Jornal dos moto clubes 01

1.024 visualizações

Publicada em

Veja aí Irmandade...

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.024
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
276
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal dos moto clubes 01

  1. 1. R$ 0,50 MOTO C LUBES Jornal dos www.jornaldosmotoclubes.blogspot.com Janeiro de 2014 - Ano I - N°. 01 - A voz dos Moto Clubes e Moto Grupos das Regiões dos Lagos, Serrana e Norte do RJ Afinal, o que é um MC 1%er? Ely Pereira A lguns MCs são chamados de 1%er, do inglês de one percenter, daí o 1% + er, ou outlaw bikers. O nome veio de uma das histórias mais manjadas do motociclismo, um grupo de motoqueiros fez arruaça em uma cidadezinha nos EUA, e a AMA (American Motor-Cyclist Association) correu para dizer ao público que 99% dos motociclistas respeitavam a lei. O pessoal da arruaça quis fazer graça e passaram a se autointitular de 1%, ou foras da Lei. Existe muito mito e desinformação, o que já causou até muitas brigas. Nos EUA, esses clubes são mais populares, já que as motos, especialmente as Harleys, sempre foram muito acessíveis, o que fez com que nunca faltasse motociclista disposto a ingressar neles. E graças a sua longa história e tradição, todos esses MCs tiveram muito tempo para se aperfeiçoar e angariar membros. No Brasil, o processo desses MCs foi bem diferente. Eles começaram a surgir com força apenas nos anos 70/80, e o processo de crescimento deles foi muito mais lento, já que o motociclismo no Brasil se dividia entre quem tinha dinheiro e quem era apaixonado o suficiente para se virar de qualquer jeito, muitas vezes chegando a construir motos a partir de sucata. E por serem uma galera mais fechada, e também em menor número, não causavam na população a mesma impressão que os clubes de outros países. Não é como muitos moto clubes ou moto grupos, onde basta você comprar um patch para costurar na jaqueta e pronto. Para fazer parte de um MC 1%, há um longo processo onde você primeiro precisa ser convidado para andar com os caras, para, só depois de um tempo, alguém decidir que você pode passar para o próximo estágio e se tornar um prospect, próspero ou PP. Em tradição com a origem militar dos primeiros clubes, os prósperos seriam como os recrutas de um exército, sendo treinados e moldados antes de se tornarem um soldado. Eles ganham um colete com apenas uma parte do escudo ou patch do clube nas costas, e precisam ficar a disposição 24 horas por dia, 7 dias por semana, para qualquer coisa que sejam chamados. Geralmente ficam com as tarefas mais toscas e ingratas, como limpar a sede e cuidar das motos dos membros, mas alguns passam por coisas bem piores. A idéia é dar a chance deles provarem que o clube pode confiar neles cegamente, e avaliar se eles se encaixam na cultura do MC. Se aceito, ele vai se tornar um escudo fechado ou full patch. E é justamente nessa parte, dos escudos e logos dos clubes, é que começa a encrenca com quem não é 1%, mas tenta fingir que é. (continua na próxima edição) Elvis e sua Paixão Pelas Motos HD Leia matéria completa na página 8 AGENDA DE JANEIRO E FEVEREIRO 19/01 - 4º Niver Cara & Coroa - Maricá/RJ 25/01 - 2º Niver Estrelados - Macaé/RJ 26/01 - Tartarugas da Estrada - Queimados/RJ 05 a 09/02 - Prado Moto Rock - Prado/BA 08/02 - As de Espadas MC - Mesquita/RJ 09/02 - 3º Niver Porcos do Asfalto - Guapimirim 15 a 16/02 - Legendários - Rio Pomba/MG 14 a 16/02 - 16° Encontro Nac - Barbacena MG 23/02 - 5º Encontro Nacional de S.J. de Meriti ID: 645*22004
  2. 2. Jornal dos Moto Clubes Página 2 Janeiro de 2014 RIO DAS OSTRAS MOTO CLUBE Rua Vinícius de Moraes, 113 – Recanto – Rio das Ostras – RJ - CNPJ: 10.962.353/0001-26 - Tel.: (22) 9 9926-8421 Email: riodasostrasmotoclube@gmail.com - Site: www.riodasostrasmc.com.br O Fotos: Triciclo na divisa RJ/ES; parte dos membros fundadores com Cavalão e esposa ao centro; Zé Baiano, Ivonete e Airton Ramos, cover do Raul Seixas; Ivonete no Portal de Guriri, São Matheus; Zé Baiano e parte dos Fundadores; e o Presidente Zé Baiano Rio das Ostras Moto Clube foi criado no ano de 2008, em uma roda de amigos num evento em Iguaba Grande, no qual estava sendo discutido qual deveria ser o nome do nosso MC, quando o presidente do MACAÉ MC, Ailton, sugeriu colocar o nome da cidade, prestigiando assim nosso município de Rio das Ostras. Foi quando um grupo de amigos membros do Duck Mal MC (Zé Baiano, Ivanete, Camilo Kley, Luciana e Cavalão) resolveram sair e criar o Rio das Ostras MC, assim feito, em 20 de dezembro de 2008, foi oficialmente fundado o RIO DAS OSTRAS MOTO CLUBE, com os seguintes membros fundadores: José Andrade dos Santos (Zé Baiano), Camilo Klein, Rodrigo José Américo do Amaral Carrano (Carrano), Oswaldo Elias Rodrigues da Fonseca, Antônio Carlos Stein Garcia (Cavalão), Firmo Daflon dos Santos Junior (Daflon), Altédio Souza Ferreira, Humberto Andrade dos Santos (Bahia), Miliandro Moraes de Miranda, Luciana e Zeguiar da Silva Rodrigues, com criação de um Regimento Interno e de um Estatuto. O Moto Clube, que é uma entidade sem fins lucrativos, reconhecida como de Utilidade Pública pela Câmara Municipal e pela Prefeitura de Rio das Ostras, tem como atividades principais: a conscientização dos motociclistas para o uso de equipamentos de segurança, como capacete, luvas, botas e antena corta linha entre outros; educação no trânsito e trabalhos sociais. Em 2014, nos dias 5, 6 e 7 de dezembro, o RIO DAS OSTRAS MOTO CLUBE, promete a realização de um grande evento em nossa cidade. Aguardem! Mais informações nas próximas edições. Expediente email: ostracafe@gmail.com Av. Jane Maria Martins Figueira, 93 - Jardim Mariléa (ao lado do Banco do Brasil) Tel.: (22) 99976-7706)
  3. 3. Janeiro de 2014 Jornal dos Moto Clubes Página 3 TOCA DO RATO MOTO TRIKE CLUB Séde: Bar do Gago’s Emporium - Rua João Pessoa, 161 - Recreio - Rio das Ostras - RJ Foto Oficial dos Fundadores da Toca do Rato A história do Moto Clube Toca do Rato começa no início dos anos 80 quando, um grupo de amigos, que se reuniam para beber nos fins de semana na casa do Ratinho, apelido de infância do amigo Pedro, o incentivaram a largar a profissão de gráfico e montar um bar na própria casa, que passou a se chamar Bar do Rato mais tarde. rock roll e assistir vídeos e clipes, principalmente do Raul Seixas, patrono do local. Quando o Rato começou o bar, ele quebrou a parede do quarto da frente e começou a trabalhar, o buraco parecia uma toca, logo, o bar passou a ser chamado de Toca do Rato, em homenagem ao amigo Pedro. Depois passou-se a comemorar, em todo fim de ano, com uma grande Séde da Toca do Rato em D. de Caxias Nessa época, o pessoal costumava se reunir no bar do Rato para ouvir festa de despedida no bar chamado de Encontro dos Amigos da Toca do Rato, sempre fazendo camisas com desenho de um rato tocando guitarra. As bandas de Rock que tocavam, prestigiavam a nossa festa e davam um brilho a mais. Sempre apareciam frequentadores motociclistas. Com o grupo aumentando, e diversos MCs prestigiando o bar e, ainda, como já havia algum dos amigos o Brazão de fundação do MC, mas, somente no mês de setembro do mesmo ano, no dia 16, é que foi fundada a nossa a agremiação, com o lançamento do escudo, e tendo como padrinho a Escuderia Gaucho Trikes de Nova Iguaçú. Atualmente o nosso Moto Clube é uma ONG juridicamente legalizada, com CNPJ e objetivos filantrópicos específicos. o Símbolo da Toca do Rato sendo membros de outros moto clubes, veio a ideia de fundarmos o nosso próprio moto clube e, como já tínhamos essa turma bem entrosada no bar, fãs de rock & roll e alguns já motorizados, começamos o nosso Moto clube. Em fevereiro de 2006, o pessoal resolveu dar um nome ao grupo. Depois de mais de uma dezena de sugestões, Toca do Rato Moto Trike Rock Club foi escolhido, e o estatuto foi feito, dando personalidade jurídica ao Moto Clube com a assembleia As reuniões acontecem sempre no segundo domingo de cada mês, e são realizadas no próprio bar, na parte da manhã, e logo em seguida damos o início ao churrasco 0800 com convidados de outros Moto clubes. Hoje, a TOCA DO RATO tem o seu nome divulgado em todo o Brasil, além de alguns países da América do Sul. Nesses locais circulam camisetas oficiais da Toca . É com muito orgulho que somos reconhecidos por outros MCs e MGs do Rio de Janeiro e dos estados vizinhos, como À Toca do Rato: Meu agradecimento pelo carinho a nós dispensado, e parabéns pela organização dos eventos tranquilos oferecidos por vocês. Um grande beijo carinhoso a todos. De Lúcia Brandão Contatos: Neco Rato 21 7764-8441 e Luiz Sérgio 22 9 9829-0273 Neco Rato, Gaguinho e Tonine um exemplo de organização a ser seguido. Em 27 de novembro de 2012, por iniciativa dos membros Fundadores Rinaldo Moura e Ely Pereira (este hoje membro do Moto Grupo ÁGUIA SOLITÁRIA), foi oficializada a facção Rio das Ostras da Toca do Rato, funcionando, inicialmente no Bar do Gilmar, na praia do Cemitério. Emporium, na Rua João Pessoa, 161, Bairro Recreio, Rio das Ostras, onde, em toda primeira segunda-feira de cada mês, acontece a Segunda sem Lei da Toca do Rato, ocasião em que são servidos vários tipos de caldos 0800, muito rock e um bom moto papo entre amigos motociclistas, triciclistas e simpatiantes. Aniversariante Carneiro , Maresia e Belo Presidente da Toca do Rato, no Gago's Hoje, tem como sede o Bar do Gaguinho (Luiz Sérgio), O Gago’s Bar, Apareça lá numa dessas segunda-feiras. Rinaldo Moura e Ely ereira
  4. 4. Janeiro de 2014 Jornal dos Moto Clubes Página 4 OSTRADICIONAIS MOTO CLUBE "Um motociclista em cada família! Esse seria um mundo ideal" facebook.com/ostradicionaisriodasostras - Contato - Tel: (22) 99825-5749 com Frajola - Presidente Grandes Viagens “O homem que sai a viajar, não volta o mesmo” Autor Desconhecido P ara fazer uma grande viagem, não basta simplesmente ter uma moto e a vontade de viajar. É necessário fazer preparativos, pesquisas e algumas providências para isso. Neste artigo falaremos um pouco mais sobre esses preparativos. Depois de escolher o destino da viagem, é bom traçar um roteiro com paradas para abastecimento, descanso e pernoite. O que não é tarefa muito fácil, e pode consumir boa parte de tempo. Qual a melhor rota, a mais rápida, a mais bonita, a que possui mais lugares para visitar? Se for acompanhado, seja com garupa ou com outra(s) moto(s), estes devem estar cientes do roteiro. O ideal é que todos participem da elaboração e planejamento da viagem, de acordo com suas necessidades e vontades, até chegarem num acordo. Daí, partimos para os itens necessários de viagem: Documentação, ferramentas, acessórios e bagagem. limitado. Todo cuidado é pouco para não levar itens desnecessários e/ou esquecer itens de grande utilidade. No ano de 2012, Eduardo “Frajola”, hoje presidente do OSTRADICIONAIS MC, junto com sua esposa Cris e um irmão Motociclista de Pindamonhangaba-SP, Glauco Lopes, integrante do Lakraios MC estiveram em Machu Picchu – Peru, em uma viagem de 10.200 km. O Jornal dos Moto Clubes entrevistou o Presidente do Ostradicionais MC, que fez essa viagem junto com sua esposa Cris numa Kasinski Mirage 250cc. Vamos saber como foi esta viagem e que dicas ele têm para compartilhar. JMC – Quando você começou a planejar esta viagem? Frajola – Sempre quis conhecer Machu Picchu. Mas, em 2011, eu decidi que iria fazer esta viagem, e comecei o planejamento. Assim como muitos, eu tinha muita vontade, mas, não tinha experiência em grandes viagens, o que me preocupava muito. Eu levei 1 ano, vendo roteiros, conciliando o tempo de viagem, tentando arranjar companhia, correndo atrás de documentação e me preparando psicologicamente para a minha 1ª grande viagem, que levaria 30 dias para completar. Machu Picchu Frajola, Cris e a Orquestra JMC – E a próxima viagem? Frajola – Rumo ao Deserto do Atacama. Estamos nos preparando para outubro deste ano. Desta vez já estamos com 4 pessoas em 2 motos. Serão 30 dias de viagem. Alguém mais se habilita? JMC – Que dicas você daria para os que almejam fazer uma viagem assim? Frajola – Estudar bem o Roteiro, levar o mínimo e indispensável número de roupas e sapatos ( isso é para as mulheres, especialmente), diminuindo o volume da bagagem. Não tem jeito, em algum momento deverá lavar as roupas. Não dá para levar na moto roupas para 30 dias. Levar todos os equipamentos de segurança, ferramentas da moto, cópia da documentação pessoal e da moto e por último, mas não menos importante, estar preparado psicologicamente para tudo. A final, a estrada é uma surpresa e é isso que nos encanta. Cordilheira dos Andes - Peru Glauco, Eduardo Frajola e Cris Documentação – A documentação inclui todas as exigidas em outros países que estará visitando, por exemplo, a PID (Permissão Internacional para Dirigir) e as vacinas exigidas para turistas. Além da documentação pessoal, como Passaporte, e documentação da Moto, que pode variar no caso de ser quitada ou financiada. Ferramentas e acessórios – Tudo que puder levar que seja útil em uma dificuldade. Por exemplo, a vacina de pneus pode ser uma boa solução para um pneu furado no meio da estrada. Lembrando que a moto deve estar toda revisada antes da partida. Bagagem – O que levar para uma viagem longa de moto? Algumas viagens podem durar semanas ou meses. O planejamento da bagagem é essencial, pois, o espaço é JMC – Quais as maiores dificuldades enfrentadas? Frajola – O calor, o Frio, o cansaço e a língua estrangeira foram os maiores desafios. Fazer uma grande viagem inclui estar preparado para todas as adversidades, que são compensadas pela aventura e emoção de conquistar novos horizontes. JMC – Sua moto enguiçou algumas vezes, isto foi desanimador? Frajola – Muito pelo contrário. Divertíamos-nos muito e com tudo. Nosso irmão Glauco apelidou a nossa moto de “Orquestra”, pois em cada cidade era um conserto. Tivemos oportunidades de conhecer e fazer muitas amizades, tanto no meio motociclístico, como fora dele, com pessoas que nos apoiaram sempre. Eu estava realizando um sonho, fazendo a viagem da minha vida, não desanimaria assim tão fácil. Mais informações sobre esta viagem e as dicas detalhadas estão no site: http://nossasviagensdemoto.blogspot.com.br lá você encontra o diário de bordo desta emocionante viagem, realizada por nossos irmãos, e tudo o que você precisa saber para “cair” na estrada. Boa Viagem. ANUNCIE AQUI! Tel: (22) 99825-5749 - Com Frajola
  5. 5. Janeiro de 2014 Jornal dos Moto Clubes Página 5 SAMURAI ESTRADEIRO MOTO GRUPO Rua Alcides Mourão, N° 487 - Bairro Aroeira - Macaé - RJ Contato: e-mail - samuraiestradeiro@yahoo.com.br Fotos do casamento do Presidente Diegão e Carol Contato: (22) 99797-6611 e 97811-5980 Rua Teixeira de Gouveia, 1.300 - Tel: 2772-5510 - 22 99216-7877 - Id 14*100226
  6. 6. Página 6 Janeiro de 2014 Jornal dos Moto Clubes PERERECAS MOTO CLUBE Avenida Beira Rio, 320 - Aquarius - Distrito de Tamoios - Cabo Frio - RJ O Pererecas Moto Clube foi fundado na Região dos Lagos inicialmente em Barra de São João, Casimiro de Abreu, na Rua Xavier da Silveira em agosto de 2011, tendo como padrinho, na época, o Rio das Ostras MC, através de seu Presidente Zé Baiano. A sua sede oficial porém só foi inaugurada em 31 de agosto de 2013 na Avenida Beira Rio, 320, no Bairro Aquarius, distrito de Tamoios, Cabo Frio, quando foi realizada uma grande festa, com presença de diversos MCs e MGs, vários irmãos motociclistas e simpatizantes, que deram brilho ao evento. Na ocasião o público presente chegou a 1.200 pessoas prestigiando o MC. O seu Diretor Regional DÉCIO, e todos os demais membros do Pererecas MC agradecem a presença de todos, os quais, desde já, estão convidados para a nossa confraternização mensal no último sábado de cada mês, sempre com início às 14:00 horas, com bandas e muito Rock & Roll. O PERERECAS MOTO CLUBE tem como Presidente Nacional o JORGE REGO, e conta com diversas Regionais, como: Belo Horizonte, São Paulo, Campo Grande (RJ), São Gonçalo, Barra do Piraí e outros estados. São onze anos de estradas, fazendo muitos amigos, a quem agradecemos o apoio dispensado às regionais do MC. Neste último sábado de janeiro, dia 25, o 0800 será peixe frito e outros, e no dia 31 de janeiro terá a apresentação ao vivo do SWING MINEIRO, a partir das 20 horas. “NADA É MAIS FORTE QUE O CORAÇÃO E O COMPANHEIRISMO DE UM MOTOCICLISTA, PORQUE ELE É FORJADO NO CALOR DO ASFALTO, NO FRIO DO VENTO, NA ÁGUA DA CHUVA E NA SAUDADE DOS IRMÃOS QUE PERDEMOS”. O MC Amigos da Lua, de São Paulo, através de seu Presidente Waldir e do seu Diretor Regional da Região dos Lagos, Gaguinho, agradece o apoio recebido do Pererecas Moto Clube da Região Adriano Degustadores de Vendo MC no apoio incondicional ao Pererecas MC O Pererecas Moto Clube, seu Diretor DECIO e todos os seus membros, agradecem ao FRANCIS do Rasteirinho MC pelo seu apoio Banda STATU$ Presente em quase todas as reuniões de motociclistas Carlinhos 22 99876-9857 ou na Sede Pererecas Av. Beira Rio, 510 - Aquarius - Tamoios - Cabo Frio - RJ 22 2630-1719 22 99276-8204 e 22 99992-2730 www.pousadanevesparaisotropical.com / email: nevesange@gmail.com Professor Ailton Consultoria Contabilidade Rua XV de Novembro, 298/2 Av. Beira Rio, 250 - Aquarius Cabo Frio - RJ O Pererecas Moto Clube, a sua diretoria (JORGE REGO, Presidente e DECIO, Diretor Regional) e seus membros parabenizam o irmão AILTON do MC Macaé, pelo seu aniversário, comemorado dia 11/01/2014
  7. 7. Janeiro de 2014 Jornal dos Moto Clubes Página 7 Esquadrão Lobo Moto Clube Facção Rio das Ostras - Rio de Janeiro 50 MELHORES MANEIRAS DE SALVAR SUA VIDA Siga aqui algumas dicas importantes para manter a segurança na pilotagem 1. Pense que ninguém te vê Porque para a maioria dos motoristas, você é invisível, mesmo. Nunca faça um movimento imaginando que o outro motorista está vendo você, mesmo que você tenha acabado de ver seus olhos. Motos muitas vezes não fazem parte das cabeças de quatro rodas. 2. Seja paciente As consequências de encarar um erro, ou uma disputa no transito, começa mal e sempre acaba PIOR. Finja que foi a sua mãe que fez aquela barbeiragem e perdoe a falha. 3. Ponha roupas para encarar um acidente, não uma piscina ou uma festinha de verão Com certeza, a padaria do bairro é uma viagem de 5 minutos, mas ninguém está planejando comer ASFAL-TO, está? As roupas moder-nas de tecidos ventilados significam que 40 graus à sombra não são desculpa para camisetinhas e shor-tinhos de surfista (aliás, você pega onda?) 4. Espere o melhor, mas esteja preparado para o pior Esteja pronto para a fechada, para uma surpresa que nunca deve ser inesperada. Não existe “apareceu de repente”, “veio do nada” ou “eu achei que ele ia.”. 5. Deixe seu ego em casa As únicas pessoas realmente interessadas em saber se você estava mais rápido que o outro na avenida são o Policial e o DETRAN. 6. Preste atenção no que está fazendo É verdade, tem uma gatíssima de shortinho curtinho do outro lado da rua. Enquanto isso tem um ônibus na sua frente parando de repente para um tiozinho que fez sinal em cima da hora fora do ponto. Se ligue! 7. Espelhos mostram só uma parte do ambiente Nunca mude de direção ou de faixa sem olhar para trás para confirmar que você realmente pode virar ou mudar de faixa. 8. Seja paciente Espere mais um ou dois segundos antes de entrar na pista, começar a andar ou sair para ultrapassar. Você é pego pelo que NÃO VIU. Aquela olhadinha a mais vai salvar sua pele. 9. Preste atenção na diferença de velocidade Passar por carros ao dobro de sua velocidade ou mudar de pista para passar por um monte de carros parados é somente um jeito mais rápido de conhecer São Pedro (sé que algum dia você vai conhecê-lo). 10. Cuidado com a calçada Um monte de surpresas acaba chegando das calçadas: Sacos com objetos dentro, pregos, antenas de TV, tijolos, escadas, sofás velhos, escolha o que quiser. Procure problemas nos cantos e não ande junto à calçada, você está no tráfego. 11. Carros entrando à esquerda ainda são os maiores assassinos de motociclistas Não ache que o motorista vai esperar passarem todos os motociclistas antes de se enfiar à esquerda, não. Eles também estão tentando ser rápidos. 12. Cuidado com carros passando no vermelho Os primeiros segundos após o sinal mudar são os mais perigosos. Olhe SEMPRE para os dois lados antes de cruzar o semáforo. 13. Olhe os espelhos Olhe os espelhos sempre que mudar de faixa, diminuir a velocidade ou parar. Esteja pronto para se mover se o outro veiculo for ocupar o espaço onde você está. 14. Deixe espaço na frente No Brasil se anda sempre MUITO colado. A regra geral que se usa pelo mundo é de 3 segundos de distância do veículo da frente. Melhor ainda se você observar tudo que aparecer na sua frente para os próximos 12 segundos (no horizonte). Todos os seus problemas estão aí dentro desses espaços. 15. Cuidado com os carros equipados Eles são rápidos e seus motoristas agressivos. Não imagine que você passou por ele e que está tudo resolvido, ele está logo aí atrás. Você pode acabar como um novo modelo de grade frontal do carrão dele. 16. Entrar em curvas em alta velocidade machuca É a maior causa de acidentes com motociclistas sozinhos em estradas sinuosas e pistas de corrida. “Entre devagar, saia rápido” é há muitos anos a regra dos campeões das pistas. 17. Não acredite na polícia florestal Se na área onde você está podem aparecer animais, não vá pensar que a polícia rodoviária ou florestal vai conseguir tirar cada um deles da sua frente. Vá devagar, olhe para as margens da Estrada e fique vivo. 18. Já está muito tarde para você começar a usar os dois freios O dianteiro faz a maior parte da parada, mas um pouco de traseiro na entrada das curvas pode acalmar uma moto nervosa. 19. Mantenha SEMPRE o freio dianteiro coberto Economize um segundo no tempo de reação a 85 km/h e você pode parar 30 metros antes (é talvez até conseguir escapar do impacto). Será que vale a pena? Pense. 20. Olhe para sua trajetória Use o milagre da fixação de objetivo em seu próprio benefício. As pesquisas mostram que a moto vai para onde você olha, então olhe para a solução no lugar de olhar para o problema. 21. Mantenha seus olhos em movimento O tráfego está sempre mudando, portanto continue sempre procurando por problemas. Não trave seus olhos em um só ponto por muito tempo a menos que você esteja realmente em problemas sérios. 22. Pense antes de agir Avalie com cuidado a situação quando pensar em ultrapassar rapidinho aquele táxi está a 15 km/h numa área com limite de 60 km/h ou você pode acabar com sua cabeça dentro do carro que virou à esquerda “do nada”. 23. Não olhe para o chão levante sua cabeça É sempre tarde para fazer qualquer coisa quando o problema está a 10 metros. Olhe lá longe e mude a direção. 24. Preste atenção em seu caminho A maioria dos acidentes acontece durante os primeiros 15 minutos de seu trajeto, abaixo de 60 km/h, em um cruzamento ou via secundária. É, exatamente, por onde você passa toda hora. 25. Pare totalmente em cada placa “PARE” Isso ponha seu pé no chão. Olhe de novo. Qualquer outra maneira de fazer isso força uma decisão imediata sob pressão sem tempo para identificar uma situação de risco. 26. Nunca entre às cegas num corredor de trânsito parado Os carros devem estar parados por alguma boa razão, e você pode não vê-la até que seja tarde demais para fazer alguma coisa. Não ande a mais de 30 km/ h acima da velocidade dos outros veículos. Se estiver a 40 km/h, você vai ver que cair no meio do transito não é assim tão confortável. 27. Não abrace um urso Se você pesa 50 Quilos, por favor, não tente encarar uma estradeira-monstro de 400 Quilos. Se você tem só um metro e meio de altura, tem certeza que precisa uma altíssima bigtrail? Pega leve. 28. Procure pelas portas de carros que se abrem no tráfego E acertar um carro que desvia de uma porta aberta é exatamente tão dolorido quanto o primeiro caso. 29. Não entre numa rotina de cruzamentos iguais Procure uma placa “PARE” depois de uma longa série de esquinas em preferência para você. Se você está imaginando que o trafego vai parar pra você, vai acabar encarando uma surpresa no mínimo bem dolorida. 30. Tenha espaço para se movimentar quando trafegar em grupo Pilotar dentro de um amontoado grupo de motos é um bom meio de acabar no meio do mato fora da estrada. Qualquer grupo de motos que valha a pena acompanhar terá um ponto de encontro marcado à 18.000 ítems p/ comércio, indústria, construtora etc... de Be bi 22 2771-3438 frente para reencontrar os “desgar-rados”. 31. Dê tempo para seus olhos se acostumarem Vá devagar e com farol baixo até que seus olhos se acostumem com a escuridão ao sair de lugares muito iluminados. Fechar um dos olhos até chegar ao local escuro também ajuda, senão você estará dirigindo às cegas por uns 2 quilômetros. 32. Domine a meia-volta Pratique este retorno apertado até ficar bom. Ponha suas nádegas na beirada do banco no lado contrário à curva e deite a moto para dentro da curva, usando seu corpo como contrapeso enquanto gira em cima da roda traseira. 33. Quem colocou uma placa “PARE” no meio dessa subida? Não entre em pânico. Use o freio traseiro para manter a moto no lugar enquanto usa o acelerador e embreagem para sair sem problemas. 34. Se parece escorregadio, então é mesmo. Um trecho de chão suspeito pode ser só mais uma mancha. Manteiga? Cascalho? Óleo? Pode não ser nada, mas é melhor diminuir ANTES de pisar num sabãozão ou em nada. Aqui vale um comentário importante: há poucos dias um colega motociclista sofreu uma queda por causa de uma faixa pintada de preto na Rodovia Fernão Dias (São Paulo-Belo Horizonte). O fato é que a irresponsabilidade do pessoal que decidiu pintar as faixas no lugar de QUEIMÁLAS COM FOGO levou a um grave acidente, que dessa vez por MUITA SORTE não tirou a vida do motociclista. A aderência sobre TODAS AS FAIXAS é reduzida e por isso um mínimo delas deve existir sobre a pista e as mesmas não podem estar DISFARÇADAS à visão do condutor de qualquer veículo. (continua na próxima edição) Solicite o consultor de vendas Marinho 99993-9258 99916-4334 22 9985-0705 88*97533
  8. 8. Os dois lados da mesma moeda Por Lauriane Mello Entrega de trofeu a Lili Galega O Cara & Coroa, nos termos do seu Estatuto Social, é uma entidade sem fins lucrativos, e tem como finalidade principal aglutinar motociclistas de Maricá e de municípios vizinhos, promovendo reuniões e encontros de natureza festiva, ou não, relacionados ao motociclismo. O objetivo principal dessas reuniões é promover esclarecimentos, dar as devidas orientações e criar uma interação entre os motociclistas. As campanhas que o Cara & Coroa MC promove são direciona-das para o bem estar do motociclista e da população em geral. Os principais objetivos são os esclarecimentos sobre o uso de equipamentos de segurança, prevenção de acidentes, no caso de bebidas alcoólicas e linhas com cerol, doação de sangue, medula óssea, alimentos e roupas aos necessitados e a realização de atividades destinadas à filantropia e campanhas contra o câncer de pele. Foi fundado em 10 de Maio de 2010, na cidade de Maricá, Estado do Rio de Janeiro, após a necessidade de Roberto Leal e Rodrigo Geledan, anteriormente fundadores do Vento na Veia Mo-to Janeiro de 2014 Jornal dos Moto Clubes Página 8 Grupo, de buscarem novos hori-zontes no mundo motociclís-tico. Rodrigo Geledan, fundador e atual Vice-Presidente do Cara & Coroa Moto Clube, foi também, o fundador do Vento na Veia Moto Grupo, o qual idealizou o nome “Vento na Veia”, um jovem, com seus 17 anos, que foi apresen-tado ao motociclismo pelo seu pai, Roberto Leal e que, a partir daquele momento, se apaixonou pelo mundo das duas rodas. Roberto Leal, fundador e atual Presidente do Cara & Coroa Moto Clube, foi fundador também do Vento na Veia Moto Grupo, juntamente com Ronaldo Silva de Carvalho, que atualmente se encontra como Presidente do Vento das estradas, inseparáveis até a eter-nidade”. Os dois Moto Clubes são extremamente respeitados no meio motociclístico pelos seus padrões de liberdade, igualdade e fraternidade. A sede nacional do moto clube fica localizada na Rua Constantino Luiz de Andrade, antiga Rua Cinco - Quadra 9 - Lote 30, na Barra de Maricá – RJ, onde se encontram sempre prontos a receber, e acolher, qualquer motociclista do Brasil e do Mundo. Dia 19 de janeiro, acontecerá o tão esperado evento que irá abalar as estruturas da Praia da Barra de Maricá, com um grande comboio que sairá do Clube da CEDAE de Amplo estacionamento para todos os motociclistas e triciclistas na Veia Moto Grupo, e é considerado um grande irmão do Cara & Coroa Moto Clube, e isso é um motivo de muito orgulho para todos. Roberto e Rodrigo, pai e filho, (NR: o Coroa e o Cara), são os únicos fundadores que, em conjunto, criaram o nome Cara & Coroa Moto Clube, surgindo assim o slogan: “Os dois lados da mesma moeda, forjados pelo calor Expediente Diretor Presidente: Jornalista Ely Pereira - MTb 158/03.01 Diretor Editorial: Rinaldo Moura (Neco Rato) Colaboradores: Lauriane Mello, Fabiana Silva e Isa Rezende O Jornal dos Moto Clubes é uma publicação da Editora JORNAL BAIXADA FLUMINENSE - 00.183.425/0001-83 Redação: Rua dos Beijos, 28/04 - Rio das Ostras - RJ email: jornaldosmotoclubes@yahoo.com.br - cel.: 22-99879-9585 Representante: J.C. Representações e Publicidades - CAPELLA Av. Rio Branco, 173/602 - Rio de Janeiro - Tel.: (21) 2262-7469 Impressão: Tribuna de Petrópolis - Tiragem: 5.000 exemplares Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores Niterói, às 9:00, para fazer a festa do Cara & Coroa no Ponto 4. O evento reunirá moto clubes, motociclistas e simpatizantes de todo Brasil, com várias atrações, ao som de grandes bandas de Rock & Roll, como Amakina, Tucas Band, Edu Gomes, Rafael Red Grave, DJ HP, DJ Terrorista, e Locução de Lulu Estradeiro e Ana Cristina da Banda Titânia. Elvis e sua Paixão Pelas Motos HD CLASSIMOTOS Anuncie aqui 10,00 simples 20,00 c/foto VENDO TRICICLO Elvis e sua Harley-Davidson KH 1956 BARATO Roda Liga - motor brasília, a documentar R$ 5 mil - C/Ely Cel 22 9 9879-9585 VENDO HONDA 125 FAN Ano 2008 - Placa LPF 4918 - Conservada - Cor Cinza - 3,5 mil - 22 98142-3565 VENDO JAQUETA COURO H á 36 anos, no dia 16 de agosto de 1977, o mundo perdeu Elvis Aaron Presley. O grande astro do rock, e um ferrenho admirador de motos, foi vítima de um ataque do coração, devido a uma overdose de medicamentos. Elvis apareceu ao lado de motocicletas em muitos de seus filmes, e em várias revistas, mas teve paixão por uma só delas, uma HarleyDavidson KH 1956, pela qual pagou 903 dólares em 1950, quanto tinha 21 anos, antes de assinar o seu primeiro contrato com a gravadora Sun Records. Esta KH 56 foi mantida por ele até o fim de sua vida, e encontrase em exposição no museu da Harley, ao lado de várias fotos com o grande ídolo e até do recibo de pagamento de compra desta moto. Após a morte de Presley, a sua mansão em Memphis, no estado do Tennessee, no sul dos Estados Unidos, chamada “Graceland”, tornouse um Museu. Hoje o espaço preserva outras três raridades do cantor e ator: uma Electra Glide 1200 e uma chopper, ambas da década de 1960, e um triciclo da Harley-Davidson. Elvis, com o passar dos anos, ele comprou várias outras motos, muitas delas usadas simplesmente para presentear amigos, mas a HarleyDavidson KH 56 ficou reconhecida como sua primeira e mais marcante motocicleta. Ao longo de sua carreira, Elvis encenou 31 filmes, alguns destes pilotando motocicletas ou interpretando um motociclista. Nestas cenas ele não usava dublês, ele mesmo pilotava.Em “Roustabout” (1964), que tinha como enredo a historia de um piloto que arriscava a vida no “Globo da Morte”, utilizou a mesma Honda Super Cub Sport C 110 com a qual já tinha feito propaganda em 1963. Já em “Viva Las Veg a s ” (1964), “Clamb a k e ” (1967) e “Stayway J o e ” (1968) E l v i s pilotou vários modelos da Harl e y Davidson. HONDA R$ 450,00 - c/Neco 22 98821-2515 ou 23*99488 VENDO CALÇA 46 COURO MARCA TINA BRUNELLI R$ 200,00 - Zé Baiano 22 99926-8421 ANUNCIE

×