SlideShare uma empresa Scribd logo

A TORRADA QUEIMADA.docx

R
R

7tuyuyiuyi

A TORRADA QUEIMADA.docx

1 de 1
Baixar para ler offline
O BOLO QUEIMOU
Eu tinha uns 5 anos de idade, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da
manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um
lanche desses, depois de um dia de trabalho muito duro.
Naquela noite, minha mãe colocou um copo com leite e um prato com um bolo
queimado, para o meu pai. Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se ele notava
o fato. Tudo o que meu pai fez foi pegar a sua parte no bolo, sorrir para minha mãe, e me
perguntar como tinha sido o meu dia na escola.
Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele
lambuzando o bolo e geléia e engolindo cada pedaço.
Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por ter
queimado o bolo. E eu nunca esquecerei o que ele disse:
– Amor, eu adoro bolo queimado.
Naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se
ele realmente gostava de bolo queimado. Ele me envolveu em seus braços e me disse:
– Filho, sua mãe teve um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada. Além
disso, um bolo queimado não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as
pessoas não são perfeitas. E eu também não sou o melhor cozinheiro do mundo.

Recomendados

Torradas Queimadas - site NovoDespertar.com.br
Torradas Queimadas - site NovoDespertar.com.brTorradas Queimadas - site NovoDespertar.com.br
Torradas Queimadas - site NovoDespertar.com.brNovo Despertar
 
Torradas queimadas
Torradas queimadas Torradas queimadas
Torradas queimadas siaromjo
 
Torradas queimadas2
Torradas queimadas2Torradas queimadas2
Torradas queimadas2Paulo Erkeys
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a A TORRADA QUEIMADA.docx (20)

83166 Umpedaodeboloprvc
83166 Umpedaodeboloprvc83166 Umpedaodeboloprvc
83166 Umpedaodeboloprvc
 
Abraçando a imperfeição
Abraçando a imperfeiçãoAbraçando a imperfeição
Abraçando a imperfeição
 
Abraçando
AbraçandoAbraçando
Abraçando
 
Abraçando
AbraçandoAbraçando
Abraçando
 
Abraçando..
Abraçando..Abraçando..
Abraçando..
 
Torradas queimadas
Torradas queimadasTorradas queimadas
Torradas queimadas
 
Exp
ExpExp
Exp
 
PedaçO De Bolo Vc
PedaçO De Bolo VcPedaçO De Bolo Vc
PedaçO De Bolo Vc
 
Não quero comer...a sopa - texto completo
Não quero comer...a sopa  - texto completoNão quero comer...a sopa  - texto completo
Não quero comer...a sopa - texto completo
 
Bolo delicioso
Bolo deliciosoBolo delicioso
Bolo delicioso
 
Jaqueline
JaquelineJaqueline
Jaqueline
 
Um pedaco-de-bolo
Um pedaco-de-boloUm pedaco-de-bolo
Um pedaco-de-bolo
 
Torradas queimadas
Torradas queimadasTorradas queimadas
Torradas queimadas
 
Torradas queimadas
Torradas queimadasTorradas queimadas
Torradas queimadas
 
Bolo delicioso. . ._._
Bolo delicioso. . ._._Bolo delicioso. . ._._
Bolo delicioso. . ._._
 
Bolodeli
BolodeliBolodeli
Bolodeli
 
Abraando a imperfeio (1)
Abraando a imperfeio (1)Abraando a imperfeio (1)
Abraando a imperfeio (1)
 
Abraçando a imperfeiçao
Abraçando a imperfeiçaoAbraçando a imperfeiçao
Abraçando a imperfeiçao
 
Ninguém NUNCA conseguirá lhe ATINGIR.
Ninguém NUNCA conseguirá lhe ATINGIR.Ninguém NUNCA conseguirá lhe ATINGIR.
Ninguém NUNCA conseguirá lhe ATINGIR.
 
Bolo delicioso
Bolo deliciosoBolo delicioso
Bolo delicioso
 

Mais de RogrioMelo22

Conjugação verbos.docx
Conjugação verbos.docxConjugação verbos.docx
Conjugação verbos.docxRogrioMelo22
 
O que é Teatro.docx
O que é Teatro.docxO que é Teatro.docx
O que é Teatro.docxRogrioMelo22
 
A Ginástica Rítmica.docx
A Ginástica Rítmica.docxA Ginástica Rítmica.docx
A Ginástica Rítmica.docxRogrioMelo22
 
A linguagem do Barroco - João.docx
A linguagem do Barroco - João.docxA linguagem do Barroco - João.docx
A linguagem do Barroco - João.docxRogrioMelo22
 
A Carta de Pero Vaz1.docx
A Carta de Pero Vaz1.docxA Carta de Pero Vaz1.docx
A Carta de Pero Vaz1.docxRogrioMelo22
 

Mais de RogrioMelo22 (6)

Conjugação verbos.docx
Conjugação verbos.docxConjugação verbos.docx
Conjugação verbos.docx
 
bandeirinhas.docx
bandeirinhas.docxbandeirinhas.docx
bandeirinhas.docx
 
O que é Teatro.docx
O que é Teatro.docxO que é Teatro.docx
O que é Teatro.docx
 
A Ginástica Rítmica.docx
A Ginástica Rítmica.docxA Ginástica Rítmica.docx
A Ginástica Rítmica.docx
 
A linguagem do Barroco - João.docx
A linguagem do Barroco - João.docxA linguagem do Barroco - João.docx
A linguagem do Barroco - João.docx
 
A Carta de Pero Vaz1.docx
A Carta de Pero Vaz1.docxA Carta de Pero Vaz1.docx
A Carta de Pero Vaz1.docx
 

A TORRADA QUEIMADA.docx

  • 1. O BOLO QUEIMOU Eu tinha uns 5 anos de idade, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho muito duro. Naquela noite, minha mãe colocou um copo com leite e um prato com um bolo queimado, para o meu pai. Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se ele notava o fato. Tudo o que meu pai fez foi pegar a sua parte no bolo, sorrir para minha mãe, e me perguntar como tinha sido o meu dia na escola. Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele lambuzando o bolo e geléia e engolindo cada pedaço. Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por ter queimado o bolo. E eu nunca esquecerei o que ele disse: – Amor, eu adoro bolo queimado. Naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se ele realmente gostava de bolo queimado. Ele me envolveu em seus braços e me disse: – Filho, sua mãe teve um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada. Além disso, um bolo queimado não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas. E eu também não sou o melhor cozinheiro do mundo.