Dados da solicitação Número                               Tipo da solitação                                               ...
e C. lymansmithii Standl. Declieuxia Kunth apresentou cinco espécies no PNSC: D. cordigera Mart. & Zucc. ex Schult. & Schu...
Submetido       20/12/2011 14:31:39Em elaboração   20/12/2011 13:37:42
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Recomenda es rubiaceae marcela firens

345 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
345
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Recomenda es rubiaceae marcela firens

  1. 1. Dados da solicitação Número Tipo da solitação Titulo do projeto17848 Autorização para atividades com finalidade científica Rubioideae (Rubiaceae) no Parque Nacional da Serra da Canastra, MG Dados do pesquisador Nome Nacionalidade CPF Fone E-mailMarcela Firens da Silveira Brasileira 32551155827 (0xx19) 9697-1378 marcela.firens@gmail.com Dados do relatório Número Situação Data da liberação das informações2578 Submetido 20/12/2011 Atividades Descrição das atividades cadastradasColeta de material botânico, fúngico ou microbiológico Resultados/Discussão Pergunta/Item Resposta Rubiaceae Juss. é uma das maiores famílias de angiospermas, e também uma das famílias mais importantes da flora brasileira. A atual circunscrição da família compreende três subfamílias, entre elas, Rubioideae Verdc. O Parque Nacional da Serra da Canastra (PNSC) é a segunda maior Unidade de Conservação de Minas Gerais, compreendendo ambientes como campo, cerrado s.s. e floresta. O objetivo deste trabalho foi realizar o levantamento das espécies de Rubiaceae subfamília Rubioideae no PNSC e entorno, a fim de documentar a riqueza do grupo nesta região e contribuir para a taxonomia da família. Para tanto, foram realizadas coletas bimestrais, entre setembro de 2008 e novembro de 2009, e estudadas coleções de plantas herborizadas da região. O levantamento florístico da subfamília Rubioideae no PNSC resultou em um total de 57 espécies, pertencentes a 17 gêneros, ao longo deResultados / Discussão: todas as principais formações vegetacionais. Psychotria L. foi o gênero mais rico, compreendendo 15 espécies: P. anceps Kunth; P. capitata Ruiz & Pav.; P. carthagenensis Jacq.; P. deflexa DC.; P. gracilenta DC.; P. hastisepala Müll.Arg.; P. hoffmannseggiana (Willd. ex Roem. & Schult.) Müll. Arg.; P. leiocarpa Cham. & Schltdl.; P. myriantha Müll.Arg.; P. nemorosa Gardner; P. prunifolia (Kunth) Steyerm.; P. stachyoides Benth.; P. subtriflora Müll.Arg.; P. trichophora Mull.Arg.; e P. vellosiana Benth. Borreria G.F.W.Mey. e Coccocypselum P.Browne foram representados por 8 e 7 espécies, respectivamente: B. capitata (Ruiz & Pav.) DC.; B. flavovirens Bacigalupo & E.L.Cabral; B. latifolia (Aubl.) K.Schum.; B. multiflora (DC.) Bacigalupo & E.L.Cabral; B. poaya (A.St.-Hil.) DC.; B. tenera DC.; B. verticillata (L.) G.Mey.; B. warmingii K. Schum.; C. aureum (Spreng.) Cham. & Schltdl.; C. capitatum (Graham) C.B. Costa & Mamede; C. condalia Pers.; C. cordifolium Nees & Mart.; C. hasslerianum Chodat; C. lanceolatum (Ruiz & Pav.) Pers.;
  2. 2. e C. lymansmithii Standl. Declieuxia Kunth apresentou cinco espécies no PNSC: D. cordigera Mart. & Zucc. ex Schult. & Schult.f.; D. deltoidea Mull.Arg.; D. fruticosa (Will. ex Roem. & Schult.) Kuntze; e D. lysimachioides Zucc. ex Schult. & Schult.f.; e D. oenanthoides Mart. & Zucc. ex Schult. & Schult. Os 13 gêneros restantes foram representados por uma a quatro espécies: Coussarea hydrangeifolia (Benth.) Müll.Arg.; Diodella apiculata (Roem. & Schult.) Delprete; D. teres (Walt.) Small; Emmeorhiza umbellata (Spreng.) K. Schum.; Faramea montevidensis (Cham. & Schltdl.) DC.; F. multiflora A. Rich. ex DC.; Galianthe angustifolia (Cham. & Schltdl.) E.L.Cabral; G. brasiliensis (Spreng.) E.L.Cabral & Bacigalupo; G. grandifolia E.L.Cabral; G. liliifolia (Standl.) E.L.Cabral; Geophila repens (L.) I.M. Johnst.; Manettia cordifolia Mart.; M. luteorubra (Vell.) Benth.; Margaritopsis cephalantha (Müll. Arg.) C.M. Taylor; Mitracarpus villosus (Sw.) DC.; Palicourea macrobotrys (Ruiz & Pav.) DC.; P. marcgravii A.St.-Hil.; P. rigida Kunth; Richardia brasiliensis B.A.Gomes; Rudgea sessilis (Vell.) Mull.Arg.; R. viburnoides (Cham.) Benth.; e Staelia lanigera (DC.) K. Schum. São apresentadas chaves de identificação para gêneros e espécies, descrições, fotos, ilustrações e distribuição geográfica. Informações para UCUnidade de conservação Pergunta/Item RespostaPARQUE NACIONAL Recomendações ao manejo/gestão da unidade de conservação A proteção das áreas de ocorrência das espécies estudadas no presente projeto éDA SERRA DA federal ou à proteção das espécies, como também à(s) de extrema importância para a conservação da biodiversidade não só do grupo deCANASTRA cavidade(s) subterrânea(s) (se houver). estudo específico, mas de toda a comunidade associada. Listagem dos táxons incluídos no seu relatório Nome do táxon Nível Hierarquia taxonômica Fonte do cadastramentoRubiaceae FAMILIA Plantae -> MAGNOLIOPHYTA -> MAGNOLIOPSIDA -> RUBIALES -> RUBIACEAE catálogo do ICMBio/IBAMA Destino Destino Tipo do LocalUniversidade Estadual de Campinas coleção Listagem das localidades cadastradas e detalhamento Descrição da Localidade/Nome da UC Município-UF Latitude Longitude Jurisdição Ambiente Ocorrências AçãoPARQUE NACIONAL DA SERRA DA CANASTRA (Parque Nacional da SAO ROQUE DE 20° 15 49.11 S 046° 37 40.55 W UC Federal Continental 1Serra da Canastra) MINAS-MG Histórico do relatório Situação Data e hora da situação
  3. 3. Submetido 20/12/2011 14:31:39Em elaboração 20/12/2011 13:37:42

×