SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 108
Baixar para ler offline
HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO




                                                                                   HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
                                   HINÁRIO
                                   METODISTA
                                   BRASILEIRO




                                                             DE DE TEO
                                                           DA         LO
                                                         UL
                                                     C




                                                                             GI
                                                  FA




                                                                               A




                                      IGREJA
                                      METODISTA          A
                                                    D




                                                                            A




                                                             IG              T
                                                               REJ        IS
                                                                  A METOD




      HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO




                                                                                    HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
                                   HINÁRIO
                                   METODISTA
                                   BRASILEIRO




                                                                   DE TE
                                                               ADE      OL
                                                             LD           O
                                                         U
                                                     C




                                                                              GI
                                                  FA




                                                                                A




                                      IGREJA
                                      METODISTA
                                                         A
                                                    D




                                                                             A




                                                             IG               T
                                                               RE J        IS
                                                                   A METOD




      HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
IGREJA                                                                                                                  HINÁRIO
                            METODISTA                                                                                                               METODISTA
                                                                                                                                                    BRASILEIRO
                      IGREJA METODISTA
              João Carlos Lopes (Bispo Presidente)
                                                                              HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO (HMB)
          SECRETARIA PARA VIDA E MISSÃO DA IGREJA                                    ISBN 978-85-8046007-0
                    Joana D’Arc Meireles
                                                                                            COMITÊ DO HMB
    COORDENAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CRISTÃ (CONEC)               Edison Davi, Edson Mudesto, Eliezer Pessoa, João Marcos da Silva,
           Renilda Mar ns Garcia (Coordenadora)                 Liséte Espíndola, Luiz Carlos Ramos, (Bispo) Nelson Luiz Campos Leite,
             Josué Adam Lazier (Bispo Assessor)                          Renilda Mar ns Garcia, Vilson Gavaldão de Oliveira,
                                                                           Walter Fidelis de Oliveira Segundo, -Yuri Steinhoff
    DEPARTAMENTO NACIONAL DE MÚSICA E ARTE (DNMARTE)
                                                                             COORDENAÇÃO EDITORIAL DESTA EDIÇÃO
             1ª RE – Edson Mudesto (Coordenador)                                     Luiz Carlos Ramos
               2ª RE – Vilson Gavaldão de Oliveira
                     3ª RE – Liséte Espindola                                EDIÇÃO DE PARTITURAS E ARRANJADORES
                 4ª RE – Eliézer Pessoa Wendling                                  Liséte Espíndola e Yuri Steinhoff
              5ª RE – Walter Fidelis de O. Segundo                              Colaborou: Melquias da Silva Soares
              6ª RE – Flávio Márcio O. de Almeida
              REMNE – Edison Davi Oliveira Ramos                       PROJETO GRÁFICO, DIAGRAMAÇÃO, CAPA E ARTE FINAL
           REMA – Francisco Robson da S. Vasconcelos                                    Texto & Textura

                          CONSULTORES
      Luiz Carlos Ramos, João Marcos da Silva, Yuri Steinhoff                                                                                 HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO




                                                                                                                            HINÁRIO METODISTA BR




                                                                                                                                                                       ETODISTA BRASILEIRO
                                                                                                                                                                                         Ed
                                                                                                                                                                                           içã
                                                                                                                                                                                              oe
                                                                                                                                                        HINÁRIO




                                                                                                                                                                                                sp
                                                                                                                                                        METODISTA




                                                                                                                  a
                                                                                                                   todist
                                                                                                                                                        BRASILEIRO




                                                                                             a Mostra do Hinário Me
                                                                                                    ta é um
                        BISPO ASSESSOR
2                   Nelson Luiz Campos Leite
                                                                            HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO EM ÁUDIO

                                      DA
                                        DE DE TEO
                                                 LO
                                                                       DIREÇÃO DE GRAVAÇÃO, ORGANIZAÇÃO E PRODUÇÃO
                                 UL
                                                                                       Liséte Espíndola
                             C




                                                      GI
                          FA




                                                        A




                                                                                      VOZES E INSTRUMENTOS
                                 A
                            D




                                                     A




                                                   IS T
                                     IG
                                       RE J
                                           A METOD              Aline de Souza Taconelli, Edemir Antunes, Felipe de Ma os Itaboraí,
                                                                   Francisco Thiago de Almeida (violão e percussão), Jonas Paulo,
    FACULDADE DE TEOLOGIA DA IGREJA METODISTA (FATEO)           Maurício Luís Klaczek, Melquias da Silva Soares, Lídia Maria de Lima,
               Paulo Roberto Garcia (Reitor)                          Liséte Espíndola (piano), Luiz Carlos Ramos, Neusa Cézar,
                                                                           Renilda Mar ns Garcia, Rafael de Souza Oliveira,
         COORDENAÇÃO DE LITURGIA & ARTE DA FATEO                        Rogério de Fabris (percussão), Tércio Bretanha Junker,
                   Luiz Carlos Ramos                                                Thaiana Kerla Santos de Asssis

             DEPARTAMENTO DE MÚSICA LITÚRGICA                                                 ESTÚDIOS
                       Liséte Espíndola                                            Jonas Paulo (direção de estúdio)
                     Jonas Paulo da Silva                      José Luiz Olmos de Araújo (coordenador de estúdios de Comunicação da
                                                                                               UMESP)
                                         *                                      Gustavo Catomacci (Estúdio Umesp)
                                        ***                                      Eduardo Faus no (Estúdio Zero DB)
                                         *
                                                                                EDIÇÃO, MIXAGEM E MASTERIZAÇÃO
                         © COPYRIGTH                                                       Jonas Paulo
                    Pertence aos respec vos
                       Autores e Autoras                                             APOIO E INFRAESTRUTURA
                                                                        Otoniel Luciano Ribeiro (diretor administra vo FaTeo)
            São Paulo / São Bernardo do Campo, 2011
                                                                               Tiragem desta edição: 300 Exemplares
APRESENTAÇÃO




O HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO (HMB), como hiná-          2. Canções evangélicas contemporâneas (enten-
rio oficial da Igreja Metodista, pretende atingir os         da-se aquelas que surgiram após a conclusão
seguintes objetivos:                                         do Hinário Evangélico, até os dias atuais);
   1. Subsidiar a Igreja, em geral, e o Ministério        3. Composições representativas da cultura bra-
      de Música das igrejas locais, em particular,           sileira (inclusive com características regio-
      com um repertório hinódico afinado com as              nais) e latino-americanas;
      doutrinas e ênfases wesleyanas;
                                                          4. Hinos que contemplem o universo da criança
   2. Facilitar às novas gerações o acesso à rica            e favoreçam a sua total inclusão no culto.
      herança hinódica da tradição cristã, bem
      como à produção musical evangélica con-          Além desses, o Hinário deverá contemplar o cântico
      temporânea de qualidade comprovada, sem          dos Salmos bíblicos, preservando essa antiga tradi-
      desconsiderar aquelas composições em ritmos      ção cristã.
      próprios da cultura brasileira e latino-ame-
      ricana;
                                                       O HMB será acompanhado de mídia em áudio, não
                                                       necessariamente de caráter comercial, mas com
                                                                                                               3
   3. Disponibilizar uma seleção de cânticos que       qualidade suficiente para que aquelas/es que estão
      contemplem a multiplicidade e a liberdade        principiando sua formação musical possam apro-
      litúrgica próprias do contexto metodista.        priar-se do Hinário sem maiores dificuldades (as
                                                       partituras também contêm as harmonias anotadas
Para isso, o projeto editorial do HMB foi concebi-     através de cifras).
do de maneira a garantir a distribuição equitativa
dos seguintes gêneros hínicos, priorizando hinos       O conteúdo do HMB deverá necessariamente ser
de compositores/as metodistas, de pessoas rela-        fruto de uma construção coletiva e de um labor co-
cionadas com a tradição wesleyana ou cuja ênfase       laborativo. Para isso pressupõe-se a constante inter-
teológica seja notoriamente coerente com a teologia    locução com a igreja nas suas várias instâncias, da
metodista:                                             mais geral, passando pelas regionais, até as locais.

   1. Hinos históricos consagrados pelos hinários      Desta forma, cada metodista está convocada/o a
      clássicos do protestantismo brasileiro, com      participar da construção deste hinário enviando
      especial cuidado para incluir os hinos de        suas sugestões e colaborando com suas competên-
      Charles Wesley e de autores/as metodistas;       cias, habilidades e recursos econômicos.
                                                                                         COMITÊ DO HMB
                                                                                          Inverno de 2011
HINÁRIO
             METODISTA
                                                                                                                                                 MIL LÍNGUAS EU QUISERA TER
             BRASILEIRO                                                                                                                                                           8.6.8.6
                                                                                                                              Charles Wesley, 1739                                                                                HYMNS TUNES
                                                                                                                              Trad. Jaci Maraschin, 2005                                                        Carl Gotthelf Gläser, 1734-1829
                                                                              1                                                                                                                                             Lowell Mason, 1839
                                                                                                                                                                               G            D                     G         E‹        D
                                                                      HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
                                                     HINÁRIO METODISTA BR




                                                                                                ETODISTA BRASILEIRO
                                                                                                                  Ed
                                                                                                                    içã
                                                                                                                       oe
                                                                                 HINÁRIO                                 sp


                                                                                 METODISTA
                                         a
                                            todist




                                                                                 BRASILEIRO
                      a Mostra do Hinário Me
               ta é um




            Faixa 1 e 12
                                                                                                                                                     1. Mil                   lín - guas eu   qui           -     se - ra ter,        Mil
                                                                                                                                                     2. Gra           -       cio - so Mes - tre,                meu Se - nhor,        A -
                                                                                                                                                     3.     Je       -        sus, con - ti - go                 sem te - mor         Se_a
                                                                                                                                                    4.      O                 meu pe - ca - do_e                  to - do_o mal       Teu
                                                                                                                                                    5, 6,7...
    DOMINGO DE PENTECOSTES
    Ano A: At 2.1-21 ou Nm
    1124-30; Sl 104.24-34,
    35b; 1 Co 12.3b-13 ou ou At
    2.1-21; Jo 20.19-23; ou Jo
    7.37-39.
    Ano B: At 2.1-21 ou Ez 37.1-                                                                                                4        G         D/F©          G            D                             G                        G/B
    14; Sl 104.24-34, 35b; Rm
    8.22-27 ou At 2.1-21; Jo
    15.26-27;16.4-15.
    Ano C: At 2.1-21 ou Gn                                                                                                               vo - zes pra    lou              -   var,               As         gló - rias    do       meu
4   11.1-9; Sl 104.24-34, 35b;                                                                                                           ju - da - me_a  pre              -   gar               Por          to - da_a    ter    -  ra,
    Rm 8.14-17 ou At 2.1-21; Jo                                                                                                          ca - ba_a nos - sa                   dor,              P'ro         pe - ca -    dor       és
    14.8-17(25-27).                                                                                                                     san - gue vem     la          -       var,              Des    -    trói as       gra    - des

    (Se a passagem do Antigo Tes-
    tamento for escolhida como
    primeira leitura, a passagem
    de Atos deve ser usada como
    segunda leitura.)
                                                                            
    Este poema foi composto por                                                                                                 7        C                                    G/D                      D7             G
    Charles Wesley para comemo-
    rar o aniversário de um ano
    da sua experiência religiosa,
    ocorrida no dia de Pentecos-                                                                                                       Deus, meu Rei,        Tri          -   un - fos do    seu                   dom.
    tes, em 21 de maio de 1738.                                                                                                        céu e mar,            As               hon - ras do   teu                    ser.
    Charles era ministro anglica-                                                                                                       be - lo som,         Sa           -     ú - de, vi - da_a                   paz.
    no e poeta de pena generosa e                                                                                                       das pri - sões       Com               tu - a san - ta                     mão.s
    profícua. Atribui-se a ele mais
    de 8 mil poemas, muitos dos
    quais se tornaram hinos que
    são cantados por inúmeras
    igrejas em todo o mundo.
Charles Wesley foi o primeiro
                                      a ser chamado de “metodis-
                                      ta”, na Inglaterra do século
                                      XVIII. Juntamente com seu
                                      irmão John Wesley, foi um
                                      dos fundadores do movimen-
                                      to que deu origem à Igreja
1. Mil línguas eu quisera ter,        Metodista.
   Mil vozes pra louvar,              Por essa razão, na maioria dos
   As glórias do meu Deus, meu Rei,   hinários metodistas de todo
   Triunfos do seu dom.               o mundo, é sempre o hino de
                                      número 1 (um). No HINÁRIO
2. Gracioso Mestre, meu Senhor,       METODISTA BRASILEIRO mantive-
                                      mos essa tradição.
   Ajuda-me a pregar
   Por toda a terra, céu e mar,       A tradução para o português
   As honras do teu ser.              foi feita pelo Rev. Prof. Dr. Jaci
                                      Correa Maraschin (1929-
3. Jesus, contigo sem temor           2009), ministro da Igreja
   Se acaba a nossa dor;              Anglicana, filósofo, doutor
                                      em Ciências da Religião pela
   P’ro pecador és belo som,
                                      Universidade de Estrasburgo,
   Saúde, vida e paz.                 França, o professor Jaci dedi-
                                      cou-se ao estudo das relações
4. O meu pecado e todo mal            entre teologia e cultura.
   Teu sangue vem lavar,
                                      Valorizando a cultura e mu-
   Destrói as grades das prisões
                                      sicalidade brasileiras, compôs
   Com tua santa mão.                 canções inesquecíveis, como          5
                                      “Lavapés” e “A canção do ca-
5. Quando ele fala, a sua voz         tiveiro”, entre tantas outras.
   A vida a todos traz.
                                      Maraschin também lecionou
   O triste nele se compraz
                                      na Universidade Metodista, e
   E o pobre, humilde, crê.           na Faculdade de Teologia da
                                      Igreja Metodista, durante 35
6. Os surdos ouvem afinal             anos — antes da fundação do
   E os mudos vêm cantar,             IMS, como professor convida-
   Os coxos andam a saltar            do na Faculdade de Teologia
   e os cegos já te vêem.             da Igreja Metodista, partici-
                                      pou do grupo que planejou a
7. E glória a Deus, honra e louvor    criação da Universidade
   Teus santos todos dão;             OBSERVAÇÃO:
   E um canto novo entoarão
   Unindo terra e céu.                  Futuramente todos os hinos
                                        serão acompanhados de infor-
                                        mações adicionais, tais como:
                                        referências bíblicas correlatas,
                                        indicação para seu uso litúrgico
                                        e, sempre que disponíveis, dados
                                        sobre as/os compositoras/es,
                                        semelhantemente ao deste hino,
                                        além da gravação em áudio com
                                        versões em vozes e somente
                                        instrumental.
HINÁRIO
             METODISTA                                                                                                                                   Ó vem , caminhante                                                      1
             BRASILEIRO
                                                                                                                         Charles Wesley                                                               Melodia tradicional irlandesa

                                                                    2                                                 Versão: Simei Monteiro                                                            Harm.: Liséte Espíndola

                                                                                                                                                   D                            A                        G              Gm
                                                              HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
                                             HINÁRIO METODISTA BR




                                                                                        ETODISTA BRASILEIRO
                                                                                                          Ed
                                                                                                            içã
                                                                                                               oe
                                                                         HINÁRIO                                 sp


                                                                         METODISTA
                                   a
                                    todist




                                                                         BRASILEIRO
              a Mostra do Hinário Me
                     ta é um




              Faixa 4
                                                                                                                                        1.Ó      vem,             ca - mi- nhan - te,     meu      des    - co -       nhe -
                                                                                                                                      2,3,4,5...


    OBSERVAÇÃO
    Futuramente todos os hinos
    serão acompanhados de
    informações adicionais, tais
    como: referências bíblicas
    correlatas, indicação para
    seu uso litúrgico e, sempre
    que disponíveis, dados sobre                                                                                                        D/A                                 A                     F
    as/os compositoras/es, além
    da gravação em áudio com
    versões em vozes e somente
    instrumental.                                                                                                                      ci      -   do,       A          quem        eu   me_a -    pe    -   go        mas
6




                                                                                                                                            G                              A7                            G



                                                                                                                                      não          pos   -   so          ver!                     Quem,      nes   -    te   ca -
F                            D                            G        A          A/G



mi - nho,     me_ha -    vi       -   a      se     -    gui    -        do,    Se




D/F                        Bm              Bm/A             G                   Gm



foi,   es -    tou       só           e      sem          na    -    da          sa -



                                                                                         7




  D                           G                           D/F



ber.            A    -   qui,             to - da       - noi       te         pre   -
A/E                                  A                        G



     ten       ten-do      fi -       car                  Lu   -   tan    -   do con -




      D/F                                   A/E                      A
                                                                    1.

      ti -     go_a      té_o                   di-a       rai -    ar.




8




          A
      2.= 82                     G   = 74              B        C   D



    5.mor.         Teu          no - me                    é    A - mor!
1. Ó vem, caminhante, meu desconhecido,
   A quem eu me apego, mas não posso ver!
   Quem, neste caminho, me havia seguido
   Se foi, estou só e sem nada saber.
   Aqui, toda a noite pretendo ficar
   Lutando contigo até o dia raiar.

2. Quem sou e o que fiz, tu já me revelaste;
   Confesso a miséria do meu caminhar.
   Meu nome eu ouvi pois tu me chamaste
   E inscrito em tuas mãos vais meu nome guardar.
   Mas quem, quem és tu? Eu preciso saber!
   Ó vem, bem depressa, teu nome dizer.

3. Vem, fica ao meu lado porque já fraquejo
   E, embora confie, é grande a opressão.
   Ó fala bem perto, é tudo o que almejo,
   E inclina os ouvidos à minha oração.
   Ó fala! Senão não te deixo, Senhor.
   Só quero saber se teu nome é Amor!

4. Amor, é Amor! Foi por mim que morreste!
   Escuto, em sussurro, no meu coração.
   As trevas se inundam de brilho celeste,          9
   Tu és, do amor, a infinita expressão.
   Ó vem, das entranhas da graça e favor,
   Essência divina, teu nome é Amor!
   Teu nome é Amor!

5. Eu sei quem és tu, és Jesus Cristo, o amigo;
   Apoio sincero do frágil e incapaz.
   Tu não me abandonas na noite, em perigo,
   Mas cheio de graça, por mim velarás.
   Mercê infinita, eterno favor,
   Essência divina, teu nome é Amor!
   Teu nome é Amor!
HINÁRIO                                            AO DEUS DE ABRÃO
              METODISTA                                                            6.6.8.4.D.
              BRASILEIRO
                                     Daniel Ben Judah Davyian, Século XV                                                 YIGDAL (LEONI)
                                     Thomas Olivers (1725-1799)                                                   Antiga melodia hebraica
                  3                  trad. Rev Robert Hawkey Moreton (1844-1917)



     TODOS OS TEMPOS
     LITÚRGICOS
     Gênesis 6. 24; Êxodo 3.6;                1.Ao Deus de_A - brão lou    -   vai,       Do     vas - to Céu Se - nhor,          E -
     Deuteronômio 9.5; 1 Crônicas             2.Ao Deus de_A - brão lou    -   vai;       Eis,   por man - da - do      seu,      Mi -
     20.7; Salmo 47.9; Mateus 3.9;           3.Meu gui - a Deus se         -    rá;       Seu     in - fi - ni - to_a - mor       Fe -
     Lucas 3.8; Atos 3.13, 7.32;              4.No que meu Deus ju         -   rou,       Hu -   mil - de con - fi - ei;          E
     Gálatas 3.18;




                                      5



                                             ter - no_e   po - de - ro - so Pai, E      Deus  de_a            -    mor.           Au -
10                                          nha_al -ma    dei - xa_a ter - ra_e vai Go - zar   no                  céu.            O
                                             liz em        tu - do   me fa - rá Por      on - de_eu                for.            To -
                                             pa - ra_o    Céu que pre - pa - rou Eu      su - bi              -    rei.           Sua




                                      9



                                             gus - to Je - o - vá,                    Que     ter - ra_e céu cri - ou!          Mi -
                                             mun -do des - pre - zei,                 Seu     lu - cro_e seu lou - vor,         E
                                             mou -me pe - la mão;                     Nas     tre - vas deu - me     luz,       E
                                              fa -ce_eu hei de   ver,                 Con -   fi - a - do em seu a - mor,       E
13



     nha_al -ma_o no - me_e - xal - ta - rá    Do    gran - de_Eu - Sou.
     Deus por meu qui - nhão to mei,           E      Pro - te      tor.
      dá - me_a_e -ter - na   sal - va - ção   Que   vem     da    cruz.
      pa - ra sem -pre_en -gran - de - cer     Meu    Re - den - tor.           A - mém.




     1. Ao Deus de Abrão louvai,                        3. Meu guia Deus será;
        Do vasto Céu Senhor,                               Seu infinito amor
        Eterno e poderoso Pai,                             Feliz em tudo me fará
        E Deus de amor.                                    Por onde eu for.                11
        Augusto Jeová,                                     Tomou-me pela mão;
        Que terra e céu criou!                             Nas trevas deu-me luz,
        Minha alma o nome exaltará                         E dá-me a eterna salvação
        Do grande Eu-Sou.                                  Que vem da cruz.

     2. Ao Deus de Abrão louvai;                        4. No que meu Deus jurou,
        Eis, por mandado seu,                              Humilde confiei;
        Minha alma deixa a terra e vai                     E para o Céu que preparou
        Gozar no céu.                                      Eu subirei.
        O mundo desprezei,                                 Sua face eu hei de ver,
        Seu lucro e seu louvor,                            Confiado em seu amor,
        E Deus por meu quinhão tomei,                      E para sempre engrandecer
        E Protetor.                                        Meu Redentor. Amém
HINÁRIO
     METODISTA
                                                                                                                                                Meu divino protetor                                                             1
     BRASILEIRO
                                                                                                                             Charles Wesley (1738)                                                              Joseph Parry (1879)

                                                            4                                                 Trad. Justus Henry Nelson, estrofes 1 e 2 (1849-1931)
                                                                                                                     João Soares da Fonseca, estrofe 3 (1989)

                                                      HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
                                                                                                                                   Em                                                  C7              D           Em
                                     HINÁRIO METODISTA BR




                                                                                ETODISTA BRASILEIRO
                                                                                                  Ed
                                                                                                    içã
                                                                                                       oe
                                                                 HINÁRIO                                 sp


                                                                 METODISTA
                           a
                            todist




                                                                 BRASILEIRO
      a Mostra do Hinário Me
             ta é um




     Faixa 10
                                                                                                                                 Meu              di -      vi      no      -         pro          -    te - tor,
                                                                                                                                 Cris       -   to_és tu -     - do em                meu               vi - ver:
                                                                                                                                 Gra
                                                                                                                                  -         -     ça   i - men- sa em                  ti              se_a - chou,




                                                                                                                                  Em             B/F    Em/G          B/A             Em/G                 Em       B




12                                                                                                                              Que - ro_em
                                                                                                                                Tu -  do_em
                                                                                                                                                         ti,
                                                                                                                                                         ti
                                                                                                                                                                   me
                                                                                                                                                                   eu
                                                                                                                                                                                 re
                                                                                                                                                                                pos
                                                                                                                                                                                       -
                                                                                                                                                                                         -     -
                                                                                                                                                                                                        fu -  giar,
                                                                                                                                                                                                       so_a - char.
                                                                                                                                Pa -    ra               tu    -   do           per     -               do  -  ar;




                                                                                                                               Em                                                Am7                   B          Em



                                                                                                                               Pois              as       on -        das         de           ter          -    ror
                                                                                                                                Os               en -     fer -       mos        com           po          -     der,
                                                                                                                               san      -       gue       teu          se        der       -   ra          -     mou
B                          Em       Am     Em/G            B7            Em



 A -       me       -         a -   çam      me         tra   -           gar.
 Só        tu                po -   des      le -       van -             tar.
Que        me                vai     pu -    ri   -      fi -             car.




  C             G            C      D/A       Em                                 G



Qua    - se_es           -   tou     a       pe -      re         -         cer,
 És       bon           -     do - so_e     San -      to,            ó     Deus,
Fon     - te                  tu    de       to -      do                   bem,


                                                                                         13




      Em        B             Em      D        G        F                        Bm



Dá -       me                 tu - a        pro - te         -                    ção,
Sou        in       -        gra - to       pe - ca               -               dor,
Dá -       me                sem - pre      de    be                  -           ber.
C                  G/B                 Em        Am/C      B



     Pois        guar - da - do_em            teu        po - der,
     Vem,          di - ri - ge_os            pas    -   sos  meus;
     Con     -    for - tar    mi  -         nh'al   -   ma   vem;




        Em                                      C7        D       Em



     Não     re -        ce- io_o             fu     -   ra -    cão.
     San - ti -          fi    -      ca -    me,        Se -   nhor.
     quei - ras      sem         -   pre,     me         va -    ler.

14
1. Meu divino protetor, Quero
   em ti me refugiar,
   Pois as ondas de terror
   Ameaçam me tragar.
   Quase estou a perecer,
   Dá-me tua proteção,
   Pois guardado em teu poder,
   Não receio furacão.

2. Cristo, és tudo em meu viver:
   Tudo em ti eu posso achar,
   Os enfermos, com poder,
   Só tu podes levantar.
   És bondoso e santo,
   Ó Deus, sou ingrato pecador,
   Vem, dirige os passos meus;
   Santifica-me Senhor.

3. Graça imensa em ti se achou,
   Para tudo perdoar.
   Sangue teu se derramou
   Que me vai purificar.           15
   Fonte tu de todo bem,
   Dá-me sempre de beber.
   Confortar minh’alma vem;
   Queiras sempre me valer.
HINÁRIO                                 Fortalece a Tua Igreja
     METODISTA
     BRASILEIRO                                                             8.7.8.7.D.
                                                                                                                 EBENEZER (TON-Y-BOTEL)
                  Henry Maxwell Wright (1849-1931)                                                                          Melodia galesa
        5                                                                                                Thomas John Williams (1869-1944)

                                F‹                 C7 D¨ G‹7 C7 3 F‹                        A¨                    C7    F‹ B¨           C F‹
                                             3


                                                                                               3
                                For - ta         - le-ce_a     tu - a I - gre - ja,         Ó ben            - di - to        Sal - va -dor!

                                                                            3                            3
                                             3



                                                                                                     3
                                                                                                     3



                                                                                                     3

                   5          F‹                 C7 D¨ G‹7 C7 3 F‹                        A¨                   C7       F‹    B¨        C F‹
                                      3


                                                                                                 3
16                            Dá - lhe           tu - a      ple - na           gra - ça; Vem, re -               no - va     seu   vi - gor.

                                                                        3                            3
                                      3



                                                                                                 3
                                                                                                 3



                                                                                                 3

                   9          A¨                 E¨          F‹                 C7       F‹7                 B¨          B¨         3     C
                                                                        3                            3


                                     3
                              Vi - vi - fi - ca,              vi - vi       - fi - ca    Nos - sas           al -mas,    ó     Se - nhor!
                                         3                              3                            3                              3
13   F‹        C D¨ G‹ C 3 F‹            A¨ E¨       A¨   D¨ B¨    C7 F‹       B¨ F
           3


                                               3
     Vi - vi - fi - ca, vi - vi - fi - ca nos sas    al - mas, ó   Se -nhor!   A -mém.

                              3                  3
           3



                                                 3




                            Fortalece a tua Igreja,
                            Ó bendito Salvador!
                            Dá-lhe tua plena graça;
                            Vem, renova seu vigor.
                                                                                         17
                            Vivifica
                            Nossas almas, ó Senhor!
HINÁRIO                                  Louvor ao Trino Deus
     METODISTA
     BRASILEIRO                                                        12.12.12.10.
                  Bispo Reginald Heber (1783-1826)                                                                            NICAEA
        6         Trad. de João Gomes da Rocha (1861-1947)                                        Rev. John Bacchus Dykes (1823-1876)

                                 D           B‹        A         D          G                       D                A/C©



                            1.San - to! San - to!      San   -   to!       Deus     o - ni - po   - ten   -    te!       Can -tam de ma -
                            2.San - to! San - to!      San   -   to!        To -   dos os re      - mi    -   dos,       Jun - tos com os
                            3.San - to! San - to!      San   -   to!       Nós,     os pe - ca    - do    -   res,       Não po - de -mos
                            4.San - to! San - to!      San   -   to!       Deus     o - ni - po   - ten   -    te!        Tu - as o -bras




                   6        B‹                             E13(“4)                      A7                           D         B‹



                            nhã              nos - sas   vo - zes com            ar - dor.                        San - to! San - to!
18                          an       -        jos, pro - cla -mam teu           lou - vor.                        An - tes de for -
                            ver                tu - a    gló - ria sem          tre - mor.                        Tu so - men -te_és
                            lou      -       vam teu     no - me com            fer - vor!                        San - to! San - to!




                   10        A                    D                    G                                      D



                            San          -       to!              Bom             e ver - da - dei                       -    ro!
                            mar          -      se_o               fir -        ma -men - to_e_a ter                     -    ra,
                            san          -       to,                só           tu és     per - fei                     -    to,
                            San          -       to!               Jus -        to_e com - pas - si                      -    vo!
13   B‹              G              E‹        A7         D        G    D



      És  Deus tri - ú - no,_ex - cel - so Cri - a - dor!
      E - ras, e sem - pre_és,    e_hás de ser, Se - nhor!
     Deus  so - be - ra - no,_i - men -so_em teu a - mor!
      És  Deus tri - ú - no,_ex - cel - so Cri - a - dor!         A - mém.




                  1. Santo! Santo! Santo! Deus onipotente!
                     Cantam de manhã nossas vozes com ardor.
                     Santo, Santo, Santo! Bom e verdadeiro!
                     És Deus Triúno, excelso Criador!                        19
                  2. Santo! Santo! Santo! Todos os remidos,
                     Juntos com os anjos, proclamam teu louvor.
                     Antes de formar-se o firmamento e a terra,
                     Eras, e sempre és, e hás de ser, Senhor!

                  3. Santo! Santo! Santo! Nós, os pecadores,
                     Não podemos ver tua glória sem tremor.
                     Tu somente és santo; só tu és perfeito,
                     Deus soberano, imenso em teu amor.

                  4. Santo! Santo! Santo! Deus onipotente!
                     Tuas obras louvam teu nome com fervor.
                     Santo! Santo! Santo! Justo e compassivo!
                     És Deus triúno, excelso Criador! Amém.
HINÁRIO
     METODISTA
                                                         PÃO DA VIDA
     BRASILEIRO                                                       7.6.7.6.D.           HERZLICH TUT MICH VERLANGEN
                                                                                           Mel. Hans Leo Hassler (1564-1612)
         7        Rev. Ricardo Holden (1828-1886)                                   Harm. Johann Sebastian Bach (1685-1750)

                                     F         D‹                F6     G C E/G© A‹                     E    A‹



                          1.Ó     Cris - to! Pão da              Vi    -   da, Des - ci - do    lá do     céu;        O
                         2.Da_e - ter - na_e san - ta            vi    -   da, Da qual tu       és o_Au - tor,       Sus -




                   5      F          D‹             F6   G        C     E/G© A‹                     E       A‹



                         pão    de nos - sas   al        - mas, Que_o Pai           de_a - mor nos  deu!           Em
20                       ten - to_e for - ta - le         - za   És   tu,           tam - bém, Se - nhor.          Sem




                   9      G                          F                 C   C7      F           D‹            A        D7



                          ti nos     a - le     - gra        -        mos, Go - zan - do, mes - mo_a - qui,          Do_a-
                          ti não    nos  as     - sis        -        tem Nem   for - ças nem po - der;               De
13   G       C          D‹     G    C     F       D‹    G     C          F    C



     len -to_e da do - çu - ra, Que_a - cha - mos sem -pre_em ti.
      ti, nos -so_A - li - men - to, Que - re - mos nós vi - ver.       A - mém.




         1. Ó Cristo, Pão da Vida,                   2. Da eterna e santa vida,
            Descido lá do céu,                          Da qual tu és o Autor,
            O pão de nossas almas
            Que o Pai de amor nos deu!
                                                        Sustento e fortaleza
                                                        És tu, também, Senhor.
                                                                                   21
            Em ti nos alegramos,                        Sem ti não nos assistem
            Gozando, mesmo aqui,                        Nem forças nem poder;
            Do alento e da doçura,                      De ti, nosso Alimento,
            Que achamos sempre em ti.                   Queremos nós viver.
HINÁRIO                                    TU ÉS FIEL, SENHOR
     METODISTA
     BRASILEIRO
                  Thomas O. Chisbolm                                                               William M. Runyan
        8         Trad. Joan Sutton

                              D              GŒ„Š7      G6         A7            D(“4) D           G



                            1.Tu és fi - el,       Se -nhor, meu Pai ce - les - te.                Ple - no po -
                            2.Flo - res e    fru - tos, mon - ta - nhas e   va - les,              Sol, lua, es -
                            3.Ple - no per - dão    tu dás, paz, se - gu - ran - ça;               Ca - da mo -




                   6       B‹7                  E7                 A           A           A7      D



                           der   aos teus        fi - lhos da - rás.          Nun - ca   mu - das - te, tu
22                         tre - las, no        céu a bri - lhar:              Tu - do   cri - as - te na
                           men - to me          gui - as, Se - nhor!            E, no    por - vir, oh! que




                   11      F©‹7        B‹ E‹7                Fº7          D/F©             A13/G       A7   D



                           nun -ca fal - tas - te;           Tal co - mo      e - ras, tu sem -pre se - rás.
                           ter -ra_e nos     a - res;        To -do_U -ni - ver - so vem, pois, te lou - var.
                           do - ce_es -pe - ran - ça,        Des -fru - ta - rei do teu    ri - co fa - vor!
17       A              D(“4)         D               B7                  E‹7                      A



         Tu   és     fi - el, Se - nhor!              Tu    és      fi - el, Se - nhor!           Di - a_a - pós




22       D               E7                    A            A7                    D                 D7



         di - a, com     bên -çãos sem         fim.         Tu - a mer - cê               me sus - ten - ta_e me




28     GŒ„Š7 G6           G©º7                      B‹/A B‹7 A/C©             D       G      A7        D           23

        guar - da.         Tu    és       fi    -     el,        Se - nhor,   fi - el        a     mim.




1. Tu és fiel, Senhor, meu Pai Celeste.                     2. Flores e frutos, montanhas e vales,
   Pleno poder aos teus Filhos darás.                          Sol, lua, estrelas, no céu a brilhar:
   Nunca mudaste, tu nunca faltaste;                           Tudo criaste na terra e nos ares;
   Tal como eras tu sempre serás.                              Todo o Universo vem, pois, te louvar.

  Tu és fiel, Senhor!                                        3. Pleno perdão tu dás, paz , segurança;
  Dia após dia, com bênçãos sem fim.                            Cada momento me guias, Senhor!
  Tua mercê me sustenta e me guarda.                           E, no porvir, oh que doce esperança,
  Tu és fiel Senhor, fiel a mim.                                 Desfrutarei do teu rico favor!
HINÁRIO
     METODISTA
                                               INTENTOS DE DEUS
     BRASILEIRO                                                  Irregular
                  Arthur Campbell Aingen (1841-1919)

        9
                  Trad. João Wilson Faustini, 1958                                                     Martin Shaw, 1931
                            E‹                                                                                 B7(b9)



                          1.Os seus in - ten      - tos        cum - pre Deus         No     de -   cor - rer dos
                         2.Des - de_o lon - gín   - quo        nor - te_ao sul,       Em     to -   dos   os   re -
                         3.Com    a ban - dei     - ra          de    Jes - us,       Un   - i -    dos   ca - min -
                         4.Tra - ba - lho nos     - so         vão     se - rá,       Se    Deus    não for    pre -




                   4      E‹                  B7(b9)      E‹                                   E‹   D/F©   G   D/F©



                          a      -     nos.                 E - le_e - xe - cu      - ta_o     seu que - rer De_a -
                         can      -    tos,               Sai    a men - sa         - gem      do    Se - nhor da
24                        he     -     mos;               Seu    E - van - gel      - ho,_a    sal - va - ção, Ao
                         sen      -     te.                Só    e -le_o_es - for   - ço_a -   qui ben - diz   E_é




                   7      Em              D       G                       B7                          B7



                          cor - do com seus pla - nos.                   Eia! a - pro -xi - ma - se_o fi - nal! Bem
                         bo - ca dos seus San - tos.                     Na - ções e po - vos,     a - ten - dei, O
                        mun -do_a -nun - ci - e  - mos.                  Con -tra_o pe - ca -do_e to - do_o mal Lu -
                        quem nu - tre_a se - men - te.                   Eia! a - pro -xi - ma - se_o fi - nal! Bem
11   D/F© G/B D/A C/G                                                      B7                  C©º   B7



     per - to_o di - a      vem                        Quan - do_a     gló      -   ria   de   Deus Há de_o
     seu    a - pe - lo_ou - vi,                        Pa - ra_a      gló      -   ria   de   Deus Vir o
     te mos com        vi - gor,                        Pa - ra_a      gló      -   ria   de   Deus Vir o
     per - to_o di - a      vem                        Quan -do_a      gló      -   ria   de   Deus Há de_o




14    E‹      D/F©     G                 G                    D 1,2,3. E‹            E‹



     mun -do_i -nun - dar, Co -mo_as     á -guas   co -brem   o   mar.
     mun- do_i -nun - dar, Co -mo_as     á -guas   co -brem   o   mar.
     mun - do_i -nun - dar, Co -mo_as    á -guas   co -brem   o   mar.
     mun - do_i -nun - dar, Co - mo_as   á -guas   co -brem   o   mar.
                                                                  1,2,3.


                                                                                                              25


     1. Os seus intentos cumpre Deus                          3. Com a bandeira de Jesus,
        No decorrer dos anos.                                    Unidos caminhemos;
        Ele executa o seu querer                                 Seu evangelho, a salvação,
        De acordo com seus planos.                               Ao mundo anunciemos.
        Eia! aproxima-se o final!                                Contra o pecado e todo o mal
        Bem perto o dia vem                                      Lutemos com vigor,
        Quando a glória de Deus                                  Para a glória de Deus
        Há de o mundo inundar,                                   Vir o mundo inundar
        Como as águas cobrem o mar.                              Como as águas cobrem o mar.
     2. Desde o longínquo norte ao sul,                       4. Trabalho nosso vão será,
        Em todos os recantos                                     Se Deus não for presente.
        Sai a mensagem do Senhor                                 Só ele o esforço aqui bendiz
        Da boca dos seus santos.                                 E é quem nutre a semente.
        Nações e povos, atendei,                                 Eia! aproxima-se o final
        O seu apelo ouvi,                                        Bem perto o dia vem
        Para a glória de Deus                                    Quando a glória de Deus
        Vir o mundo inundar,                                     Há de o mundo inundar,
        Como as águas cobrem o mar.                              Como as águas cobrem o mar.
HINÁRIO                                                                                                                                DEUS, SOMENTE DEUS
     METODISTA                                                                                                Trad. Edilson Botelho Nogueira                                                                      Phil McHugh
     BRASILEIRO
                                                                                                                                    A                 D/F©        E/G©              E E/D           A/C©      D
                                                            10
                                                      HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
                                     HINÁRIO METODISTA BR




                                                                                ETODISTA BRASILEIRO
                                                                                                  Ed
                                                                                                    içã
                                                                                                       oe
                                                                 HINÁRIO                                 sp


                                                                 METODISTA
                                                                                                                                  1.Deus,          so -men -te Deus,             Cri -ou o mun - do e_o que ne -le
                           a
                            todist




                                                                 BRASILEIRO
      a Mostra do Hinário Me




                                                                                                                                  2.Deus,          so -men-te Deus,              Os seus mis - té - rios po - de re -ve -
             ta é um




     Faixa 16




                                                                                                               4       E9(“4)             E7            F©‹7        F©‹/E     D©º               E      E/D        A/C©



                                                                                                                          há;            O ser que po - de res - pi - rar                  E - xis - te pra mos -trar      A
                                                                                                                          lar;           Os seus de - síg-nios quem ja -mais              Um di - a co - nhe - ceu        Pois




26
                                                                                                               7         1. B‹7    B‹/A        G    E(“4) 2.B‹7 E9(“4) E7             A     D/F© E/G© A                  B/A



                                                                                                                          gló - ria do Se- nhor.              Deus, so -men - te_é Deus.                    Deus, so-men-te

                                                                                                                         1.                                  2.




                                                                                                               12        E/G©       E                         A          F©‹7 B(“4)   E               E/D           A/C©



                                                                                                                        Deus,           Do -mi -na_o tro - no do_U -ni - ver          so.      Que_a voz da cri -a -ção Se
16      E/B           F©/A©             B‹7          E       E7          A



        er -ga -pa -ra dar       Lou - vor               so -men -te_a Deus.
                                                                                                          Fine




20       A            D/F©       E/G©         E    E/D      A/C©             D              E(“4) E



       3.Deus,    so -men -te Deus,               E -ter -na - men -te_em nós há de_ins -pi - rar       A a -le




24     F©‹7 F©‹/E        Dº7             E        E/D       A/C©        B‹7 E9(“4)             A    D/F© E/G©
                                                                                                                  27
        gri -a de_a -do - rar,    De - se -jo de_e -xal -tar       a         Deus, so -men te_a Deus.
                                                                                                D.S. all Fine




     1. Deus, somente Deus,                                            Deus, somente Deus,
        Criou o mundo e o que nele há;                                 Domina o trono do Universo.
        O ser que pode respirar                                        Que a voz da criação
        Existe pra mostrar                                             Se erga para dar
        A glória do Senhor.                                            Louvor somente a Deus.

     2. Deus, somente Deus,                                        3. Deus, somente Deus,
        Os seus mistérios pode revelar;                               Eternamente em nós há de inspirar
        Os seus desígnios quem jamais                                 A alegrai de adorar,
        Um Dia conheceu?                                              Desejo de exaltar
        Pois Deus, somente é Deus.                                    A Deus, somente a Deus.
HINÁRIO
     METODISTA                                  Logo de Manhã                                          1
     BRASILEIRO
                                                                                     Aristeu Pires Jr.
        11                                                                        Harm.: Liséte Espíndola

                  = 92
                               G                   D/F         Em                     E



                             Lo - go      de ma - nhã     Que - ro te bus- car,




                          G/D                    A7/C          C7   Am                D



28                       Tu - a    voz ou - vir,         Teu    a - amor sen - tir.




                         G                       D/F     Em                       E



                         Es - ten - der    as   mãos     Pa - ra    te   lou - var,
2
     G/D                  A/C       C              D                        G


    Der - ra - mar meu    co - ra - ção          so - bre teu       al - tar.        Pois




     D                    E                        Am           E         Am


    tu        sa - bes    bem           Tu - do quan- to   há em mim;


                                                                                            29




     F                          E                 Am       E                Am   D



    Vou       te   se -    guir         E te_a - mar   a - té       o    fim.
G                                D/F                        Em



      E       no   fim    do       di         -     a,        Quan - do_o     sol    se




     E                             G/D                                 A7/C


     for,                         Te          a -   do - ra   - rei,




30




          C              Am              D                          G



     Te       da - rei    lou -   vor.                        Mes       - mo_es cu - ra_a
                                                                              -
D/F                    Em                    E                  G/D


     noi     - te          Bri- lha_a tu - a    luz;               E_em teus bra - ços




      A/C        C            D                        G


      eu des - can - so,   Meu Se - nhor Je -      sus.




                                                                                         31



1. Logo de manhã                                2. E no fim do dia,
   Quero te buscar,                                Quando o sol se for
   Tua voz ouvir,                                  Te adorarei,
   Teu amor sentir.                                Te darei louvor.
   Estender as mãos,                               Mesmo escura a noite,
   Para te louvar,                                 Brilha a tua luz;
   Derramar meu coração                            E em teus braços eu descanso,
   Sobre o teu altar.                              Meu Senhor Jesus.

 Pois tu sabes bem
 Tudo quanto há em mim;
 Vou te seguir
 E te amar até o fim.
HINÁRIO
     METODISTA    Steve McEwan, ?              grande é o senhor
     BRASILEIRO   Trad. Adhemar de Campos, ?

                                      AŒ„Š7                                  D‹/A
        12



                   3
                                A('9)          C©‹7      B‹7                     E7                      A('9)    C©‹7



                               Gran de           é_o Se - nhor         e mui dig no de       lou vor                 Na ci
                               Gran de           é_o Se -nhor em quem nós te - mos a          vi -tó -     ria        Que




                   6
                               B‹7                     E7                    F©‹7
32
                             da - de do nos - so Deus, Seu san -to mon           -      te
                             nos a - ju - da con - tra_o i - ni- mi              -      go                               Por




                   8
                             A('9)                                 B‹7           C©‹7             1. DŒ„Š7       E(“4) E7



                              A -le gri - a de to - da_a ter             -       ra
                              is -so dian - te de - le nos pros - tra        -
                                                                                                  1.
11   2. DŒ„Š7                     E(“4)      E7         AŒ„Š7




           mos                                  Que - re -mos o      teu no - me_en gran   de -

     2.




13        C©‹7                                    DŒ„Š7                   C©‹7




           cer                                      E     a - gra - de- cer - te       por tua


                                                                                                  33




15        B‹7             E(“4) E7      AŒ„Š7                           C©‹7




           o bra_emnossas vi - das Con - fia mos em teu in-fi -ni - to_a - mor             Pois
18     DŒ„Š7          C©‹7                  B‹7             E(“4) E7        1. AŒ„Š7



                                                                                            .
              só tu és   o Deus e ter - no       so-bre to - da_a ter - ra   e    céu

                                                                                 1.




     21                                           2.



                                  Que        -     céu

                                                  2.




34

          1. Grande é o Senhor                                 3. Queremos o teu
             E mui digno de louvor                                Nome engrandecer
             Na cidade do nosso Deus                              E agradecer-te
             Seu santo monte                                      Por tua obra
             Alegria de toda terra                                Em nossas vidas

          2. Grande é o Senhor                                 4. Confiamos em teu
             Em quem nós temos a vitória                          Infinito amor
             E que nos ajuda                                      Pois só tu és
             Contra o inimigo                                     O Deus eterno
             Por isso diante dele                                 Sobre toda terra e céus
             Nos prostramos
Seja Engrandecido                                                     HINÁRIO
                                                                                              METODISTA
                                                                                              BRASILEIRO

                                                                                                13
                                                                                Asaph Borba

        G                                                B‹



        Se - ja_en -gran -   de - ci   -   do,     Oh   Deus da mi - nha vi - da,     Tu




3   C                 A‹7                  D7(“4)       D7     G



    és o Deus da mi -nha sal -         va - ção.              És a mi - nha Ro - cha, A
                                                                                                           35




6   B‹                                             C               A‹7



    mi - nha se     - gu - ran - ça; Meus lá - bios sem - pre te         e - xal - ta -
8    D7(“4)     D7               G                                 F('9)



           rão.           A - le - lu - ia,                  te   lou        -     vo,               Pois sei




     11     C                 A/C©                       D              D7                G



                    que so -bre to -dos és    Se nhor.                           A - le - lu - ia,     te lou




36


                                                                                         1.
     14   F('9)                       C                  A‹7          D7                  G



            - vo,          Pois sei          que so -bre to- dos és        Se nhor.
17   2.                               G                           E‹



                            A - le - lu - ia,            a - le - lu - ia,           a - le




20    C             A/C©                   D      D7               G



      lu - ia,   Lou -ve -mos ao    Se - nhor!           A - le -lu - ia,            a - le




                                                                                              37
23    E‹                               C               A‹        D(“4)        G



      lu - ia,               a - le - lu - ia,   Lou -ve -mos ao        Se - nhor!




     1. Seja engrandecido,                             Aleluia, te louvo,
        Oh Deus da minha vida,                         Pois sei que sobre todos és Senhor.
        Tu és o Deus da minha salvação.
                                                       Aleluia, aleluia, aleluia,
     2. És a minha rocha,                              Louvemos ao Senhor!
        A minha segurança;
        Meus lábios, sempre te exaltarão.
HINÁRIO                       Digno és de glória                                                1
     METODISTA
     BRASILEIRO                                                               Autoria não identificada
                                                                              Harm.: Liséte Espíndola
        14
                                                            C




                         Dig       - no és de          gló        -    ria               e   lou -




                   Em



38                 vo          -           res                                       Le - van        -




                   F                        F/E                         Dm




                  ta -    mos        nos          -   sas       mãos         Te_a    -       do
G7                                                         G7
                                                      1.


          -mos,     ó        Se     -     nhor                       Dig -   no_és      de




     G7                                                     C
2.


          Por - que          gran    -    de_és            tu                    Ma   - ra -
                                                                                               39




                         Cm9/B                                  Am




 vi -       lhas,       fa    -     zes          tu                           Não      há
Em/G                                           F




      ou -           tro_i   - gual     a                 ti                Não,            não




                Dm                                        G




           há                    Não        há        ou        -   tro_i      - gual             a




40




     1.     G7                                        2.G                               C




     ti,        Por - que    gran - de_és        tu       ti,                Se -       nhor
Digno és de glória
E louvores
Levantamos nossas mãos
Te adoramos, ó Senhor

Porque grande és tu
Maravilhas fazes tu
Não há outro além de ti,
Não, não há
Não há outro igual a ti, Senhor!




                                   41
HINÁRIO                                                                                                                                    Doce Paz                                                      1
     METODISTA
     BRASILEIRO
                                                                                                                                                                                           Soraya Junker

                                                            15                                                = 86
                                                                                                                                                                                       Harm.: Liséte Espíndola


                                                      HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
                                                                                                                          D                             Fm                     G
                                     HINÁRIO METODISTA BR




                                                                                ETODISTA BRASILEIRO
                                                                                                  Ed
                                                                                                    içã
                                                                                                       oe
                                                                 HINÁRIO                                 sp


                                                                 METODISTA
                           a
                            todist




                                                                 BRASILEIRO
      a Mostra do Hinário Me
             ta é um




     Faixa 19
                                                                                                                          Paz,      que_a   do-ce paz,              De Je - sus                   Cris - to




                                                                                                                     Em             B             Em         Em/D                  A           G



42                                                                                                                   se - ja      so      bre    nós,            Nos - sas   ca - sas         e        fa -




                                                                                                                      Fm             B              Em       B                Em               D


                                                                                                                     mí       -   lias,          Ho - je_e   pa - ra         sem       -     pre,
2

    A/C             A            A                 B           C         B


    Ho - je_e - ter - na -      men          -   te,          Se - ja   sem- pre._As -




               Em                                        A
                                                  1.

    sim                 se           -             ja.




                                                                                         43
               A                                         D
    2.                                            2.

         ja.                    A        -             mém!




                             Paz, que a doce paz,
                             De Jesus Cristo
                             Seja sobre nós,
                             Nossas casas e famílias,
                             Hoje e para sempre,
                             Hoje e eternamente,
                             Seja sempre.
                             Assim seja.
                             Amém!
HINÁRIO
     METODISTA
                                          Corpo e família
     BRASILEIRO

        16                                                                                           Daniel de Souza


                                           A                      D/A              A                 A E/G©



                              1.Re - ce    bi um no - vo co - ra - ção do Pai;                              Co -ra-
                                          fru-to des - te no - vo co - ra - ção,                            Eu de




                  6    F©‹7                    C©‹7                     DŒ„Š7                 A/C©




44                     ção re - ge - ne - ra - do,
                       cla-ro_a paz de Cris - to;
                                                               Co -ra - ção trans -for - ma
                                                              Te_a - ben - çôo, meu ir -mão
                                                                                               -   do;    Co -ra -
                                                                                                          pre - ci




                  10   1. B‹7                                           E(“9)          E('9)



                       ção que é      ins- pi - ra - do por      Je- sus.
                                                                                                      2.Co - mo
                       1.
14   2. B‹7                                               E(“9)



                                                                                   So - mos cor
      o - sa é       a nos         - sa co - mu- nhão!
     2.




18    A                                            E/G©                 C©7/E©



      - po,         e_as - sim bem a - jus - ta      -   dos,       To - tal - men - te    li - ga-



                                                                                                      45




22   F©‹7                  DŒ„Š7               B‹7                       E(“9)



      -     do,   U - ni    -   dos,       vi - ven - do em       a - mor;       U- ma     fa- mí
26       A                                             E/G©                  C©7/E©



          -       lia      sem qual - quer fal - si - da     -     de,        Vi - ven - do a     ver - da-




     30   F©‹7                     DŒ„Š7           B‹7                            E(“9)



          -       de, Ex- pres - san -   do    a   Gló - ria do          Se - nhor;     U - ma        fa - mí




46



     34       A                                            E/G©             C©7/E©



              - lia      vi - ven - do_o com - pro - mis - so            do gran - de_a - mor    de    Cris-
38     F©‹7                       DŒ„Š7                         B‹7                    E(“9)           E7



          -   to.   Eu pre - ci           -   so    de ti,             que         -    ri     -   do_ir -




42      A     E/G©            F©‹7                        B‹7              E(“9)       E7          A



       mão!    Pre - ci - o   -   so_és pa - ra    mim,          que   -    ri - do_ir - mão.




                                                                                                             47


 1. Recebi um novo coração do Pai;                    Somos corpo e assim bem ajustados,
    Coração regenerado,                               Totalmente ligados,
    Coração transformado;                             Unidos, vivendo em amor;
    Coração que é inspirado por Jesus.                Uma família sem qualquer falsidade,
                                                      Vivendo a verdade,
 2. Como fruto desse novo coração,                    Expressando a Glória do Senhor;
    Eu declaro a paz de Cristo;                       Uma família vivendo o compromisso
    Te abençôo meu irmão.                             Do grande amor de Cristo.
    Preciosa é a nossa comunhão.                      Eu preciso de ti, querido irmão!
                                                      Precioso és para mim, querido irmão,
                                                      Eu preciso de ti, querido irmão,
                                                      Precioso és para mim querido irmão.
HINÁRIO
     METODISTA
                                             CANTO DE ESPERANÇA
     BRASILEIRO

        17
                  Ester Camac                                                                        Edwin Moura
                  Trad. Sergio Marcus P. Lopes

                             D‹                                 G‹                 C



                          1.Quan - do se_a - ba -te_a_es - pe - ran - ça,           E - le se_a -che -ga_e nos
                          2,3...




                   4        F                         G‹                           D‹



48                          fa - la:                   O - lha tua_ir - mã que ca - mi - nha e lu - ta bus -
                                                       Vê teu ir - mão en - ga - ja - do que trans -for -ma_a




                   7        A                           1. D‹               2. D           D



                           can -do um mun - do me - lhor;                                 Can -te -mos ao nos -so
                            vi - da com san- gue_e su -                      or.
                                                      1.                    2.
11       A                              A7                                  D



          Deus!                            E - le_é_o Se - nhor, Deus da     vi - da;




 14       D                            A                          A7                       D



         Vai a -len -tan -do_a_es- pe -ran -ça e ve -io_a_es - te mun -do co -nos- co lu - tar.




                                                                                                  49

1. Quando se abate a esperança,                       2. Quando se abate a esperança,
   Ele se achega e nos fala:                             Ele se achega e nos fala:
   Olha tua irmã que caminha                             Vai procurar tua irmã
   e luta buscando um mundo melhor;                      Pra juntar-te a ela no esforço da paz;
   Vê teu irmão engajado                                 E a teu irmão vai unir-te
   que transforma a vida com sangue e suor.              na luta da vida que o mundo refaz.

  Cantemos ao nosso Deus,                             3. Quando se abate a esperança,
  Ele é o Senhor, Deus da vida;                          Ele se achega e nos fala:
  Vai atentando a esperança                              Bem junto a mim continuem,
  E veio a este mundo conosco lutar.                     Permaneçam firmes, que firme estarei;
                                                         Fiquem comigo na luta
                                                         Que força e vitória lhes concederei!
HINÁRIO
     METODISTA
                        O OLHAR DE QUEM SABE AMAR
     BRASILEIRO
                                                                                                          Xico Esvael

        18                            E           F©‹/E                E           C©‹7/E



                       1.O   o   -   lhar   de quem sa -be_a   mar         Tem o bri -lho das ma -nhãs de sol
                       2.O   o   -   lhar   de quem sa -be_a   mar         Não tem me -do de mi - rar no_o lhar
                       3.O   o   -   lhar   de quem sa -be_a   mar          A - cre - di -ta_e lu - ta pe - la paz
                       4.O   o   -   lhar   de quem sa -be_a   mar         Tem po - der pra ter -ra se - me - ar




                  4   G©‹7                        A             G©‹7               F©‹7            C©‹7



                                      I - lu - mi -na_as fa - ces e dis - tin gue_as co - res, Can -ta_a
                                                                                -
                                     Par -ti - lhar os so_    nhos, sem fi - car me - do - nho, Co ca -
50                                   Sa -be que_a jus - ti - ça é de - ver, pre - mis - sa Pra fa -
                                     Pe -ga     no a - ra - do sem o - lhar pra trás, não Se can




                  7   F©7             D               A        1. E                         2. E



                       vi - da co - mo_um rou - xi -            nol              i - lu     nol.           O    o-
                      mi - nho_a fé  lhe faz an -               dar,           par - ti     dar.
                      zer    a vi - da ger -mi -                nar,            sa - be     nar.
                       sa   da vi - da_es - pe -ran -           çar,           pe - ga      çar.
10    E          A/E               E('9)                  C©‹7/E



     lhar de quem     sa-be_a - mar               Se_u -me - de -ce quan -do vê       a dor




13   G©‹7                  A               G©‹7             F©‹7           C©‹7



                Fru -to   da    ter - nu - ra de quem tem do - çu - ra É Si -


                                                                                               51




16    F©7       D         A           E             E         F©‹/E               E



     mão com_a cruz    do so -fre - dor    O o - lhar de quem sa -be_a - mar            O o-
20          E           F©‹/E               E                        E            A/E



                 lhar   de quem sa - be_a - mar                 O     o - lhar   de quem sa - be_a - mar




      23          E               E             A/E            1. E              2. E



                           O o - lhar de quem sa -be_a - mar            O o - mar             .




52



     1. O olhar de quem sabe amar                     3. O olhar de quem sabe amar
        Tem o brilho das manhãs de sol                   Acredita e luta pela paz
        Ilumina as faces e distingue as cores            Sabe que a justiça é dever, premissa
        Canta a vida como um rouxinol                    Pra fazer a vida germinar

     2. O olhar de quem sabe amar                     4. O olhar de quem sabe amar
        Não tem medo de mirar no olhar                   Tem poder pra terra semear
        Partilhar os sonhos, sem fitar medonho           Pega no arado sem olhar pra trás
        No caminho a fé lhe faz andar                    Não se cansa da vida esperançar

       O olhar de quem sabe amar                        O olhar de quem sabe amar...
       Se umedece quando vê a dor
       Fruto da ternura de quem tem doçura
       É Simão com a cruz do sofredor
VEM, SENHOR, AJUDAR                                                   HINÁRIO
                                                                                                     METODISTA
                                                                                                     BRASILEIRO

                                                                                                                                                            19
                                                                                                                                                      HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO




                                                                                                                                     HINÁRIO METODISTA BR




                                                                                                                                                                                ETODISTA BRASILEIRO
                                                                                                                                                                                                  Ed
                                                                                                                                                                                                    içã
                                                                                                                                                                                                       oe
                                                                                                                                                                 HINÁRIO




                                                                                                                                                                                                         sp
                                                                                                                                                                 METODISTA




                                                                                                                           a
                                                                                                                            todist
                                                                                                                                                                 BRASILEIRO




                                                                                                      a Mostra do Hinário Me
                                                                                                             ta é um
                                                                                                     Faixa 3
Charles Wesley                                                                      Simei Monteiro
trad. Simei Monteiro

           C‹7                                         F‹7



                     Vem, Se       -
                                   nhor, a   -   ju - dar




 5        D‹7(b5)                   G7(b9)                       C‹7       G7(b9)
                                                                                                                                                                                                              53
                 o        teu         po - vo_a se_a -ju - dar




 9         C‹7                                                   F‹6



                               A    - li - vi - an - do_o         pe   -    so
13   D‹7(b5)                  G7(b9)                        C‹7            D‹7(b5)



                      que car - re - ga di             - a_a         di - a




     17   E¨Œ„Š7                  Eº7                          F‹7              F7



                    pa -ra_as - sim,        so     -   li - dá              -   rio,




     21    B¨7                                                 E¨Œ„Š7                D‹7(b5)   G7(b9)

54
                            ter     for -ças pra        lu -     tar




     25      C‹7                                                 G7



                        e    sen - tir           co - mu -           nhão
29        G7                                            C‹7



                     no cui - da -do_e na_a - le - gri      -   a.




  33          G7                                            C‹7



                        no cui - da -do_e na_a     le - gri -      a.




  37        G7                                                   C‹7

                                                                                                        55
                       no   cui - da - do_e na_a      le - gri -        a.




1. Vem, Senhor, ajudar o teu povo a se ajudar,      3. Vem, teu povo guiar e lhe dar a direção,
   Aliviando o peso que carrega dia a dia,             Que crescendo em ti seja forte e seja honrado.
   Para assim, solidário, ter forças pra lutar         Até quando o libertes totalmente da aflição,
   E sentir comunhão no cuidado e alegria              Pra no mundo viver, sem a culpa do pecado.
                                                       Quando enfim terminar o trabalho do viver,
2. Vem, Senhor, ajudar o teu povo a se unir,
   Se o que tem é pouco, na partilha é sustento.    4. Vens a noiva buscar, preparada e adornada.
   Dá-lhe sempre esperança e mais fé pra prosseguir    É teu povo feliz, que desfruta com prazer
   Aperfeiçoa o amor que é mais do que alimento.       A alegria do céu: comunhão santificada.
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]
Hinário Metodista Brasileiro [amostra]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dakilang katapatan
Dakilang katapatanDakilang katapatan
Dakilang katapatanlhengale
 
10. perjanjian pembagian harta bersama
10. perjanjian pembagian harta bersama10. perjanjian pembagian harta bersama
10. perjanjian pembagian harta bersamaLegal Akses
 
Um Mistério para Todos - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Advent...
Um Mistério para Todos - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Advent...Um Mistério para Todos - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Advent...
Um Mistério para Todos - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Advent...Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
nafiur Cirtificate
nafiur Cirtificatenafiur Cirtificate
nafiur CirtificateFML Nafiur
 
Kitab maulid al barzanji
Kitab maulid al barzanjiKitab maulid al barzanji
Kitab maulid al barzanjiMTs DARUSSALAM
 
transcript.Pdf
transcript.Pdftranscript.Pdf
transcript.Pdfaghawasi
 
Contoh ijazah paket b
Contoh ijazah paket bContoh ijazah paket b
Contoh ijazah paket bSaku Kreatif
 

Mais procurados (20)

Slides Licao 11, A Sutileza das Midias Sociais, 3Tr22, Pr Henrique, EBD NA TV...
Slides Licao 11, A Sutileza das Midias Sociais, 3Tr22, Pr Henrique, EBD NA TV...Slides Licao 11, A Sutileza das Midias Sociais, 3Tr22, Pr Henrique, EBD NA TV...
Slides Licao 11, A Sutileza das Midias Sociais, 3Tr22, Pr Henrique, EBD NA TV...
 
Dakilang katapatan
Dakilang katapatanDakilang katapatan
Dakilang katapatan
 
Bsc Certificate
Bsc CertificateBsc Certificate
Bsc Certificate
 
Lagu "Mars Jawa Timur"
Lagu "Mars Jawa Timur"Lagu "Mars Jawa Timur"
Lagu "Mars Jawa Timur"
 
GCSE Physics [summer 1989]
GCSE Physics [summer 1989]GCSE Physics [summer 1989]
GCSE Physics [summer 1989]
 
10. perjanjian pembagian harta bersama
10. perjanjian pembagian harta bersama10. perjanjian pembagian harta bersama
10. perjanjian pembagian harta bersama
 
BBA TRANSCRIPT
BBA TRANSCRIPTBBA TRANSCRIPT
BBA TRANSCRIPT
 
Um Mistério para Todos - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Advent...
Um Mistério para Todos - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Advent...Um Mistério para Todos - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Advent...
Um Mistério para Todos - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Advent...
 
MBA Certificate.PDF
MBA Certificate.PDFMBA Certificate.PDF
MBA Certificate.PDF
 
kura-kura.docx
kura-kura.docxkura-kura.docx
kura-kura.docx
 
nafiur Cirtificate
nafiur Cirtificatenafiur Cirtificate
nafiur Cirtificate
 
MBA-Zubair
MBA-ZubairMBA-Zubair
MBA-Zubair
 
TLC - Basics as per PCI
TLC - Basics as per PCITLC - Basics as per PCI
TLC - Basics as per PCI
 
Diploma
DiplomaDiploma
Diploma
 
Degree Certificate
Degree CertificateDegree Certificate
Degree Certificate
 
Kitab maulid al barzanji
Kitab maulid al barzanjiKitab maulid al barzanji
Kitab maulid al barzanji
 
transcript.Pdf
transcript.Pdftranscript.Pdf
transcript.Pdf
 
Slideshare Lição 7, Não Retribua Pelos Padrões Humanos, 2Tr22, Pr Henrique, E...
Slideshare Lição 7, Não Retribua Pelos Padrões Humanos, 2Tr22, Pr Henrique, E...Slideshare Lição 7, Não Retribua Pelos Padrões Humanos, 2Tr22, Pr Henrique, E...
Slideshare Lição 7, Não Retribua Pelos Padrões Humanos, 2Tr22, Pr Henrique, E...
 
Contoh ijazah paket b
Contoh ijazah paket bContoh ijazah paket b
Contoh ijazah paket b
 
VMA - BBA Degree certificate
VMA - BBA Degree certificateVMA - BBA Degree certificate
VMA - BBA Degree certificate
 

Destaque (10)

Domingo de ramos 2008
Domingo de ramos   2008Domingo de ramos   2008
Domingo de ramos 2008
 
02 a história de cristo
02   a história de cristo02   a história de cristo
02 a história de cristo
 
CCB - Projeto distribuição do hinário nº 5
CCB - Projeto distribuição do hinário nº 5 CCB - Projeto distribuição do hinário nº 5
CCB - Projeto distribuição do hinário nº 5
 
29 vencida a luta
29   vencida a luta29   vencida a luta
29 vencida a luta
 
92 senhor, preciso de ti
92   senhor, preciso de ti92   senhor, preciso de ti
92 senhor, preciso de ti
 
O que é casa de paz
O que é casa de pazO que é casa de paz
O que é casa de paz
 
65 vem espírito divino
65   vem espírito divino65   vem espírito divino
65 vem espírito divino
 
Oração do salmo 91
Oração do salmo 91Oração do salmo 91
Oração do salmo 91
 
01 estrela da alva
01   estrela da alva01   estrela da alva
01 estrela da alva
 
Hinário n 5 ccb [para órgão]
Hinário n 5 ccb [para órgão]Hinário n 5 ccb [para órgão]
Hinário n 5 ccb [para órgão]
 

Mais de Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Mais de Pr. Welfany Nolasco Rodrigues (20)

Espiritualidade do Líder
Espiritualidade do LíderEspiritualidade do Líder
Espiritualidade do Líder
 
Apocalipse 10 - Visão do Livrinho
Apocalipse 10 - Visão do LivrinhoApocalipse 10 - Visão do Livrinho
Apocalipse 10 - Visão do Livrinho
 
Provérbios 2 - Busque a Sabedoria
Provérbios 2 - Busque a SabedoriaProvérbios 2 - Busque a Sabedoria
Provérbios 2 - Busque a Sabedoria
 
As portas de Jerusalém
As portas de JerusalémAs portas de Jerusalém
As portas de Jerusalém
 
Apocalipse 1 - O Cristo Revelado
Apocalipse 1 - O Cristo ReveladoApocalipse 1 - O Cristo Revelado
Apocalipse 1 - O Cristo Revelado
 
A vitória pela vida disciplinada
A vitória pela vida disciplinadaA vitória pela vida disciplinada
A vitória pela vida disciplinada
 
Calvinismo x Arminianismo
Calvinismo x ArminianismoCalvinismo x Arminianismo
Calvinismo x Arminianismo
 
O que a biblia diz sobre racismo
O que a biblia diz sobre racismoO que a biblia diz sobre racismo
O que a biblia diz sobre racismo
 
Quarentena biblica
Quarentena biblicaQuarentena biblica
Quarentena biblica
 
Discernindo os sonhos de Deus
Discernindo os sonhos de DeusDiscernindo os sonhos de Deus
Discernindo os sonhos de Deus
 
Daniel 8 a visao do carneiro e do bode
Daniel 8 a visao do carneiro e do bodeDaniel 8 a visao do carneiro e do bode
Daniel 8 a visao do carneiro e do bode
 
Montes sagrados
Montes sagradosMontes sagrados
Montes sagrados
 
A Fé de Abraão
A Fé de AbraãoA Fé de Abraão
A Fé de Abraão
 
Eventos apocalípticos segundo o sermão de Jesus
Eventos apocalípticos segundo o sermão de JesusEventos apocalípticos segundo o sermão de Jesus
Eventos apocalípticos segundo o sermão de Jesus
 
Painel Missionario - Itamarati de Minas - MG
Painel Missionario - Itamarati de Minas - MGPainel Missionario - Itamarati de Minas - MG
Painel Missionario - Itamarati de Minas - MG
 
Tratando as Emoções
Tratando as EmoçõesTratando as Emoções
Tratando as Emoções
 
Pão da paz
Pão da pazPão da paz
Pão da paz
 
O Caminho de Jericó
O Caminho de JericóO Caminho de Jericó
O Caminho de Jericó
 
O Fruto do Espírito DOMÍNIO PRÓPRIO
O Fruto do Espírito DOMÍNIO PRÓPRIOO Fruto do Espírito DOMÍNIO PRÓPRIO
O Fruto do Espírito DOMÍNIO PRÓPRIO
 
O fruto do Espírito MANSIDÃO
O fruto do Espírito MANSIDÃOO fruto do Espírito MANSIDÃO
O fruto do Espírito MANSIDÃO
 

Hinário Metodista Brasileiro [amostra]

  • 1. HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO DE DE TEO DA LO UL C GI FA A IGREJA METODISTA A D A IG T REJ IS A METOD HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
  • 2.
  • 3. HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO DE TE ADE OL LD O U C GI FA A IGREJA METODISTA A D A IG T RE J IS A METOD HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO
  • 4. IGREJA HINÁRIO METODISTA METODISTA BRASILEIRO IGREJA METODISTA João Carlos Lopes (Bispo Presidente) HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO (HMB) SECRETARIA PARA VIDA E MISSÃO DA IGREJA ISBN 978-85-8046007-0 Joana D’Arc Meireles COMITÊ DO HMB COORDENAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CRISTÃ (CONEC) Edison Davi, Edson Mudesto, Eliezer Pessoa, João Marcos da Silva, Renilda Mar ns Garcia (Coordenadora) Liséte Espíndola, Luiz Carlos Ramos, (Bispo) Nelson Luiz Campos Leite, Josué Adam Lazier (Bispo Assessor) Renilda Mar ns Garcia, Vilson Gavaldão de Oliveira, Walter Fidelis de Oliveira Segundo, -Yuri Steinhoff DEPARTAMENTO NACIONAL DE MÚSICA E ARTE (DNMARTE) COORDENAÇÃO EDITORIAL DESTA EDIÇÃO 1ª RE – Edson Mudesto (Coordenador) Luiz Carlos Ramos 2ª RE – Vilson Gavaldão de Oliveira 3ª RE – Liséte Espindola EDIÇÃO DE PARTITURAS E ARRANJADORES 4ª RE – Eliézer Pessoa Wendling Liséte Espíndola e Yuri Steinhoff 5ª RE – Walter Fidelis de O. Segundo Colaborou: Melquias da Silva Soares 6ª RE – Flávio Márcio O. de Almeida REMNE – Edison Davi Oliveira Ramos PROJETO GRÁFICO, DIAGRAMAÇÃO, CAPA E ARTE FINAL REMA – Francisco Robson da S. Vasconcelos Texto & Textura CONSULTORES Luiz Carlos Ramos, João Marcos da Silva, Yuri Steinhoff HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BR ETODISTA BRASILEIRO Ed içã oe HINÁRIO sp METODISTA a todist BRASILEIRO a Mostra do Hinário Me ta é um BISPO ASSESSOR 2 Nelson Luiz Campos Leite HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO EM ÁUDIO DA DE DE TEO LO DIREÇÃO DE GRAVAÇÃO, ORGANIZAÇÃO E PRODUÇÃO UL Liséte Espíndola C GI FA A VOZES E INSTRUMENTOS A D A IS T IG RE J A METOD Aline de Souza Taconelli, Edemir Antunes, Felipe de Ma os Itaboraí, Francisco Thiago de Almeida (violão e percussão), Jonas Paulo, FACULDADE DE TEOLOGIA DA IGREJA METODISTA (FATEO) Maurício Luís Klaczek, Melquias da Silva Soares, Lídia Maria de Lima, Paulo Roberto Garcia (Reitor) Liséte Espíndola (piano), Luiz Carlos Ramos, Neusa Cézar, Renilda Mar ns Garcia, Rafael de Souza Oliveira, COORDENAÇÃO DE LITURGIA & ARTE DA FATEO Rogério de Fabris (percussão), Tércio Bretanha Junker, Luiz Carlos Ramos Thaiana Kerla Santos de Asssis DEPARTAMENTO DE MÚSICA LITÚRGICA ESTÚDIOS Liséte Espíndola Jonas Paulo (direção de estúdio) Jonas Paulo da Silva José Luiz Olmos de Araújo (coordenador de estúdios de Comunicação da UMESP) * Gustavo Catomacci (Estúdio Umesp) *** Eduardo Faus no (Estúdio Zero DB) * EDIÇÃO, MIXAGEM E MASTERIZAÇÃO © COPYRIGTH Jonas Paulo Pertence aos respec vos Autores e Autoras APOIO E INFRAESTRUTURA Otoniel Luciano Ribeiro (diretor administra vo FaTeo) São Paulo / São Bernardo do Campo, 2011 Tiragem desta edição: 300 Exemplares
  • 5. APRESENTAÇÃO O HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO (HMB), como hiná- 2. Canções evangélicas contemporâneas (enten- rio oficial da Igreja Metodista, pretende atingir os da-se aquelas que surgiram após a conclusão seguintes objetivos: do Hinário Evangélico, até os dias atuais); 1. Subsidiar a Igreja, em geral, e o Ministério 3. Composições representativas da cultura bra- de Música das igrejas locais, em particular, sileira (inclusive com características regio- com um repertório hinódico afinado com as nais) e latino-americanas; doutrinas e ênfases wesleyanas; 4. Hinos que contemplem o universo da criança 2. Facilitar às novas gerações o acesso à rica e favoreçam a sua total inclusão no culto. herança hinódica da tradição cristã, bem como à produção musical evangélica con- Além desses, o Hinário deverá contemplar o cântico temporânea de qualidade comprovada, sem dos Salmos bíblicos, preservando essa antiga tradi- desconsiderar aquelas composições em ritmos ção cristã. próprios da cultura brasileira e latino-ame- ricana; O HMB será acompanhado de mídia em áudio, não necessariamente de caráter comercial, mas com 3 3. Disponibilizar uma seleção de cânticos que qualidade suficiente para que aquelas/es que estão contemplem a multiplicidade e a liberdade principiando sua formação musical possam apro- litúrgica próprias do contexto metodista. priar-se do Hinário sem maiores dificuldades (as partituras também contêm as harmonias anotadas Para isso, o projeto editorial do HMB foi concebi- através de cifras). do de maneira a garantir a distribuição equitativa dos seguintes gêneros hínicos, priorizando hinos O conteúdo do HMB deverá necessariamente ser de compositores/as metodistas, de pessoas rela- fruto de uma construção coletiva e de um labor co- cionadas com a tradição wesleyana ou cuja ênfase laborativo. Para isso pressupõe-se a constante inter- teológica seja notoriamente coerente com a teologia locução com a igreja nas suas várias instâncias, da metodista: mais geral, passando pelas regionais, até as locais. 1. Hinos históricos consagrados pelos hinários Desta forma, cada metodista está convocada/o a clássicos do protestantismo brasileiro, com participar da construção deste hinário enviando especial cuidado para incluir os hinos de suas sugestões e colaborando com suas competên- Charles Wesley e de autores/as metodistas; cias, habilidades e recursos econômicos. COMITÊ DO HMB Inverno de 2011
  • 6. HINÁRIO METODISTA MIL LÍNGUAS EU QUISERA TER BRASILEIRO 8.6.8.6 Charles Wesley, 1739 HYMNS TUNES Trad. Jaci Maraschin, 2005 Carl Gotthelf Gläser, 1734-1829 1 Lowell Mason, 1839 G D G E‹ D HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BR ETODISTA BRASILEIRO Ed içã oe HINÁRIO sp METODISTA a todist BRASILEIRO a Mostra do Hinário Me ta é um Faixa 1 e 12 1. Mil lín - guas eu qui - se - ra ter, Mil 2. Gra - cio - so Mes - tre, meu Se - nhor, A - 3. Je - sus, con - ti - go sem te - mor Se_a 4. O meu pe - ca - do_e to - do_o mal Teu 5, 6,7... DOMINGO DE PENTECOSTES Ano A: At 2.1-21 ou Nm 1124-30; Sl 104.24-34, 35b; 1 Co 12.3b-13 ou ou At 2.1-21; Jo 20.19-23; ou Jo 7.37-39. Ano B: At 2.1-21 ou Ez 37.1- 4 G D/F© G D G G/B 14; Sl 104.24-34, 35b; Rm 8.22-27 ou At 2.1-21; Jo 15.26-27;16.4-15. Ano C: At 2.1-21 ou Gn vo - zes pra lou - var, As gló - rias do meu 4 11.1-9; Sl 104.24-34, 35b; ju - da - me_a pre - gar Por to - da_a ter - ra, Rm 8.14-17 ou At 2.1-21; Jo ca - ba_a nos - sa dor, P'ro pe - ca - dor és 14.8-17(25-27). san - gue vem la - var, Des - trói as gra - des (Se a passagem do Antigo Tes- tamento for escolhida como primeira leitura, a passagem de Atos deve ser usada como segunda leitura.)  Este poema foi composto por 7 C G/D D7 G Charles Wesley para comemo- rar o aniversário de um ano da sua experiência religiosa, ocorrida no dia de Pentecos- Deus, meu Rei, Tri - un - fos do seu dom. tes, em 21 de maio de 1738. céu e mar, As hon - ras do teu ser. Charles era ministro anglica- be - lo som, Sa - ú - de, vi - da_a paz. no e poeta de pena generosa e das pri - sões Com tu - a san - ta mão.s profícua. Atribui-se a ele mais de 8 mil poemas, muitos dos quais se tornaram hinos que são cantados por inúmeras igrejas em todo o mundo.
  • 7. Charles Wesley foi o primeiro a ser chamado de “metodis- ta”, na Inglaterra do século XVIII. Juntamente com seu irmão John Wesley, foi um dos fundadores do movimen- to que deu origem à Igreja 1. Mil línguas eu quisera ter, Metodista. Mil vozes pra louvar, Por essa razão, na maioria dos As glórias do meu Deus, meu Rei, hinários metodistas de todo Triunfos do seu dom. o mundo, é sempre o hino de número 1 (um). No HINÁRIO 2. Gracioso Mestre, meu Senhor, METODISTA BRASILEIRO mantive- mos essa tradição. Ajuda-me a pregar Por toda a terra, céu e mar, A tradução para o português As honras do teu ser. foi feita pelo Rev. Prof. Dr. Jaci Correa Maraschin (1929- 3. Jesus, contigo sem temor 2009), ministro da Igreja Se acaba a nossa dor; Anglicana, filósofo, doutor em Ciências da Religião pela P’ro pecador és belo som, Universidade de Estrasburgo, Saúde, vida e paz. França, o professor Jaci dedi- cou-se ao estudo das relações 4. O meu pecado e todo mal entre teologia e cultura. Teu sangue vem lavar, Valorizando a cultura e mu- Destrói as grades das prisões sicalidade brasileiras, compôs Com tua santa mão. canções inesquecíveis, como 5 “Lavapés” e “A canção do ca- 5. Quando ele fala, a sua voz tiveiro”, entre tantas outras. A vida a todos traz. Maraschin também lecionou O triste nele se compraz na Universidade Metodista, e E o pobre, humilde, crê. na Faculdade de Teologia da Igreja Metodista, durante 35 6. Os surdos ouvem afinal anos — antes da fundação do E os mudos vêm cantar, IMS, como professor convida- Os coxos andam a saltar do na Faculdade de Teologia e os cegos já te vêem. da Igreja Metodista, partici- pou do grupo que planejou a 7. E glória a Deus, honra e louvor criação da Universidade Teus santos todos dão; OBSERVAÇÃO: E um canto novo entoarão Unindo terra e céu. Futuramente todos os hinos serão acompanhados de infor- mações adicionais, tais como: referências bíblicas correlatas, indicação para seu uso litúrgico e, sempre que disponíveis, dados sobre as/os compositoras/es, semelhantemente ao deste hino, além da gravação em áudio com versões em vozes e somente instrumental.
  • 8. HINÁRIO METODISTA Ó vem , caminhante 1 BRASILEIRO Charles Wesley Melodia tradicional irlandesa 2 Versão: Simei Monteiro Harm.: Liséte Espíndola D A G Gm HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BR ETODISTA BRASILEIRO Ed içã oe HINÁRIO sp METODISTA a todist BRASILEIRO a Mostra do Hinário Me ta é um Faixa 4 1.Ó vem, ca - mi- nhan - te, meu des - co - nhe - 2,3,4,5... OBSERVAÇÃO Futuramente todos os hinos serão acompanhados de informações adicionais, tais como: referências bíblicas correlatas, indicação para seu uso litúrgico e, sempre que disponíveis, dados sobre D/A A F as/os compositoras/es, além da gravação em áudio com versões em vozes e somente instrumental. ci - do, A quem eu me_a - pe - go mas 6 G A7 G não pos - so ver! Quem, nes - te ca -
  • 9. F D G A A/G mi - nho, me_ha - vi - a se - gui - do, Se D/F Bm Bm/A G Gm foi, es - tou só e sem na - da sa - 7 D G D/F ber. A - qui, to - da - noi te pre -
  • 10. A/E A G ten ten-do fi - car Lu - tan - do con - D/F A/E A 1. ti - go_a té_o di-a rai - ar. 8 A 2.= 82 G = 74 B C D 5.mor. Teu no - me é A - mor!
  • 11. 1. Ó vem, caminhante, meu desconhecido, A quem eu me apego, mas não posso ver! Quem, neste caminho, me havia seguido Se foi, estou só e sem nada saber. Aqui, toda a noite pretendo ficar Lutando contigo até o dia raiar. 2. Quem sou e o que fiz, tu já me revelaste; Confesso a miséria do meu caminhar. Meu nome eu ouvi pois tu me chamaste E inscrito em tuas mãos vais meu nome guardar. Mas quem, quem és tu? Eu preciso saber! Ó vem, bem depressa, teu nome dizer. 3. Vem, fica ao meu lado porque já fraquejo E, embora confie, é grande a opressão. Ó fala bem perto, é tudo o que almejo, E inclina os ouvidos à minha oração. Ó fala! Senão não te deixo, Senhor. Só quero saber se teu nome é Amor! 4. Amor, é Amor! Foi por mim que morreste! Escuto, em sussurro, no meu coração. As trevas se inundam de brilho celeste, 9 Tu és, do amor, a infinita expressão. Ó vem, das entranhas da graça e favor, Essência divina, teu nome é Amor! Teu nome é Amor! 5. Eu sei quem és tu, és Jesus Cristo, o amigo; Apoio sincero do frágil e incapaz. Tu não me abandonas na noite, em perigo, Mas cheio de graça, por mim velarás. Mercê infinita, eterno favor, Essência divina, teu nome é Amor! Teu nome é Amor!
  • 12. HINÁRIO AO DEUS DE ABRÃO METODISTA 6.6.8.4.D. BRASILEIRO Daniel Ben Judah Davyian, Século XV YIGDAL (LEONI) Thomas Olivers (1725-1799) Antiga melodia hebraica 3 trad. Rev Robert Hawkey Moreton (1844-1917) TODOS OS TEMPOS LITÚRGICOS Gênesis 6. 24; Êxodo 3.6; 1.Ao Deus de_A - brão lou - vai, Do vas - to Céu Se - nhor, E - Deuteronômio 9.5; 1 Crônicas 2.Ao Deus de_A - brão lou - vai; Eis, por man - da - do seu, Mi - 20.7; Salmo 47.9; Mateus 3.9; 3.Meu gui - a Deus se - rá; Seu in - fi - ni - to_a - mor Fe - Lucas 3.8; Atos 3.13, 7.32; 4.No que meu Deus ju - rou, Hu - mil - de con - fi - ei; E Gálatas 3.18; 5 ter - no_e po - de - ro - so Pai, E Deus de_a - mor. Au - 10 nha_al -ma dei - xa_a ter - ra_e vai Go - zar no céu. O liz em tu - do me fa - rá Por on - de_eu for. To - pa - ra_o Céu que pre - pa - rou Eu su - bi - rei. Sua 9 gus - to Je - o - vá, Que ter - ra_e céu cri - ou! Mi - mun -do des - pre - zei, Seu lu - cro_e seu lou - vor, E mou -me pe - la mão; Nas tre - vas deu - me luz, E fa -ce_eu hei de ver, Con - fi - a - do em seu a - mor, E
  • 13. 13 nha_al -ma_o no - me_e - xal - ta - rá Do gran - de_Eu - Sou. Deus por meu qui - nhão to mei, E Pro - te tor. dá - me_a_e -ter - na sal - va - ção Que vem da cruz. pa - ra sem -pre_en -gran - de - cer Meu Re - den - tor. A - mém. 1. Ao Deus de Abrão louvai, 3. Meu guia Deus será; Do vasto Céu Senhor, Seu infinito amor Eterno e poderoso Pai, Feliz em tudo me fará E Deus de amor. Por onde eu for. 11 Augusto Jeová, Tomou-me pela mão; Que terra e céu criou! Nas trevas deu-me luz, Minha alma o nome exaltará E dá-me a eterna salvação Do grande Eu-Sou. Que vem da cruz. 2. Ao Deus de Abrão louvai; 4. No que meu Deus jurou, Eis, por mandado seu, Humilde confiei; Minha alma deixa a terra e vai E para o Céu que preparou Gozar no céu. Eu subirei. O mundo desprezei, Sua face eu hei de ver, Seu lucro e seu louvor, Confiado em seu amor, E Deus por meu quinhão tomei, E para sempre engrandecer E Protetor. Meu Redentor. Amém
  • 14. HINÁRIO METODISTA Meu divino protetor 1 BRASILEIRO Charles Wesley (1738) Joseph Parry (1879) 4 Trad. Justus Henry Nelson, estrofes 1 e 2 (1849-1931) João Soares da Fonseca, estrofe 3 (1989) HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO Em C7 D Em HINÁRIO METODISTA BR ETODISTA BRASILEIRO Ed içã oe HINÁRIO sp METODISTA a todist BRASILEIRO a Mostra do Hinário Me ta é um Faixa 10 Meu di - vi no - pro - te - tor, Cris - to_és tu - - do em meu vi - ver: Gra - - ça i - men- sa em ti se_a - chou, Em B/F Em/G B/A Em/G Em B 12 Que - ro_em Tu - do_em ti, ti me eu re pos - - - fu - giar, so_a - char. Pa - ra tu - do per - do - ar; Em Am7 B Em Pois as on - das de ter - ror Os en - fer - mos com po - der, san - gue teu se der - ra - mou
  • 15. B Em Am Em/G B7 Em A - me - a - çam me tra - gar. Só tu po - des le - van - tar. Que me vai pu - ri - fi - car. C G C D/A Em G Qua - se_es - tou a pe - re - cer, És bon - do - so_e San - to, ó Deus, Fon - te tu de to - do bem, 13 Em B Em D G F Bm Dá - me tu - a pro - te - ção, Sou in - gra - to pe - ca - dor, Dá - me sem - pre de be - ber.
  • 16. C G/B Em Am/C B Pois guar - da - do_em teu po - der, Vem, di - ri - ge_os pas - sos meus; Con - for - tar mi - nh'al - ma vem; Em C7 D Em Não re - ce- io_o fu - ra - cão. San - ti - fi - ca - me, Se - nhor. quei - ras sem - pre, me va - ler. 14
  • 17. 1. Meu divino protetor, Quero em ti me refugiar, Pois as ondas de terror Ameaçam me tragar. Quase estou a perecer, Dá-me tua proteção, Pois guardado em teu poder, Não receio furacão. 2. Cristo, és tudo em meu viver: Tudo em ti eu posso achar, Os enfermos, com poder, Só tu podes levantar. És bondoso e santo, Ó Deus, sou ingrato pecador, Vem, dirige os passos meus; Santifica-me Senhor. 3. Graça imensa em ti se achou, Para tudo perdoar. Sangue teu se derramou Que me vai purificar. 15 Fonte tu de todo bem, Dá-me sempre de beber. Confortar minh’alma vem; Queiras sempre me valer.
  • 18. HINÁRIO Fortalece a Tua Igreja METODISTA BRASILEIRO 8.7.8.7.D. EBENEZER (TON-Y-BOTEL) Henry Maxwell Wright (1849-1931) Melodia galesa 5 Thomas John Williams (1869-1944) F‹ C7 D¨ G‹7 C7 3 F‹ A¨ C7 F‹ B¨ C F‹ 3 3 For - ta - le-ce_a tu - a I - gre - ja, Ó ben - di - to Sal - va -dor! 3 3 3 3 3 3 5 F‹ C7 D¨ G‹7 C7 3 F‹ A¨ C7 F‹ B¨ C F‹ 3 3 16 Dá - lhe tu - a ple - na gra - ça; Vem, re - no - va seu vi - gor. 3 3 3 3 3 3 9 A¨ E¨ F‹ C7 F‹7 B¨ B¨ 3 C 3 3 3 Vi - vi - fi - ca, vi - vi - fi - ca Nos - sas al -mas, ó Se - nhor! 3 3 3 3
  • 19. 13 F‹ C D¨ G‹ C 3 F‹ A¨ E¨ A¨ D¨ B¨ C7 F‹ B¨ F 3 3 Vi - vi - fi - ca, vi - vi - fi - ca nos sas al - mas, ó Se -nhor! A -mém. 3 3 3 3 Fortalece a tua Igreja, Ó bendito Salvador! Dá-lhe tua plena graça; Vem, renova seu vigor. 17 Vivifica Nossas almas, ó Senhor!
  • 20. HINÁRIO Louvor ao Trino Deus METODISTA BRASILEIRO 12.12.12.10. Bispo Reginald Heber (1783-1826) NICAEA 6 Trad. de João Gomes da Rocha (1861-1947) Rev. John Bacchus Dykes (1823-1876) D B‹ A D G D A/C© 1.San - to! San - to! San - to! Deus o - ni - po - ten - te! Can -tam de ma - 2.San - to! San - to! San - to! To - dos os re - mi - dos, Jun - tos com os 3.San - to! San - to! San - to! Nós, os pe - ca - do - res, Não po - de -mos 4.San - to! San - to! San - to! Deus o - ni - po - ten - te! Tu - as o -bras 6 B‹ E13(“4) A7 D B‹ nhã nos - sas vo - zes com ar - dor. San - to! San - to! 18 an - jos, pro - cla -mam teu lou - vor. An - tes de for - ver tu - a gló - ria sem tre - mor. Tu so - men -te_és lou - vam teu no - me com fer - vor! San - to! San - to! 10 A D G D San - to! Bom e ver - da - dei - ro! mar - se_o fir - ma -men - to_e_a ter - ra, san - to, só tu és per - fei - to, San - to! Jus - to_e com - pas - si - vo!
  • 21. 13 B‹ G E‹ A7 D G D És Deus tri - ú - no,_ex - cel - so Cri - a - dor! E - ras, e sem - pre_és, e_hás de ser, Se - nhor! Deus so - be - ra - no,_i - men -so_em teu a - mor! És Deus tri - ú - no,_ex - cel - so Cri - a - dor! A - mém. 1. Santo! Santo! Santo! Deus onipotente! Cantam de manhã nossas vozes com ardor. Santo, Santo, Santo! Bom e verdadeiro! És Deus Triúno, excelso Criador! 19 2. Santo! Santo! Santo! Todos os remidos, Juntos com os anjos, proclamam teu louvor. Antes de formar-se o firmamento e a terra, Eras, e sempre és, e hás de ser, Senhor! 3. Santo! Santo! Santo! Nós, os pecadores, Não podemos ver tua glória sem tremor. Tu somente és santo; só tu és perfeito, Deus soberano, imenso em teu amor. 4. Santo! Santo! Santo! Deus onipotente! Tuas obras louvam teu nome com fervor. Santo! Santo! Santo! Justo e compassivo! És Deus triúno, excelso Criador! Amém.
  • 22. HINÁRIO METODISTA PÃO DA VIDA BRASILEIRO 7.6.7.6.D. HERZLICH TUT MICH VERLANGEN Mel. Hans Leo Hassler (1564-1612) 7 Rev. Ricardo Holden (1828-1886) Harm. Johann Sebastian Bach (1685-1750) F D‹ F6 G C E/G© A‹ E A‹ 1.Ó Cris - to! Pão da Vi - da, Des - ci - do lá do céu; O 2.Da_e - ter - na_e san - ta vi - da, Da qual tu és o_Au - tor, Sus - 5 F D‹ F6 G C E/G© A‹ E A‹ pão de nos - sas al - mas, Que_o Pai de_a - mor nos deu! Em 20 ten - to_e for - ta - le - za És tu, tam - bém, Se - nhor. Sem 9 G F C C7 F D‹ A D7 ti nos a - le - gra - mos, Go - zan - do, mes - mo_a - qui, Do_a- ti não nos as - sis - tem Nem for - ças nem po - der; De
  • 23. 13 G C D‹ G C F D‹ G C F C len -to_e da do - çu - ra, Que_a - cha - mos sem -pre_em ti. ti, nos -so_A - li - men - to, Que - re - mos nós vi - ver. A - mém. 1. Ó Cristo, Pão da Vida, 2. Da eterna e santa vida, Descido lá do céu, Da qual tu és o Autor, O pão de nossas almas Que o Pai de amor nos deu! Sustento e fortaleza És tu, também, Senhor. 21 Em ti nos alegramos, Sem ti não nos assistem Gozando, mesmo aqui, Nem forças nem poder; Do alento e da doçura, De ti, nosso Alimento, Que achamos sempre em ti. Queremos nós viver.
  • 24. HINÁRIO TU ÉS FIEL, SENHOR METODISTA BRASILEIRO Thomas O. Chisbolm William M. Runyan 8 Trad. Joan Sutton D GŒ„Š7 G6 A7 D(“4) D G 1.Tu és fi - el, Se -nhor, meu Pai ce - les - te. Ple - no po - 2.Flo - res e fru - tos, mon - ta - nhas e va - les, Sol, lua, es - 3.Ple - no per - dão tu dás, paz, se - gu - ran - ça; Ca - da mo - 6 B‹7 E7 A A A7 D der aos teus fi - lhos da - rás. Nun - ca mu - das - te, tu 22 tre - las, no céu a bri - lhar: Tu - do cri - as - te na men - to me gui - as, Se - nhor! E, no por - vir, oh! que 11 F©‹7 B‹ E‹7 Fº7 D/F© A13/G A7 D nun -ca fal - tas - te; Tal co - mo e - ras, tu sem -pre se - rás. ter -ra_e nos a - res; To -do_U -ni - ver - so vem, pois, te lou - var. do - ce_es -pe - ran - ça, Des -fru - ta - rei do teu ri - co fa - vor!
  • 25. 17 A D(“4) D B7 E‹7 A Tu és fi - el, Se - nhor! Tu és fi - el, Se - nhor! Di - a_a - pós 22 D E7 A A7 D D7 di - a, com bên -çãos sem fim. Tu - a mer - cê me sus - ten - ta_e me 28 GŒ„Š7 G6 G©º7 B‹/A B‹7 A/C© D G A7 D 23 guar - da. Tu és fi - el, Se - nhor, fi - el a mim. 1. Tu és fiel, Senhor, meu Pai Celeste. 2. Flores e frutos, montanhas e vales, Pleno poder aos teus Filhos darás. Sol, lua, estrelas, no céu a brilhar: Nunca mudaste, tu nunca faltaste; Tudo criaste na terra e nos ares; Tal como eras tu sempre serás. Todo o Universo vem, pois, te louvar. Tu és fiel, Senhor! 3. Pleno perdão tu dás, paz , segurança; Dia após dia, com bênçãos sem fim. Cada momento me guias, Senhor! Tua mercê me sustenta e me guarda. E, no porvir, oh que doce esperança, Tu és fiel Senhor, fiel a mim. Desfrutarei do teu rico favor!
  • 26. HINÁRIO METODISTA INTENTOS DE DEUS BRASILEIRO Irregular Arthur Campbell Aingen (1841-1919) 9 Trad. João Wilson Faustini, 1958 Martin Shaw, 1931 E‹ B7(b9) 1.Os seus in - ten - tos cum - pre Deus No de - cor - rer dos 2.Des - de_o lon - gín - quo nor - te_ao sul, Em to - dos os re - 3.Com a ban - dei - ra de Jes - us, Un - i - dos ca - min - 4.Tra - ba - lho nos - so vão se - rá, Se Deus não for pre - 4 E‹ B7(b9) E‹ E‹ D/F© G D/F© a - nos. E - le_e - xe - cu - ta_o seu que - rer De_a - can - tos, Sai a men - sa - gem do Se - nhor da 24 he - mos; Seu E - van - gel - ho,_a sal - va - ção, Ao sen - te. Só e -le_o_es - for - ço_a - qui ben - diz E_é 7 Em D G B7 B7 cor - do com seus pla - nos. Eia! a - pro -xi - ma - se_o fi - nal! Bem bo - ca dos seus San - tos. Na - ções e po - vos, a - ten - dei, O mun -do_a -nun - ci - e - mos. Con -tra_o pe - ca -do_e to - do_o mal Lu - quem nu - tre_a se - men - te. Eia! a - pro -xi - ma - se_o fi - nal! Bem
  • 27. 11 D/F© G/B D/A C/G B7 C©º B7 per - to_o di - a vem Quan - do_a gló - ria de Deus Há de_o seu a - pe - lo_ou - vi, Pa - ra_a gló - ria de Deus Vir o te mos com vi - gor, Pa - ra_a gló - ria de Deus Vir o per - to_o di - a vem Quan -do_a gló - ria de Deus Há de_o 14 E‹ D/F© G G D 1,2,3. E‹ E‹ mun -do_i -nun - dar, Co -mo_as á -guas co -brem o mar. mun- do_i -nun - dar, Co -mo_as á -guas co -brem o mar. mun - do_i -nun - dar, Co -mo_as á -guas co -brem o mar. mun - do_i -nun - dar, Co - mo_as á -guas co -brem o mar. 1,2,3. 25 1. Os seus intentos cumpre Deus 3. Com a bandeira de Jesus, No decorrer dos anos. Unidos caminhemos; Ele executa o seu querer Seu evangelho, a salvação, De acordo com seus planos. Ao mundo anunciemos. Eia! aproxima-se o final! Contra o pecado e todo o mal Bem perto o dia vem Lutemos com vigor, Quando a glória de Deus Para a glória de Deus Há de o mundo inundar, Vir o mundo inundar Como as águas cobrem o mar. Como as águas cobrem o mar. 2. Desde o longínquo norte ao sul, 4. Trabalho nosso vão será, Em todos os recantos Se Deus não for presente. Sai a mensagem do Senhor Só ele o esforço aqui bendiz Da boca dos seus santos. E é quem nutre a semente. Nações e povos, atendei, Eia! aproxima-se o final O seu apelo ouvi, Bem perto o dia vem Para a glória de Deus Quando a glória de Deus Vir o mundo inundar, Há de o mundo inundar, Como as águas cobrem o mar. Como as águas cobrem o mar.
  • 28. HINÁRIO DEUS, SOMENTE DEUS METODISTA Trad. Edilson Botelho Nogueira Phil McHugh BRASILEIRO A D/F© E/G© E E/D A/C© D 10 HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BR ETODISTA BRASILEIRO Ed içã oe HINÁRIO sp METODISTA 1.Deus, so -men -te Deus, Cri -ou o mun - do e_o que ne -le a todist BRASILEIRO a Mostra do Hinário Me 2.Deus, so -men-te Deus, Os seus mis - té - rios po - de re -ve - ta é um Faixa 16 4 E9(“4) E7 F©‹7 F©‹/E D©º E E/D A/C© há; O ser que po - de res - pi - rar E - xis - te pra mos -trar A lar; Os seus de - síg-nios quem ja -mais Um di - a co - nhe - ceu Pois 26 7 1. B‹7 B‹/A G E(“4) 2.B‹7 E9(“4) E7 A D/F© E/G© A B/A gló - ria do Se- nhor. Deus, so -men - te_é Deus. Deus, so-men-te 1. 2. 12 E/G© E A F©‹7 B(“4) E E/D A/C© Deus, Do -mi -na_o tro - no do_U -ni - ver so. Que_a voz da cri -a -ção Se
  • 29. 16 E/B F©/A© B‹7 E E7 A er -ga -pa -ra dar Lou - vor so -men -te_a Deus. Fine 20 A D/F© E/G© E E/D A/C© D E(“4) E 3.Deus, so -men -te Deus, E -ter -na - men -te_em nós há de_ins -pi - rar A a -le 24 F©‹7 F©‹/E Dº7 E E/D A/C© B‹7 E9(“4) A D/F© E/G© 27 gri -a de_a -do - rar, De - se -jo de_e -xal -tar a Deus, so -men te_a Deus. D.S. all Fine 1. Deus, somente Deus, Deus, somente Deus, Criou o mundo e o que nele há; Domina o trono do Universo. O ser que pode respirar Que a voz da criação Existe pra mostrar Se erga para dar A glória do Senhor. Louvor somente a Deus. 2. Deus, somente Deus, 3. Deus, somente Deus, Os seus mistérios pode revelar; Eternamente em nós há de inspirar Os seus desígnios quem jamais A alegrai de adorar, Um Dia conheceu? Desejo de exaltar Pois Deus, somente é Deus. A Deus, somente a Deus.
  • 30. HINÁRIO METODISTA Logo de Manhã 1 BRASILEIRO Aristeu Pires Jr. 11 Harm.: Liséte Espíndola = 92 G D/F Em E Lo - go de ma - nhã Que - ro te bus- car, G/D A7/C C7 Am D 28 Tu - a voz ou - vir, Teu a - amor sen - tir. G D/F Em E Es - ten - der as mãos Pa - ra te lou - var,
  • 31. 2 G/D A/C C D G Der - ra - mar meu co - ra - ção so - bre teu al - tar. Pois D E Am E Am tu sa - bes bem Tu - do quan- to há em mim; 29 F E Am E Am D Vou te se - guir E te_a - mar a - té o fim.
  • 32. G D/F Em E no fim do di - a, Quan - do_o sol se E G/D A7/C for, Te a - do - ra - rei, 30 C Am D G Te da - rei lou - vor. Mes - mo_es cu - ra_a -
  • 33. D/F Em E G/D noi - te Bri- lha_a tu - a luz; E_em teus bra - ços A/C C D G eu des - can - so, Meu Se - nhor Je - sus. 31 1. Logo de manhã 2. E no fim do dia, Quero te buscar, Quando o sol se for Tua voz ouvir, Te adorarei, Teu amor sentir. Te darei louvor. Estender as mãos, Mesmo escura a noite, Para te louvar, Brilha a tua luz; Derramar meu coração E em teus braços eu descanso, Sobre o teu altar. Meu Senhor Jesus. Pois tu sabes bem Tudo quanto há em mim; Vou te seguir E te amar até o fim.
  • 34. HINÁRIO METODISTA Steve McEwan, ? grande é o senhor BRASILEIRO Trad. Adhemar de Campos, ? AŒ„Š7 D‹/A 12 3 A('9) C©‹7 B‹7 E7 A('9) C©‹7 Gran de é_o Se - nhor e mui dig no de lou vor Na ci Gran de é_o Se -nhor em quem nós te - mos a vi -tó - ria Que 6 B‹7 E7 F©‹7 32 da - de do nos - so Deus, Seu san -to mon - te nos a - ju - da con - tra_o i - ni- mi - go Por 8 A('9) B‹7 C©‹7 1. DŒ„Š7 E(“4) E7 A -le gri - a de to - da_a ter - ra is -so dian - te de - le nos pros - tra - 1.
  • 35. 11 2. DŒ„Š7 E(“4) E7 AŒ„Š7 mos Que - re -mos o teu no - me_en gran de - 2. 13 C©‹7 DŒ„Š7 C©‹7 cer E a - gra - de- cer - te por tua 33 15 B‹7 E(“4) E7 AŒ„Š7 C©‹7 o bra_emnossas vi - das Con - fia mos em teu in-fi -ni - to_a - mor Pois
  • 36. 18 DŒ„Š7 C©‹7 B‹7 E(“4) E7 1. AŒ„Š7 . só tu és o Deus e ter - no so-bre to - da_a ter - ra e céu 1. 21 2. Que - céu 2. 34 1. Grande é o Senhor 3. Queremos o teu E mui digno de louvor Nome engrandecer Na cidade do nosso Deus E agradecer-te Seu santo monte Por tua obra Alegria de toda terra Em nossas vidas 2. Grande é o Senhor 4. Confiamos em teu Em quem nós temos a vitória Infinito amor E que nos ajuda Pois só tu és Contra o inimigo O Deus eterno Por isso diante dele Sobre toda terra e céus Nos prostramos
  • 37. Seja Engrandecido HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO 13 Asaph Borba G B‹ Se - ja_en -gran - de - ci - do, Oh Deus da mi - nha vi - da, Tu 3 C A‹7 D7(“4) D7 G és o Deus da mi -nha sal - va - ção. És a mi - nha Ro - cha, A 35 6 B‹ C A‹7 mi - nha se - gu - ran - ça; Meus lá - bios sem - pre te e - xal - ta -
  • 38. 8 D7(“4) D7 G F('9) rão. A - le - lu - ia, te lou - vo, Pois sei 11 C A/C© D D7 G que so -bre to -dos és Se nhor. A - le - lu - ia, te lou 36 1. 14 F('9) C A‹7 D7 G - vo, Pois sei que so -bre to- dos és Se nhor.
  • 39. 17 2. G E‹ A - le - lu - ia, a - le - lu - ia, a - le 20 C A/C© D D7 G lu - ia, Lou -ve -mos ao Se - nhor! A - le -lu - ia, a - le 37 23 E‹ C A‹ D(“4) G lu - ia, a - le - lu - ia, Lou -ve -mos ao Se - nhor! 1. Seja engrandecido, Aleluia, te louvo, Oh Deus da minha vida, Pois sei que sobre todos és Senhor. Tu és o Deus da minha salvação. Aleluia, aleluia, aleluia, 2. És a minha rocha, Louvemos ao Senhor! A minha segurança; Meus lábios, sempre te exaltarão.
  • 40. HINÁRIO Digno és de glória 1 METODISTA BRASILEIRO Autoria não identificada Harm.: Liséte Espíndola 14 C Dig - no és de gló - ria e lou - Em 38 vo - res Le - van - F F/E Dm ta - mos nos - sas mãos Te_a - do
  • 41. G7 G7 1. -mos, ó Se - nhor Dig - no_és de G7 C 2. Por - que gran - de_és tu Ma - ra - 39 Cm9/B Am vi - lhas, fa - zes tu Não há
  • 42. Em/G F ou - tro_i - gual a ti Não, não Dm G há Não há ou - tro_i - gual a 40 1. G7 2.G C ti, Por - que gran - de_és tu ti, Se - nhor
  • 43. Digno és de glória E louvores Levantamos nossas mãos Te adoramos, ó Senhor Porque grande és tu Maravilhas fazes tu Não há outro além de ti, Não, não há Não há outro igual a ti, Senhor! 41
  • 44. HINÁRIO Doce Paz 1 METODISTA BRASILEIRO Soraya Junker 15 = 86 Harm.: Liséte Espíndola HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO D Fm G HINÁRIO METODISTA BR ETODISTA BRASILEIRO Ed içã oe HINÁRIO sp METODISTA a todist BRASILEIRO a Mostra do Hinário Me ta é um Faixa 19 Paz, que_a do-ce paz, De Je - sus Cris - to Em B Em Em/D A G 42 se - ja so bre nós, Nos - sas ca - sas e fa - Fm B Em B Em D mí - lias, Ho - je_e pa - ra sem - pre,
  • 45. 2 A/C A A B C B Ho - je_e - ter - na - men - te, Se - ja sem- pre._As - Em A 1. sim se - ja. 43 A D 2. 2. ja. A - mém! Paz, que a doce paz, De Jesus Cristo Seja sobre nós, Nossas casas e famílias, Hoje e para sempre, Hoje e eternamente, Seja sempre. Assim seja. Amém!
  • 46. HINÁRIO METODISTA Corpo e família BRASILEIRO 16 Daniel de Souza A D/A A A E/G© 1.Re - ce bi um no - vo co - ra - ção do Pai; Co -ra- fru-to des - te no - vo co - ra - ção, Eu de 6 F©‹7 C©‹7 DŒ„Š7 A/C© 44 ção re - ge - ne - ra - do, cla-ro_a paz de Cris - to; Co -ra - ção trans -for - ma Te_a - ben - çôo, meu ir -mão - do; Co -ra - pre - ci 10 1. B‹7 E(“9) E('9) ção que é ins- pi - ra - do por Je- sus. 2.Co - mo 1.
  • 47. 14 2. B‹7 E(“9) So - mos cor o - sa é a nos - sa co - mu- nhão! 2. 18 A E/G© C©7/E© - po, e_as - sim bem a - jus - ta - dos, To - tal - men - te li - ga- 45 22 F©‹7 DŒ„Š7 B‹7 E(“9) - do, U - ni - dos, vi - ven - do em a - mor; U- ma fa- mí
  • 48. 26 A E/G© C©7/E© - lia sem qual - quer fal - si - da - de, Vi - ven - do a ver - da- 30 F©‹7 DŒ„Š7 B‹7 E(“9) - de, Ex- pres - san - do a Gló - ria do Se - nhor; U - ma fa - mí 46 34 A E/G© C©7/E© - lia vi - ven - do_o com - pro - mis - so do gran - de_a - mor de Cris-
  • 49. 38 F©‹7 DŒ„Š7 B‹7 E(“9) E7 - to. Eu pre - ci - so de ti, que - ri - do_ir - 42 A E/G© F©‹7 B‹7 E(“9) E7 A mão! Pre - ci - o - so_és pa - ra mim, que - ri - do_ir - mão. 47 1. Recebi um novo coração do Pai; Somos corpo e assim bem ajustados, Coração regenerado, Totalmente ligados, Coração transformado; Unidos, vivendo em amor; Coração que é inspirado por Jesus. Uma família sem qualquer falsidade, Vivendo a verdade, 2. Como fruto desse novo coração, Expressando a Glória do Senhor; Eu declaro a paz de Cristo; Uma família vivendo o compromisso Te abençôo meu irmão. Do grande amor de Cristo. Preciosa é a nossa comunhão. Eu preciso de ti, querido irmão! Precioso és para mim, querido irmão, Eu preciso de ti, querido irmão, Precioso és para mim querido irmão.
  • 50. HINÁRIO METODISTA CANTO DE ESPERANÇA BRASILEIRO 17 Ester Camac Edwin Moura Trad. Sergio Marcus P. Lopes D‹ G‹ C 1.Quan - do se_a - ba -te_a_es - pe - ran - ça, E - le se_a -che -ga_e nos 2,3... 4 F G‹ D‹ 48 fa - la: O - lha tua_ir - mã que ca - mi - nha e lu - ta bus - Vê teu ir - mão en - ga - ja - do que trans -for -ma_a 7 A 1. D‹ 2. D D can -do um mun - do me - lhor; Can -te -mos ao nos -so vi - da com san- gue_e su - or. 1. 2.
  • 51. 11 A A7 D Deus! E - le_é_o Se - nhor, Deus da vi - da; 14 D A A7 D Vai a -len -tan -do_a_es- pe -ran -ça e ve -io_a_es - te mun -do co -nos- co lu - tar. 49 1. Quando se abate a esperança, 2. Quando se abate a esperança, Ele se achega e nos fala: Ele se achega e nos fala: Olha tua irmã que caminha Vai procurar tua irmã e luta buscando um mundo melhor; Pra juntar-te a ela no esforço da paz; Vê teu irmão engajado E a teu irmão vai unir-te que transforma a vida com sangue e suor. na luta da vida que o mundo refaz. Cantemos ao nosso Deus, 3. Quando se abate a esperança, Ele é o Senhor, Deus da vida; Ele se achega e nos fala: Vai atentando a esperança Bem junto a mim continuem, E veio a este mundo conosco lutar. Permaneçam firmes, que firme estarei; Fiquem comigo na luta Que força e vitória lhes concederei!
  • 52. HINÁRIO METODISTA O OLHAR DE QUEM SABE AMAR BRASILEIRO Xico Esvael 18 E F©‹/E E C©‹7/E 1.O o - lhar de quem sa -be_a mar Tem o bri -lho das ma -nhãs de sol 2.O o - lhar de quem sa -be_a mar Não tem me -do de mi - rar no_o lhar 3.O o - lhar de quem sa -be_a mar A - cre - di -ta_e lu - ta pe - la paz 4.O o - lhar de quem sa -be_a mar Tem po - der pra ter -ra se - me - ar 4 G©‹7 A G©‹7 F©‹7 C©‹7 I - lu - mi -na_as fa - ces e dis - tin gue_as co - res, Can -ta_a - Par -ti - lhar os so_ nhos, sem fi - car me - do - nho, Co ca - 50 Sa -be que_a jus - ti - ça é de - ver, pre - mis - sa Pra fa - Pe -ga no a - ra - do sem o - lhar pra trás, não Se can 7 F©7 D A 1. E 2. E vi - da co - mo_um rou - xi - nol i - lu nol. O o- mi - nho_a fé lhe faz an - dar, par - ti dar. zer a vi - da ger -mi - nar, sa - be nar. sa da vi - da_es - pe -ran - çar, pe - ga çar.
  • 53. 10 E A/E E('9) C©‹7/E lhar de quem sa-be_a - mar Se_u -me - de -ce quan -do vê a dor 13 G©‹7 A G©‹7 F©‹7 C©‹7 Fru -to da ter - nu - ra de quem tem do - çu - ra É Si - 51 16 F©7 D A E E F©‹/E E mão com_a cruz do so -fre - dor O o - lhar de quem sa -be_a - mar O o-
  • 54. 20 E F©‹/E E E A/E lhar de quem sa - be_a - mar O o - lhar de quem sa - be_a - mar 23 E E A/E 1. E 2. E O o - lhar de quem sa -be_a - mar O o - mar . 52 1. O olhar de quem sabe amar 3. O olhar de quem sabe amar Tem o brilho das manhãs de sol Acredita e luta pela paz Ilumina as faces e distingue as cores Sabe que a justiça é dever, premissa Canta a vida como um rouxinol Pra fazer a vida germinar 2. O olhar de quem sabe amar 4. O olhar de quem sabe amar Não tem medo de mirar no olhar Tem poder pra terra semear Partilhar os sonhos, sem fitar medonho Pega no arado sem olhar pra trás No caminho a fé lhe faz andar Não se cansa da vida esperançar O olhar de quem sabe amar O olhar de quem sabe amar... Se umedece quando vê a dor Fruto da ternura de quem tem doçura É Simão com a cruz do sofredor
  • 55. VEM, SENHOR, AJUDAR HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO 19 HINÁRIO METODISTA BRASILEIRO HINÁRIO METODISTA BR ETODISTA BRASILEIRO Ed içã oe HINÁRIO sp METODISTA a todist BRASILEIRO a Mostra do Hinário Me ta é um Faixa 3 Charles Wesley Simei Monteiro trad. Simei Monteiro C‹7 F‹7 Vem, Se - nhor, a - ju - dar 5 D‹7(b5) G7(b9) C‹7 G7(b9) 53 o teu po - vo_a se_a -ju - dar 9 C‹7 F‹6 A - li - vi - an - do_o pe - so
  • 56. 13 D‹7(b5) G7(b9) C‹7 D‹7(b5) que car - re - ga di - a_a di - a 17 E¨Œ„Š7 Eº7 F‹7 F7 pa -ra_as - sim, so - li - dá - rio, 21 B¨7 E¨Œ„Š7 D‹7(b5) G7(b9) 54 ter for -ças pra lu - tar 25 C‹7 G7 e sen - tir co - mu - nhão
  • 57. 29 G7 C‹7 no cui - da -do_e na_a - le - gri - a. 33 G7 C‹7 no cui - da -do_e na_a le - gri - a. 37 G7 C‹7 55 no cui - da - do_e na_a le - gri - a. 1. Vem, Senhor, ajudar o teu povo a se ajudar, 3. Vem, teu povo guiar e lhe dar a direção, Aliviando o peso que carrega dia a dia, Que crescendo em ti seja forte e seja honrado. Para assim, solidário, ter forças pra lutar Até quando o libertes totalmente da aflição, E sentir comunhão no cuidado e alegria Pra no mundo viver, sem a culpa do pecado. Quando enfim terminar o trabalho do viver, 2. Vem, Senhor, ajudar o teu povo a se unir, Se o que tem é pouco, na partilha é sustento. 4. Vens a noiva buscar, preparada e adornada. Dá-lhe sempre esperança e mais fé pra prosseguir É teu povo feliz, que desfruta com prazer Aperfeiçoa o amor que é mais do que alimento. A alegria do céu: comunhão santificada.