Gosto de ti, ó chuva, 
nos beirados, 
Dizendo coisas que 
ninguém entende! 
Da tua cantilena se 
desprende 
Um sonho de ma...
Chove. Há silêncio, porque a 
mesma chuva 
Não faz ruído senão com sossego. 
Chove. O céu dorme. Quando a 
alma é viúva 
D...
Quando o português chegou 
Debaixo duma bruta chuva 
Vestiu o índio 
Que pena! 
Fosse uma manhã de sol 
O índio tinha desp...
"Em teu abraço eu abraço o que 
existe 
a areia, o tempo, a árvore da chuva 
E tudo vive para que eu viva: 
sem ir tão lon...
Rodrigo linhares e as melhores imagens sobre chuva e poesia
Rodrigo linhares e as melhores imagens sobre chuva e poesia
Rodrigo linhares e as melhores imagens sobre chuva e poesia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rodrigo linhares e as melhores imagens sobre chuva e poesia

742 visualizações

Publicada em

Rodrigo Mariosa Linhares apresenta as mais belas imagens de chuva com poesias emocionantes.

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
742
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rodrigo linhares e as melhores imagens sobre chuva e poesia

  1. 1. Gosto de ti, ó chuva, nos beirados, Dizendo coisas que ninguém entende! Da tua cantilena se desprende Um sonho de magia e de pecados. Florbela Espanca
  2. 2. Chove. Há silêncio, porque a mesma chuva Não faz ruído senão com sossego. Chove. O céu dorme. Quando a alma é viúva Do que não sabe, o sentimento é cego. Chove. Meu ser (quem sou) renego… Fernando Pessoa
  3. 3. Quando o português chegou Debaixo duma bruta chuva Vestiu o índio Que pena! Fosse uma manhã de sol O índio tinha despido O português. Oswald de Andrade
  4. 4. "Em teu abraço eu abraço o que existe a areia, o tempo, a árvore da chuva E tudo vive para que eu viva: sem ir tão longe posso vê-lo todo: veio em tua vida todo o vivente.“ Pablo Neruda

×