A reação do álcool t -butílico (2-metil-2-propanol) com ácido clorídricoconcentrado produziu
cloreto de t -butila, através...
MMt-butanol= 74,12 g/mol
M = 762,3 g/L = 10,285 mol/L
74,12 g/mol
10,285 mol/L----1L
X----0,15 L
X = 0,1624 mol de t-butan...
butanol (15 de mL de cada uma das quatroequipes). Conhecendo esses dados, foi possível
continuar com os cálculos derendime...
Eliminação da água atravs do agente secante:
CaCl2(s) + 6 H2O(l) CaCl2.6H2O(s)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Documento

49 visualizações

Publicada em

Quimica

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
49
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Documento

  1. 1. A reação do álcool t -butílico (2-metil-2-propanol) com ácido clorídricoconcentrado produziu cloreto de t -butila, através do mecanismo de substituiçãonucleofílica unimolecular (Sn1).‘Reações competitivas do tipo E1 sãoprevenidas graças as baixas temperaturas em que o processo é realizado. As lavagens com água serviram apenas para solubilizar o álcool t-butílico, separando o cloreto de t-butila, insolúvel em água, do álcool terciário,caso houvesse. O bicarbonato de sódio foi utilizado para neutralizar o pH dasolução retirando o excesso de íons cloreto, já que a reação foi feita emexcesso de ácido Reação de Confirmação Quando a solução de hidróxido de Potássio foi adicionada a solução decloreto de t-butila ocorreu uma reação de eliminação bimolecular (E2). Como oefeito estérico dos ligantes era muito grande a entrada de um nucleófilo atravésdo mecanismo Sn2 se torna inviável A adição de fenolftaleína tornou a solução avermelhada, indicativo que asolução estava básica, o que era esperado, pois havia sido adicionada soluçãode hidróxido de potássio a solução de cloreto de t- butila.Quando a solução de ácido nítrico foi adicionada, a fenolftaleína tornou-se incolor, indicando a acidificação da solução, necessária para a posterior formação do precipitado de AgCl. A presença de íons Cl− na solução foi comprovada com a adição deAgNO3, o que acarretou na formação do precipitado AgCl, este precipitadocomprova que a reação de formação do cloreto de t-butila foi bem sucessida NaCl(aq)+ AgNO3(aq)→ AgCl(s)+ NaNO3(aq) Cálculos de RendimentoOs cálculos desenvolvidos durante essa prática foram os seguintes:primeiramente, calculou-se o número de mols de HCl, sabendo que suadensidade é de 1,2 g/mL. A solução encontrava-se com 37% em massa. 1L→1000 mL x 1,2 g/mL x 0,37% = 444 g HCl MMHCl= 36,46 g/mol M = 444 g = 12, 177 mol/L 36, 46 g/mol 12,177 mol/L---1L X---0,35 L X = 0,4261 mol de HCl Para descobrir o número de mols de t-butanol, utilizou-se de umprocedimento semelhante, de posse da informação que a densidade dessasubstância é 0,770g/mL. A solução encontrava-se com 99% em massa. 1L→0,770 g x 99% = 762,3g de t-butanol
  2. 2. MMt-butanol= 74,12 g/mol M = 762,3 g/L = 10,285 mol/L 74,12 g/mol 10,285 mol/L----1L X----0,15 L X = 0,1624 mol de t-butanol Conhecendo esses dados e utilizando a seguinte equação química, épossível dar prosseguimento aos cálculos, de modo a descobrir o rendimentodo cloreto de t-butila. M = 762,3 g/L = 10,285 mol/L74,12 g/mol10,285 mol/L ---- 1LX ---- 0,15 L X = 0,1624 mol de t-butanol Conhecendo esses dados e utilizando a seguinte equação química, épossível dar prosseguimento aos cálculos, de modo a descobrir o rendimentodo cloreto de t-butila. 1 mol t-butanol---92,57g 0,1624 mol---X X = 15,03 g em 0,1624 mol de t-butila Com esse último valor obtido, e de posse dos dados encontrados natabela abaixo, finalmente o rendimento do cloreto de t-butila obtido pela equipefoi calculado 15,03 g---100% 6,63 g---X X = 44,12% de rendimento O rendimento inicial do cloreto de t-butila foi de 44,12% Toda a massa usada de cloreto de t-butila que foi destilada foi obtidapela reação de 60 mL de t-
  3. 3. butanol (15 de mL de cada uma das quatroequipes). Conhecendo esses dados, foi possível continuar com os cálculos derendimento do cloreto de t-butila destilado. Mt-butanol =Dt-butanolx Vt-butanol mt-butanol =0,78 x 60 mL mt-butanol =46,8 g Levando em consideração a pureza de 99% do t-butanol, temos :46,8g x 99% =46,33g de t-butanol A quantidade de t-butanol foi calculada da seguinte forma: Mt-butanol--- Mt-butila molmt-butanol---x 74,12 g/mol---92,57 g/46,33 g---x x = 57,864g de cloreto de t-butila Por fim, o rendimento do cloreto de t-butila foi calculado da seguintemaneira: 57,864 g---100% 24,15 g---x x = 41,735% de rendimento O rendimento do cloreto de t-butila após a destilação foi de 41,735%. 1. Por que a solução de bicarbonato de sódio deve ser empregadana purificação do cloreto de t- butila? Por que não utilizar uma solução deNaOH? A função do bicarbonato de sódio foi de retirar o excesso de íonscloreto e H3O+ da solução, mas realizando essa função sem reagir com osubstrato.Caso uma solução de NaOH fosse utilizada, a hidroxila possibilitaria areação de substituição e o t-butanol seria novamente produzido, pois ela é umabase mais forte do que o íon cloreto Eliminação de ácido que possa estar em excesso: NaHCO3(aq)+ H+Cl-(aq) Na+(aq)+ Cl-(aq)+ CO2(g) + H2O(l)
  4. 4. Eliminação da água atravs do agente secante: CaCl2(s) + 6 H2O(l) CaCl2.6H2O(s)

×