Cliente caco de_vidro.ppt

1.212 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.212
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
804
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cliente caco de_vidro.ppt

  1. 1. Cliente caco de vidro Outro dia ouvi uma estória que é mais ou menos assim: Um homem vinha cabisbaixo voltando do trabalho, por uma rua que por alguma razão desconhecida foi ignorada pelo asfalto. De repente uma das poucas luzes que iluminavam aquele cenário fez brilhar no meio da lama um objeto que ele identificou como sendo um caco de vidro. Esse homem o olhou por alguns instantes. Mas logo se pos a andar tomando antes o cuidado de enterrar um pouco mais o objeto para que ninguém se cortasse.
  2. 2. O segundo homem Mais tarde um outro homem, também andando pela mesma rua, teve sua atenção voltada para o mesmo objeto.Parou por alguns instantes... Olhou... pensou no que poderia ser... e resolveu apanhar o objeto. Este encontrou lugar no bolso interno, de seu velho paletó. Esse objeto vagou com o homem por muitas léguas, sem que ele tivesse o cuidado de apresentar a esse novo hospede de suas vestires inseparáveis, um pouco de água e sabão. Até que certo dia passando pela mesma rua escura e esburacada e se sentido incomodado com tal morador, resolveu devolve-lo a seu habitat natural: A lama.
  3. 3. O terceiro homem Após algum tempo, mais um homem passa por tal endereço. Mais uma vez o objeto se faz notar. O homem abaixa-se, apanha o objeto leva até sua casa. Com um umedecido pano e vários esfregões depois, faz-se surgir uma luz que dispensara qualquer outro tipo de iluminação. Nos primeiros raios da manhã do dia seguinte, embalado em um aconchegante e aveludado tecido, leva seu recém objeto encontrado a conhecer seu velho amigo joalheiro. Bem acho que o final da estória, vocês já devem ter adivinhado. Era o mais puro diamante encontrado naquela região, tornando esse homem o mais novo milionário da cidade.
  4. 4. Três reações: um único homem Analisando essa estória, encontramos três reações diferentes sobre a mesma circunstancia. O primeiro homem, não acredita em qualquer possibilidade de sorte. O segundo acredita temporariamente, mas acaba por não alimentar e a despreza. Finalmente o terceiro homem, que em momento algum teve sua mente dominada pela dúvida encontrou a sorte. Dizem os psicólogos que a natureza humana é composta de dualidades. Podemos ser uma coisa e ser outra. O frio e o calor, a base e o cume, o direito e o esquerdo. Podemos então reagir da mesma forma, que os três homens o fizeram. Dependendo do nosso momento.
  5. 5. Moral da estória Aplicando esse exemplo a nossa realidade profissional, me questiono se por vezes não dispensamos clientes, achando que são cacos de vidro, ou por outras vezes, iniciamos um contato e por alguma razão que não encontra eco na lógica, desprezamos qualquer possibilidade de êxito. Quantos cacos de vidros deixamos de apanhar, e quantos ainda estão em nossos paletós, esperando apenas ter seus brilhos revelados. Dia desses assistindo a uma aula na faculdade, nosso professor falava sobre o que era perder uma venda. Naturalmente a resposta que mais se ouviu, foi à recusa do cliente em adquiri o produto ou serviço. Depois que todos opinaram, ele explicou: “Venda perdida é quando o cliente quer comprar e você não esta lá para vender.” Boas vendas.!

×