“ Geointernet”: socialização e tendências da informação geográfica Ángela  Pañeda; Lisete Osório; Paulo Carvalho; Carlos...
“ Geointernet”: socialização e tendências da informação geográfica “ Geotecnologias pontocom: Infraestructuras de Datos Es...
Sumário <ul><li>Definição de Geointernet </li></ul><ul><li>Socialização: usos, utilizadores e novos produtos na Internet r...
Geointernet Geointernet é um conceito novo, não consolidado e de significado ambíguo.  Muitos relacionam Geointernet com p...
Geointernet Geointernet está ligado a uma  linguagem técnica  e a  tecnologia de última geração . Geointernet é mais que a...
Geointernet Geointernet é uma estrutura que existe entre os  dados virtuais da rede  e a  posição espacial relativa  a ess...
Geointernet Como  pesquisa  o utilizador? Qual o rio que passa na cidade de Madrid? Melhores resultados, a Rede “sabe” que...
1. A evolução da Web: da Internet à Geointernet FUTURO?
Geointernet <ul><li>Actores implicados: </li></ul><ul><li>Web 3.0 </li></ul><ul><li>Infra-estrutura de Dados Espaciais (ID...
2. Socialização da cartografia: usos, utilizadores e novos produtos na Internet relacionados com a Informação Geográfica
Socialização da Cartográfica do sec. XXI: <ul><li>A web 2.0 fomenta  </li></ul><ul><li>uso de aplicações  web dirigidas ao...
Duas linhas de produção cartográfica: Plataformas  “pontocom” Infra-estruturas de Dados Espaciais
Plataformas  “pontocom” ArcGis Explorer Leica Titan Skyline Globe Poly 9 free Earth 3D Weather Globe EarthSim EarthSLOT Ea...
Google Earth <ul><li>Positivo… </li></ul><ul><li>Interface intuitivo </li></ul><ul><li>Gestor de elementos 3D – Google Ske...
Plataformas  “pontocom”-  aplicações “ cartografia de todos para todos” … .Google Earth: <ul><li>Utilizador particular  ma...
Plataformas  “pontocom”-  aplicações <ul><li>Street View   </li></ul><ul><li>- Permite ter a sensação de estar a percorrer...
Plataformas  “pontocom”-  aplicações <ul><li>Virtual Earth </li></ul><ul><li>A plataforma da Microsoft embora vulgarizada ...
Plataformas  “pontocom”-  aplicações <ul><li>Photosynth </li></ul><ul><li>Aplicação que permite ao utilizador ter uma sens...
NASA World Wind : socialização dos dados científicos <ul><li>-  Aplicação  Open Source  da NASA </li></ul><ul><li>-   Visu...
Infra-estruturas de Dados Espaciais (IDE) -  Interoperabilidade entre o ambiente  SIG  e a  Internet . -  São um sistema  ...
<ul><li>Entrou em vigor a 15 de Maio  de 2007 </li></ul><ul><li>Visa a criação da Infra-estrutura Europeia de Informação G...
Exemplos de IDEs Atlas de la Vivienda IDEE CartoCuidad SNIG
<ul><li>3. Tendências  da informação geográfica </li></ul>
<ul><li>Menos  mapas em  papel </li></ul><ul><li>Mais cartografia porém com  menos qualidade contrastada </li></ul><ul><ul...
Prognóstico de tendências Meta-Mundos <ul><li>Aumento da produção de realidades virtuais tridimensionais (3D)  </li></ul><...
Prognóstico de tendências <ul><li>Será necessário uma  “alfabetização cartográfica”  para neófitos? </li></ul><ul><ul><li>...
<ul><li>Obrig   d   </li></ul>GeoideInternet  http://www.geoideinternet.com Blog GeoTecnoCom  http://geotecnocom.blogspot....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

“Geointernet”: socialização e tendências da informação geográfica

1.577 visualizações

Publicada em

Presentanción en el VI COLÓQUIO DE GEOGRAFIA DE COIMBRA "SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA", dedicado a los SIG-GIS.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

“Geointernet”: socialização e tendências da informação geográfica

  1. 1. “ Geointernet”: socialização e tendências da informação geográfica Ángela Pañeda; Lisete Osório; Paulo Carvalho; Carlos Pérez; Maria Astinza VI COLÓQUIO DE GEOGRAFIA DE COIMBRA “ SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA” UNIVERSIDADE DE COIMBRA Coimbra, 12 e 13 de Dezembro de 2008 Direitos reservados aos autores Este material resulta incompleto sem os conteúdos complementares do artigo, texto e bibliografia.
  2. 2. “ Geointernet”: socialização e tendências da informação geográfica “ Geotecnologias pontocom: Infraestructuras de Datos Espaciales Globales (Setembro de 2007) Trabalhos realizados pela equipa GeoTecnoCom (Carlos Pérez, Ángela Pañeda, Maria Astinza) “ Geointernet: Fundamentos, Usos y Tendencias” (Julho-Setembro de 2008)
  3. 3. Sumário <ul><li>Definição de Geointernet </li></ul><ul><li>Socialização: usos, utilizadores e novos produtos na Internet relacionados com a informação Geográfica </li></ul><ul><li>Tendências da informação geográfica </li></ul>
  4. 4. Geointernet Geointernet é um conceito novo, não consolidado e de significado ambíguo. Muitos relacionam Geointernet com páginas web que contém mapas. Binómio Web 2.0 e cartografia Geoweb Webmapping Neogeografía Servidores de mapas web Um telemóvel forma parte duma rede especifica, sem usar protocolos HTTP, e pode ser inserido em Geointernet Geointernet não é Geoweb Geoweb sim é Geointernet Geoweb é um ramo de Geointernet
  5. 5. Geointernet Geointernet está ligado a uma linguagem técnica e a tecnologia de última geração . Geointernet é mais que a web 2.0, é uma mudança de conceito na estrutura física e lógica dos dados … … tem a ver com a representação mas também conteúdos… … Os dados interagem com as diferentes aplicações através de protocolos . É um sistema com muitas aplicações, protocolos e dados .
  6. 6. Geointernet Geointernet é uma estrutura que existe entre os dados virtuais da rede e a posição espacial relativa a esses dados. É a tendência… … . desde a Web 2.0 à Web 3.0. … .dos navegadores actuais aos geonavegadores … . da cartografia tradicional ao conceito “Digital Earth” Navegação real pela Rede: A tendência é que os utilizadores estejam imersos dentro dos próprios dados.
  7. 7. Geointernet Como pesquisa o utilizador? Qual o rio que passa na cidade de Madrid? Melhores resultados, a Rede “sabe” que Coimbra é uma localização e nos procuramos elementos geográficos relacionados Como estão distribuídos os dados ? a estrutura dos dados passa a ter componente posicional organiza-se espacialmente igual que no mundo real ou não Cómo interactúa o utilizdor ? Navegação 3D é muito mais realista e social do que na actualidade O mundo virtual na internet será mais intuitivo porque é similar ao real que já conhecemos
  8. 8. 1. A evolução da Web: da Internet à Geointernet FUTURO?
  9. 9. Geointernet <ul><li>Actores implicados: </li></ul><ul><li>Web 3.0 </li></ul><ul><li>Infra-estrutura de Dados Espaciais (IDE) </li></ul><ul><li>Meta-Mundos </li></ul>
  10. 10. 2. Socialização da cartografia: usos, utilizadores e novos produtos na Internet relacionados com a Informação Geográfica
  11. 11. Socialização da Cartográfica do sec. XXI: <ul><li>A web 2.0 fomenta </li></ul><ul><li>uso de aplicações web dirigidas ao utilizador </li></ul><ul><li>aplicações baseadas na colaboração </li></ul><ul><li>a plataforma usada deixa de ser o computador pessoal para ser a web </li></ul><ul><li>Os criadores de cartografia já não são só os cartógrafos tradicionais mas sim qualquer utilizador! – Para alguns esta cartografia não é valida. </li></ul><ul><li>O Globo virtual: </li></ul><ul><li>Intuitivo, visualizações sinópticas ou detalhadas, multicapa, dados animados (cartografia 4D), realidade virtual tridimensional, criar/partilhar cartografia, mashups, actualização frequente </li></ul>
  12. 12. Duas linhas de produção cartográfica: Plataformas “pontocom” Infra-estruturas de Dados Espaciais
  13. 13. Plataformas “pontocom” ArcGis Explorer Leica Titan Skyline Globe Poly 9 free Earth 3D Weather Globe EarthSim EarthSLOT EarthBrowser GRIFINOR – GEO Visualization Living Globe
  14. 14. Google Earth <ul><li>Positivo… </li></ul><ul><li>Interface intuitivo </li></ul><ul><li>Gestor de elementos 3D – Google SketchUp </li></ul><ul><li>Evolução temporal </li></ul><ul><li>Beta permanente (actualização de versões constante e bom desenvolvimento rápido) </li></ul><ul><li>Comunidade de utilizadores </li></ul><ul><li>Variedade de Mashups </li></ul><ul><li>API do Google Earth permite experimentar visão 3D melhoralá desde a Web, acrescentar conteúdo flash a Google Maps </li></ul><ul><li>KML reconhecido internacionalmente </li></ul><ul><li>Negativo… </li></ul><ul><li>Interface intuitivo, mas usado por neófitos será bem usado? </li></ul><ul><li>Erros na medida de distancias nas vistas oblicuas </li></ul><ul><li>Imagens proprietárias </li></ul><ul><li>Precisão| Localização|Projecção Cartográfica </li></ul><ul><li>Actualização de informação alfanumérica </li></ul><ul><li>Actualização na geocodificação </li></ul>
  15. 15. Plataformas “pontocom”- aplicações “ cartografia de todos para todos” … .Google Earth: <ul><li>Utilizador particular marca a localização da sua casa </li></ul><ul><li>Agência imobiliária disponibiliza um catálogo dos locais que comercializa </li></ul><ul><li>O registo cadastral espanhol facilita dados recolhidos nas suas bases de dados </li></ul><ul><li>Potencial turista explora o local de destino com objectivo de planear a sua viagem </li></ul><ul><li>Partilha da informação (Imagens, vídeo, texto) georreferenciadas </li></ul><ul><li>… </li></ul>
  16. 16. Plataformas “pontocom”- aplicações <ul><li>Street View </li></ul><ul><li>- Permite ter a sensação de estar a percorrer as ruas presencialmente como se tivesse a circular de carro. </li></ul><ul><li>Movimento de 360º sobre um ponto. </li></ul><ul><li>Imagens tiradas na própria rua. </li></ul><ul><li>Cada vez mais cidades disponíveis </li></ul>
  17. 17. Plataformas “pontocom”- aplicações <ul><li>Virtual Earth </li></ul><ul><li>A plataforma da Microsoft embora vulgarizada mais tarde, começou a trabalhar neste projecto, antes da existência do motor de busca do Google. </li></ul><ul><li>Apesar disto, a Microsoft não se limitou a copiar as técnicas e serviços do Google , mas procurou inovar para competir com os seus concorrentes. </li></ul><ul><li>Produto “Bird´s eye” - consiste no uso de imagens de forma oblíqua a partir de quatro direcções diferentes (Norte, Sul, Este e Oeste). </li></ul><ul><li>Melhor interpretação visual mas mais dificuldade em fazer medições directas sobre as imagens. </li></ul>
  18. 18. Plataformas “pontocom”- aplicações <ul><li>Photosynth </li></ul><ul><li>Aplicação que permite ao utilizador ter uma sensação pseudo-tridimensional do ambiente. </li></ul><ul><li>criado a partir de várias imagens do mesmo objecto obtidas de localizações e ângulos diferentes. </li></ul><ul><li>Está associada a diferente diversos: exteriores, interiores, cartografia cósmica…. </li></ul>
  19. 19. NASA World Wind : socialização dos dados científicos <ul><li>- Aplicação Open Source da NASA </li></ul><ul><li>- Visualização 3D da Terra e outros Mundos </li></ul><ul><li>Acesso a dados científicos da NASA através de WMS </li></ul><ul><li>Socializar a detecção remota , as técnicas de cartografia e facilitar a observação do território à escala global </li></ul><ul><li>Optimização do código da aplicação para usos específicos para o ordenamento do território (SERVIZ – América Central e África) </li></ul>
  20. 20. Infra-estruturas de Dados Espaciais (IDE) - Interoperabilidade entre o ambiente SIG e a Internet . - São um sistema normalizado , integrado por um conjunto de recursos informáticos cujo fim é visualizar e gerir certa informação geográfica disponível na Internet. Este sistema permite, através de um simples navegador de Internet, que os utilizadores possam encontrar, visualizar, utilizar e combinar a informação geográfica segundo as suas necessidades (IGN et al., 2008).
  21. 21. <ul><li>Entrou em vigor a 15 de Maio de 2007 </li></ul><ul><li>Visa a criação da Infra-estrutura Europeia de Informação Geográfica </li></ul><ul><ul><li>Obriga os Estados Membros a gerirem e a disponibilizarem dados e serviços de informação geográfica (IG) de acordo com princípios e regras comuns (ex. meta-mundos , interoperabilidade de dados e serviços, utilização de serviços de IG, princípios de acesso e partilha de dados). </li></ul></ul><ul><ul><li>Objectivos: acesso fácil de cidadão comum e autoridades públicas à informação espacial produzida por outras autoridades públicas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Em última análise esta iniciativa deverá conduzir à criação da ESDI – European Spatial Data Infrastructure. </li></ul></ul>Directiva INSPIRE - INfrastructure for SPatial InfoRmation in Europe
  22. 22. Exemplos de IDEs Atlas de la Vivienda IDEE CartoCuidad SNIG
  23. 23. <ul><li>3. Tendências da informação geográfica </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Menos mapas em papel </li></ul><ul><li>Mais cartografia porém com menos qualidade contrastada </li></ul><ul><ul><li>Criação/partilha desde muitos pontos na Rede, como saber qual me interessa? </li></ul></ul><ul><li>Maior interoperabilidade </li></ul><ul><ul><li>Transparência entre sistemas – protocolos de normalização </li></ul></ul><ul><li>Interdisciplinaridade </li></ul><ul><ul><li>No novo conceito, Geointernet, precisamos não só de profissionais ligados à cartografia (tradicional) mas também de profissionais de Detecção Remota,SIG, GPS, TICs, robótica, turismo e viagens, videometria, artistas de realidade virtual… </li></ul></ul><ul><ul><li>Telemóvel+PDA+GPS=cartografia na hora e sempre connosco </li></ul></ul><ul><li>Mais conteúdos </li></ul><ul><ul><li>Cada vez mais mundos serão representados, Terra, Lua, Marte, mas também…museus, bibliotecas, mundos dentro de mundos </li></ul></ul><ul><li>Frequentes actualizações </li></ul><ul><ul><li>Cartografia que acompanhe o ritmo da vida real – Fast-Map  Mapas aqui e agora! </li></ul></ul><ul><li>Meta-Mundos </li></ul>Prognóstico de tendências
  25. 25. Prognóstico de tendências Meta-Mundos <ul><li>Aumento da produção de realidades virtuais tridimensionais (3D) </li></ul><ul><li>Para além da sensação de se caminhar pelas ruas, também se pode entrar no interior dos edifícios. </li></ul><ul><li>Incorporação de elementos na realidade virtual que não existem fisicamente (aplicação no ordenamento do território, reconstrução do património destruído e turismo virtual) </li></ul>360º Cities: criado a partir de fotografias Panorâmicas de forma profissional Panoramio Look Around: Fotografia de amadores
  26. 26. Prognóstico de tendências <ul><li>Será necessário uma “alfabetização cartográfica” para neófitos? </li></ul><ul><ul><li>Latitud e longitud, são usados correctamente? </li></ul></ul><ul><ul><li>Escalas, converter distancias entre mapa e realidade? </li></ul></ul><ul><ul><li>Datum, sistema de coordenadas? </li></ul></ul><ul><li>Necessidade de “seguir o rasto” da informação Geográfica ( quem criou? e quem alterou?) </li></ul><ul><ul><li>Identificar criador/modificador para decidir o que fazemos com a cartografia e se é válida para nós. </li></ul></ul><ul><ul><li>Qual o papel do Geógrafo na Sociedade de Informação Geográfica? </li></ul></ul>Reflexões para debate
  27. 27. <ul><li>Obrig d </li></ul>GeoideInternet http://www.geoideinternet.com Blog GeoTecnoCom http://geotecnocom.blogspot.com Blog Ambientes Geográficos http: //ambientesgeograficos.blogspot.com

×