Cena curta Dor da morte é a dor de viver

12 visualizações

Publicada em

Escrito em Oficina de Dramaturgia

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cena curta Dor da morte é a dor de viver

  1. 1. Dor da morte é a dor de viver Arena Quatro personagens Publico entra – som de tambor marcando tempo – personagens balbuciando o tempo todo. P1 “procuro, procura, procurar, procurado.” P2 “teu, meu, seu. eu, meu, seu, teu” P3 “pesado, pesa, peso, pessoa” P4 “não, nem, nunca” Silencio. Personagens voltam aos seus movimentos e discursos de forma acelerada. Todos caem. Silencio. Gemidos de dor. Personagens aos poucos se levantam Personagem 3 Ser é coisa impensada. Ter é desejo. Somos Frutos? Vestem-se. É hora. (Silencio) Personagem 2 É hora... Hora? Ser é pensamento. Somos Arvore? Corram. É momento. (Silencio)
  2. 2. Personagem 1 Momento... Momento? Ter desejo. Hora. A vida se aproxima. Somos Agua? Mudem. É correto. (Silencio.) Personagem 4 Correto... Correto? Pensar é perder. Perdidos. Somos Bicho! A hora não passa. Dancem. É morte. (Silencio.) P1 Avisei. Corra, corra. (Personagem 3 corre pela arena. Cai nos pés de outro personagem.) P2 Perdida? Desgosto. Volta de onde veio. (Personagem 3 cai no centro da arena se contorcendo.) (Personagem 4 cai no canto da arena e sai rastejando.) (Personagens 1 e 2 voltam para seu murmurinhos.) (todos param.) P3 Pecado mortal. Amar é mortal. Sonhar é pecado. Me salva. P1 e P2 Projeto: um rei. Salvação. Mas não. Morte súbita. Não podes tomar seu lugar. Volta para lá. P3 Nascimento ingrato. Depois de um morto. Não pedi. Eis-me aqui. (P3 inicia uma dança. cai perto do P1.)
  3. 3. (Silencio.) P1 Nasceu do Ventre. Meu ventre. Era isso. Chorei. Deu vontade. Mas não. Expulsos. secou-me. P2 Expulsos. Desterrados. Secou-a. Sem herdeiro. Sem nada. Nascestes do fogo. Torta, Vermelha. P1 e P12 Horror! (SILENCIO) (P3 em forma de confissão.) O sol deu-me vida. Cor. Sombras. (Tempo) Nasci pronta. Sozinha. Vagando. De terra em terra um tempo. O peso do corpo. Quanto pesa um corpo? P4 (rastejando) Não nasci. Não quis. Era fácil não querer. Um cordão a mão. era um silencio. Um tom ruim. Não quis nascer. P1 foi rápido. Procurei o ar. Procurei a cor. Nada. Depois foi mais rápido. Cresceu. Nasceu. Não era ele. Era isso. P2 Era um acordo. Não. Era um contrato. Ele. Cuidar de um povo. Precisava dele. Ele não veio.
  4. 4. Esperamos. Não era ele. P3 De caminho em caminho. Cresci. Virei mulher. Inveja. Cobiça. P1 Esperança. Retorno. P2 Contrato. Riqueza. (Ação de violência sexual. P1 segura P3, P2 violenta. P3 fica jogada no chão. Outros personagens. Saem de perto dela. Burburinhos.) P1 e P2 Casa, comida, riqueza. (P1) Joias, casacos. sapatos. (P2) soldados, gloria, terras. (P4 Rastejando se aproxima de P3. Cuidados.) Calma. É necessário. Dói? Espere. Esperança. Estimulo. Vida. (Silencio) P1 Mas se ela não... P2 Não pense. Atrai. Caso não... Vendemos. P1 Mas não vale muito. P2 Mas o suficiente para comer. Há varias propostas. Só escolher. (Risos sarcásticos.)
  5. 5. (P4 Afasta-se de P3 e inicia a cantar cantigas de ninar.) P3 (aos poucos se levanta.) Somos Frutos? Arvores? Agua? Somos bichos para abate. Engordam. Satisfaz. Matam. Do ventre seco. Esperança. abismo. Não pedi. Nasci. Não queria. Cresci. A esperança … Não quero. Ele vai me secar. P1 É hora, é hora... Agua quente. Panos brancos. É o momento. (gargalhada) P3 (choro e parto.) P2 É varão. (gargalhada e distribuição de charuto). (P4 arrasta-se para perto da P3. Encaixa-se no colo dela.) P3 Somos Bicho. Da pior espécie. Na hora certa... Foges. O mundo é seu. P1 e P2 (Arrumam-se) Vamos voltar. Ser como antes. P1 para P3 Venha... Inútil. P1 para P4 Venha esperança. Riqueza. Vida. P2 Vamos. Chegou a hora. Hora de apresentarmos. O contrato será cumprido... Black out Thais Lopes

×