CRÉDITO: MANU DIAS | SECOM BA                                 EDIÇÃO ESPECIAL PARA O 3º ENCONTRO DE JOVENS CIENTISTAS DA B...
Editorial                                                                                                                 ...
COMO TRANSFORMAR                                                                                                          ...
DUZENTOS ANOS DE HISTÓRIAFACULDADE DE MEDICINA DA BAHIA É O BERÇO DA CIÊNCIA NO BRASIL                                    ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PERGAMINHO CIENTÍFICO Nº 1

319 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
319
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PERGAMINHO CIENTÍFICO Nº 1

  1. 1. CRÉDITO: MANU DIAS | SECOM BA EDIÇÃO ESPECIAL PARA O 3º ENCONTRO DE JOVENS CIENTISTAS DA BAHIA Entrevista com Marcos Pontes Pág. 3.BR COMEÇA O 3º ENCONTRO DE JOVENS CIENTISTAS DA BAHIA Inicia hoje (27) e segue até o dia 30 de A programação conta ainda com um presidente Academia de Ciências da novembro o 3º Encontro de Jovens ciclo de conferências denominado O Ser Bahia, Roberto Santos. Cientistas da Bahia, evento destinado Humano da Ciência. Para este primeiro A coordenadora do Encontro de Jovens aos estudantes dos ensinos fundamental e dia, o Encontro terá a participação do Cientistas da Bahia e professora do médio das escolas públicas e privadas diretor da Fiocruz Bahia, Mitermayer Instituto de Biologia da UFBA, Rejâne baianas. O local, estrategicamente Galvão dos Reis, além do primeiro Lira, afirma que o evento conta com 5 escolhido para sediar o evento, foi a astronauta brasileiro, Marcos Pontes. Nos conferências, 1 workshop sobre negócios secular Faculdade de Medicina da próximos dias, o evento ainda terá a sociais da Artemisia, 2 peças de teatro,a Bahia, localizada no Terreiro de Jesus, participação de personalidades como 37 apresentações orais, 32 experimen- Centro Histórico de Salvador. Alexander Kellner, paleontólogo da UFRJ tos, 5 vídeos científicos e 21 Jogos. De portas abertas para receber centenas e autor da coluna Caçador de Fósseis, “Espero que aproveitem a Programação de jovens interessados pelo conhecimen- da Revista Ciência Hoje Online; o que construímos com muito esforço eos to científico, a instituição, que faz parte navegador baiano Aleixo Belov e o carinho”, diz.ra do Complexo Monumental da Faculdade CRÉDITO: MANU DIAS | SECOM BA de Medicina, tombado pela Unesco, éu- um dos mais importantes patrimônios da Bahia e do Brasil. Nos corredores, Salãoa Nobre e Anfiteatro Alfredo Britto, partes integrantes da mais antiga escola médicao do Brasil, fundada em 1808, circularão cerca de 190 estudantes oriundos de 23sil instituições de ensino inscritos em catego- rias como Vida de Jovem Cientista (apresentações orais), Gabinete de Curiosidades Científicas (experimentos com pôster); Ciência Lúdica (jogos eletrôni- cos e de tabuleiro); Jovens Repórteres Científicos (vídeos de ciência) e Jovens De portas abertas para receber estudantes dos ensinos fundamental e médio, a Faculdade Cientistas em Cena (peças teatrais). de Medicina da Bahia é a mais antiga instituição de educação superior do Brasil 4
  2. 2. Editorial QUE TIPO DE JOVEM C Temos o prazer de dar as boas vindas, em Salvador CIENTISTA VOCÊ É? Sda Bahia, a todos os participantes do Encontro deJovens Cientistas da Bahia (EJCBA), que está este anona sua terceira edição. Conheça Josenai Penha, bolsista de Iniciação Científica Jr. e aluna do 3º ano do Há sete anos, um grupo de professores e estudantes se Ensino Médio do Colégio Estadual Odorico Tavares!reuniram na Universidade Federal da Bahia, sob a A CRÉDITO: MARIANA ALCÂNTARAnossa Coordenação, para implantar o Projeto “Ciência,Arte & Magia”, que depois recebeu o nome de fPrograma Social de Educação, Vocação e Divulgação rCientífica da Bahia, que fez nascer um sonho. Sempreme inquietei com a função social que deve ter auniversidade pública em nosso País e, ao percorrer umcaminho de divulgação científica sobre os animaispeçonhentos, vi a necessidade de criar um caminhoparalelo de vocação científica para crianças eadolescentes. Não foi fácil, aliás, não tem sido fácil,pois, há sete anos, isso era absolutamente inovadornuma instituição de ensino superior e apesar docrescimento da extensão universitária no Brasil,dedicar-se a estudantes da educação básica ainda é Josenai desenvolveu a pesquisa “Avaliação do Jogo Curando a Febre do Planeta”algo inovador. Logo no início tive o apoio do Dr. IsaacRoitman, o idealizador do Programa de Bolsas de Olá a todos! Me chamo Josenai Penha chama Mãos Talentosas, que fala sobreIniciação Científica Júnior no Brasil, a quem tenho e curso o 3º ano do Ensino Médio no a superação de obstáculos. Um livro? Ogrande apreço e admiração. Colégio Estadual Odorico Tavares, em Pequeno Príncipe! Gosto dele porque o Hoje, olho para trás e me sinto realizada com a Salvador. Acho que ainda não sou uma personagem admira e questiona tudo ogrande teia que tecemos com este Programa. Digo nósporque a construção de projetos educacionais nunca cientista de fato. Mas acredito que que conhece. Meu seriado preferido épode ser feita sozinha. É necessário atrair, conquistar, mereço um destaque por compartilhar C.S.I. Além disso, a disciplina que maisconvencer, brigar e principalmente acreditar. Desde uma característica comum a todos: o gosto é a Química pela sua capacidade2005, o Programa Social de Educação, Vocação e amor pela ciência e pelo seu trabalho! de explicar a matéria macro e microsco-Divulgação Científica da Bahia tem uma rica história Atualmente, estou divulgando minha picamente. Ainda sou aluna do ensinopara contar de mais de uma centena de Eventos pesquisa sobre “Avaliação do Jogo médio, mas pretendo seguir carreira deCientíficos e de Divulgação Científica, três livros e dois Curando a Febre do Planeta” em feiras cientista!capítulos de livros publicados, dezenas de artigos,centenas de resumos e é institucionalizado como de ciências. Meu filme predileto seComponente Curricular da UFBA, no âmbito daAtividade Curricular em Comunidade, onde a cadasemestre temos o prazer de receber estudantes das DR. BERINJELA EXPLICA!diversas áreas do conhecimento para ajudar a tecer umpercurso, não só importante, mas necessário, o daCultura Científica. COMO OS ASTRONAUTAS VÃO A nossa principal produção é sem dúvida testemunharo crescimento dos estudantes, que muitas vezes chegam AO BANHEIRO NO ESPAÇO?tímidos e inseguros, mas com brilho nos olhos e aqui se Este é o título de um livro muito interes- espécie de funil para ser encaixado àtransformam movidos pelo desejo pelo conhecimento.Mais de 700 jovens escolares passaram por nós e não sante de Jorge Luiz Calife, mas vamos ao área genital, permitido que tanto homensimporta quanto tempo ficaram, nem as suas produções, que interessa! As viagens espaciais quanto mulheres pudessem urinartodos fizeram algo de inovador com sua juventude e passaram da ficção à realidade na sentados ou em pé. Já para os resíduosenergia. A eles, o meu muito obrigada! década de 1960, mas nesta época as sólidos existe um vaso sanitário com Aos Professores, Diretores e Coordenadores Pedagógi- viagens tinham pouca duração e os encaixe para os pés e uma barra sobrecos da Educação Básica, Orientandos da Graduação e astronautas ficavam em cápsulas peque- as coxas evitando assim que os astronau-da Pós-graduação, Estagiários e Bolsistas, parceiros nas. Logo, não havia a necessidade de tas saiam flutuando. Nas missõesnesta jornada, a minha justa homenagem por acredita-rem e construírem este sonho conosco. banheiros. As necessidades eram feitas externas e aterrissagem os astronautas Este é um Evento Científico, mas também Social, em garrafas plásticas e toalhas molhadas usam fraudas especiais que consegueEducativo e Cidadão. Aproveitem o Complexo (fezes e urina, respectivamente). Isso era absorver até um litro de dejetos.Monumental da Faculdade de Medicina da Bahia o que acontecia na Gemini. Com a Os banheiros não usam água, apenas(UFBA), que abre as portas para nós com 200 anos de evolução das viagens na década de 70, um fluxo de ar que suga os resíduos. Oshistória, orgulho de todos os que moram na cidade do as naves ganharam até chuveiro! sólidos são comprimidos e armazenadosSalvador da Bahia, berço da ciência e da cultura A partir da década de 80, com a em uma cápsula que será removida nabrasileiras. utilização dos ônibus espaciais, e aterrissagem. Já os líquidos são despeja- participação das mulheres nas missões, dos no espaço para que evapore. Todo a suíte foi melhorada e os projetistas se ar que é usado na sucção dos resíduosRejâne Maria Lira-da-Silva viram na obrigação de desenvolver é filtrado para eliminar as bactérias eCoordenadora do 3º Encontro sanitários mais modernos. Para os depois reutilizado na cabine.de Jovens Cientistas da Bahia resíduos líquidos foi desenvolvida uma PERGAMINHO CIENTÍFICO – Informativo oficial do 3º Encontro de Jovens Cientistas da Bahia. TIRAGEM: 300 exemplares/edição. ENDEREÇO: Rua Barão de Geremoabo, 147, Campus de Ondina, Instituto de Biologia. Cep.: 40.170-290 – Salvador/BA. TEL.: (71) 3283-6564. E-MAIL: imprensajovenscientistas@gmail.com. BLOG: jovenscientistasdabahia.wordpress.com FOTO CAPA: marcospontes.net. COMISSÃO ORGANIZADORA: Rejâne Maria Lira-da-Silva (Coordenadora); Rosely Cristina Lira da Silva; Josefa Rosimere Lira da Silva; Jorge Lúcio Rodrigues das Dores; Yukari Figueroa Mise; Bárbara Rosemar Nascimento Araújo; Maria Dulcinéia Sales dos Santos. ASSESSORIA DO EVENTO: Anne Evelyn Cerqueira Gomes. ASSESSORIA DE IMPRENSA E WEBDESIGN:Mariana Alcântara – Jornalista (DRT BA 2962) e Mariana Sebastião – Jornalista (DRT BA 4260). IDENTIDADE VISUAL: David Marques. PROJETO GRÁFICO/PAGINAÇÃO: Thais Mota e Daniel Pita. 2
  3. 3. COMO TRANSFORMAR CRÉDITO: MARCOSPONTES.NETSONHOS EM REALIDADEAstronauta Marcos Pontes concede entrevista ao Pergaminho Científico efala sobre motivação, experiência no espaço e a situação do Brasil comrelação ao desenvolvimento das pesquisas espaciais Marcos Pontes foi o primeiro astronauta Parar de gastar com coisas como quadrosbrasileiro a participar de uma missão espacial. digitais, um laptop por criança, etc. e investirHá seis anos, ele decolou a bordo da para ficar excelente no básico. Depois que istoespaçonave russa Soyuz TMA-8 rumo à estiver feito, aí sim, pensar em um laptop porEstação Espacial Internacional, retornando à criança, etc.Terra no dia 9 de abril de 2006. Tendorealizado o sonho de quase todas as crianças O senhor foi o primeiro brasileiro a conquis-do mundo, Marcos Pontes tem se dedicado a tar o espaço. Qual foi a sensação de olhar oparticipar de diversos eventos contribuindo para Planeta Terra sob uma perspectiva vista poro ensino das ciências e colaborando na luta tão poucos homens? Não desistir do sonho,pela educação de qualidade entre as crianças A sensação é maravilhosa do ponto de vista mesmo que falem que ée jovens de escolas públicas e privadas pessoal. No meu livro "Missão cumprida. Abrasileiras. Presença confirmada no 3º Encontro história completa da primeira missão espacial impossível, cuidar da saúde,de Jovens Cientistas da Bahia, Marcos Pontes brasileira", disponível para compra autografado estudar muito, trabalhar,fará palestra com o tema “Quando crescer, pelo meu website marcospontes.net, conto essa persistir e sempre fazer maisquero ser astronauta”. Confira abaixo a sensação e muito mais fatos nunca divulgados do que esperam de vocêentrevista. pela imprensa do antes, durante e depois da MARCOS PONTES missão. ASTRONAUTAA temática de sua conferência no 3º Encontrode Jovens Cientistas da Bahia será "Quando Quais são as dicas para que um estudante Como astronauta do "core" de astronautas daCrescer, Quero Ser Um Astronauta!". O que brasileiro, principalmente o de escolas ISS, eu posso ser escalado (e gostaria muito).pretende abordar para inspirar esta geração públicas, possa seguir esta carreira? Não existem "etapas", mas é importantede futuros cientistas brasileiros? Não desistir do sonho, mesmo que falem que é participar das iniciativas e desenvolvimentos doAtravés de uma narrativa de eventos de minha impossível, cuidar da saúde, estudar muito, projeto. Posso depender de acordo internacio-vida, falarei sobre conceitos e atitudes trabalhar, persistir e sempre fazer mais do que nal do Brasil ou não, se aceitar alguma dasfundamentais para uma pessoa partir de um esperam de você. No meu livro "É Possível! ofertas de empresas e instituições internacionaissonho e transformar essa ideia em realidade. Como Transformar Seus Sonhos em Realidade", que frequentemente me convidam para também disponível autografado no meu trabalhar nos seus projetos. Agora, uma missãoO senhor é ainda o único astronauta no website, eu dou todas as instruções e técnicas à Marte deve acontecer apenas na década deHemisfério Sul. Este dado confere? O que é para todos os jovens realizarem seus sonhos. 2030 e as primeiras tripulações realmente terãopreciso acontecer na educação brasileira para Vale a pena conferir! que abrir caminho e montar toda a estrutura emque mais crianças e jovens realizem o sonho Marte, com pouca chance de retornar depoisde se tornarem astronautas? Como é passar dez dias numa estação de todo o dano à saúde que a viagem de idaEu sou o primeiro astronauta profissional (turma espacial? Quais os perigos e desafios? causará. Estarei velho (se estiver vivo) naquelada NASA com dois anos de formação) de A vida na ISS é extremamente corrida e época. Ir para Marte e cumprir essa missãonacionalidade única de um país do Hemisfério atarefada para nós. Eu sou um astronauta seria uma maneira de encerrar com chave deSul do Planeta. Existem turistas e alguns profissional do tipo "especialista de missão" ouro minha participação nesse mundo, ajudan-profissionais, como o Andy (nascido na (que na prática significa "mecânico de do outros (a humanidade) a chegarem lá.Austrália) que foram para os Estados Unidos, espaçonave). Assim, como membro da equipetornaram-se cidadãos americanos, foram de manutenção da ISS, minhas funções são, Qual a situação do Brasil com relação àsselecionados pela NASA e voam com a basicamente, operar, consertar, montar e pesquisas espaciais desenvolvidas?bandeira americana, como astronautas reconfigurar sistemas da espaçonave. Existem Nosso programa espacial tem todas as áreasamericanos. Sobre a educação brasileira, riscos grandes envolvidos, basta considerar o de trabalho, mas nenhuma realmente desenvol-precisamos de uma revolução de coragem ambiente espacial (praticamente zero pressão, vida. Faltam melhores condições de trabalhopolítica e atitude dos profissionais de educação irradiação, dinâmica, etc.) e ver a importância para os profissionais, melhores salários parapara concentrar esforços sobre o ensino de mantermos os sistemas operando perfeita- engenheiros, técnicos e cientistas, maisfundamental: melhorar a formação, o respeito, mente. Considere também o aspecto emocional contratações, melhores laboratórios, etc.o reconhecimento e os salários dos professores; na equação. Exige uma preparação intensa. Interessante notar que fomos um dos primeirosmelhorar a infraestrutura das escolas em países a começar um programa espacial (iníciolaboratórios, qualidade e número das salas de Soubemos que o senhor é candidato a da década de 1960!). Por aí você vê que algoaula, bibliotecas, salas de computadores. Ter empreender uma viagem à Marte. Quais as não funcionou bem no Brasil. Em resumo: muitoensino de período integral em todas as escolas etapas a serem alcançadas para conquistar política e pouco resultado.públicas do País. Incluir no currículo matérias de esta vaga? Porque esta viagem é consideradadesenvolvimento pessoal, desenvolvimento como sendo apenas de ida? E porque o Veja a entrevista na íntegra em: jovenscientistasdabahia.wordpress.comsustentável e voltar às matérias de cidadania. senhor iria mesmo assim? 3
  4. 4. DUZENTOS ANOS DE HISTÓRIAFACULDADE DE MEDICINA DA BAHIA É O BERÇO DA CIÊNCIA NO BRASIL CRÉDITO: MANU DIAS | SECOM BA A bicentenária Faculdade deMedicina da Universidade Federalda Bahia (FMB/Ufba) é palco derealização do 3º Encontro deJovens Cientistas da Bahia. Em2006, a instituição históricatambém sediou a primeira ediçãodeste evento e recebeu mais de100 estudantes da rede pública doEstado que se inscreveram paraapresentar os seus trabalhos depesquisa em forma de comunica-ção oral e experimentos. Em tempos antigos, os salões daFMB já foram cenários de intensasdiscussões, debates e até lutasarmadas que tiveram influência noscontextos social e político de todoo território nacional. Grandesnomes como Manuel Vitorino,Afrânio Peixoto, Nina Rodrigues,Juliano Moreira, Martagão Gestei-ra, Pirajá da Silva, Gonçalo Munizentre outros fizeram parte doquadro desta faculdade, respaldan-do a instituição em nível nacional e CRÉDITO: FAMEB.UFBA.BRinternacional através das suascontribuições no ensino e napesquisa. Considero o Encon- Muitos testes e estudos realizados tro de Jovens Cien-na Faculdade de Medicina doTerreiro de Jesus deram origem às tistas uma iniciativapesquisas psiquiátricas, antropoló- importante para quegicas, entre outras, expandindo a os estudantescultura médica no P aís, além da saibam que fazercriação e do aperfeiçoamento deprocedimentos para o tratamento ciência não é tãode doenças típicas no Brasil. Hoje, misterioso assim Situada entre igrejas, conventos e casarões coloniais a FMB/Ufba originou-se da Escolaestá guardado um grande acervo LORENE LOUISE SILVA PINTO de Cirurgia da Bahia, criada em 1808. Esta escola foi instalada no antigo Hopsitalhistórico da instituição, que reúne DIRETORA DA FACULDADE DE MEDICINA DA UFBA Real Militar, que ocupava o prédio do Colégio dos Jesuítas, construído em 1553documentos da sua fundação atéos dias atuais. A Ufba recolheu, vivo. “Acho fundamental abrir os estudantes saibam que fazer evento para algo bom. “Acatalogou e organizou todo este as portas desta faculdade para ciência não é tão misterioso minha ideia é falar em termosmaterial para compor o Memorial que as pessoas a conheçam assim", completa. de estímulo da juventude parada Medicina da Faculdade de num evento que estimula o Um grande nome da ciência que se dediquem. Além deMedicina da Bahia, acervo muito interesse pela ciência. Nós médica na Bahia, formado cumprir as obrigações curricu-rico e de enorme importância para somos um berço de produção, pela FMB/Ufba, o professor lares, que reservem alguma sociedade baiana e brasileira, um marco no País, e temos uma Roberto Santos, filho de Edgar tempo, alguma energia, parapois é o mais importante documen- história que permite acolher Santos, é um dos conferencis- conseguir meios e recursostário do ensino médico do Brasil. várias demandas da socieda- tas do evento. Com a palestra para realizar algum trabalho A atual diretora da Faculdade de de”, diz. “Considero o Encontro intitulada “A Ciência na Bahia” de pesquisa. Isso está cadaMedicina, Lorene Louise, afirma de Jovens Cientistas uma ele pretende chamar a atenção vez mais difundido pelo Brasilque a instituição é um documento iniciativa importante para que da juventude presente no afora”, revela.REALIZAÇÃO PATROCÍNIO APOIOPARCEIROS CEP- Nilton Sucupira 4

×