Nosso olhar indiferente  Eliana Crivellari
Nosso olhar indiferente pelas ruas vaga. Nosso olhar indiferente já se acostumou a ver criaturas... Descrente? Nosso olhar...
Nosso olhar indiferente, que tanto poderia ser indulgente, não quer perceber esta gente, temerosa do quanto lhe poderá ser...
Indiferente o nosso olhar olha, mas não vê... Indiferente o nosso olhar de mães observa filhos de outras mulheres... Porqu...
Pais dão guloseimas aos filhos em locais de infantil diversão.  E negam tudo aos semelhantes. Afastamo-nos.  “ Dá-me um to...
Munidos de nenhuma compaixão. Depressa.  Ou fechamos o vidro de nossos carros, e de nosso corações blindados.  E dizemos q...
E se fôssemos nós os flanelinhas,  os que esmolam,  os que mendigam,  os que se atormentam  em noites de fomes?  Prementes...
Por que o nosso olhar se habitou com a exclusão social? Fatal?  Por que esta maneira de olhar... Sim, pois o nosso  olhar ...
Constatamos, tristemente, que o nosso lado humano é menos forte que o nosso lado animal. Somos feras!!! Instintivamente de...
Esquecidos de que a ira dos outros, deles, daqueles para quem lançamos nosso olhar indiferente,  agita-se em um caldeirão ...
Ou mudaremos plenamente... Nosso olhar indiferente!!! Ou ainda mais punidos seremos pelo...
Composição de imagens: Google  Texto cedido pela autora Eliana Crivellari  Música: Alain Morisod - Sweet People - Jeux int...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nosso olhar indiferente

711 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Nosso olhar indiferente

  1. 1. Nosso olhar indiferente Eliana Crivellari
  2. 2. Nosso olhar indiferente pelas ruas vaga. Nosso olhar indiferente já se acostumou a ver criaturas... Descrente? Nosso olhar indiferente... Indigentes. Ah!!!
  3. 3. Nosso olhar indiferente, que tanto poderia ser indulgente, não quer perceber esta gente, temerosa do quanto lhe poderá ser duro o futuro, ainda mais do que já lhe é um infortúnio o presente. E o nosso olhar... Sempre indiferente.
  4. 4. Indiferente o nosso olhar olha, mas não vê... Indiferente o nosso olhar de mães observa filhos de outras mulheres... Porque não quer. Tão carentes!!!
  5. 5. Pais dão guloseimas aos filhos em locais de infantil diversão. E negam tudo aos semelhantes. Afastamo-nos. “ Dá-me um tostão, moça, para comprar um pão”? Já nem há nosso olhar, então.
  6. 6. Munidos de nenhuma compaixão. Depressa. Ou fechamos o vidro de nossos carros, e de nosso corações blindados. E dizemos que estas mães preguiçosas... Usam os filhinhos para comover-nos.
  7. 7. E se fôssemos nós os flanelinhas, os que esmolam, os que mendigam, os que se atormentam em noites de fomes? Prementes!!! Teríamos ainda este olhar glacial? Por que, gente?
  8. 8. Por que o nosso olhar se habitou com a exclusão social? Fatal? Por que esta maneira de olhar... Sim, pois o nosso olhar mata. Bane, exclui. Impunemente?
  9. 9. Constatamos, tristemente, que o nosso lado humano é menos forte que o nosso lado animal. Somos feras!!! Instintivamente defendemos os que nos saem do próprio ventre, ou do próprio sêmen, ou do próprio orgulho.
  10. 10. Esquecidos de que a ira dos outros, deles, daqueles para quem lançamos nosso olhar indiferente, agita-se em um caldeirão de revolta. Pobres de nós!!! E o mundo dá tantas voltas!!!
  11. 11. Ou mudaremos plenamente... Nosso olhar indiferente!!! Ou ainda mais punidos seremos pelo...
  12. 12. Composição de imagens: Google Texto cedido pela autora Eliana Crivellari Música: Alain Morisod - Sweet People - Jeux interdits Formatação: adsrcatyb www.mensagensvirtuais.com.br

×