Manual serviço yamaha rd 350 35 hp guia_parte2

4.253 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.253
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual serviço yamaha rd 350 35 hp guia_parte2

  1. 1. Etapas du ajusta do eixo du vuudança: o Desdobro: a arruma-trava da porca . Snllu a porccmrava @ c Gire o aiustador ® para a direita uu esquen da até folga (A) e (B) estarem iguais. u Aperte a parta-trava Dobro a arruela-(rava da porca ARRUELA Quando ; ns fo 10;' uma ? f OVO poncícrj clodo com can o wvo Sempre v0' O 0 ESFORÇO m# "m" “m” para o Iodo opos+o oo senhdo do esforça. veja ñgurc ao lado. R CANTO vfvo rRAvA Fbsuabne os ponfas do *mVaÍ-Om do relevo do eixo.
  2. 2. MONTAGEM DO MOTOR E AJUSTE CÁFITER Etapas da aperto dos parafusos de fixação doi Cárter: 1 o Alzernadamente apena ® ao e depois¡ © ao ® . na seqüência indicada. o Anene@ao 1 . 0.5 m o Kg (5 Nm. 3,6 Í: - lb) -r - 'E '| .0m . K¡ no Nm, 7,2 f¡ - m) . Aperta I ao 8 El' 2,5 rn . Kg (25 Nm, 18 fl - lb) Q 1,0 m - Kg no Nm, 7,2 f¡ - lb) NOTA: Cenilíque-se que as braçadeiras da fiação esreiam no lugar correta. 42
  3. 3. PASSAGEM DE A5 E MAN GUEÍRAS . DO MTOH nausueim os RESHROIXJCARIER DE OLEO cnkzors ELÉrRÍC mssnn PoRcmA no ESPAÇO Daí w CONN DRENO (CMB) PKSSAR POR em xo Do com¡ nnNCauEIR/ I Cí ma) DE EHSREfGÇH PASSAR Pswmwvr» 006450 D4 BOMBA DE OLEO Fixar? cm A rAnPA numa/ suma m: oLEp Pl nocaRrE 2 cARuuR/ í DOR ams: ro PASSBR "ELO Gun/ J DE ' . - _ ~ - ' HAMQUEIRA os OLrO P/ O BORRIJCIJA. ' v - meneame EsQuEFm) PASSAR PELO _aum DE BOHÇACHA 43
  4. 4. MARCA DE. REFERENCIA runç/ Yo _ › Açmunn A MARC/ l DE' REFERENCIA on IUNÇIIÍ) PARA non mn 25mm nmwsrkn 3 MANGUEIÊA 44
  5. 5. Ajude do Cabo do “fPl/ S CABO DA PDIJA I BUCHAZ eocuú vkLvuLA Í APLICAR &RMÀ ETAPAS DEAIusrE oocneo DO YPVS . sena ambas pgrcns trovas (Ie2)e gnt os OjUS ! odores (D e 0. o Coloque um pino 164mm norosqo de ounnamenfv no polia eno fura -_ Gire ambos OJUS fado res para c: -e5querda, paro que o curso [nn-e do cabo *ornc -se Zero mm COmDS dedos. ' o GNC ambos ajudo dores V4 de VC* fc¡ para c¡ dire¡ fa. ¡AperÍC o; porcos ÍfOI/ OS. emo 'nof . - . R va op! omverlgqve -Lugue o chove pfíffdp ¡ - seus mamã de ohnmmenfo es oo alinhadas. 5° "C701 “V” m ; coma. à
  6. 6. 1D nom DA vnLvuLn DeAcE LERAÇÃO '2'› AGULHA D0 gnmsoR . '2'› vou/ uu: Dt ACELERAÇJO ii. Dmuson 5: PMAFUSO DE AR sã) AFOGDDOR 27' PARAFUSO De HnRCMB LENTA à' VaLVI/ LA M Bom “'59 60m 15h @as PRINÚPIJL ur) @nas D6 nano-IA LENTA CARBURADOR CARB çj van esPecíF/ CAÇAD_ NO FIM D/ A POSHLA íàü (Hffíâ)
  7. 7. cmnunAoon/ VÁLVULA DE PALHETA CARE R) CARBURADOR Agulha Tipoí 5K¡ Posição Original do Anel: 4? Canal 'Altura do Limirador da Lâmina: 10,1 ~ 10,5 mm (0.39 ~ 0,41 pol. ) , é *a9 f a Limite do curvatura da lâmina ' 0,5 mm (0,02 pol. ) 47
  8. 8. 48 SlNCRONlZAÇÃO DO CARBURADOR/ É. .. t-i u AJUSTE DO CABO DA BOMBA DO AUTOLUBE i. Verifique: . lnarcas de alinhamento CD (na valvula de aceleração) Não alinhadas -o Ajusta o cubo da válvula de aceleração. Etapas de aiusto do cabo da valvula d accla- ração: . Gire a manopla do acelerador até a marca de alinhamento aparecer no centro da ja- nela® do carburador do lado direito. Enquanto mantém a manopla nesta posição verilique a janela do carburador do lado es- qucrdn pela presença da marca na mesma posição. Caso não esteja. ajuste o cabo da válvula de aceleração do carburador esquerdo. Solte a porca trava® Gire o aiustador® para a direita ou esquer- da até que a marca do alinhamento vá para a mesma posição. Aperte a porca trava. Finalmente veríiique se ambas as marcas de alinhamento apareçam na mesma posi- ção ao mesmo tempo. Caso não esteia, repita as etapas acima. AJUSTE DO CABO DA BOMBA AUTOLUBE NOTA: Antes de aiustar o cabo da bomba Autoluoe, aiusta primeiro a sincronização dos carburador: : e o curso livre da manopla do acelerador. 1. _Veríiiqqtu u Marca de alinhamento® . Não alinhada -› Aiuste. Etapas da aiuste da cabo da bomba Autoluba: u Soltaporca travaCD. o Abra completamente a manopla da acelera dor. Mantenha esta posição o Gire o ajustadar ® para a esquerda ou di- reita até as marcas se alinharem. o Aperte a porca trava. _.
  9. 9. RODA DIANTEIRA CHASSIS RODA DIANTEIRA ( H - . à) m5 ku ¡363 m) Cl) Rolamento W Emacador guga mágímn' 2:¡ kg lisina (5) Emxadm Pra-xml¡ cl pneu lrio ' ill) Rolamento Prünuno a M] kg C7) Relentol “g8 'b' d! ? carga ' 90 lu] [191] lb) : ni carga máxima ' (É) Unidade do engrenagem. Condução em alta velocidade rsâm ¡ND/ Con! DO SENTIDQ DE Roraçno ; oo PNEU TAMANHO DO PNEU: 90/90 - 1B 51H TAMANHO UA RODA: M1' 2.50 x lí! LIMITE DE DESV| OI vEnrIcAL _ 1.0 mm ltLO-S pel) LAÍERAL 0.5 mm (0.02 DO" 49
  10. 10. RODA TRASEIRA (D Rin-mm i2 Rolamento x3) Envxmor - ® Era-tatu: x5) nnnmmm @l Eram-io: i2) Cuba @l Rolamnnra t? Contando tranumtuk ! Q com¡ U) Reunion xl? Ernxmm RODA TRASElRA CHAS LIMITE DE Der/ Io DA nnoal verificar. . m mm tem pull¡ LAYERAL: u s nm «o uz ooLl l Folga da Cernnt- El trnnrmuulo: |n : o ~ nom-nu: ~ Lt¡ 'JIJ
  11. 11. FREIO DlANTElRO E FREIO TRASElFlO CILINDHO MESTRE DO FREIO lDlANTEIROl vv x3) ui) rã¡ o Tamo-I oo cilindro mestra *Zi Selo de borracha Rcparodo cilindro menu Arruela ilecohro Eríàdeira da mangueira de lroio Mangueira do lrlio. A. Tll"O DE FLUIDO DE FREIO: DOI' à* ! I Px riam › iu, i2 Nm. i. a It - m¡ . ..â 1.0 m ' kg [IO Nm, 7,2 I! ~ lb¡ / à / O 2.5 rn ~ kg (ZGNM. 19 ft - lhI ' o-m é” 2.5 m - k¡ É (26 Nm, 19 ii - lb) Ê Í" b( '
  12. 12. FREIO DIÀNTEIRO E FHElO TRASEIRO CILINDRO MESTRE DO FREIO (TRASEIRO) w I2 (Ch te) (É) 'Õ/ ;x É “9J Tampa do unqun raiar-catolica 7. Bucha v Dlzlraqm¡ ' Tanqun : :serv/ Núria O-¡inq _ j carpa do cilindro mcslu "_ Reparo da cnlindva mam 1 Anual: : da cobro ' Bmcadeiua da mangueira 20m - kçl20 Nm, 14h- lb)
  13. 13. CHAS 5% FREIO DIANTEIRO E FREIO TRASEIRO FREIO DIANTEIRO E FREIO TRASEIRO PINÇA oo FREIO @I 12) (3) f? ) (s) 15; Ii) . w Iã) Cana da borracha ? animo da sangria Pamluw un ! ul-MSD Idol¡ d¡ pastilha Pastilhas Chao¡ um ínnalaclo Gu ardànú Retanmr do pisIIo Pistão DA PASTILHA NOTA: FREIO DIANTEIRO: Instale a mola das pastilhas com sua ponta maior apontada na direção de rotação do disco. FREIO DIANTEIRO E TRASEIRO: certifique-se de posicionar a chapa de modo que a sela aponte na direção da rotaçiu do disco. A ¡ INSTALAÇÃO DA PASTILHA E cHAm. 0.5 mm IDJJZ al. [E] DIREÇÃO D ROTAÇÃO . Á 2,0 m - kg [20 Nm. N lt ~ lb) /4 o: ' t? / u V. LIMITE DE DESGASTE DO DISCO: 4.5 mm IDJII LIMITE DE DESGAST DA PASTILHA? u” 0.5 mm (0.01 DO” 53
  14. 14. 'j-I ° SUSPENSÃO DIANTEIRA CHAS ($579 SUSPENSÃO DIANTEIRA 'Irlvula du . Ir (59) Obrtumdcr do óleo ; M375 "rg , I amp) do tubo interno QI) Tuba mlmno pm_ ganga Q1325 (3.7 O-rino 'ID Bucha da m-. ur mAvA DA HASTE AMORTECEDSRA: UD Gimnla-pó IQ) Arm¡ do rnlençir) pm_ 99339411294 (u) netentor (à Assento da mola Anual¡ lisa (Ô Mol: d. : suspensão (É) Bucha du moral - o Anel do pistão Tubo extmno : lí) Haste amortecedor¡ Q Paraluw da orem q_ (j) Mola du : cação (E Pnralusn da Iixacío do cilindro , ZÍIIrI-IrQIZJNnLUIt-lh) A OLEO DA suspensão (CADAI: ; r CAPACIDADE¡ , 237 em' É DU EGUIVALENTE MOLA DA SUSPENSÃO: COMPRIMENTO LIVRE NIINIIIIO: 57 mm TIPO; a TELLUS Aeõheir I D E -n. _LJ
  15. 15. SUSPENSÃO TRASEIRA (Í) (2) 13:1 K4) Balança Braco : :rotular Draw | Braco 2 JOGO LATERAL: 1.0 mm 10.04 pnLI FOLGA LATERAL' IJ. I - 0.3 mm (0.004 c 0.012 pol. ) SUSPENSÃO TRASEIRA 4.0 m ~ kg NU Nm. 29 f! ' lhl- 6.5 rn - lg (55 Nm, 47 It - IbI 55
  16. 16. O AMORTECEDOR TRASEIRO CHÂS @ÊTQ AMORTECEDOR TRASEIRO (SISTEMA DE CARBON DE SUSPENSÃO MONOCRO$L (I) Guard. ) pó "2ÍI Bucha sólida '31 Ducha IÍII Bucha solid. : 'É Guarda-pé «ID Nm (41.0 m-ku. 29 It-IbI 1
  17. 17. O EI-ET É COMPONENTES ELÉTRICOS 1 COMPONENTES ELETRICOS 1 I 2 J 4 5 G Srrrvomulor Baum: da ignição Unidade di: control-r da YPVS Inri-rrupmr ún ponto morta Urudadc térmica Chave principal 57
  18. 18. COMPONENTES ELÉTRICOS 2 ELET É COMPONENTES ELÉTRICOS 2 Unidade CDI Relé do sinalizador Caixa da Iuxlvei Medidor do nIvnI da olna Bateria Intcrruptol ou Irnin traseiro Rcttiicadol com rcqirlador @êêãêêâe
  19. 19. . DIAGRAMA no CIRCUITO ELET (Í: n-: iilicnrlnr com requlerlrir 4') Relú do r ndor '2,~ iiilqriltlu co¡ 21¡ crime du "FISCA" '31 Chave principal QZ Lue indicadora do "MECA" I-Ê; Futivel "PRINCIPAL" 93 Luz do sinalizador traseira (Direilnl 55/ Datena 91X» Luz do sinalizador dianteira [Díreilal 'fil Unidade dir Control¡ do YPVS 0° Luz do sinalizador traseira (Equinos) t") Servnmolor @Ê Luz do sinalizador dianteira (Esquerda) (É) Chave "ENGINE STOPE" Qb Luz indicador: do nivel de oleo 'Õj Uriiríailu CDI É? lnterruotor do nível di¡ óleo M) Bobina tensor: : G3' Interruptor do ponto morto 'j Bobina da igníçlo @É Interruptor da luz di: lreio IDiaiiteiroI il: - Vela da ignição QI' Interruptor da luz da lreio lTrosairo) (j) Fuzlvel de "SINALIZAÇÃO" Luz da rebate/ freio q); Lg¡ iiiilicadora dr ponto morto 0 Fuslval ao "PAINEL" ! i5 rmàmgun 39 Luz das medidores 'i5 meuidor da tempnraturu 'i3 Farol - ai) Unidade lérmii: : Luz indicador: de "FAROL ALTO" (t9 cum. ; QD Interruptor "LUZES" (Dimmu) 'JD Interruptor da buzina Q) Fusível do "Y. P.V. S." m Branco/ Vermelho Branco/ Preto BIVe Branco/ verde Amarelo/ Azul m2 §< '24-9 b 3 x b u Azul/ Preto Am/ Vm Amareio/ Vermelha Amarelo/ Verde V É: /Vm Verde/ Vermelho B Branco PIB / Am Verde/ Amarelo Chocolate Marron/ Branco Verde escuro Vin/ B Az/ Vm Azul/ Vermelho b 3 x < z« E 59
  20. 20. sisrêmA DE PARTIDA E IGNIÇÃO ELET ELIMINAÇÁO DE PROBLEMAS Si: o sistema de partida e ignição tornar-se ino~ puranlu (sem Ixii-. ca ou Iaizcn irilormilurllc) esta sucessão di: testes ajudará a torndio opierante. Circuito do sistema di: ignição está bom. Verilique o comprimento da faísca utilizando n ELECTRO TESTER. (Instruções na seção "TESTE DA IGNIÇÃO - FAISC. ›R"J Su outro alúm do especificado Co nd içãa insatisfatória Verifique as condições da chave principal. “›§, ç_». _,¡ substitua chave principal_ (Instruções na seção "INTEHHUPTORESTI Condição insatisfatória verifique rodas ligações do sistema de ignição. .hmu. (Instruções ne seção "DIAGRAMA DE FIA- CÃO") Condição insatisfatdria Verifique a condição da vela de ignição. (Iris- trircões na seção "INSPEÇÃO DA VELA DE IGNIÇÁCVJ Substitua vela de ignição. B0
  21. 21. ° SISTEMA DE PARTIDA E IGNIÇÃO É 0K Se outro além do cspvzciiieailn ~wnnr~v~> Substitua a bobina da ignição. Verifique a resistência da bobina de igiiiçJo. (Instruções na seção "TESTE DA RESIS- TENCIA DA BOBINA DE IGNIÇÀOT) Se outro aii-rn do especificado Verifique a resistência da bobina sensora e da subsmua a botam Samora e/ ou bobina de fonte. (Instruções nas seções "TES- TE DA RESSTENCIA DA BOBINA SEN- SORA" e "TESTE DA RESISTÊNCIA DA BOBINA DE FONTE"J bobina de fonte. Unidade CDI está defeituoso, substitua
  22. 22. O › SISTEMA DE CARGA ELIMINAÇAO DE PROBLEMAS Se o sistema do carga tornar-se inoperante esta sucessão de testes o aiudara a turno-lo oct-rante. Verifique todas ligações do sistema de carga. (Instruções na seção "DIAGFIAMA DE FIA- ÇAOTI Verifique a gravidade específica e o voltagem da bateria, (Instruções na seção "INSPEÇÃO DA BATERIA") OK bina de carga do magnata CDI. (Instruções na seção "TESTE -DA SAIDA DE VOLTA- GEM" e "TESTE DA RESISTENCIA DA BOBINA oe CARGA". I Retilicador com regulador esta defeituoso, substitua. verifique fusivel a condições do fusível. . verifique a tensão gerada e resistência da bo- _ Condição irisazisfatória . - Corrljd Baixa voltagem e baixa gravidade especifica . , . . . 'n.5, Recarreque bateria P Ligações defei- tuosas é circuito interrompido Corriia a: ligações ou substitua o fusível. Se outro além do especificado Substitua bobina de carga. I
  23. 23. ELET É SLSTEMA DE ILUMINAÇÃO ELIMINAÇÁO DE PROBLEMAS Se o sistema tir: iluminação IOfHJr-ñc muuurnrtto esta sucessão de testes o ajudará a torna-lo opo- . Baixa voltagem rante. e baba gravidade especifica N» Rccarregue bat ria / Ligações delei- tuosas e circuito interrompido ' _ Corriia a ligação ou substitua lu- slvel ou fuslveis. Condição lnsatisfatória ~ - ~> Verílique a condição da bateria. (instruções na seção "INSPEÇÃO DA BATERIA") Verifique fusivel e ligações do; luslvel. l Verifique todas as ligações do sistema de ilu- minação. (Instruções na seção "DIAGHAMA 'DE FIAÇÁO"J 0K Condição lnsatisfatória Substitua Chave principal e/ ou Verllíoue a condição da Chave principal e do _ Interruptor "LUZES" (Dimmerl. Interruptor "LUZES" (Dimmer). (Instruções na seção "lNTERRUPTOHE5"J Condição lnsatislatória Verifique as condições do bulbo do larol, da M. , '_ Substitua lampadas. luz da lanterna, e luzes dos medidores. 63
  24. 24. C ELET SISTEMA DE SINALIZAÇÃO ELIMINAÇÁO DE PROBLEMAS Se o sistema de sinalização está inoperante esta sucessão de testes o aiudará a torna-lo operante. em" vgmgcm j Rccarregue bateria o baixa gravidade especifica Verifique a voltagem e e gravidade especifica da bateria. (Instruções na seção "INSPEÇÃO DA BATERIA") Ligações delei- ° r tuosas e circuito interrompido Verifique fusivel e ligações do fusível. .~~ 0K Condição insatlsfatoria Verifique a condição da Chave principal. llns- trução na seção "INTERRUPTORES". I Condição lnsatisiatórla Verifique todas as ligações do sistema de sina- . lizaçio. llnstrucões na : ação "DIAGFIAMA DE FIAÇÃO". I “ Condição Insatlsfatórla Verifique a condição das lámpadas dos piscas, lanternaiireio e lampeiador do farol. Condição _ _ lnsarislatoria Verifique a condição da cada circuito do siste- _g _ ma de sinalização. (Instruções na seção "VE- RIFICAÇÃO E TESTES DO SISTEMA DE SINALIZAÇÃO" a "INTERRUPToREsTl Substitua componentes elétricos em condição insatisfatória. Substitua Iãmpadals). ' '
  25. 25. SISTEMA DE SINALIZAÇÃO VERIFICAÇOES E TESTES D0 SISTEMA DE SINALIZAÇÃO NOTA: A bateria fornece energia para funcionamento do buzinas, lampejador do farol, luzes do pisca, e luz de freio. Se nenhum equipamento destes funcionar, sempre verifique antes a voltagem da bateria para novos procedimentos. Baixa voltagem da bateria indica ou uma bateria defeituoso, baixa dcnsidzde do eielrólíto, ou sistema de carga defeituoso. Veia "SISTEMA DE CARGA" para verificações da bateria e sistema do carga. Também verifique a condição do fusivel. Substitua o fusivel se necessário. l. Buzina não funciona Não há voltagem _ _ K Fiação do fusivel do terminal da t) buzina está deficiente. Repare. Não hd voltagem _ _ _ Buzina esta deficiente, substitua. Não ha c t' uid de _ , . a" m am> Interruptor da buzina esta defr- ciente. Substitua. Verifique voltagem ll2V) no lio "M " no terminal da buzina. _Verifique a voltagem (IZVI no fio "P" na li- . gação do interruptor da "BUZINAT "BUZINA". Continuidade Substitua a buzina caso esteia danificada. Não hà Verifique a voltagem ii2Vi na fio "Ac " do _ y 2. Luz indicadora do "PONTO MORTO" não' funciona. voltagem _ _ _ Verifique a voltagem (IZV) no lio "M " do F|3C5° U0 'Hill/ e' 319 35 ¡UZES m' (grmínal da tu¡ indicadnra_ dícadoras esta defeituoso, repare. - Não há ' l . . . Vo agem Lâmpada montadora está defer- terniínal da luz índicadora. p) tuosa, substitua. Não há OK & continuidade Verifique a continuidade do interruptor de x Interruptor de ponto morto está ponto morto. ' ' r defeituoso_ substitua. B5
  26. 26. 3. Luz de freio n50 funciona Verifique a voltagem Il2V) no fio "M " do terminal do freio dianteiro. Verifique a voltagem 112V) no fio "M "do terminal do freio traseiro. Verifique a voltagem fl2Vl no flo "V lAm" aciona o freio. Verifique a voltagem (l2Vl no fio "V lAm" do terminal do freio traseiro enquanto acio- ' na o freio. 0 soquete da lâmpada está defeituoso. Subs- tua. . 4. Luz do pisca (esquerdo e/ ou direito) não funcionam Verifique e voltagem f12V) no fio JM " do terminal do relé do pisca. Verifique a voltagem (12V) no flo "M IB " do terminal do relé do pisca. Verifique a condição do interruptor do "PIS- CA". (Instruções na seção "INTERRUPTO REST) do terminal do freio dianteiro enquanto ' stsTEñnA DE SINALIZAÇÃO Não hd V°¡¡39'3'“ Fiaçao do fusivel até o terminal ' do interruptor do freio está de- feituosa. Substitua. Não há voltagem Fiaçao do fusível até o terminal do interruptor do freio traseiro está defeituoso. Substitua. Não há interruptor do freio dianteiro está defeituoso. Substitua. * Não há voltagem _ Interruptor do freio traseiro _está , Í defeituoso ou desajustado. Subs- titua ou ajuste-o. Nilo há voltagem _à ? facão do fusivel ao relé do pisca esta defeituosa. Repare. > Relé do pisca está defeituoso. Substitua. . Conoiçao insatisfatória Substitua "INTERRUPTOR". do pisca. Não há voltagem
  27. 27. SISTEMA DE SINALIZAÇÃO 5. Luz indicadora do "OLEO" não funciona. Não hd voltagem Ficção do fusivel até o terminal da luz inoicadora está defeituoso. Repare. Verifique a voltagem (l2V) no lio "M " no . . terminal da luz indicadora. NJu rm voltagem Verifique a voltagem lI2Vl no fio "P/ Vm" bâmpada está defeituoso. Subs- no tarniínai do interruptor do nivel de óleo. Condição ¡nsatísfatoria N Interruptor do nivel de óleo esta defeituoso. Substitua. Verifique a condição do interruptor do nivel do óleo. [Instruções na seção "TESTE DO INTERRUPTOH DO NIVEL DE OLEO") 67
  28. 28. ELIMINAÇAO DE PROBLEMAS S: : o sistema do arrefecimento tornarsa inope- tanto esta sucessão de testes o aiudnra a torna-Io operantn. . Baixa voltagem e baixa gravidade específica Verifique a voltagem a a gravidade especifica . da bateria. (Instruções na seção "INSPEÇÃO DA BATERIA") Ligação _ _ _ defeituosa Verifique todas ligações do sistema de arrefe- › . cimento. (Instruções na seção "DIAGRAMA ' DE FIAÇÁO". I Ligação defei- tuosa ou cir- míto aberto 'f' VariIique fusfveis e ligações do fusivel. Se outro além do especificado Verifique resistencia da unidade termica. Ilns- . .., ..__. -., .._. ... =.. .¡ truções na seção "TESTE DA RESISTÊNCÍA DA UNIDADE TERMICNC) Verifique condições do medidor de tempera- tura. (Instruções na seção "TESTE DO ME- ' DIDOH DE TEMPERATURA". I O SISTEMA DE ARREFECIM ENTO Hecarreguu bateria. Corrija ligações ou substitua fu: sfveis. ~ Substitua unidade térmica. Substitua medidor de tempera- (Ufã.
  29. 29. ELET E ELIMINAÇÀO DE PROBLEMAS Se o sistema Y. P.V. S. tornar-si: inoputante esta ~ sucessão di: testes o aiudara a torna-lo operante. l. Etapa A Verifique o funcionamento da válvula. (Quan~ do a chave principal a ligada, a valvula funcio- na no ciclo ) Verifique o funcionamento da válvula. (Quan- do o motor é ligado, a válvula feche. ) _ Condição _z insatisfatoria de controle do Y. P.V. S. (Instruções na seção "DIAGRAMA DA FIACÁO". ) Verifique condição da unidade de controle do Y. P.V. S. (Instruções na seção "TESTES DA UN| DADE DE CONTROLE DO Y. P.V. S.") 0K Unidade CDI esta defeituoso, substitua. 2. Etapa B Verifique a voltagem e a gravidade especifica da bateria. (Instruções na seção "INSPEÇÃO DA BATERIA". I Verifique todas as ligações do YAMAHA POWER VALVE SYSTEM. (Instruções na seção "DIAGRAMA DA FIAÇÃOT) ' verifique condição da unidade do servomotor. SERVOMOTORÚ Unidade de controlo do Y. P.V. S. está defei- tuosa. Substitua. ^ Verifique ligação entre unidade CDI e unidade -__ aid# Ilnstruçães na seção "TESTES DA UNIDADE ' Funcionamento deficiente Ligação deficiente g _-v--: .-> Condição deficiente Baixa voltagem e bai›_ia gravidade especificada Ligação deficiente Ligação que› brada ou cir~ cuíw aberta Condição def icicnte Substitua unidade de controle do > Y. P.V. S. YAMAHA POWER VALVE SYSTEM va para etapa B Circuito do Yamaha Power Valve System está bom. Recarregue bateria. Corrija ligações ou substitua fu- sivei. Substitua unidade do servomotor. »a IIII
  30. 30. iAPEN - especiÊicAçogs _ ESPECIFICAÇÕES ESPECIFICAÇÕES PRINCIPAIS Número de Identificação do Veiculo Dimensões: Comprimento total Largura total Largura total Altura total Altura até o banco Distância entre eixos Distância minima do solo Peso: Corn oleo e tanque cheio 175- kg Motor: Tipo 2 tempos, refrig. a água, gasoluna, torque inductos Disposição dos Cilindros 2 cilindros paralelos, inclinados para frente Deslocamento 347 em' Diâmetro X curso 64,0 X 54 mm Razão de Compressão 5,0 : l Sistema de Partida Pedal Lubrificação separado (Autolube Yamaha) Sistema do Lubrificação Oleo do Motor: Tipo Capacidade do tanque Oleo de motor 2 tempos refrig. a ar '.56 L i l560 Cm"i Oleo de Transmissão Tipo - Quantidade de óleo Total Troca periódica SAE 2ow-40SE, óleo de motor l,7Lll.700cm'l * ~ 1.5 L (1.500 cm*) Vela de Ignição: Tipo Folga V . . Espuma umedecida r/ óleo 2 ' 70 Raio Minimo do Giro 2.700 mm 4 . M_ . ..o _' Jr* ~ a. .. fa. .. 4 . _
  31. 31. ESPECIFICAÇÕES APEN Ronson Tipo de Embreagem Multi disco em banho de óleo Transmissão: Sistema de Redução Primãria Relação da Redução Primãría Sistema de Redução Secundária Relação de Redução Secundária Tipo de Transmissão Sistema de Operação Relação de Redução 1*? marcha Engrenagem helicoidal 65/23 (2,870) Corrente 39/17 (2,294) Engrenarnento constante, 6 velocidades Operação no pó esquerdo 36/14 (2.571) 29 marcha 32/18 (1,778) Sã' marcha 29/22 (1,318) 4? marcha 26/24 (1,003) 5? marcha 25/26 (0,953 6P marcha 24/27 (0,889) Chassis Tipo do Quadro Castor Trail Combustivel: Capacidade do tanque, Total Reserva Duplo Berço 26" '86 mm Pneu: Dianteiro Traseiro 90/9048 51H 1 ¡0/80-18 58H Sistema da Freio: Dianteiro Traseiro Duplo disco/ Operação na mão direita Disco simples/ Operação no pé direito Suspensão: Dianteira Traseira Garfo Telescópico Balança (Nova suspensão liiionocross) Amortecedor: Dianteiro Traseiro . Amonecimento por ar, óleo e mola helícoidal ' Amortecímento por gás, óleo e mola helicoisal Curso da Fiada: Dianteira Traseiro Elétrico: Sistema de Ignição Sistema de Carga Bateria: Tipo/ Capacidade › CDI Gerador da C. A. l2N 5,5-3EIl2V, 5,5Ah 71'
  32. 32. ESPEClFICAÇÕES !2V, GOW/55W (Bulba da Quartzo) 1?v.2Iw/5w x2 rzv_ Zlwx 4 '? V.3vv, x5 Potência da Lâmpada x Quantidade: Farol Lanterna/ Luz de Freio/ LUZ da LÍCEHW Luz de Sata Luz dos Mcdldorns Luzes Indicadores: "NEUTRAL" "HIGH SEAN" "OIL" "TURN" 4.3,_
  33. 33. ESPECIFICAÇÕES APEN ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO Motor Cabeçote: Voiumo da Cámara de Combustão Limite da empenamenlo Cilindro: Material Diâmetro/ f. Limite > Limite da corticidada Limite do avalização Pistão: Tamanho do pistão/ Ponto da Medição' . v. Folga do pistão . _ < Limite > I! , Sobremedida do pistão g / Descentralização do Pino do Pistão , Anel do Pistão: Perfil da Anal do Pistão/ B x 1' _à * a (Topo): (29) r Folga entre pontas (instalado) (Top01 lí") Liga de Aluminio com camisa da ferro 641%” mmI64,imm 0,05 rnrn 0,01 mm 64,0 mm/ 10 mm 0.060 ~ 0,055 mm 0,i mm 6425: 64,50 mm O mm Keystone/ LSX 2,6 mm . Vu Keystone/ (Com sgtpansori/ LS x 2,15 mm 0,30 ~ 0,45 mm 0.30 ~ 0.45 mm Folga lateral do anel na canaleta (Topol 00.38 ~ Q4783 mm (29) Glmbrequim: Largura do Coniunto do Girabrequim (Fi (Ai Limits du Defiexão do Girabrequim (S) Parte Iniarior da Elela Folga Lateral (Di Deilexão da Parte Superior da Biela (P) < Limite > r Embreagem: Disco de Atrito Espessura/ Quantidade < Limite do Desgasta > 0,03 ~ 0,07 mm 54,003" mm 15633; mm 093m. (mini 0,25 ~ 0,75 mm 0,36 ~ 0,98 mm 2,0 mm 73
  34. 34. O m ESPECIFICAÇÕES Disco du Açu: Espessura/ Quantidade < Limite de Empanamenlo > Mola da Embreagem: Comprimento Livre/ Quantidade Carcaça da Embreagem: 1,2 mm 0,05 mm 35,4 mm x 6 Folga Lateral 0,07 ~ 0,12 mm Folga Radial 0,011 ~ 0,048 mm Método de Desacoplamanto da Embreagem Acionamento interno, por cama Limite de curvtura da hasta de ' acionamento 0,2 mm Tolerância da folga da Engrenagem de Redução Primária 154 ~ 158 90"- 9B Número da engrenagem primária 57 ~ G5 Número da engrenagem da embreagem Transmissão: Limite do Dellexão do Eixo Primário Limite de Deilexão do Eixo Secundário Trabulador: Tipo Limite de curvatura da Bam-qu Tambor gula 0,025 mm Sistema de Partida: Tipo Força de Atrito do Grampo Pedal e engrenagem P = 0,8 ~ 1,3 kg Oleo de Motor SAE zon/ Ju) SE GING 0,5 mm 10,3 t 0,2 mm IM 26 SS/ MIKUNÍ/ Z #250 0,7 5K! -4 Filtro de Ar - Oleo (Tipo) Válvula de Palheta: Material ' _ ' Limite de curvatura _ - Altum do Limilador da Válvula Carburador: ' Tipo/ Fabricanze/ Ouantidade Gicleur Principal (M. J. ) üicleur de Ar _ (A. J. ) Agulha - Posição da Trava (J. N. ) Diiusor IN; .IJ P41 Válvula de Aceleração ¡c. A. ) 20 ' Gícleur de Marcha Lenta (P. J. ) _ Parafuso de Ar (Voltas abrindo) (A. S. ) Gicleur do Aiogador (G. S. ) Altura da Bóia (F. H. ) Rotação da Marcha Lenta 1,200 2 50 r. p.m.
  35. 35. , ESPECIFICAÇÕES m Lubrificação: Bomba Autoluba Cur de Código Curso Minimo Curso Maximo Saída Minima/ ZOO curso: Amarelo 0,10 ~ 0,15 mm 2,05 ~ 2,27 mm 0,5 cm' 2,58 ~ 2,85 cm¡ Saida Máxima Posição de Alusle da Pulla (Marca de Aluna) Acelerador Toralmente Aberto Arrefecimento: Tamanho do Núcleo do Radiador Largura 290,6 mm Altura 180 mm Espessura 16 rnm Pressão de Abertura da Válvula da Tampa do Radiador Capacidade de Liquido Refrigerante 0,9 t 0,15 kg/ crn¡ (12,8 2 2,13 ps1) (Total) 1,5 L (1.500 cm') Bomba D'água _ Tipo Centrífuga, simples sucção 32/20 11,60) Relação de Redução Valvula Termostállca: 71° t 2°C (156 t 3,6°F) 85°C1185°F) 17 mm 75
  36. 36. O APEN ESPECIFICAÇÕES Torque de Aperto Cabeçote Cilindro Vela da Ignição Valvula YPVS u. Poila, YPVS Pedal de Cambio Válvula de Palheta Tampa de união (Valvula Termostatica) Tampa da carcaça Tampa do Radiador Junção (Cabeçote) Sensor Térmico Bomba de oleo Conjunto da Valvula de Palheta Engrenagem Primária Rotor da Embreagem Mola da Embreagem Pinhão Pedal de Partida Volante magneto Tubo da escapamento Parafuso de Dreno (Transmissão) Parafuso de Dreno (Lfouido da Refrigeração) Tampa do Carter (Direita) Tampa do Carter (Esquerda) Cárter (Inferior) Cárter (Superior) " Placa Tampa do Rolamento Placa Trava do Tacñmetro Placa Trava do Came do Trarnbulaoor Placa Trava do Cama Interruptor do Ponto Morto Parafuso da Aluste do Pedal de Câmbio i 3 “33°'Bãüi~'õ'2
  37. 37. 4 - ESPECIFICAÇOES APEN Chassis Sistema do Direção: Tipo de Rolamento da Direção Número/ Tamanho das Esferas Rolamento de rolefe cônico Superior 0.1 rolomc nlo Interior o] rolomenio 70°C Àngujo de Extremo a Extremo Suspensão Dianteira: Curso da Suspensão Dianteira Curso da Mola da Suspensão Comprimento Livra 140 mm 523 mm Coeficiente da Mola* K, = 0,4 ! tg/ mm Capacidade de Oleo Nível do Oleo 287 cm¡ Tipo do Oleo 106,1 mm Pressão da Ar (STD) TELLU546 (Jhell) ou gqyiyalenie 0,4 kg/ crn¡ (5,7 psi,39 kPa) (Min. ~ Máx. ) O "'12 kg/ cm* (0 "'17 psi, O ~ 118103) Suspensão Traseira: Curso do Amortecedor Traseiro Curso da Roda Traseira Mola do Amortecedor Traseiro Comprimento Livre Coeficiente da Mola 4D mm 100 mm ml¡ mm K, = 10,5 leg/ mm Gás Nitrogênio 12 kg/ cm* (171 psi, 1177 kPa) Gás Interno Pressão do Gás Suspensão Traseira: i Folga da Balança Extremídada Lateral Roda: Tipo Tamanho do Aro/ Material (Dianteiro) Tamanho do Aro/ Material (Traseiro) Desvio da Borda do Aro Vertical' Lateral Roda de Llga Leva _MT 2,15 x 18 (Alumfnio) MT 2.50 x 18 (Aluminio) l mm 0.5 mm Corrente de Transmissão: Tipo/ Fabricante Número de Elos Folga da Corrente 520v 4 IDAIDO' 106 30 ~ 40 rnm 77 il
  38. 38. @ Disco de Freio: Tipo ' Dianteiro Traseiro Diâmetro do Disco X Espessura Limite de Desgaste do Disco Espessura da Pastilha Limite de Destgaste da Pastilha Diâmetro interno do Cilindro Mestre (Dianteiro) (Traseiro) Diâmetro interno do Pistão da Pinça (Dianteiro) ' ' . (Traseiro) l Tipo de Fluido de Freio Torque da Aperto Especiric/ Ações Duplo Simples 267 x 4.5 mm 4 mm 5,5 mm 0.5 mm 15.87 rnm 12,70 rnm 38,18 mm 38,18 mm DOT #3 Paralusos de fixação do Motor Fixação do Motor Haste de Tensão _ Suporte Superior - Eixo da coluna - Tubo lntemo Guidão - Tubo lntemo Guidão - Suporte superior Suporte inferior - Tubo interno Braço da suspensão dianteira Eixo da roda dianteira Eixo " Eixo da roda traseira Coroa ' Amortecedor Traseiro - Chtmis Braço de reação - Chassis Braço de reação - Braço 1,2 Braço 1,2 - Baiano-I Disco de Freio - Cubo cilindro mestre Mangueira do Freio Paraluso da retenção ' Pinça - Tubo externo - Braco - Parafuso de sangria Chassis - Fixação do Silencioso Braco do Silencioso - Pedaleira 78 M1ox1,25 M 8x1,25 M1ox1,25 M14x1,25 M 8x1,25 M 8x125 M ex1,o M axms M ax1,o M12x 1,25 M14x1,5 M14x1,5 M ax1,25 1110x125 M10X 1,25 M14x1,5 1112x135 M a x'1,25 M a x1,25 1110x115 M~6x1.0 M10x1,25 M 7x1.o M1ox1,25 M10x1,25 4.. ._-. .._L___ . a4L<'›| -d . -. .J
  39. 39. ' ESPECIFICAÇÕES APEN Modelo HD2150 LC Sistema da Ignição: Ponte do Ignição: (A. P.M. S.) 17° a 1.200 r. p.m. Avanço da Ignição: (A. P.M. S.) 27' a 1500 r. p.m. CDI: Unidadu CDI - Modulo/ Fabricante IYH-SD/ NIPPONDENSO Resistência da Bobina Sensora (Cor) 1179. t 20% (Branco/ Vem. - Branco/ Verde) Rcsisxéncia da Bobina Fonte (Cor) 1619. 2 20% (Marron - Verde) 4,5 n. z 20% (Marron - Branco/ Vermelho) Bobina do Ignição: Modelo/ Fabricante 512700- BHNIPPONDENSO Comprimento Minimo de Faísca 5 rnm (0.24 pol. ) Resistência de Enrolamento Primário 0,339 t 10% a 20°C Resistência de Enrolnmento Secundário 530m t 10% a 20°C , ._¡ Vela de Ignição: Tipo/ Fabricante BRSES/ NGK __ 3 . ' Unidade CDI: __ Tipo/ Fabricante , ' IYH -SOINIPPONDENSO Gerador AC. : Modelo/ Fabricante 51 LÕO/ NIPPONDENSO Corrente da Carga I4V ISA/ Soon r. p.m. Resistencia du Bobina de Carga 0,551 t 2096 a 20°C (Branco - Branco)
  40. 40. APEN ESPECIFICAÇÕES Motlulo RDJSO LC Regulador do Voltagem: Tipo Corta circuito Modulo/ Fabricante SH 56H ISHINDENGEN Voltagem Regulada 14,8 t 0,5V Retiiicador: 1 Tipo Três fases, Onda plena Modelo/ Fabricante 5h56? / SHINDENGEN Capacidade 'IEA , Voltagem Limite de Resistência 200V Bateria: _ i Modelo/ Fabricante I2N5,5-3B/ VULCANIA Razão di: Carga _ 0.55A X 10 Horas Gravidade Específica 1,280 Buzina: ° ' ' Modelo cm 2/ COLUHBIA r Amperagcm Máxima 2,5A ou menos Relé do Piscat_ " Tipo Tipo condensador . Modulo/ Fabricanto HZHSD/ NIFPONDENSO Freqüência do pisca ~ 75 - 95 ciclos/ min. Capacidade 11V. ¡ÍW X 2 #3 W UnidadoTéi-mim: V . _“ ' Modelo/ Fabricante IIH-OO/ NIPPONSEIKI v ~ ^ ' * “ Circuito de Segurança: . '03 Tipo _ Fusfvel . . ' a ; . Amperagem de cada Circuito/ Quantidade Í Principal ! OA X 'I i Farol 'ISA x 1 ' Sinaiização . IEA X 1 vrvs ' V_ _ sA x i i Reserva ' I ZOAXI; iõAxlzãAxi 1 _ i i x Í i 80 s' _ _ . i.
  41. 41. ESPECIFICAÇÕES GEFÍAIS DE TORQUEI 1 DEFINIÇAO DE UNIDADES ESPECIFICAÇÕES DE TORQUE Esto encarte especifica torque du aperto para rosca: standard da norma ISO. Especilicaçõcs dr. - torque para componentes ou conjuntos es- peciais estão incluidos nas respectivas seções deste manual. Para evitar cmpenamcnto, aperte os parafusos du uma monagom Irm cruz u em cstagiosprogresslvos até o torque especificado. Onde não houver especificação, as especifimcõn de torque são para roscas limpas Is secas. Os com- ponentes deverão estar a temperatura ambiente. A: Dlrnensllo d¡ chave B; Dlãmrrtro externo d¡ rosca DEFINIÇÃO DE UNIDADES íEEí centímetro 10" metros [Em m X lt Tor ue N/ mm Newton or milímetro N mm Coeficiente de mola Newton metro Metro quilograma P L - Litro cm¡ centfmotro cúbico “WW 9°' minuw _ tpndum' do Torque t &ÉHHIIIÉEI : ruimoura mí É 17mm 14mm _E 16mm . S-võfl 60 94 Iílmm |5.a-7 | 54 24mm 27mm . h 0* Comprimento Comprimento ' Volume ou Capacidade Rotação do motor B1
  42. 42. Ú PASSAGENS DOS CABOS APEN PASSAGENS DOS CABOS í; Reuficndnr/ neqularícr gb Cabo da bamba rg) Unlirlnrío CDI Manquain da rewíro da barurí¡ g: F-ml: : anuidade rnrrrrica Conivnlc da Inlununluv do hein ug) Suvomolo! 'ij Catra do Acelerador 2 Terminal negativo da bauru Canoa. ) Embrcaqcm _ Pvoleçia dus lio¡ 'ZY Mauquarr¡ do lreio l Fio naun-vn da bateria 'g Fíu ua interruptor do guidia (Emunrúol 93 Fio ummvu da bateria 'Sp Gmcho ° '19 Tarmrnal pnxírivo d¡ bateria 'LC Fio da burma lEsquumo) 99 Terminal rnm¡ 1g Cahn da Velocimetro QQ Fic do Magnum CDI 1,. mangueira da ! ruin 2 QD Flo d¡ unídadc CDI ! ,' Cabo do Aceloudnr 1 É? ) BMC-Mini! ! Õ Mangueira da óleo ' Cabo do YPVS Gancho E ? RENDA O CABO DA EM- BREAGEM COM O GANCHO. 7bnquc de combushíe¡ E GUIE OS FÍOS DO MAGNETO CDI POR TRÁS DO SUPOR~ TE D0 MOTOR E LIGUE-OS. GUIE os FIOS DO INTER- RUPTOR DA LUZ DE FREIO Poa TRÁS oo SUPORTE DO u: r __ , .. a -, ;.L
  43. 43. I PASSAGENS DOS CABOS PASSAGENS DOS CABOS (D Fio do interruptor do guidão ¡Direito! Õ) Fio da chan principal (3) @J (ã) (e) q) (ê) ? s ii Srrvomotor Fio da unidade termica Fio do tervomotor Fio do rtrttlicadot a regulador Fio mana do chauir Fio da unidade CDI Fio oo tem do piu: Fín do interruptor do lroin Terminal mam Fio do Magnato CDI Fio Dutitiuo da bateria Fio negativo da bateria Fio do medidor de nivel do óleo Unidade de controle YPVS Fin da luz do pisca (Direito) Fiada luz do pisca [Esquerda] Proteção do: llos Fio de lanterna e lu: do lreio Gancho Unidade oo controlo YPVS Caixa do lutlveia Mangueira de respiro do tanque de óleo Rel¡ do pisca u .33 q¡ IE] 'tb unaam co¡ É) Fio do retilicadorlrequlador O? Plug deliox QQ Bobina do Ignição 09 Fio da bobina da ignicão QD Fio da »nterruolor do guidãu ¡Ezqurrool E PRENDA OS FIOS COM O GANCHO. E LIGUE O FID MASSA NO PARAFUSO NA PARTE DE TRÁS DA soam». ue IGNl- cAc E PRENOA o PARA- Fuso FIXANOO o Flo. "
  44. 44. l APEN PASSAGENS DOS CABOS PASSAGENS DOS CABOS Bracara-rm du cabo Cabo oo acelerador Fio rio rntcrruntur do quidiolüireirol Fio do interruptor do quidin (Esquerdo) Cabo da Embreagem Fin da chave principal Fio do interruptor do guidin (Esquerdo) Cabo da Embreagem Fio rlo¡ medidor" Fio da buzina V G3 (à cp i9 g) (g) q) (8) to) «D ê @âêãêúââê Fio de luz do pisca dianteiro (Ezouerdol Cabo do vciocfmctm Proteçio do: lion Mangueira do lreio 2 Fio da luz do pisca dianteiro (Direito) Mangueira do lreiu l Cabo oe Acolerador Suporta do conlunto da medidores Coníunto de medidores

×