A Vingança da ArrogânciaMatheus Dias da Silva Ferreira               E- Mail:               rockytheus_23@hotmail.com     ...
EXT. FRENTE A RADIOFICINA - DIAFADE INTilt Down, pegando do céu até a porta da Radioficina.Música "Billionare", de Travie ...
...CONTINUANDO: (2)                                     2.                    FELIPE          Quantas vezes ja falei que n...
...CONTINUANDO: (2)                                     3.                    MARCOS (V.O.)          Alô, aqui quem fala é...
...CONTINUANDO: (3)                                     4.                    FELIPE          Putz, cara, que pena. Ela fu...
...CONTINUANDO: (4)                                       5.                    CARLOS          Além da impotência sexual....
...CONTINUANDO: (5)                                      6.                    FELIPE          O que ele disse?           ...
7.EXT. PÁTIO DA RADIOFICINA - DIACarlos dá um toque no cigarro, para sair o pózinho da pontado cigarro.INT. ESTÚDIO RADIOF...
...CONTINUANDO: (2)                                    8.                     CARLOS           Depois de sairmos daqui vou...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Um conto de fumante (1)

678 visualizações

Publicada em

Roteiro de Curta Metragem

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
678
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um conto de fumante (1)

  1. 1. A Vingança da ArrogânciaMatheus Dias da Silva Ferreira E- Mail: rockytheus_23@hotmail.com Tel.: 63200844
  2. 2. EXT. FRENTE A RADIOFICINA - DIAFADE INTilt Down, pegando do céu até a porta da Radioficina.Música "Billionare", de Travie McCoy. FELIPE (V.O.) ...E está no ar mais um programa "Conversa Diária", onde nossos ouvintes ligam para nós, para debatermos o assunto...Um carro entra no estacionamento da Rádioficina.INT. ESTÚDIO RADIOFICINA - DIAFelipe, com headphones no ouvido, lendo o script,apresentando o programa "Conversa Diária". FELIPE ...que ele quer debater. E tudo isso com muito humor e descontração. Mas antes, uma palavrinha com nossos patrocinadores.Entram os comerciais. Felipe tira o headphone e preparaalguns papéis. Seu irmão, Carlos, com sua mochila, entra noestúdio. FELIPE (...cont.) Está atrasado. CARLOS Não, não estou. FELIPE Está sim, devia ter chegado aqui a meia hora atrás, pra me ajudar com o script. CARLOS (Coloca sua mochila na mesa.) Sou bonito demais pra cuidar da papelada. E minha função é só apresentar o programa, não ser sua secretária.Carlos pega um maço de cigarros na mochila. (CONTINUA...)
  3. 3. ...CONTINUANDO: (2) 2. FELIPE Quantas vezes ja falei que não pode fumar aqui dentro? E pare de tossir. CARLOS Aqui dentro umas três. Lá fora umas vinte. Marquei um encontro com 2 garotas, pra amanhã. Eram para ser 5, mas 3 desistiram quando disse que eu te levaria. FELIPE Guarda isso, que só temos um minuto até a volta do programa. E você não pode mais fumar isso. O médico ja te disse que... CARLOS (Interrompendo Felipe.) Vivo cada dia como se fosse o último. Um dia eu acerto. Estou lá fora. FELIPE Carlos, o programa já vai começar. Não pode ir fumar agora. CARLOS (Abrindo a porta.) Bem, como o filósofo Jagger disse uma vez: "Você não pode ter sempre aquilo que quer..."Carlos fecha a porta. Felipe bufa.EXT. PÁTIO DA RADIOFICINA - DIACarlos acende um cigarro olha pra cima. Pensativo.INT. ESTÚDIO RADIOFICINA - DIAFelipe está apresenatndo o programa. FELIPE ...E vamos para o primeiro ouvinte da noite. Quer participar? Então ligue para 40042525. (Telefone toca.) Alô, quem fala? (CONTINUA...)
  4. 4. ...CONTINUANDO: (2) 3. MARCOS (V.O.) Alô, aqui quem fala é o Marcos. FELIPE Marcos, tudo bem meu querido? MARCOS (V.O.) Tudo bem, graças a Deus. FELIPE Marcos do quê? Seu nome completo, por favor. MARCOS (V.O.) Marcos Aparecido de Oliveira. (Felipe anota.) FELIPE E então Marcos, do quê você quer falar hoje?Carlos entra no estúdio. Felipe faz uma cara de "negativa",e aponta para a placa que está escrito "No Ar". Carlos soltafumaça da boca em frente a placa. Política, economia, futebol, sexo, drogas e Rock’n’Roll?Carlos vai tirando suas coisas da mochila e pondo na mesa.Uma das coisas é um bilhete de loteria. MARCOS (V.O.) Na verdade Felipe, hoje eu gostaria de discutir um assunto bem polêmico. FELIPE Opa, espero que não seja sobre mamilos. MARCOS (V.O.) É sobre cigarros.Carlos e Felipe se olham. FELIPE Então Marcos, o que você quer falar sobre cigarros? Já ficou impotente sexual? MARCOS (V.O.) (Risos.) Não, não. E queria dizer o quanto odeio isso. Minha querida mãe, teve câncer de pulmão. (CONTINUA...)
  5. 5. ...CONTINUANDO: (3) 4. FELIPE Putz, cara, que pena. Ela fumava muito? MARCOS (V.O.) Não. Ela sempre odio isso também. É que o pai dela fumava isso. E outras pessoas que conviviam com ela fumavam também.Carlos se senta e coloca os headphones. CARLOS Quer dizer que você culpa os Fast Foods por te passar colesterol alto? A opção de ir e pedir um saduíche é sua. De conviver com pessoas que fumam também. MARCOS (V.O.) Carlos, é você? Nem sabia que você estava no programa hoje. FELIPE Sim, este é o nosso querido amigo e mal educado Carlos, que não se apresenta para nossos ouvintes. CARLOS É que eu cheguei meio atrasado. Um gato preto cruzou a minha frente, e eu tive que pegar outro caminho. FELIPE O caminho da morte. CARLOS Da morte feliz. MARCOS (V.O.) Nenhuma morte é feliz. CARLOS Defina feliz, por favor. MARCOS (V.O.) Quer dizer que encher seu pulmão de fumaça preta, diminuindo seu tempo de vida, e tossir o dia todo, te deixa feliz? (CONTINUA...)
  6. 6. ...CONTINUANDO: (4) 5. CARLOS Além da impotência sexual. MARCOS (V.O.) (Carlos e Felipe ouvem atentamente.) Apesar de você usar todas essas piadinhas, Carlos, eu ouço em sua voz uma tristeza. Para não transmitir a tristeza dentro de você, você começa a fazer graça para esconder a insegurança que você tem. Mas enfim, já disse o que queria. Valeu por me deixar falar galera. Tchau. FELIPE Valeu pela participação, Marcos. E se você também quer ligar aqui e falar sobre alguma coisa, ou xingar o Carlos, é só ligar: 4004-2525. Daqui a pouquinho nós voltamos com os números sorteados da loteria federal. Fiquem ligados.Carlos e Felipe tiram os headphones. Carlos se levanta. FELIPE (...cont.) Agora que eu lembrei. Você não deveria ter ido no médico hoje? CARLOS Acho que de domingo, os hospitais do país não abrem. É só de segunda a quinta. Das 13 ás 14. FELIPE É sério. Foi por isso que você se atrasou hoje não é? CARLOS Você não ouviu a história do gato? FELIPE O que o médico te falou? CARLOS Nada.Silêncio por alguns segundos. Clima pesado entre os dois. (CONTINUA...)
  7. 7. ...CONTINUANDO: (5) 6. FELIPE O que ele disse? CARLOS (Pegando o maço de cigarro e abrindo a porta.) Já disse que nada.Enquanto Carlos abre a porta, Felipe se levanta da cadeira efecha a porta, impedindo Carlos de sair. FELIPE Ele te disse alguma coisa, sim. Você não respondeu com nenhuma ironia o que te perguntei, pela primeira vez hoje.Os dois se encaram por alguns segundos. CARLOS (Tentando manter a calma.) Felipe. Eu vou abrir esta porta de novo. Sugiro que sua mão não atrapalhe o procedimento.Clima tenso entre os dois. Felipe tira a mão da porta.Carlos sai.Felipe está triste. Ele olha para a mochila de Carlos.EXT. PÁTIO DA RADIOFICINA - DIACarlos está fumando. Olhando para baixo. Cai uma lágrima deseu olho.INT. ESTÚDIO RADIOFICINA - DIAFelipe caminha em direção da mochila.EXT. PÁTIO DA RADIOFICINA - DIACarlos solta uma fumaça para cima.INT. ESTÚDIO RADIOFICINA - DIAFelipe vasculha a mochila de Carlos. Ele pega o bilhete deloteria. Os números apostados são: "2, 5, 25, 34, 43".
  8. 8. 7.EXT. PÁTIO DA RADIOFICINA - DIACarlos dá um toque no cigarro, para sair o pózinho da pontado cigarro.INT. ESTÚDIO RADIOFICINA - DIAFelipe agora pega um envelope. É do hospital que Carlostinha visitado. Felipe abre. Se espanta. Solta o papel emcima da mesa. No envelope está escrito que Carlos têm câncerterminal. Apenas 3 meses de vida.EXT. PÁTIO DA RADIOFICINA - DIACarlos tosse um poco de sangue, que cai no chão.INT. ESTÚDIO RADIOFICINA - DIAFelipe põe a mão na cabeça. Está decepcionado. Ele se senta. CORTA PARA:Felipe agora está de pé. Preparando alguns papéis. Carlosentra. CARLOS Olha, eu...Felipe abraça Carlos, interrompendo- o o que ia dizer.Carlos não entende muito bem. CARLOS (...cont.) Felipe, não foi assim que fomos educados. O último abraço que eu dei em alguém, foi em uma prostituta. E ela me pagou bem caro.Felipe volta a fazer suas coisa. Carlos acha estranho, masignora. Uma moça bate na porta. Felipe vai atender. MOÇA Aqui está os números da lotérica e o resto do script do programa. FELIPE (Pega os papéis.) Obrigado.Felipe fecha a porta. (CONTINUA...)
  9. 9. ...CONTINUANDO: (2) 8. CARLOS Depois de sairmos daqui vou para um lugar onde as garrafas são cheias, e as mulheres vazias.Toca a vinheta do programa. Felipe coloca os headphones. FELIPE E voltamos para mais um bloco do "Conversa Diária". E antes de irmos para mais um ouvinte, anunciarei os números sorteados da Loteria Federal. Vamos ver se hoje sai um milionário. E os números são: 2, 5,...Carlos está de costas para Felipe. Estranha. Felipe também. FELIPE (...cont.) (Falando lentamente.) ...25, 34...Carlos está espantado. Felipe não acredita. FELIPE (...cont.) ...e 43.Felipe para de falar. Carlos olha para ele.FADE OUTCRÉDITOSFIM

×