Do alto para o baixo nível - Entendendo as Diferenças

212 visualizações

Publicada em

Palestra ministrada na XV Semana da TEcnologia - Fatec Jahu

Publicada em: Internet
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
212
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Do alto para o baixo nível - Entendendo as Diferenças

  1. 1. Do Alto para o Baixo Nível ENTENDENDO AS DIFERENÇAS
  2. 2. Nome: Welington Sampaio Idade: 24 anos Empresa: Zaez Comunicação Digital Trabalho: Diretor de Desenvolvimento http://fb.com/WelingtonSampaio
  3. 3. POR QUE? ESTE TEMA?
  4. 4. Linguagem de Alto Nível Sintax voltada para o desenvolvedor. Aproximada a linguagem natural ( ingles ). Uma gama de recursos prontos para ser utilizados. Pequena curva de aprendizado. Fácil implantação. Manutenção facilitada. Linguagem do seu dia-a-dia, encontra-se em todos os lugares.
  5. 5. Linguagem de Baixo Nível Linguagem mais próxima da linguagem de máquina. Sintax complexa e nada intuitíva. Poucos recursos disponíveis prontos para a utilização. Grande curva de aprendizado. Implatação média. Manutenção demorada e cara. Está presente em todos os computadores e sistemas operacionais.
  6. 6. Definição de Nível A classificação do nível de uma determinada linguagem, muda conforme novas necessidades surgem e novas tecnologias também. Só é possivel determinarmos um nível para uma linguagem, quando compararmos com um determinado parâmentro.
  7. 7. Parâmetros que Usaremos GoLang Performance Processador Tempo de resposta
  8. 8. GoLang Linguagem desenvolvida no Google em 2007 por Robert Griesemer, Rob Pike e Ken Thompson. Compilada e com tipagem estática. Sintax parecida com “C”. Destinada e ser uma linguagem fácil de aprender. Escalabilidade real para resolver problemas de produtividades no Google. Motivação da criação: os desenvolvedores odiavam C++ ( eu também ;D ).
  9. 9. Node.JS Criada por Ryan Dahl em 2009. Linguagem script tipagem dinâmica. Desenvolvimento Javascript do lado do servidor. Plataforma de fácil desenvolvimento para aplicações de rede altamente escaláveis. Motivação: resolver o problema de uma thread por conexão, para sistemas com milhares de requisições simultêneas, com baixo custo de implatação.
  10. 10. PHP 5.5 Criado em 1994 por Rasmus Lerdof. Linguagem script com tipagem dinâmica. Sintax similar ao PERL. Uma das principais linguagens para o mundo Web, senão a mais utilizada na atualidade. Criada a principio para ser um contador de acesso ao curriculum de Rasmus. PHP 5, foi lançado em 2004 trazendo um novo modelo de “objeto”.
  11. 11. Nosso Cenário Loop de 100mil vezes.  Para cada vez ele deverá executar um Bubble Sort Method.  Ao final do ultimo loop ele deverá somar "+1", a um contador. Imprimir o valor da matriz ordenada. Imprimir contador de iterações do loop. Imprimir o tempo gasto para processar.
  12. 12. Go to code...
  13. 13. Resultados 1 2 4 8 16 32 64 128 256 512 1024 2048 4096 8192 Teste 1 Teste 2 Teste 3 Teste 4 Scripts GoLang Node.JS PHP 5.5 1 2 4 8 16 32 64 128 256 512 1024 2048 4096 Teste 1 Teste 2 Teste 3 Teste 4 Scripts (Otimizados) GoLang (Optim.) Node.JS (Optim.) PHP 5.5 (Optim.)
  14. 14. Perguntas?

×