SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
MORTE LENTA EMORTE LENTA E
GRADUALGRADUAL
Morre lentamente quem nãoMorre lentamente quem não
troca de idéias, não troca detroca de idéias, não troca de
discurso, evita as própriasdiscurso, evita as próprias
contradições.contradições.
Morre lentamente quem viraMorre lentamente quem vira
escravo do hábito, repetindoescravo do hábito, repetindo
todos os dias o mesmo trajeto etodos os dias o mesmo trajeto e
as mesmas compras noas mesmas compras no
supermercado.supermercado.
Quem não troca de marca, nãoQuem não troca de marca, não
arrisca vestir uma cor nova, nãoarrisca vestir uma cor nova, não
dá papo para quem nãodá papo para quem não
conhece.conhece.
Morre lentamente quem faz daMorre lentamente quem faz da
televisão o seu guru e seu parceirotelevisão o seu guru e seu parceiro
diário.diário.
Muitos não podem comprar um livroMuitos não podem comprar um livro
ou uma entrada de cinema, masou uma entrada de cinema, mas
muitos podem, e ainda assimmuitos podem, e ainda assim
alienam-se diante de um tubo dealienam-se diante de um tubo de
imagens que traz informação eimagens que traz informação e
entretenimento, mas que não deveria,entretenimento, mas que não deveria,
mesmo com apenas 14 polegadas,mesmo com apenas 14 polegadas,
ocupar tanto espaço em uma vida.ocupar tanto espaço em uma vida.
Morre lentamente quem evita umaMorre lentamente quem evita uma
paixão, quem prefere o preto nopaixão, quem prefere o preto no
branco e os pingos nos is a umbranco e os pingos nos is a um
turbilhão de emoções indomáveis,turbilhão de emoções indomáveis,
justamente as que resgatam brilhojustamente as que resgatam brilho
nos olhos, sorrisos e soluços,nos olhos, sorrisos e soluços,
coração aos tropeços, sentimentos.coração aos tropeços, sentimentos.
Morre lentamente quem não viraMorre lentamente quem não vira
a mesa quando está infeliz noa mesa quando está infeliz no
trabalho, quem não arrisca otrabalho, quem não arrisca o
certo pelo incerto atrás de umcerto pelo incerto atrás de um
sonho, quem não se permite,sonho, quem não se permite,
uma vez na vida, fugir dosuma vez na vida, fugir dos
conselhos sensatos.conselhos sensatos.
Morre lentamente quem nãoMorre lentamente quem não
viaja, quem não lê, quem nãoviaja, quem não lê, quem não
ouve música, quem não achaouve música, quem não acha
graça de si mesmo.graça de si mesmo.
Morre lentamente quem destróiMorre lentamente quem destrói
seu amor-próprio.seu amor-próprio.
Pode ser depressão, que éPode ser depressão, que é
doença séria e requer ajudadoença séria e requer ajuda
profissional.profissional.
Então fenece a cada dia quemEntão fenece a cada dia quem
não se deixa ajudar.não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem não trabalhaMorre lentamente quem não trabalha
e quem não estuda, e na maioria dase quem não estuda, e na maioria das
vezes isso não é opção e, sim,vezes isso não é opção e, sim,
destino:destino:
então um governo omisso podeentão um governo omisso pode
matar lentamente uma boa parcela damatar lentamente uma boa parcela da
população.população.
Morre lentamente quem passa osMorre lentamente quem passa os
dias queixando-se da má sorte ou dadias queixando-se da má sorte ou da
chuva incessante,chuva incessante,
desistindo de um projeto antes dedesistindo de um projeto antes de
iniciá-lo,iniciá-lo,
não perguntando sobre um assuntonão perguntando sobre um assunto
que desconhece e não respondendoque desconhece e não respondendo
quando lhe indagam o que sabe.quando lhe indagam o que sabe.
Morre muita gente lentamente, e esta éMorre muita gente lentamente, e esta é
a morte mais ingrata ea morte mais ingrata e
traiçoeira, pois, quando ela setraiçoeira, pois, quando ela se
aproxima de verdade, aí já estamosaproxima de verdade, aí já estamos
muito destreinados para percorrer omuito destreinados para percorrer o
pouco tempo restante.pouco tempo restante.
Que amanhã, portanto, demore muitoQue amanhã, portanto, demore muito
para ser o nosso dia.para ser o nosso dia.
Já que não podemos evitar um finalJá que não podemos evitar um final
repentino, que ao menos evitemos arepentino, que ao menos evitemos a
morte em suaves prestações,morte em suaves prestações,
lembrando sempre que estar vivolembrando sempre que estar vivo
exige um esforço bem maior do queexige um esforço bem maior do que
simplesmente respirar.simplesmente respirar.
Martha MedeirosMartha Medeiros
Música :Música :
andre gagnon - Smoke gets in yourandre gagnon - Smoke gets in your
eyeseyes
Montagem :Montagem :
maricarusocunha@terra.com.brmaricarusocunha@terra.com.br
www.pranos.com.brwww.pranos.com.br
Morre muita gente lentamente, e esta éMorre muita gente lentamente, e esta é
a morte mais ingrata ea morte mais ingrata e
traiçoeira, pois, quando ela setraiçoeira, pois, quando ela se
aproxima de verdade, aí já estamosaproxima de verdade, aí já estamos
muito destreinados para percorrer omuito destreinados para percorrer o
pouco tempo restante.pouco tempo restante.
Que amanhã, portanto, demore muitoQue amanhã, portanto, demore muito
para ser o nosso dia.para ser o nosso dia.
Já que não podemos evitar um finalJá que não podemos evitar um final
repentino, que ao menos evitemos arepentino, que ao menos evitemos a
morte em suaves prestações,morte em suaves prestações,
lembrando sempre que estar vivolembrando sempre que estar vivo
exige um esforço bem maior do queexige um esforço bem maior do que
simplesmente respirar.simplesmente respirar.
Martha MedeirosMartha Medeiros
Música :Música :
andre gagnon - Smoke gets in yourandre gagnon - Smoke gets in your
eyeseyes
Montagem :Montagem :
maricarusocunha@terra.com.brmaricarusocunha@terra.com.br
www.pranos.com.brwww.pranos.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (19)

CEDER.... NOSSA QUE LIÇÃO!
CEDER.... NOSSA QUE LIÇÃO!CEDER.... NOSSA QUE LIÇÃO!
CEDER.... NOSSA QUE LIÇÃO!
 
Ceder
CederCeder
Ceder
 
Morre lentamente
Morre lentamenteMorre lentamente
Morre lentamente
 
A alegria na tristeza - Martha Medeiros
A alegria na tristeza - Martha MedeirosA alegria na tristeza - Martha Medeiros
A alegria na tristeza - Martha Medeiros
 
Apaixone se
Apaixone seApaixone se
Apaixone se
 
Apaixone Se!!!
Apaixone Se!!!Apaixone Se!!!
Apaixone Se!!!
 
Apaixone Se Teka
Apaixone Se TekaApaixone Se Teka
Apaixone Se Teka
 
Apaixone-se
Apaixone-seApaixone-se
Apaixone-se
 
Neruda lindo(a) 0
Neruda   lindo(a) 0Neruda   lindo(a) 0
Neruda lindo(a) 0
 
Apaixone Se2
Apaixone Se2Apaixone Se2
Apaixone Se2
 
Apaixone-se
Apaixone-seApaixone-se
Apaixone-se
 
Apaixone-se
Apaixone-se    Apaixone-se
Apaixone-se
 
Aula de português
Aula de portuguêsAula de português
Aula de português
 
Nerudamorre Lentamente
Nerudamorre LentamenteNerudamorre Lentamente
Nerudamorre Lentamente
 
Nerudamorre Lentamente
Nerudamorre LentamenteNerudamorre Lentamente
Nerudamorre Lentamente
 
Pablo neruda
Pablo nerudaPablo neruda
Pablo neruda
 
Apaixone se
Apaixone se Apaixone se
Apaixone se
 
Ola Galera Que Esta Visitando
Ola Galera Que Esta VisitandoOla Galera Que Esta Visitando
Ola Galera Que Esta Visitando
 
Ola Galera Que Esta Visitando
Ola Galera Que Esta VisitandoOla Galera Que Esta Visitando
Ola Galera Que Esta Visitando
 

Semelhante a Morte lenta e gradual (20)

Morre Lentamente
Morre LentamenteMorre Lentamente
Morre Lentamente
 
Morre Lentamente
Morre LentamenteMorre Lentamente
Morre Lentamente
 
A janela dos outros
A janela dos outrosA janela dos outros
A janela dos outros
 
Seja um idiota - Arnaldo Jabor
Seja um idiota - Arnaldo JaborSeja um idiota - Arnaldo Jabor
Seja um idiota - Arnaldo Jabor
 
Morre Lentamente...
Morre Lentamente...Morre Lentamente...
Morre Lentamente...
 
Morre
MorreMorre
Morre
 
Quem morre
Quem morreQuem morre
Quem morre
 
Quem morre
Quem morreQuem morre
Quem morre
 
os textos a tratar
os textos a tratar os textos a tratar
os textos a tratar
 
Seja um idiota
Seja um idiotaSeja um idiota
Seja um idiota
 
Jornal Mente Ativa 12
Jornal Mente Ativa 12Jornal Mente Ativa 12
Jornal Mente Ativa 12
 
Vida passageira
Vida passageiraVida passageira
Vida passageira
 
Vida passageira
Vida passageiraVida passageira
Vida passageira
 
GRALHA AZUL No.84 DEZ 2019
GRALHA AZUL No.84 DEZ 2019GRALHA AZUL No.84 DEZ 2019
GRALHA AZUL No.84 DEZ 2019
 
Morre Lentamente, By Gladis Maia
Morre Lentamente, By Gladis MaiaMorre Lentamente, By Gladis Maia
Morre Lentamente, By Gladis Maia
 
Aprendendo nas quedas
Aprendendo nas quedasAprendendo nas quedas
Aprendendo nas quedas
 
A mesma porta
A mesma portaA mesma porta
A mesma porta
 
A mesma porta
A mesma portaA mesma porta
A mesma porta
 
Coracao calejado ok
Coracao calejado  okCoracao calejado  ok
Coracao calejado ok
 
A vida sem amor
A vida sem amorA vida sem amor
A vida sem amor
 

Mais de pietra bravo (20)

Amapola
AmapolaAmapola
Amapola
 
Alma tadema
Alma tademaAlma tadema
Alma tadema
 
Amazing railway routes
Amazing railway routesAmazing railway routes
Amazing railway routes
 
A bela penacova
A bela penacovaA bela penacova
A bela penacova
 
A cada dia um aprendizado.
A cada dia um aprendizado.A cada dia um aprendizado.
A cada dia um aprendizado.
 
Rajastan
RajastanRajastan
Rajastan
 
Van gogh
Van goghVan gogh
Van gogh
 
Le cinco tierras
Le cinco tierrasLe cinco tierras
Le cinco tierras
 
sitges
sitgessitges
sitges
 
feliz ano nuevo
feliz ano nuevofeliz ano nuevo
feliz ano nuevo
 
Tus diamantes
Tus diamantesTus diamantes
Tus diamantes
 
bellos pensamientos y deseos
bellos pensamientos y deseosbellos pensamientos y deseos
bellos pensamientos y deseos
 
Dentro de voce
Dentro de voceDentro de voce
Dentro de voce
 
A faire pendant cette nouvelle annee
A faire pendant cette nouvelle anneeA faire pendant cette nouvelle annee
A faire pendant cette nouvelle annee
 
cats
catscats
cats
 
27 chats
27 chats27 chats
27 chats
 
Fantastiques oiseaux
Fantastiques oiseauxFantastiques oiseaux
Fantastiques oiseaux
 
Animaux rares
Animaux raresAnimaux rares
Animaux rares
 
Acredite na vida
Acredite na vidaAcredite na vida
Acredite na vida
 
Blanc
BlancBlanc
Blanc
 

Morte lenta e gradual

  • 1. MORTE LENTA EMORTE LENTA E GRADUALGRADUAL Morre lentamente quem nãoMorre lentamente quem não troca de idéias, não troca detroca de idéias, não troca de discurso, evita as própriasdiscurso, evita as próprias contradições.contradições. Morre lentamente quem viraMorre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindoescravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto etodos os dias o mesmo trajeto e as mesmas compras noas mesmas compras no supermercado.supermercado. Quem não troca de marca, nãoQuem não troca de marca, não arrisca vestir uma cor nova, nãoarrisca vestir uma cor nova, não dá papo para quem nãodá papo para quem não conhece.conhece.
  • 2. Morre lentamente quem faz daMorre lentamente quem faz da televisão o seu guru e seu parceirotelevisão o seu guru e seu parceiro diário.diário. Muitos não podem comprar um livroMuitos não podem comprar um livro ou uma entrada de cinema, masou uma entrada de cinema, mas muitos podem, e ainda assimmuitos podem, e ainda assim alienam-se diante de um tubo dealienam-se diante de um tubo de imagens que traz informação eimagens que traz informação e entretenimento, mas que não deveria,entretenimento, mas que não deveria, mesmo com apenas 14 polegadas,mesmo com apenas 14 polegadas, ocupar tanto espaço em uma vida.ocupar tanto espaço em uma vida. Morre lentamente quem evita umaMorre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto nopaixão, quem prefere o preto no branco e os pingos nos is a umbranco e os pingos nos is a um turbilhão de emoções indomáveis,turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilhojustamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços,nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.coração aos tropeços, sentimentos.
  • 3. Morre lentamente quem não viraMorre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz noa mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca otrabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de umcerto pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite,sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dosuma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.conselhos sensatos. Morre lentamente quem nãoMorre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem nãoviaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não achaouve música, quem não acha graça de si mesmo.graça de si mesmo. Morre lentamente quem destróiMorre lentamente quem destrói seu amor-próprio.seu amor-próprio. Pode ser depressão, que éPode ser depressão, que é doença séria e requer ajudadoença séria e requer ajuda profissional.profissional. Então fenece a cada dia quemEntão fenece a cada dia quem não se deixa ajudar.não se deixa ajudar.
  • 4. Morre lentamente quem não trabalhaMorre lentamente quem não trabalha e quem não estuda, e na maioria dase quem não estuda, e na maioria das vezes isso não é opção e, sim,vezes isso não é opção e, sim, destino:destino: então um governo omisso podeentão um governo omisso pode matar lentamente uma boa parcela damatar lentamente uma boa parcela da população.população. Morre lentamente quem passa osMorre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou dadias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante,chuva incessante, desistindo de um projeto antes dedesistindo de um projeto antes de iniciá-lo,iniciá-lo, não perguntando sobre um assuntonão perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendoque desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe.quando lhe indagam o que sabe.
  • 5. Morre muita gente lentamente, e esta éMorre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata ea morte mais ingrata e traiçoeira, pois, quando ela setraiçoeira, pois, quando ela se aproxima de verdade, aí já estamosaproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer omuito destreinados para percorrer o pouco tempo restante.pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muitoQue amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia.para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um finalJá que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos arepentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações,morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivolembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do queexige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.simplesmente respirar. Martha MedeirosMartha Medeiros Música :Música : andre gagnon - Smoke gets in yourandre gagnon - Smoke gets in your eyeseyes Montagem :Montagem : maricarusocunha@terra.com.brmaricarusocunha@terra.com.br www.pranos.com.brwww.pranos.com.br
  • 6. Morre muita gente lentamente, e esta éMorre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata ea morte mais ingrata e traiçoeira, pois, quando ela setraiçoeira, pois, quando ela se aproxima de verdade, aí já estamosaproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer omuito destreinados para percorrer o pouco tempo restante.pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muitoQue amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia.para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um finalJá que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos arepentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações,morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivolembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do queexige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.simplesmente respirar. Martha MedeirosMartha Medeiros Música :Música : andre gagnon - Smoke gets in yourandre gagnon - Smoke gets in your eyeseyes Montagem :Montagem : maricarusocunha@terra.com.brmaricarusocunha@terra.com.br www.pranos.com.brwww.pranos.com.br