01equipamento de rede[1]

1.522 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

01equipamento de rede[1]

  1. 1. Equipamento de Rede/Comunicação <ul><li>Introdução às Redes </li></ul><ul><li>Tipologias de Rede </li></ul><ul><li>Cablagem </li></ul><ul><li>Placas de Rede </li></ul><ul><li>Modems </li></ul><ul><li>Hubs e Switches </li></ul><ul><li>Router </li></ul>
  2. 2. Introdução às Redes Redes de Computadores Uma rede é um conjunto de dois ou mais computadores interligados entre si com o objectivo de comunicarem e partilharem informação.
  3. 3. Introdução às Redes Vantagens das Redes A partilha de hardware entre computadores (impressoras, scanners,modem, linha telefónica,…) A partilha de dados entre computadores (documentos, software, bases de dados,…) Novas formas de trabalho e comunicação (email, chat,…) Melhoria na manutenção e segurança
  4. 4. Introdução às Redes Desvantagens das Redes Ameaças Informáticas (virus, intrusão não autorizada,…) Sistema mais complexo
  5. 5. Introdução às Redes Hardware e Software de Rede <ul><li>Hardware: </li></ul><ul><li>Computadores </li></ul><ul><li>Periféricos partilhados </li></ul><ul><li>Placas de rede </li></ul><ul><li>Cabos de rede </li></ul><ul><li>Software: </li></ul><ul><li>Sistema operativo - Programas de rede </li></ul><ul><li>Drivers - Protocolos de comunicação </li></ul>
  6. 6. Introdução às Redes Classificação - Distribuição Geográfica <ul><li>LAN: Local Area Network -» redes de área local </li></ul><ul><li>pequena dimensão – inferior a 10Km; </li></ul><ul><li>interligam computadores e periféricos dentro de um mesmo estabelecimento (escritórios, fábricas, escolas,…); </li></ul><ul><li>velocidades de transmissão elevadas; </li></ul><ul><li>normalmente instaladas e mantidas pela organização. </li></ul>
  7. 7. Introdução às Redes Classificação - Distribuição Geográfica <ul><li>MAN: Metropolian Area Network -» redes de área metropolitana </li></ul><ul><li>dimensão média – aproximadamente uma cidade; </li></ul><ul><li>constituída por duas ou mais LAN’s; </li></ul><ul><li>interligação das LAN’s através de um backbone; </li></ul><ul><li>os backbones utilizam muitas vezes fibra óptica; </li></ul><ul><li>utilizadas em universidades, hospitais,… </li></ul>
  8. 8. Introdução às Redes Classificação - Distribuição Geográfica <ul><li>WAN: Wide Area Network -» redes de área alargada </li></ul><ul><li>dimensão grande – cobertura nacional ou até mesmo internacional; </li></ul><ul><li>constituídas por pequenas outras redes e computadores isolados e são normalmente interligadas por agentes de telecomunicações ; </li></ul><ul><li>adequadas a instituições com delegações em diversos pontos do país ou do mundo (bancos, grandes empresas). </li></ul>
  9. 9. Introdução às Redes Classificação – Modo de Operação <ul><li>Ponto a Ponto (peer-to-peer) </li></ul><ul><li>todos os computadores têm competências iguais; </li></ul><ul><li>o utilizador é que define o que quer partilhar; </li></ul><ul><li>todos os computadores podem aceder aos recursos fornecidos por outros. </li></ul><ul><li>Vantagens: menor custo e facilidade de instalação; </li></ul><ul><li>Desvantagens: descentralização da informação e menor segurança. </li></ul>
  10. 10. Introdução às Redes Classificação – Modo de Operação <ul><li>Cliente/Servidor (client/server) </li></ul><ul><li>existe um ou mais computadores dedicados para partilharem recursos. </li></ul><ul><li>Vantagens: centralização de recursos, substituição e upgrade de componentes mais fácil, escalabilidade quando necessário, maior acessibilidade; </li></ul><ul><li>Desvantagens: maior custo, maior necessidade de manutenção, dependência dos servidores. </li></ul>
  11. 11. Tipologias de Rede O modo como os computadores se interligam fisicamente na rede e a forma como os dados circulam nessa mesma rede é definido pela tipologia .
  12. 12. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Tipologia em Barramento (Bus)
  13. 13. Tipologias de Rede Tipologias Físicas <ul><li>Tipologia em Barramento (Bus) </li></ul><ul><li>É a tipologia mais simples; </li></ul><ul><li>Possui uma única via principal de comunicação; </li></ul><ul><li>Dependendo do tipo de cabo utilizado, as máquinas podem estar directamente inseridas no cabo principal de comunicação (caso do cabo coaxial fino) ou então cada máquina da rede é ligada ao cabo principal (bus) através de um componente denominado transceptor ou caixa de junção (caso do cabo coaxial grosso). </li></ul>
  14. 14. Tipologias de Rede Tipologias Físicas
  15. 15. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Coaxial fino
  16. 16. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Coaxial fino
  17. 17. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Coaxial fino
  18. 18. Tipologias de Rede Tipologias Físicas <ul><li>Vantagens: </li></ul><ul><li>Simples e fácil de instalar; </li></ul><ul><li>Requer menos cabos; </li></ul><ul><li>Fácil de compreender. </li></ul><ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>A rede fica lente em períodos de grande utilização; </li></ul><ul><li>Os problemas são difíceis de isolar. </li></ul>
  19. 19. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Tipologia em estrela (Star)
  20. 20. Tipologias de Rede Tipologias Físicas <ul><li>Tipologia em Estrela (Star) </li></ul><ul><li>é a tipologia mais utilizada actualmente; </li></ul><ul><li>de cada computador sai um cabo de pares entrançados para um dispositivo que interliga todos os cabos. </li></ul>
  21. 21. Tipologias de Rede Tipologias Físicas
  22. 22. Tipologias de Rede Tipologias Físicas
  23. 23. Tipologias de Rede Tipologias Físicas
  24. 24. Tipologias de Rede Tipologias Físicas <ul><li>Vantagens: </li></ul><ul><li>Mais tolerante a falhas; </li></ul><ul><li>Facilidade em instalar novos utilizadores; </li></ul><ul><li>Monitorização das ligações centralizada. </li></ul><ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>Maiores custos de instalação; </li></ul><ul><li>Requer amplificadores de sinal para distâncias maiores. </li></ul>
  25. 25. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Tipologia em Anel (Ring)
  26. 26. Tipologias de Rede Tipologias Físicas <ul><li>Tipologia em Anel (Ring) </li></ul><ul><li>é constituído por um cabo fechado em si próprio; </li></ul><ul><li>os sinais circulam dentro do anel e passam sequencialmente de computador em computador; </li></ul><ul><li>podem ser unidireccionais ou bidireccionais. </li></ul>
  27. 27. Tipologias de Rede Tipologias Físicas <ul><li>Vantagens: </li></ul><ul><li>Alguma facilidade na instalação; </li></ul><ul><li>Requer menos cabos; </li></ul><ul><li>Desempenho uniforme. </li></ul><ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>Se uma estação parar, as outras também param; </li></ul><ul><li>Os problemas são difíceis de isolar. </li></ul>
  28. 28. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Tipologia em Malha (Mesh) <ul><li>os comp. interligam-se ponto a ponto; </li></ul><ul><li>existem vários caminhos para chegar ao mesmo destino; </li></ul><ul><li>utilizada na Internet; </li></ul><ul><li>maior complexidade e custos. </li></ul>
  29. 29. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Tipologia em Árvore <ul><li>hierarquia de várias redes e sub-redes; </li></ul><ul><li>fácil manutenção do sistema; </li></ul><ul><li>solução bastante utilizada actualmente. </li></ul>
  30. 30. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Tipologia em Espinha Dorsal <ul><li>utilizam transceivers para interligar redes com diferentes tipologias. </li></ul>
  31. 31. Tipologias de Rede Tipologias Físicas Tipologia em Duplo Anel <ul><li>no caso de um dos anéis falhar, o outro continua a comunicação. </li></ul>
  32. 32. Tipologias de Rede Tipologias Lógicas Tipologia em Barramento <ul><li>os dados circulam em difusão (broadcast); </li></ul><ul><li>todos os computadores escutam os sinais enviados pelo computador emissor, mas só o destinatário recolhe a informação; </li></ul><ul><li>se existem emissores em simultâneo, os sinais vão colidir na rede e é interrompida a comunicação. </li></ul>
  33. 33. Tipologias de Rede Tipologias Lógicas Tipologia em Anel <ul><li>os dados circulam ponto a ponto (transmissão sequencial); </li></ul><ul><li>um computador emite dados para o próximo nó. Se o computador que recebe é o destinatário recolhe os dados, senão retransmite-os para o próximo nó; </li></ul><ul><li>existe um sinal (token) que indica se o computador pode ou não transmitir dados; </li></ul><ul><li>não existem colisões. </li></ul>
  34. 34. Cablagem Meios físicos de transmissão através dos quais circulam os dados. Existem inúmeros meios de transmissão.
  35. 35. Cablagem Meios de Transmissão Meios de Transmissão Sem Fios Cabos Satélite Microondas Ondas Rádio Infravermelhos Cabos eléctricos Cabos ópticos Par entrela-çado Coaxiais UTP STP Fino Grosso Fibras Ópticas
  36. 36. Cablagem Os cabos eléctricos permitem a passagem de sinais eléctricos (electrões). Os cabos ópticos permitem a passagem de feixes luminosos. Meios de Transmissão
  37. 37. Cablagem Cabos de Pares Entrelaçados Pares de condutores de cobre entrelaçados dois a dois. Estes condutores são entrelaçados pois desta forma conseguimos reduzir o ruído electromagnético provocado por outros aparelhos eléctricos, evitando assim a distorção dos sinais. Cabos Eléctricos – Pares Entrelaçados
  38. 38. Cablagem <ul><li>Existem dois tipos de cabos entrançados: </li></ul><ul><li>UTP: Unshielded Twisted Pair: cabo de pares entrançados sem blindagem. Utilizado na construção de LAN’s. </li></ul><ul><li>STP: Shielded Twiested Pair: cabo de pares entrançados com blindagem. Semelhante ao UTP mas com uma bainha metálica que envolve os condutores. </li></ul>Cabos Eléctricos – Pares Entrelaçados
  39. 39. Cablagem Cabos Eléctricos – Pares Entrelaçados UTP STP
  40. 40. Cablagem Cabos Coaxiais Utilizados nas tipologias físicas de barramento. Constituídos por diversas camadas concêntricas de condutores e isolantes. Baixo custo e boa imunidade a interferências. Difícil detecção de avarias. Cabos Eléctricos – Coaxiais
  41. 41. Cablagem Existem dois tipos de cabos coaxiais: Cabo coaxial fino: Thin Ethernet ou 10base2: não necessita de hubs, usa conectores BNC e o cabo é constituído por segmentos interligados pelos conectores T. Cabo coaxial grosso: Thicknet: 10base5: o cabo é contínuo ao longo do barramento, utiliza transceivers. Cabos Eléctricos – Coaxiais
  42. 42. Cablagem Cabos Eléctricos – Coaxiais Coaxial Fino Coaxial Grosso
  43. 43. Cablagem Cabos de Fibra Óptica Constituído por um condutor de feixes luminosos, à base de sílica. O cabo transmite sinais ópticos (fotões). As perdas de sinal são muito inferiores às dos cabos eléctricos. Ideais para redes com necessidade de percorrer grandes distâncias e velocidades de transmissão elevadas. Cabos Ópticos – Fibra óptica
  44. 44. Cablagem Cabos de Fibra Óptica Cabos mais leves e mais finos. Completa imunidade a ruídos electromagnéticos. Custos associados relativamente elevados: cabos, acessórios de ligação, mão-de-obra. Evolução dos cabos UTP. Cabos Ópticos – Fibra óptica
  45. 45. Cablagem Cabos Ópticos – Fibra óptica

×