Recomenda es valquiria f dutra leguminosas

257 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
257
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Recomenda es valquiria f dutra leguminosas

  1. 1. Extrato do relatório de atividades Dados da solicitação Número Tipo da solitação Titulo do projeto Diversidade de Leguminosae Autorização para atividades 11068 Adans. nos campos rupestres de com finalidade científica Minas Gerais Dados do pesquisador Nome Nacionalidade CPF Fone E-mail Valquiria Ferreira valquiria.dutra@b Brasileira 03834305693 (0xx27) 3082-6521 Dutra ol.com.br Dados do relatório Data da liberação Número Situação das informaç ões 29/12/201 2808 Submetido 2 Atividades Descrição das atividades cadastradas Coleta de material botânico, fúngico ou microbiológico Resultados/Discussão Pergunta/Item Resposta No Parque Nacional das Sempre Vivas foram coletadas 12 espécies de Leguminosae, sendo a primiera citação de Mimosa paucifolia var. paucifolia e Crotalaria unifoliolata para a região de Diamantina. No Parque Nacional da Serra da Canastra foram coletadas nove espécies de Leguminosae, destas duas espécies de Mimosa são novas para a ciência e estão em processo de publicação. No Parque Nacional da Resultados / Discussão: Serra do Cipó foram encontradas 28 espécies de Leguminosae, durante os dias de estudo. Entre elas, Sesbania virgata, Leucena leucocephala, Crotalaria lanceolata e Crotalaria spectabilis são espécies introduzidas na área. As espécies de Mimosa coletadas nos três parques foram incluídas na tese de doutorado intitulada: "Diversidade de Mimosa L. (Leguminosae) nos Campos rupestres de Minas Gerais: taxonomia, distribuição geográfica e filogeografia", que
  2. 2. obteve os seguintes resultados: 1. O gênero estárepresentado nos campos rupestres de MG por75 espécies, sendo este número 1,7 vezes maiordo que o citado na literatura. A maior parte dasespécies está incluída na seção Mimosa (31spp), seguida pela seção Habbasia (19 spp) eBatocaulon (15 spp). Calothamnos apresentanove espécies e Mimadenia, seção com menorrepresentatividade, apenas uma. Os caracteresmais importantes na taxonomia do gêneroforam os tipos de indumento e armamento,características foliares (especialmente númerode pinas e foliólulos), forma do cálice eindumento e nervação dos lobos da corola. 2.Doze espécies novas para a ciência foramidentificadas e quatro sinonímias forampropostas. 3. As espécies apresentamdistribuição em quatro macrorregiões: ampladistribuição geográfica (1%), América tropical(3,1%), América do Sul (12,4%) e restritos aoBrasil (83,5%). Entre os táxons restritos aoterritório brasileiro, foram definidos setepadrões de distribuição: amplamentedistribuídos (1,2%), Brasil Central (12,4%),Brasil Meridional (1,2%), Brasil Sudeste(7,4%), campos rupestres de Minas Gerais e deGoiás (9,8%), endêmicos da Cadeia doEspinhaço (9,8%) e distribuição restrita aoscampos rupestres de Minas Gerais (58,2%). 4.Quanto ao status de conservação, foramincluídos na categoria ?não ameaçado? 31,1%dos táxons, ?quase ameaçado?, 9,3%,?vulnerável?, 21,6%, ?em perigo?, 19,6% ,?criticamente em perigo?, 14,4%, eprovavelmente extinto, 3%. A alta taxa deendemismo de Mimosa nos CRMG corrobora aimportância do gênero nestes campos eultrapassa os 30% estimados para sua flora. Osresultados encontrados revelam que 38 táxonsdeveriam ser incluídos na Lista Vermelha dasEspécies Ameaçadas de Extinção de MinasGerais, sendo que as principais ameaças, àsquais estes táxons estão submetidos, são adegradação do seu hábitat ou a perda domesmo. 5. A análise filogeográfica de 13populações provenientes de quatro variedadesde M. radula, coletadas em Minas Gerais eGoiás, identificou 15 haplótipos. Os haplótiposnão foram compartilhados entre variedades e
  3. 3. uma única rede contendo todos os 15 haplótipos foi obtida. Os resultados deste trabalho enfatizam a importância de estudos da flora brasileira, a nível regional, para a definição de áreas com alta diversidade de espécies e para subsidiar programas para a conservação da biodiversidade. Informações para UC Unidade de conservação Pergunta/Item Resposta Oito espécies novas de Mimosa foram identificadas na área do ParNa Serra da Canatra e no seu entorno. A região de Recomendações ao Delfinópolis, inserida na zona manejo/gestão da unidade de de amortecimento do parque,PARQUE NACIONAL DA conservação federal ou à apresenta elevada diversidadeSERRA DA CANASTRA proteção das espécies, como de Leguminosae e merece também à(s) cavidade(s) atenção especial, sendo que a subterrânea(s) (se houver). ampliação da área do parque, incluindo, principalmente, a região da trilha da Escada de Pedra poderá proteger espécies microendêmicas e ameaçadas. Histórico do relatório Data e hora da Situação situação 31/12/2011Submetido 10:49:09 30/12/2011Em elaboração 09:57:38

×