Jaime santos

799 visualizações

Publicada em

Publicada em: Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
799
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
136
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jaime santos

  1. 1. Oeiras, 22 de Outubro de 2010 Caro Francisco Tecendo alguns considerandos relativos ao teu artigo sobre o estado do Hóquei em Patins jovem no centro do País, penso que, ressalvando a região de Lisboa (não conheço bem as outras), que meritoriamente, tende a tornear o art.º. 55º. da F.P.P., é igual em todo o País. É um absurdo e não faz sentido algum, um clube não inscrever uma equipa nos escalões de Bambis, Benjamins ou Escolares, por não ter 8 jogadores, privando assim 6 ou 7 crianças de competirem e sabendo nós que no decorrer do campeonato ou encontros (como queiram chamar) vão sempre aparecendo mais miúdos, que vão entrando nas equipas. Quem fez esta Lei não deve ter sido criança, nem tão pouco esteve no terreno, pois, que me lembre em 20 anos que levo como Treinador sempre na base da formação (Iniciação, Bambis, Benjamins e Escolares), nunca tive o privilégio de ter sido contactado ou ter visto, quem por ventura foi o mentor deste art.º. 55º. A competição começa antes do menino/a nascer, pois em milhões de espermatozóides numa corrida desenfreada o 1º a chegar faz bingo! Claro que alguns adultos tenderão a adulterar todas as regras de uma sã competição, mas isso faz parte da vida e, cabe-nos a nós, contrariar e contribuir para um presente e futuro melhores. Ao longo destes anos tive e tenho o testemunho de muitos pais, de que as crianças na competição adquiriram regras que antes não tinham, melhores meninos hoje, grandes cidadãos amanhã. Mas valha a verdade, que fora o que atrás foi dito, nem tudo é negativo no referido artigo, pois concordo em absoluto que todos deverão jogar, desde que inscritos no jogo, pelo menos um dos períodos completos da 1ª parte. No entanto, entendo que não deve ser obrigatório, mas sim premiado com um 1 ponto por cada atleta que jogue 1 período completo nos dois da 1ª parte, para além dos 5 iniciais. Havendo um bónus adicional de 2 pontos para equipas que apresentem 10 jogadores e que todos joguem um período completo no decorrer da 1ª parte, por forma a premiar quem realmente coloca todos os atletas inscritos a jogar e privilegia a formação, em detrimento de quem, eventualmente por considerar que nem todos os atletas estão em condições de jogar por prejudicarem o desempenho da equipa, não os inscreve no boletim de jogo, colocando apenas os que considera melhores a jogar. Além disso, no boletim de jogo deverá também constar um campo para assinalar as substituições por lesão no decorrer da 1ª parte e o tempo que o atleta lesionado está fora e qual o atleta que substitui e se é este que sai quando o atleta lesionado recupera e volta a entrar, por forma a que a Associação possa verificar as reincidências neste tipo de ocorrências.
  2. 2. Para isso deverão haver Campeonatos e não Encontros, com as respectivas classificações e respectivos prémios. Assim, advogo o seguinte: 1. Não obrigatoriedade de 2 guarda-redes mesmo para Infantis e Iniciados (já que tenho conhecimento de causa em que clubes não inscreveram Infantis ou Iniciados por só terem 1 guarda-redes); 2. Equipas com um mínimo de 5 jogadores e o máximo de 10, sendo, neste caso, 8 de campo e 2 guarda-redes; 3. Por cada jogador que jogue 1 período completo no 2º. período da 1ª parte, para além dos 5 iniciais, será bonificado com 1 ponto. Assim sendo: Equipa com 10 jogadores e todos jogam como atrás se indica, pontuará:  Vitória: 3 pontos + 5 pontos + 2 pontos de bónus por apresentar 10 jogadores = 10 pontos  Empate: 1 ponto + 5 pontos + 2 pontos de bónus por apresentar 10 jogadores = 8 pontos  Derrota: 0 + 5 pontos + 2 pontos de bónus por apresentar 10 jogadores = 7 pontos Equipa com 9 jogadores e todos jogam como atrás se indica, pontuará:  Vitória: 3 pontos + 4 pontos = 7 pontos  Empate: 1 ponto + 4 pontos = 5 pontos  Derrota: 0 + 4 pontos = 4 pontos E assim sucessivamente até só terem 5 jogadores  Vitória: 3 pontos (não tem qualquer bonificação) = 3 pontos  Empate: 1 ponto = 1 ponto  Derrota: 0 = 0 Claro que dirão: "Pois, assim um clube com menos atletas será sempre prejudicado", mas só desta maneira se poderá penalizar alguns dirigentes ou colegas mal formados, que possam ter mais atletas e não os convoque ou não os ponham a jogar para ganharem (perdendo na formação dos jovens). Também assim obriga os clubes a tentarem cativar cada vez mais crianças para a modalidade e os colegas a darem oportunidade a todos de jogarem, sem prejudicar os que, por carência de atletas, não deixarem de inscrever equipas e não acontecer que tantos jovens deixem de jogar e perderem-se para o Hóquei em Patins (todos sabemos que no decorrer dos campeonatos vão chegando mais atletas que se vão integrando nas equipas e uma só com 5 atletas pode acabar com 10).
  3. 3. Quanto ao Hóquei feminino, não estando por dentro da realidade, estou plenamente de acordo contigo, até porque cada vez estão a aparecer mais meninas e tem que haver continuidade para elas. Assim, desde que não haja campeonatos próprios até aos juniores, deveria haver equipas mistas. Há que acabar com mentalidades retrógradas e abrir as portas a novos ares, com mentes sãs em corpos sãos. Não querendo ter a pretensão de ser o dono da verdade, estou e estarei aberto à discussão e ao debate, na certeza de que deles poderá sempre haver lugar a melhores contributos para o crescimento harmonioso dos nossos jovens e o consequente maior engrandecimento da nossa modalidade. Sem mais de momento, mando-te um grande abraço e votos que continues a ter muita força para continuares o grandioso trabalho que vens desenvolvendo nessa linda Cidade, em prol do Hóquei em Patins. Quem diria há uns 7 anos atrás, em que a modalidade em Santarém era quase inexpressiva, seja agora uma referência do Hóquei jovem do País. Bem hajas Saudações Desportivas Jaime Santos (Treinador das Escolinhas de Hóquei em Patins da A.D.Oeiras)

×