada que estamos fazendo na API.
  • 4. Aplicação REST em Ruby Digamos que eu tenha uma API de Pedidos para um estabelecimento (merchant), poderemos ter algumas rotas, como: GET localhost:3000/api/v1/orders POST localhost:3000/api/v1/orders PUT localhost:3000/api/v1/orders DELETE localhost:3000/api/v1/orders
  • 5. routes.rb Rails.application.routes.draw do namespace :api do namespace :v1 do resources :orders end end end
  • 6. orders_controller.rb class API::V1::OrdersController < ApplicationController def index @orders = Order.where(params[:merchant_id]) render json: @orders end private def index_params params.permit(:merchant_id) end end
  • 7. order.rb class Order < ActiveRecord::Base # Relationships has_many :items has_many :payments belongs_to :merchant # Validations validates :price, presence: true validates :merchant_id, presence: true validates :uuid, presence: true validates :status private def set_uuid self.uuid ||= SecureRandom.uuid end end
  • 9. Vantagens de usar o REST: - Curva de aprendizado: As APIs RESTful são as mais fáceis de aprender e entender. Esta é sua principal vantagem em relação a outras APIs. - REST é Stateless: Todas as mensagens trocadas entre cliente e servidor têm todo o contexto necessário para saber o que fazer com a mensagem. - Cliente/Servidor: Isto significa que sua lógica de negócios é desacoplada da apresentação. Assim você pode mudar uma sem impactar a outra. - Serialização: REST vem com uma abordagem flexível e formatos para a serialização de dados em JSON. - Cache: REST API pode gerenciar uma carga alta com a ajuda de um servidor proxy HTTP e cache. - Solicitação complexa: As APIs REST têm um endpoint separado para diferentes requisições, e isso ajuda a tornar a requisição complexa mais gerenciável do que em outras APIs - Limpo e simples: As APIs REST são elegantes, simples e limpas. Elas são simples de explorar. Procedimentos HTTP Padrão: REST usa chamadas de procedimentos HTTP padrão para recuperar dados e fazer solicitações.
  • 10. Desvantagens de usar o REST: - Versionamento da API - Over-fetching e Under-fetching: O problema de over-fetching e under-fetching é um grande inconveniente no RESTful APIS. Ele pode causar atraso nas respostas devido a grandes cargas úteis indesejadas. - Múltiplas Round Trips: O maior problema com as APIs REST é a natureza de inúmeros endpoints. Isto significa que para o cliente obter todos os recursos para um aplicativo completa, ele precisa fazer inúmeras viagens de ida e volta para obter os dados.
  • 11. GraphQL - o que é? É uma linguagem de consulta para APIs, desenvolvida pelo Facebook em 2012 e tornada open source em 2015. Fornece esquema declarativo de dados da API, o que possibilita os clientes solicitarem somente os dados que precisam. Fica situado entre o cliente e o backend. Também utiliza o HTTP para consultas, porém só comunica-se via POST e retorna um único código, que é o 200. Então como fazer GET, PUT e DELETE, e até mesmo o POST por exemplo? Por meio das Queries e Mutations.
  • 12. Aplicação Ruby-GraphQL Me baseei em um post da Apollo para a criação da aplicação: https://www.apollographql.com/blog/community/backend/using-graphql-with-ruby-on-rails/ Criamos uma API da Taylor Swift, onde nela terão algumas músicas do álbum: Red (Taylor’s Version).
  • 14. taylorswift_schema.rb class TaylorswiftSchema < GraphQL::Schema mutation(Types::MutationType) query(Types::QueryType) end
  • 15. query_type.rb module Types class QueryType < Types::BaseObject include GraphQL::Types::Relay::HasNodeField include GraphQL::Types::Relay::HasNodesField field :items, [Types::ItemType], null: false, description: "Return a list of items " def items Item.all end end end
  • 16. item_type.rb module Types class ItemType < Types::BaseObject field :id, ID, null: false field :title, String, null: true field :description, String, null: true field :image_url, String, null: true field :artist_id, Integer, null: false field :artist, Types::ArtistType, null: false field :created_at, GraphQL::Types::ISO8601DateTime , null: false field :updated_at, GraphQL::Types::ISO8601DateTime , null: false end end
  • 17. artist_type.rb module Types class ArtistType < Types::BaseObject field :id, ID, null: false field :first_name, String, null: true field :last_name, String, null: true field :email, String, null: true field :created_at, GraphQL::Types::ISO8601DateTime , null: false field :updated_at, GraphQL::Types::ISO8601DateTime , null: false def full_name [object.first_name, object.last_name].compact.join("") end end end
  • 19. Como isso aconteceu? A gem GraphQL criou o arquivo GraphqlController para nós. É para onde as solicitações são enviadas. Dentro deste arquivo, você pode ver que o método/ação execute faz muito trabalho para nós. graphql_controller.rb class GraphqlController < ApplicationController def execute variables = prepare_variables (params[:variables]) query = params[:query] operation_name = params[:operationName] context = { } result = TaylorswiftSchema.execute(query, variables: variables, context: context, operation_name: operation_name) render json: result rescue StandardError => e raise e unless Rails.env.development? handle_error_in_development (e) end end
  • 20. Vantagens de usar o GraphQL: - Elimina o over-fetching e under-fetching que é um problema de APIs REST, dado que os dados que o cliente necessita em uma consulta, ele declara que necessita e consegue pega-los. - Reduza os custos de transferência de dados, tanto no lado do servidor (transferência) quanto no lado do cliente (banda 4G). - Garanta tempos de resposta mais rápidos, mesmo em conexões lentas. - Tempos de carregamento mais rápidos para seu aplicativo móvel. - A simplicidade leva a um backend mais estável.
  • 21. Desvantagens de usar o GraphQL: - Curva de aprendizado mais íngreme, pois precisará entender a linguagem de definição dos schemas para começar a usar o GraphQL. - Armazenamento em cache. É mais difícil com o GraphQL, pois o mesmo não usa processos de cache HTTP. - As consultas sempre retornam o código de status 200, o que pode ser um pouco confuso/estranho. - Não é a melhor opção para pequenas aplicações, pois pra isso, o REST é mais simples de ser implementado. - Para aplicações orientadas a recursos, pois nelas não serão utilizadas consultas flexíveis GraphQL.
  • 22. REST vs GraphQL | Quais são as principais diferenças então? Códigos de status HTTP - GraphQL tem apenas o 200, enquanto REST tem vários status codes diferentes para retornar. Monitoramento - Dado que o GraphQL retorna apenas 200, fica mais dificil de monitorar de fato quando a aplicação ta dando muito erro, pois em aplicações REST, temos os HTTPs status code mais específicos, conseguimos ver isso de maneira mais clara. Cache - É mais interessante o uso de cache em APIs REST, pois diminuirão o tempo e dados gastos em uma requisição para pegar informações. Over-fetching e Under-fetching - GraphQL tem uma vantagem boa nesse quesito, dado que ele quem diz os dados que necessita.
  • 23. Conclusão: GraphQL é uma linguagem de consulta e tempo de execução para interfaces de programação de aplicativos. É uma nova tecnologia e seus benefícios incluem a versatilidade, a busca de dados declarativos e a falta de superação. Também há desvantagens: a curva de aprendizado íngreme, a complexidade do cache e o desempenho de consultas complexas. REST é um estilo de arquitetura para estabelecer as normas entre a web e os sistemas de computador. É uma tecnologia antiga e comprovada, e seus benefícios incluem escalabilidade, cache e independência. Existem desvantagens também: a sobrecarga de solicitações e uma alta quantidade de endpoints. Acredito que é necessário avaliar seu caso, olhar os dois tipos de arquitetura e ver qual se encaixa melhor! E ai, gostaram?!
  • 24. Redes sociais: Github: https://github.com/balbuquerque LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/bruno-albuquerque-5ab680162/