Coimbra passa a dispor de um Consulado Honorário de França
A cidade de Coimbra conta, desde esta quarta-feira, 28 de Outub...
Na reunião foi possível perceber que a Alliance Française tem conseguido manter o
número de alunos em Coimbra, mas agora t...
Para o embaixador é importante que outros profissionais, inclusive funcionários
camarários, aprendam francês para melhor p...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Coimbra passa a dispor de um Consulado Honorário de França

154 visualizações

Publicada em

A cidade de Coimbra conta, desde esta quarta-feira, 28 de Outubro, com um Consulado Honorário de França, que funciona nas instalações da Alliance Française, à Rua Pinheiro Chagas. A revelação foi feita pelo embaixador de França em Portugal, Jean-François Blarel, na visita que efetuou, na tarde de ontem, ao Presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado. Um dos objetivos do encontro foi precisamente o de apresentar a nova cônsul honorária de França em Coimbra, Amina Mazouza, que é também diretora da Alliance Française de Coimbra.

“Sejam bem-vindos. É uma honra receber o Sr. embaixador e a Sr.ª cônsul honorária”, cumprimentou Manuel Machado. Na opinião do autarca, “França merece muito respeito e consideração” e “a Alliance Française tem um papel muito respeitado em Coimbra”. O país optou por fechar o Consulado Geral no Porto, abrindo, na sequência dessa decisão, dois Consulados Honorários: um na cidade invicta e outro, agora, em Coimbra. “É para melhor podermos acolher os nossos cidadãos em geral e também os estudantes”, justificou Jean-François Blarel que, além de Amina Mazouza, se fez acompanhar por Jorge Castilho, vice-presidente do Comitê de Administração da Alliance Française de Coimbra.

Na reunião foi possível perceber que a Alliance Française tem conseguido manter o número de alunos em Coimbra, mas agora também graças a profissionais, como é o caso dos enfermeiros, que pretendem ir trabalhar para países francófonos. No plano cultural, e em dia que marca o início da 16ª Festa de Cinema Francês, Coimbra foi apresentada como a segunda cidade com mais espectadores neste evento, a seguir a Lisboa.

Para o embaixador é importante que outros profissionais, inclusive funcionários camarários, aprendam francês para melhor poderem responder ao incremento de turismo que Coimbra tem registado. Por seu turno, recordando que as geminações de Coimbra com Poitiers e Aix-En-Provence já foram “intensas e profícuas” no passado, Manuel Machado manifestou o interesse de retomar esses relacionamentos o quanto antes. Mas não apenas a nível institucional. O presidente da CMC entende que estas relações bilaterais têm que, obrigatoriamente, envolver empresários, empresas e os cidadãos em geral.
No final do encontro, Manuel Machado ofereceu uma medalha da cidade a Jean-François Blarel e um conjunto de gravuras da cidade aos três visitantes.

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coimbra passa a dispor de um Consulado Honorário de França

  1. 1. Coimbra passa a dispor de um Consulado Honorário de França A cidade de Coimbra conta, desde esta quarta-feira, 28 de Outubro, com um Consulado Honorário de França, que funciona nas instalações da Alliance Française, à Rua Pinheiro Chagas. A revelação foi feita pelo embaixador de França em Portugal, Jean-François Blarel, na visita que efetuou, na tarde de ontem, ao Presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado. Um dos objetivos do encontro foi precisamente o de apresentar a nova cônsul honorária de França em Coimbra, Amina Mazouza, que é também diretora da Alliance Française de Coimbra. “Sejam bem-vindos. É uma honra receber o Sr. embaixador e a Sr.ª cônsul honorária”, cumprimentou Manuel Machado. Na opinião do autarca, “França merece muito respeito e consideração” e “a Alliance Française tem um papel muito respeitado em Coimbra”. O país optou por fechar o Consulado Geral no Porto, abrindo, na sequência dessa decisão, dois Consulados Honorários: um na cidade invicta e outro, agora, em Coimbra. “É para melhor podermos acolher os nossos cidadãos em geral e também os estudantes”, justificou Jean- François Blarel que, além de Amina Mazouza, se fez acompanhar por Jorge Castilho, vice- presidente do Comitê de Administração da Alliance Française de Coimbra.
  2. 2. Na reunião foi possível perceber que a Alliance Française tem conseguido manter o número de alunos em Coimbra, mas agora também graças a profissionais, como é o caso dos enfermeiros, que pretendem ir trabalhar para países francófonos. No plano cultural, e em dia que marca o início da 16ª Festa de Cinema Francês, Coimbra foi apresentada como a segunda cidade com mais espectadores neste evento, a seguir a Lisboa.
  3. 3. Para o embaixador é importante que outros profissionais, inclusive funcionários camarários, aprendam francês para melhor poderem responder ao incremento de turismo que Coimbra tem registado. Por seu turno, recordando que as geminações de Coimbra com Poitiers e Aix-En-Provence já foram “intensas e profícuas” no passado, Manuel Machado manifestou o interesse de retomar esses relacionamentos o quanto antes. Mas não apenas a nível institucional. O presidente da CMC entende que estas relações bilaterais têm que, obrigatoriamente, envolver empresários, empresas e os cidadãos em geral. No final do encontro, Manuel Machado ofereceu uma medalha da cidade a Jean-François Blarel e um conjunto de gravuras da cidade aos três visitantes.

×