Sve15abril2015 rev1.2

332 visualizações

Publicada em

Aspectos de segurança do Sistema de Votação Eletrônica (SVE) que desenvolvemos para o Clube Naval. Desde 2013, este sistema apoia a eleição da Diretoria e dos Conselhos Diretor e Fiscal daquele Clube, que congrega mais de 10.000 associados em 22 localidades espalhadas pelo Brasil.

Publicada em: Software
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sve15abril2015 rev1.2

  1. 1. INTRODUÇÃO:  Sistema de Votação Eletrônica (SVE) do Clube Naval.  Apoio à eleição da Diretoria e dos Conselhos Diretor e Fiscal.  “Urna Eletrônica”: computador acessível por navegador WEB.  Linguagem PHP, contempla vários artefatos de segurança.  Também inclui Subsistema de Verificação de Sócio (SVS), que registra comparecimento dos Sócios no local de votação.
  2. 2. Acesso ao SVE:  Via Portal do Clube Naval na Internet: https://www.clubenaval.org.br/index_home.php , LINK “Eleições do CN 2015”.  Navegador (Browser) Mozilla Firefox, a partir de qualquer computador (Estação de Trabalho) ligado à Internet.  Não necessita instalar “plugin” ou qualquer complemento ao navegador.  Nos acessos a partir das Estações de Trabalho da Rede da Marinha do Brasil (RECIM), o tráfego será realizado pelo “PROXY” da MB.  Cumpridas todas as regras de segurança consignadas pela MB, o que aumenta o nível de segurança deste acesso.
  3. 3. SVE - Módulos do Processo Eleitoral - Menu Principal
  4. 4. Módulos e operações do SVE: Administrador do SVE (CN SEDE)  Cria Banco de Dados (BD) da eleição, c/ informações do evento (Candidatos, Mesários Locais, Mesário Chefe, Administrador, Auditores).  Registra computadores utilizados.  Gera os relatórios do processo eleitoral. Presidente da Eleição  Abre, apura e faz o encerramento da eleição. Auditor (CN SEDE)  Acessa todas as bases do cadastro de Sócios Efetivos aptos a votarem no BD do SVE, acessa e audita todas as operações previstas e realizadas.  Fiscaliza e garante a lisura do processo eleitoral.
  5. 5.  Cadastra/Descadastra computadores usados como Urnas Eletrônicas.  Número de Identificação (NI) aleatório de 9 dígitos, gerados a partir do SVE nas Urnas Eletrônicas (feedback eleição anterior). Exemplo (NI 329153944): Mesário Chefe (CN SEDE):
  6. 6. Mesário Local (Locais de votação):  Na presença do Sócio Efetivo no local de votação, verifica se o mesmo consta do BD do SVE.  Todos os lançados no BD são Sócios Efetivos aptos a votarem.  Após confirmação, o Mesário promove habilitação da Urna Eletrônica.  Registra no SVE o comparecimento do Sócio (Eleitor).  Colhe sua assinatura (anexo E, OP nº 60-047A) e o encaminha à votação.  Fiscaliza se Sócio votou corretamente, atento à sirene emitida pela Urna.
  7. 7. Coleta de Assinatura do Eleitor (anexo E, OP nº 60-047A):
  8. 8. 5 Fases da utilização do SVE no processo eleitoral Preparação • Cadastra os atores da eleição (candidatos, chapa eleitoral, etc.) Abertura • Presidente inicia eleição • Mesário Chefe libera acesso às Urnas Realização • Eleitor e Mesário no local da Votação Fechamento Apuração • Desabilita acesso às urnas • Emite relatórios
  9. 9. 1ª Fase – Preparação da Eleição  cadastrar os diversos atores que participarão do processo eleitoral (candidatos, chapa eleitoral, etc.)
  10. 10. 1ª Fase – Preparação da Eleição Ação Descrição Ator Local Designar o Administrador, o Presidenteda comissão de eleição e o Mesário Chefe. Nomear o presidente da comissão de eleição, o administrador e o mesário para o processo eleitoral. CN CN Sede Solicitar a lista de membros das chapas que concorrerão na eleição Obter lista de chapas, para posterior lançamento no SVE. Administrador CN Sede Solicitar lista de funções Solicitar aos diversos locais de votação que informem o nome dos Mesários locais e a relação dos Números de Identificaçãodos Computadores designados como “Urnas Eletrônicas”. Administrador CN Sede
  11. 11. 1ª Fase – Preparação da Eleição (continuação) Ação Descrição Ator Local Enviar nomes dos Mesários Locais e Números de Identificação das urnas Enviar ao CN duas relações: 1) a lista dos nomes dos Mesários Locais, com telefone de contato/e-mail; e 2) a lista de computadores que serão usados como Urna Eletrônica, com os seus Números de Identificações e respectivas localizações. Encarregados da Eleição nas OMs OMs Zerar Eleição Limpar os dados existentes nas tabelas do SVE, deixando o Banco de Dados vazio, sem nenhum registro. Administrador CN Sede Cadastrar funções e Urnas Eletrônicas Cadastrar as diversas funções e as Urnas Eletrônicas informadas previamente. Administrador CN Sede Importar os dados de Sócios Efetivos do cadastro de Sócios do CN Carregar as Tabelas de “Sócios” com as informações que serão usadas pelos Mesários Locais, tendo em vista verificar se os Sócios estão em dia com as suas mensalidades no dia da eleição. Administrador CN Sede
  12. 12. 2ª Fase – Abertura da Eleição
  13. 13. 2ª Fase – Abertura da Eleição Ação Descrição Ator Local Abrir eleição Iniciar a eleição. Antes dessa ação todas as operações estão indisponíveis. Presidente da CE CN Sede Abrir Urnas Eletrônicas Abrir Urnas (antes dessa ação as Urnas estão indisponíveis). Comunicar-se com a seção eleitoral verificando se está tudo pronto para iniciar a eleição. Mesário Chefe CN Sede  Presidente da Comissão de Eleição inicia processo eleitoral destravando acessos ao SVE.  Mesário Chefe libera aos Mesários locais o acesso às Urnas Eletrônicas.  Processo só ocorre mediante o uso de Senhas.
  14. 14. Presidente inicia a Eleição
  15. 15. Presidente confirma o inicio da Eleição
  16. 16. Eleição Aberta
  17. 17. Mesário Chefe abre as Urnas
  18. 18. Mesário Chefe – Urna 866728549 a Abrir
  19. 19. 2ª Fase – Mesário Chefe – Urna Aberta
  20. 20. 3ª Fase – Realização da Eleição
  21. 21. 3ª Fase – Realização da Eleição  Gerenciada nas Seções Eleitorais pelos Mesários Locais.  envolve Eleitor que escolhe candidato à Presidência do CN e respectiva chapa.  Em cada Seção Eleitoral são necessários dois computadores, um do Mesário Local para liberar a Urna para a Votação, e o outro será a Urna Eletrônica.  Esta fase só ocorre se o Presidente abrir a eleição e o Mesário Chefe liberar a Urna Eletrônica ao Mesário no local da votação (Mesário Local).  Mesário Local acessa o SVE na página principal do Portal do Clube Naval (https://www.clubenaval.org.br/sve), digitando no LOGIN a palavra: “mesário” e o indicativo da OM.  No local da senha, digitar a senha fornecida pelo CN para o respectivo local.  Ambas as informações (LOGIN do usuário e senha) são fornecidas via Ofício nº 109/2015 do Clube Naval.  Todo LOGIN efetuado no SVE é auditado automaticamente com data e número de identificação da Urna Eletrônica de origem.  A operação será registrada no Banco de Dados do SVE.
  22. 22. Mesário Habilita Urna 329153944
  23. 23. Urna Habilitada para Votação
  24. 24. 3ª Fase – Realização da Eleição Ação Etapa Descrição Ator Local Habilitar Urna Eletrônica 1 Habilitar a Urna para a votação, digitando o seu número de identificação. Após habilitação é mostrada a tela do Sistema de Verificação de Sócios (SVS), Subsistema do SVE. Mesário Local Seção Eleitoral Obs.: No BD constam apenas Eleitores em condições de Votação 2 Confirmar se o eleitor está em condições de votar, ou seja, consta do SVS. Se não constar e for Sócio Efetivo proceder com a Eleição por Cédula. (Votação Especial) Mesário Local Seção Eleitoral
  25. 25. 3ª Fase – Realização da Eleição (continuação) Ação Etapa Descrição Ator Local Realizar a Votação 3 Lançar o Eleitor na Lista de Votação adequada (SVE ou Especial) e cobrar suas assinaturas antes de liberar a Urna Eletrônica para a votação. Ficar atento ao sinal sonoro da Urna. Mesário Local Seção Eleitoral Realizar a Votação 4 Escolher o candidato. Após a escolha a Urna é desabilitada Automaticamente. Eleitor Seção Eleitoral Auditar Votação 5 Comitês Eleitorais auditam a votação (Facultativo e Aleatório) Auditores Qualquer local
  26. 26. 3ª Fase – Realização da Eleição (Seleciona Eleitor)
  27. 27. 3ª Fase – Realização da Eleição (Seleciona Eleitor)
  28. 28. 3ª Fase – Realização da Eleição (Voto Candidato 20)
  29. 29. 3ª Fase – Realização da Eleição (Voto Candidato 10)
  30. 30. 3ª Fase – Realização da Eleição (Confirma voto)
  31. 31. 3ª Fase – Realização da Eleição (Voto confirmado)
  32. 32. 3ª Fase – Realização da Eleição (Voto Nulo)
  33. 33. 3ª Fase – Realização da Eleição (Voto em Branco)
  34. 34. 4ª Fase – Fechamento da Eleição
  35. 35. 4ª Fase – Fechamento da Eleição  Esta fase desabilita o acesso às urnas pelo Mesário Chefe e Mesários Locais.  Executada pelo Mesário Chefe e posteriormente pelo Presidente da Comissão.
  36. 36. 4ª Fase – Fechamento da Eleição Ação Descrição Ator Local Fechar Urnas Fechar as Urnas, tornando-as indisponíveis para os Mesários Locais. O Mesário Chefe se comunica com a Seção Eleitoral, verificando se está tudo pronto para encerrar a eleição. Mesário Chefe CN Sede Fechar eleição Fechar a eleição, tornando todas as operações indisponíveis. Presidente do CE CN Sede
  37. 37. 5ª Fase – Apuração da Eleição  Esta fase consiste em emitir os Relatórios de apuração da Eleição
  38. 38. 5ª Fase – Apuração da Eleição Ação Descrição Ator Local Produzir relatórios O Administrador da eleição, acompanhado pelo Presidente da CE, Mesário Chefe e Auditores, produz os Relatórios que serão usados na apuração dos vencedores do pleito e nas auditorias que forem solicitadas. Administrador, Presidente da CE, Mesário Chefe e Auditores. CN Sede  Esta fase consiste em emitir os Relatórios de apuração da Eleição: Resultados, Votos e Eleitores (veja na demonstração).
  39. 39. Sistema de Votação Eletrônica do Clube Naval
  40. 40. Auditoria
  41. 41. Auditoria
  42. 42. Obrigado Bons Ventos!

×