Rui Jorge NobreDirector GeralT 91 65 14 543direccao@infogene.ptwww.infogene.pt
João F. Mordido Dep.Marketing                  +351 965 805 811           Jfmordido@novipapel.pt
VINHO TINTORED WINE | ROTWEIN | VIN ROUGE      5 600358 800083
SALtecnologiesportuguese softwarecompany2012
SALtecnologiesportuguese softwarecompany2012
Baquetportuguese Teatre Play2012
Onde a Tranquilidade e o Lazer se fundem.
Onde a Tranquilidade e o Lazer se fundem               Onde a Tranquilidade e o Lazer se fundem                           ...
Venha conhecer o “seu” Algarve...                                    CA IMÓVEIS |                                         ...
a    ASE ME    acontecemq    saesonho      m p     a FALAR SOZINHO
24 a 28 de FevereiroTeatro Taborda      a              ASE ME              acontecem        q              sas nho        ...
a FALAR SOZINHODossier de ApresentaçãoÀs vezes quase me acontecem coisas boas quando me ponho afalar sozinho é um projecto...
acontecemPessoas e envolvimentoCarlos MarquesMontemor-o-Novo, 1978. Licenciado em Estudos Teatrais pela Universidade de Év...
Condições de Produçãoduração: 50m aproximadamenteEste espectáculo concebido para Teatros, Auditórios ou em Black Box.Custo...
All Constróiconstruction company2012
All Constróiconstruction company2012
All Constróiconstruction company2012
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Portfolio João Mordido
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Portfolio João Mordido

455 visualizações

Publicada em

Updated Portfolio

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
455
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Portfolio João Mordido

  1. 1. Rui Jorge NobreDirector GeralT 91 65 14 543direccao@infogene.ptwww.infogene.pt
  2. 2. João F. Mordido Dep.Marketing +351 965 805 811 Jfmordido@novipapel.pt
  3. 3. VINHO TINTORED WINE | ROTWEIN | VIN ROUGE 5 600358 800083
  4. 4. SALtecnologiesportuguese softwarecompany2012
  5. 5. SALtecnologiesportuguese softwarecompany2012
  6. 6. Baquetportuguese Teatre Play2012
  7. 7. Onde a Tranquilidade e o Lazer se fundem.
  8. 8. Onde a Tranquilidade e o Lazer se fundem Onde a Tranquilidade e o Lazer se fundem Alto dos Navegantes house complex algarve 2012
  9. 9. Venha conhecer o “seu” Algarve... CA IMÓVEIS | Venha conhecer o “seu” Algarve... CA IMÓVEIS | Venha conhecer o “seu” Algarve... CA IMÓVEIS | Alto dos Navegantes house complex algarve 2012
  10. 10. a ASE ME acontecemq saesonho m p a FALAR SOZINHO
  11. 11. 24 a 28 de FevereiroTeatro Taborda a ASE ME acontecem q sas nho me po a FALAR SOZINHO Interpretação Carlos Marques Concepção Artística Rui Pina Coelho e Carlos Marques Paisagem Sonora João Bastos e Carlos Marques Direcção Técnica João Bastos Produtora Rosa Diniz Apoio ao Movimento Ana Coimbra Oliveira Grafismo Fraktory Comunicação Às Vezes... portuguese theatre play 2009
  12. 12. a FALAR SOZINHODossier de ApresentaçãoÀs vezes quase me acontecem coisas boas quando me ponho afalar sozinho é um projecto que teve uma primeira fase deexperimentação aquando do Ciclo Novos Actores ´09, promovido peloSão Luiz Teatro Municipal em Janeiro de 2009, onde foram apresentadosapenas 15 minutos de espectáculo e, como tal, titulava-se Às vezesquase me acontecem coisas boas. Ficou então definida a matriz de umfuturo espectáculo, que estreou, a 24 de Fevereiro de 2010, no TeatroTaborda, inserido no ciclo Try Better, Fail Better ´10, numa co-produçaocom o Teatro da Garagem.Através da criação do espectáculo Às vezes quase me acontecemcoisas boas quando me ponho a falar sozinho pretende promoveruma nova dramaturgia e experimentar o cruzamento entre as linguagemdramáticas e narrativas, fazendo conviver os recursos específicos daactividade do contador de histórias e do actor. A performance estabeleceuma relação espontânea entre o publico e a cena.SinopseNum palco vazio, está um homem aqui e agora. Pode contar umahistória. A sua? A doutrém? Pedaços de histórias de gente que vive nacidade, mas que veio do campo. Enfim, Pode ser esta a história: umhomem sozinho, parado no meio de uma viagem, conta uma história.E às vezes, quando o faz, quase lhe acontecem coisas boas. Um homemsozinho quando está parado no meio de uma viagem lembra-se depalavras, inventa frases e conta uma história.Conta uma história, pois.http://asvezesacontecem.blogspot.com Às Vezes... portuguese teatre play 2009
  13. 13. acontecemPessoas e envolvimentoCarlos MarquesMontemor-o-Novo, 1978. Licenciado em Estudos Teatrais pela Universidade de Évora, foidirigido por encenadores como Jorge Silva Melo, Sílvia Brito, António Augusto Barros,Rogério de Carvalho, Pierre Voltz, Francisco Campos, Ricardo Correia ou José Carretas.Trabalhou em companhias como A Escola da Noite, Projecto Ruínas, Vigilâmbulo Caolho,A Casa da Esquina, Artistas Unidos e Teatro Nacional D. Maria II.Neste momento, trabalha essencialmente como contador de histórias por todo o paíse além fronteiras.www.bichodecontos.blogspot.comRui Pina CoelhoÉvora, 1975. É licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de EstudosPortugueses e Ingleses e Mestre em Estudos de Teatro, com a tese intitulada Casa daComédia – Um palco para uma ideia de teatro (Lisboa: IN-CM, 2009), apresentada àFaculdade de Letras de Lisboa. Docente na ESTC e investigador do Centro de Estudos deTeatro da Faculdade de Letras de Lisboa e do Centro de Investigação em Teatro e Cinema(CITECI). Colabora com o jornal Público na qualidade de crítico de teatro e é membro darevistaSinais de Cena e da Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.Ana Coimbra OliveiraNasceu em Lisboa em 1975.Formou-se em Psicologia Clínica na Universidade de Lisboa. É Psicoterapeuta em Análise doMovimento, reconhecido pela ADTA (American Dance and Movement Therapy Association).Associa à sua formação Expressão Dramática, Centro Artístico Infantil da Fundação CalousteGulbenkian; Vídeo e Documentário, Centro Em Movimento; Método Feldenkrais no AtelierRE.AL. Desenvolve e anima regularmente ateliers e grupos-de-palavra com pais e filhos,idosos, crianças, jovens, técnicos, etc.É consultora e formadora em temas ligados à Comunicação e Relações Interpessoais, emvárias instituições, destacando, mais recentemente, a ExperimentaDesign – Bienal deLisboa; Câmara Municipal de Cascais; Paiscool; Fundação Calouste Gulbenkian – CAM;Mapa das Ideias; Sete Pés. Colaborou como actriz no Grupo de Teatro da Nova.João BastosMontemor-o-Novo, 1979. Formado pela escola de Jazz do Barreiro surge no meio teatralcomo compositor musical, músico, técnico de som / multimédia e sonoplasta. Em teatrotrabalhou com as companhias BAAl17, CENDREV, nos espectáculos "Ary", "Triunfo dosPorcos", "Cabaret de Ofélia" e "Audição com Daisy ao vivo no Odre Marítimo" de Armandonascimento Rosa, entre outras.ProduçãoTrimagisto (2001, Évora)desenvolveu vários projectos experimentais como: Na Floresta do Alheamento, de BernardoSoares, Iosef, Nina, a partir de textos de Tchekov, Na Solidão dos Campos de Algodão e ANoite Mesmo Antes da Floresta,de Bernard-Marie Koltès. Às Vezes...Em 2003 cria o espectáculo, Contos Transatlânticos, iniciando um novo percurso deinvestigação e criação na área da narração oral, participando em diversos festivais emPortugal, Espanha e Argentina. Em Portugal, passou a colaborar regularmente com escolas,bibliotecas, lares de terceira idade, teatros e associações.Em 2004, dá início aos Contos de Lua Cheia, projecto de divulgação e captação de públicospara a narração oral. Em 2005, organiza o primeiro Encontro Internacional de Narração portuguese teatre playOral. De salientar ainda, o projecto ConTApetes que foi inaugurado no C.P.A. do C.C.B. eas duas últimas produções, Mulheres que correm com os lobos e a morte, ambos a partir decontos de tradição oral. 2009
  14. 14. Condições de Produçãoduração: 50m aproximadamenteEste espectáculo concebido para Teatros, Auditórios ou em Black Box.Custos (orçamento por espectáculo/ remuneração e margem de negociação)Um espectáculo - 1000€Dois espectáculos - 1300€Três espectáculos - 1500€Deslocação e Estadia• Acrescem gastos de deslocação (0.30€/km).• Estadia para três pessoas sempre que se justifique a permanência no local.• AlimentaçãoNota: Dispomos de desenho de luz e som em plantaContactos:Rosa Diniz ProdutoraT 963176582@ rosavdiniz@gmail.comhttp://asvezesacontecem.blogspot.com@ asvezesacontecem@gmail.comUma produção Trimagisto. a ASE ME acontecem Às Vezes... q sas ho me pon portuguese teatre play 2009 a FALAR SOZINHO
  15. 15. All Constróiconstruction company2012
  16. 16. All Constróiconstruction company2012
  17. 17. All Constróiconstruction company2012

×