Universidade Federal de Campina Grande – UFCGCampina Grande, 03/11/2006Ciência da ComputaçãoRedes Ad Hoc Sem Fio – Profess...
Tempo de pausa 0, 30, 60, 125, 300, 600 e 900s.       Nós enviando pacotes: variando os valores 10, 20, 30 e 40.       Tax...
Cenário 1:Avaliando a métrica “packet delivery fraction”:                                                          Packet ...
Packet delivery fraction                            100,00%                            95,00% Pa k t de e fra tion        ...
Pode-se perceber que os gráficos gerados a partir dos dados obtidos nas simulaçõesassemelham-se bastante com os gráficos a...
Average delay                 1,8                 1,6                 1,4                 1,2 Average delay               ...
Average delay                    4                  3,5                    3                  2,5  Average delay          ...
Avaliando a métrica “normalized routing load”:                                                   Normalized routing load  ...
Normalized routing load                                 3                             2,5   Normalized routing load       ...
Novamente pode-se ver que os resultados são semelhantes aos apresentados no outrorelatório. O que se observa é: à medida q...
Packet delivery fraction                                100,00%                                95,00%                     ...
Average delay                   1,4                   1,2                     1     v ra e e y    A e g d la              ...
Avaliando a métrica “normalized routing load”:                                                   Normalized routing load  ...
Normalized routing load                            9                            8                            7  Normalized...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório sobre o desempenho do protocolo AODV

974 visualizações

Publicada em

Relatório sobre o desempenho do protocolo AODV (observado em simulações)
Trabalho realizado para a disciplina Redes Ad Hoc Sem Fio, do curso Ciência da Computação, da UFCG.
Alunos: Dalton Cézane e Helder Fernando.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
974
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório sobre o desempenho do protocolo AODV

  1. 1. Universidade Federal de Campina Grande – UFCGCampina Grande, 03/11/2006Ciência da ComputaçãoRedes Ad Hoc Sem Fio – Professor: Marco Aurélio SpohnAlunos: Dalton Cézane Gomes Valadares Helder Fernando de Araújo Oliveira Relatório sobre o desempenho do protocolo AODV (observado em simulações) Introdução Este relatório tem como objetivo mostrar o desempenho do protocolo AODV emredes Ad Hoc, mediante simulações executadas com o simulador Glomosim. Para isso, toma-se como base os resultados das simulações realizadas e um relatório já existente a fim de sefazer uma comparação dos resultados obtidos. Para a análise do protocolo, levaram-se em consideração as seguintes métricas: packetdelivery fraction, average end-to-end delay e normalized routing load. Métricas Packets delivery fraction representa a taxa de entrega de pacotes gerados pelas fontes CBR para os destinos; esta taxa está relacionada ao throughtput. Average end-to-end delay representa todos os possíveis atrasos causados pelo descobrimento de rota, atraso de retransmissão no MAC e tempos de propagação e transferência. Normalized routing load é a razão entre o número de pacotes de roteamento transmitidos pelo número de pacotes de dados entregues para o destino. CenáriosOs parâmetros utilizados para a execução das simulações no cenário 1 foram: Alcance do rádio 250m. Área de mobilidade 15.00mx300m. Números de nós 50 nós.
  2. 2. Tempo de pausa 0, 30, 60, 125, 300, 600 e 900s. Nós enviando pacotes: variando os valores 10, 20, 30 e 40. Taxa de pacotes: 4 pacotes por segundo, para configuração com 10, 20 e 30 nós fontes, e 3 pacotes por segundo para configuração com 40 nós fontes. Tempo de simulação: 900s.Os parâmetros utilizados para a execução das simulações no cenário 2 foram: Alcance do rádio 250m. Área de mobilidade 2200mx600m. Números de nós 100 nós. Tempo de pausa 0, 30, 60, 120, 300, 500s. Nós enviando pacotes: variando os valores 10, 20 e 40. Taxa de pacotes: 4 pacotes por segundo, para configuração com 10 e 20 nós fontes, e 2 pacotes por segundo para configuração com 40 nós fontes. Tempo de simulação: 500s. Simulação Para validar a simulação foram usadas 5 sementes aleatórias e diferentes para cadatempo de pausa de todas as configurações. Foram calculadas a média e o desvio padrão apartir dos dados resultantes das simulações realizadas. Estas informações calculadas (média edesvio padrão) são apresentadas nos gráficos abaixo.
  3. 3. Cenário 1:Avaliando a métrica “packet delivery fraction”: Packet delivery fraction 100,00% 95,00% 90,00% Packet delivery fraction 85,00% 80,00% 75,00% 70,00% 65,00% 60,00% 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1000 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 10 fontes Pc a ket deliveryfrac n tio 100,00% 95,00% Packet delivery fraction 90,00% 85,00% 80,00% 75,00% 70,00% 65,00% 60,00% 0 200 400 600 800 1000 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 20 fontes
  4. 4. Packet delivery fraction 100,00% 95,00% Pa k t de e fra tion 90,00% c 85,00% liv ry 80,00% 75,00% c e 70,00% 65,00% 60,00% 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1000 Paus tim (s e e )Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 30 fontes Packet delivery fraction 100,00% 90,00% Packet delivery fraction 80,00% 70,00% 60,00% 50,00% 40,00% 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1000 Paus tim (s e e )Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 40 fontes
  5. 5. Pode-se perceber que os gráficos gerados a partir dos dados obtidos nas simulaçõesassemelham-se bastante com os gráficos apresentados no relatório “Performance Comparisonof Two On-Demand Routing Protocols for Ad Hoc Networks”. Através destes gráficos, nota-se que, ao se aumentar a quantidade de fontes na área, a taxa de entrega de pacotes diminuiconsideravelmente devido ao aumento do número de nós se comunicando entre si na rede,gerando assim um possível aumento de congestionamento. Nota-se, também, que, no geral,com o tempo de pausa atingindo seu valor máximo (900s), a taxa de entrega de pacotesatinge, também, o valor máximo, em virtude da mobilidade entre os nós não existir mais.Avaliando a métrica “average end-to-end delay”: Average delay 1,8 1,6 1,4 1,2 Average delay 1 0,8 0,6 0,4 0,2 0 0 200 400 600 800 1000 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 10 fontes
  6. 6. Average delay 1,8 1,6 1,4 1,2 Average delay 1 0,8 0,6 0,4 0,2 0 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1000 Paus time (s e )Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 20 fontes Average delay 2 1,5 Average delay 1 0,5 0 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1000 Pause time (s)Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 30 fontes
  7. 7. Average delay 4 3,5 3 2,5 Average delay 2 1,5 1 0,5 0 0 200 400 600 800 1000 -0,5 -1 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 40 fontes Pode-se observar que as curvas geradas e mostradas nos gráficos, com exceção dográfico resultante do experimento para 30 fontes (o que não quer dizer que os resultadosgerados e analisados pelos outros gráficos, neste relatório, possam ser incoerentes com ainterpretação dada à análise dos gráficos do outro relatório – outra simulação para 30 fontespoderia ser feita para validar o resultado obtido e chegar a uma melhor conclusão),apresentam comportamentos semelhantes aos observados nas curvas dos gráficos do relatóriojá mencionado. Dos gráficos gerados, deduz-se que o delay aumenta de acordo com ocrescimento do número dos nós fontes.
  8. 8. Avaliando a métrica “normalized routing load”: Normalized routing load 3 2,5 Normalized routing load 2 1,5 1 0,5 0 0 200 400 600 800 1000 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 10 fontes Normalized routing load 3 2,5 Normalized routing load 2 1,5 1 0,5 0 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1000 Paus time (s e ) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 20 fontes
  9. 9. Normalized routing load 3 2,5 Normalized routing load 2 1,5 1 0,5 0 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1000 Pause time (s)Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 30 fontes Normalized routing load 8 7 Normalized routing load 6 5 4 3 2 1 0 0 200 400 600 800 1000 Pause time (s)Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 40 fontes
  10. 10. Novamente pode-se ver que os resultados são semelhantes aos apresentados no outrorelatório. O que se observa é: à medida que o tempo de pausa cresce, o “normalized routingload” diminui, em virtude da taxa de mobilidade estar diminuindo, ao contrário da métrica“packet delivery fraction”.Cenário 2:Avaliando a métrica “packet delivery fraction”: Packet Delivery fraction Packet Delivery fraction (%) 100,00% 90,00% 80,00% 70,00% 60,00% 50,00% 0 100 200 300 400 500 600 Pause tim (s) e Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 10 fontes Packet delivery fraction 1 0 0 0 ,0 % 9 ,0 % 5 0 P c e d liv ry fr c n a tio 9 ,0 % 0 0 8 ,0 % 5 0 8 ,0 % 0 0 akt e e 7 ,0 % 5 0 7 ,0 % 0 0 6 ,0 % 5 0 6 ,0 % 0 0 5 ,0 % 5 0 5 ,0 % 0 0 0 1 0 0 2 0 0 3 0 0 4 0 0 5 0 0 6 0 0 P s tim (s au e e ) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 20 fontes
  11. 11. Packet delivery fraction 100,00% 95,00% 90,00% Packet delivery fraction 85,00% 80,00% 75,00% 70,00% 65,00% 60,00% 55,00% 50,00% 0 100 200 300 400 500 600 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 40 fontes Como se pode observar, os resultados estão muito parecidos com os do outrorelatório, mostrando que não houve problema nenhum com o protocolo durante assimulações.Avaliando a métrica “average end-to-end delay”: Average delay 1,4 1,2 verage delay (s) 1 0,8 0,6 0,4 A 0,2 0 0 100 200 300 400 500 600 Paus time (s e ) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 10 fontes
  12. 12. Average delay 1,4 1,2 1 v ra e e y A e g d la 0,8 0,6 0,4 0,2 0 0 100 200 300 400 500 600 P s tim (s au e e ) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 20 fontes Average delay 1,4 1,2 1 Average delay 0,8 0,6 0,4 0,2 0 0 100 200 300 400 500 600 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 40 fontes Para 10 e 20 fontes os gráficos ficaram muito semelhantes aos gráficos do outroartigo. Porém o gráfico para 40 fontes ficou um pouco diferente, isso não quer dizer que oprotocolo AODV tenha falhado em algum ponto, mas pode ter acontecido alguma coisa porcausa do próprio Glomosim.
  13. 13. Avaliando a métrica “normalized routing load”: Normalized routing load 9 Normalized routing load 8 7 6 5 4 3 2 1 0 0 100 200 300 400 500 600 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 10 fontes Normalized routing load 9 8 7 Normalized routing load 6 5 4 3 2 1 0 0 100 200 300 400 500 600 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 20 fontes
  14. 14. Normalized routing load 9 8 7 Normalized routing load 6 5 4 3 2 1 0 0 100 200 300 400 500 600 Pause time (s) Gráfico gerado a partir dos resultados obtidos para 40 fontes Novamente, os gráficos ficaram muito parecidos, o que já era de se esperar, tendo emvista que o protocolo usado foi o mesmo em ambos os casos e o AODV não apresentounenhum problema nas simulações (como também já era de se esperar). Conclusão Diante de todas estas simulações podemos concluir através das métricasmostradas nos gráficos que o desempenho do protocolo AODV é reduzidoquando se aumenta o número de nós fontes. Quase todos os resultados obtidosdiante da simulação assemelham-se consideravelmente com os resultadosobtidos do relatório confrontado, mostrando assim que o protocolo AODVmostra-se estável diante dos cenários sugeridos.

×