O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Um Estudo de Caso de um Kanban na Taquigrafia do tst

208 visualizações

Publicada em

Há pouco mais de um ano iniciamos a implantação de um kanban na taquigrafia do TST. No início, parecia que os problemas deles não poderiam ser resolvidos, ou minimizados, com as ferramentas e práticas de métodos ágeis. A situação inicial era de retrabalho, dificuldade de localizar onde cada parte do trabalho estava, apuração de estatísticas com falhas e desconfiança da equipe na justiça da distribuição de trabalho. Com o tempo, vimos que poderíamos dar os primeiros passos com ferramentas do Kanban. Mas mesmo assim, outras preocupações permaneceram, como a grande quantidade de itens de trabalho (+100 itens abertos e fechados em alguns dias) e com mudança de cultura que poderia vir para a equipe (+-50 pessoas). Vamos percorrer esse caminho evidenciando os desafios que nos apareceram, as ferramentas que utilizamos e mostrando algumas descobertas que fizemos por ele.

Publicada em: Governo e ONGs
  • Seja o primeiro a comentar

Um Estudo de Caso de um Kanban na Taquigrafia do tst

  1. 1. Kanban na Taquigrafia do TST Rodrigo Cardoso Vieira rodrigo.vieira@tst.jus.br
  2. 2. Como surgiu a demanda? CPE CDS … JIRA… Taquigrafia...
  3. 3. O que é a Taquigrafia?
  4. 4. O que é a Taquigrafia?
  5. 5. Como a Taquigrafia do TST trabalha? Setor TAQ REV SUP P iii iii iii 1 2 3 4 5
  6. 6. Como a Taquigrafia do TST trabalha? Setor TAQ REV P iii iii iii 1 2 3 4 5 Trabalho Empurrado
  7. 7. Retrabalho no Setor Setor TAQ REV P iii iii iii 1 2 3 4 5 Trabalho Empurrado
  8. 8. Retrabalho no Setor Setor TAQ REV P iii iii iii 1 2 3 4 5 Trabalho Empurrado E se o Taquígrafo passou mal?
  9. 9. Desconfiança nos dados do Setor Setor TAQ REV P iii iii iii 1 2 3 4 5 Trabalho Empurrado E se o Taquígrafo passou mal?
  10. 10. Onde está o meu pedido? Setor TAQ REV P iii iii iii 1 2 3 4 5 Trabalho Empurrado
  11. 11. Resumindo... Setor TAQ REV P iii iii iii 1 2 3 4 5 Trabalho Empurrado Falta do Fluxo Equilíbrio na distribuição
  12. 12. Solução
  13. 13. Quadro Físico ou Eletrônico? Prefiro o Físico, mas...
  14. 14. Quadro Físico ou Eletrônico? CPE CDS … JIRA… Taquigrafia... Mais de 100 itens em dias de pico. Acabar com o retrabalho do SETOR Falta de parede Salas separadas (Taq. e Rev.)
  15. 15. Quais benefícios vieram com o quadro eletrônico? - Visão global do fluxo de trabalho - Onde está o meu pedido? - Visualização do quadro customizada para taquígrafos, revisores e setor - Quadros customizados ou filtros - Eliminou a redigitação de dados no setor - Mais confiança nos dados - Feedback Loop com informação confiável (verificável)
  16. 16. Integração com ferramenta de BI
  17. 17. Integração com ferramenta de BI
  18. 18. Volume de trabalho exigiu automações 1. Transições 2. Validações 3. Campos
  19. 19. Descobertas
  20. 20. Apesar do trabalho empurrado o WIP está limitado.
  21. 21. Variabilidade controlada => Alta Previsibilidade Setor TAQ REV P iii iii iii 1 2 3 4 5 Máx. 5 min
  22. 22. Sem o quadro eletrônico seria quase impossível.
  23. 23. Obrigado. Rodrigo Cardoso Vieira rodrigo.vieira@tst.jus.br

×