CóPia (2) De Esc Barroca Bras

502 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
502
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CóPia (2) De Esc Barroca Bras

  1. 1. ALEIJADINHO
  2. 3. <ul><li>PRINCIPAIS OBRAS DO ALEIJADINHO </li></ul><ul><li>Em Ouro Preto: · Igreja de São Francisco de Assis (risco geral, risco e esculturas da portada, risco da tribuna do altar-mor e dos altares laterais, esculturas dos púlpitos, do barrete, do retábulo e da capela-mor); · Igreja de Nossa Senhora do Carmo (modificações no frontispício e projeto original, esculturas da sobreporta e do lavatório da sacristia, da tarja do arco-cruzeiro, altares laterais de são João Batista e de Nossa Senhora da Piedade); · Igreja das Mercês e Perdões ou Mercês de Baixo (risco da capela-mor, imagens de roca de são Pedro Nolasco e são Raimundo Nonato);  · Igreja São Francisco de Paula (imagem do padroeiro); · Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias (quatro suportes de essa); · Igreja de São José (risco da capela-mor, da torre e do retábulo);  · Igreja de Nosso Senhor Bom Jesus de Matosinhos ou de São Miguel e Almas (estátua de são Miguel Arcanjo e demais esculturas no frontispício); · Igreja de Nossa Senhora do Rosário (imagem de santa Helena); e as imagens de são Jorge, de Nossa Senhora, de Cristo na coluna e quatro figuras de presépio hoje no Museu da Inconfidência. Em Congonhas: · Igreja matriz (risco e escultura da sobreporta, risco do coro, imagem de são Joaquim). Em Mariana: · chafariz da Samaritana. Em Sabará: · Igreja de Nossa Senhora do Carmo (risco do frontispício, ornatos da porta e da empena, dois púlpitos, dois atlantes do coro, imagens de são Simão Stock e de são João da Cruz). Em São João del-Rei: · Igreja de São Francisco de Assis (risco geral, esculturas da portada, risco do retábulo da capela-mor, altares colaterais, imagens de são João Evangelista);  · Igreja de Nossa Senhora do Carmo (risco original frontispício e execução da maioria das esculturas da portada). Em Tiradentes:   · Matriz de Santo Antônio (risco do frontispício). </li></ul>
  3. 4. <ul><ul><li>Os Passos da Paixão </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 1790 as obras arquitetônicas do Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e do adro estavam concluídas. Em 1796 são contratadas as obras dos Passos da Paixão e a execução dos Profetas, obras essas que constituem o mais esplêndido conjunto da arte barroca mundial. </li></ul></ul><ul><ul><li>Apesar do adro estar concluído, é pelos Passos da Paixão que Aleijadinho inicia seu trabalho, o qual se estende de agosto de 1796 a dezembro de 1799. Nesse período são talhadas as 66 figuras em madeira, que seriam posteriormente dispostas em seis capelas: Ceia, Horto, Prisão, Flagelação/Coroação de Espinhos. Cruz-às-Costas e Crucificação.. </li></ul></ul><ul><ul><li>Os trabalhos de policromia se iniciaram em 1808, sendo executados por Francisco Manuel Carneiro e Manoel da Costa Athayde. </li></ul></ul>
  4. 17. <ul><ul><li>Os Profetas </li></ul></ul><ul><ul><li>Terminada e execução das imagens dos Passos da Paixão, Aleijadinho e seu &quot;atelier&quot; iniciam as obras no adro do Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. O magnífico conjunto estatuário foi totalmente executado em menos de cinco anos. Mesmo muito debilitado pela doença que o consumia e utilizando largamente o trabalho do seu &quot;atelier&quot;, Aleijadinho deixou em Congonhas, nas imagens dos Profetas, a marca do seu gênio. Esta marca se percebe antes mesmo de uma análise mais detalhada dos 12 profetas. Ela é visível na magnífica integração das estátuas ao suporte arquitetônico constítuido pelo adro, com suas escadarias em terraços e imponentes muros de arrimo. Os blocos verticais de pedra parecem brotar espontaneamente dos parapeitos que arrematam a parte superior dos muros, contrapondo a linha horizontal dominente, modulações rítmicas de poderosa força expressiva. </li></ul></ul><ul><ul><li>As atitudes e os gestos individuais de cada uma das estátuas são simetricamente ordenados com relação ao eixo da composição. As correspondências não se fazem de forma geométrica, mas por oposicões e compensações de acordo com a lei rítmica do barroco. Um gesto de aparência aleatória, quando visto isoladamente como ampla flexão do braço direito do profeta Ezequiel, adquire extraordinária força expressiva quando relacionado com seu prolongamemto natural, constituído pelo braço esquerdo de Habacuc. </li></ul></ul>
  5. 23. Profeta Isaías
  6. 25. Profeta Jeremias
  7. 27. Profeta Baruc
  8. 29. Profeta Ezequiel
  9. 31. Profeta Daniel
  10. 33. Profeta Oséias
  11. 35. Profeta Joel
  12. 37. Profeta Abdias
  13. 39. Profeta Amós
  14. 41. Profeta Habacuc
  15. 43. Profeta Naum

×