A história da mulher

3.504 visualizações

Publicada em

A inconstância do vento e a fidelidade do cão, a timidez da tartaruga
e a vaidade do pavão, a suavidade da pena do cisne, e a dureza do diamante, a doçura da pomba, e a crueldade do tigre, o ardor...

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.504
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.123
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A história da mulher

  1. 1. A VERDADEIRA HISTÓRIA DA MULHER
  2. 2. Conta uma lenda que no principio do mundo, quando Deus decidiu criar a mulher, viu que havia esgotado todos os materiais sólidos no homem e não tinha mais do que dispor. Diante deste dilema e depois de uma profunda meditação, fez isso:
  3. 3. Pegou a forma arredondada da lua, as suaves curvas das ondas, a terna aderência das bromélias, o tremulo movimento das folhas, a forma esbelta da palmeira, a nuance delicada das flores, o amoroso olhar do cervo, a alegria do raio de sol e as gotas do choro das nuvens,
  4. 4. a inconstância do vento e a fidelidade do cão, a timidez da tartaruga e a vaidade do pavão, a suavidade da pena do cisne, e a dureza do diamante, a doçura da pomba e a crueldade do tigre, o ardor do fogo e a frieza da neve.
  5. 5. Misturou ingredientes tão diferentes, formou a mulher e deu ao homem.
  6. 6. Depois de uma semana veio o homem e lhe disse: - Senhor, a criatura que você deu me faz desgostoso, - quer toda minha atenção, - nunca me deixa sozinho, - fala sem parar, - chora sem motivo, - se diverte em me fazer sofrer - e venho a devolve-lá porque NÃO POSSO VIVER COM ELA.
  7. 7. “ Bem”, respondeu Deus e pegou a mulher.
  8. 8. Se passou outra semana, o homem voltou e lhe disse: Senhor, me encontro muito sozinho desde que eu devolvi a criatura que fizeste para mim, ela cantava e brincava ao meu lado, me olhava com ternura e o seu olhar era uma carícia, ria e seu riso era música, era bonita de se ver e suave ao tato. Devolvame-a, porque NÃO POSSO VIVER SEM ELA.
  9. 9. . Envia isto a todas as extraordinárias mulheres que conheças e a todos os homens para que nunca duvidem da qualidade das mulheres que os rodeiam.

×