“A juventude tem menos acesso ànoção de história projetiva porqueestá submetida ao cotidiano quecultua o presente,a superf...
 As escolas tradicionais não se preocupam com o espaço físico dasala de aula. Grande parte delas possuem espaços composto...
ESTUDANTES DESINTERESSADOS
As escolas tradicionais ainda trabalham com o sistema queprivilegia a quantidade de informação, misturando osconteúdos sig...
As atividades deveriam deixar de lado o sistemarepetitivo para dar espaço para a criatividade, pesquisae produção de conhe...
Criatividade sendo desperdiçada,devido às aulas chatas e entediantes
“Finalmente, o educador verá que em nosso tempopluralidade de fronteiras não é o “ fim da história”, maspossibilidade de d...
 Marco Silva- “Educar em nosso tempo: Desafios da Teoria SocialPós-Moderna” http://www.uel.br/grupo-estudo/gaes/pages/ar...
Geração do novo(a)  jéssica lamberti
Geração do novo(a)  jéssica lamberti
Geração do novo(a)  jéssica lamberti
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Geração do novo(a) jéssica lamberti

302 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
302
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geração do novo(a) jéssica lamberti

  1. 1. “A juventude tem menos acesso ànoção de história projetiva porqueestá submetida ao cotidiano quecultua o presente,a superfície e oimediato”
  2. 2.  As escolas tradicionais não se preocupam com o espaço físico dasala de aula. Grande parte delas possuem espaços compostosapenas por carteiras, lousa e cortinas. Ou seja, um ambiente poucoestimulante para as crianças e adolescentes de hoje. A inovadoraproposta de sala de aula ambiente é pouco utilizada pelas escolas,pois estas não são favoráveis à circulação de alunos de uma salapara a outra ou rejeitam a ideia pelo custo de implantação.As salas-ambiente são interessantes e funcionam bem, quandoimplementadas corretamente, pois oferecem mais recursos eestímulos aos alunos. Numa sala-ambiente de História, por exemplo,podemos ter mapas, livros paradidáticos, dvd com filmes temáticos,revistas entre outros recursos. As mesas podem ficar dispostas deforma a facilitar o trabalho em equipe, e não em fileiras, como numasala tradicional.A quantidade de alunos por sala de aula também é um problema.Muitas escolas colocam 30, 40 e até mesmo 50 alunos por sala.Nestes casos, a qualidade do ensino cai muito, pois o professor nãopode oferecer um atendimento mais individualizado, buscando sanaras dificuldades de aprendizado dos alunos. Sem contar que oexcesso de alunos por sala é um dos fatores geradores deindisciplina.
  3. 3. ESTUDANTES DESINTERESSADOS
  4. 4. As escolas tradicionais ainda trabalham com o sistema queprivilegia a quantidade de informação, misturando osconteúdos significativos com os de pouco significado paraaquele momento. Questionários são usados para reforçar oconteúdo e as avaliações servem apenas para medir aassimilação destes conteúdos.O ideal seria que fossem trabalhados conteúdos significativospara a formação do aluno. Qual conhecimento seria maisimportante para um aluno? Conhecer os conflitos políticos naépoca imperial ou saber como funciona nosso sistema políticoatual e para que ele serve em nosso dia-a-dia?
  5. 5. As atividades deveriam deixar de lado o sistemarepetitivo para dar espaço para a criatividade, pesquisae produção de conhecimentos. Afinal de contas, sãoestas qualidades exigidas no mercado de trabalhoatual.Além dos conteúdos é necessário que a escolafavoreça o desenvolvimento de atitudes positivas,atuando na formação do indivíduo. Respeito, paz,convivência harmônica, solidariedade e princípios decidadania devem ser levados a sério e incluídos nosprogramas pedagógicos de forma prática e eficiente.
  6. 6. Criatividade sendo desperdiçada,devido às aulas chatas e entediantes
  7. 7. “Finalmente, o educador verá que em nosso tempopluralidade de fronteiras não é o “ fim da história”, maspossibilidade de democracia de fato. Verá quedemocracia não é apenas a tradicional vontade damaioria, mas pluralidade discursiva. E pluralidadediscursiva é a única alternativa ao racismo,culturalismo, sexismo e tribalismo que crescemtendência.”
  8. 8.  Marco Silva- “Educar em nosso tempo: Desafios da Teoria SocialPós-Moderna” http://www.uel.br/grupo-estudo/gaes/pages/arquivos/LUIZ%20Ernesto%20%20artigo%20GT%2004.pdf http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/pensam-nossos-estudantes-699877.shtml http://educarparacrescer.abril.com.br/aprendizagem/ensino-novo-nova-geracao-701314.shtml http://www.jornal.uem.br/2011/index.php?option=com_content&view=article&id=810:seculo-xxi-precisa-de-novo-modelo-de-aula&catid=90:jornal-104-abril2012&Itemid=31 http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/conheca-escola-ensino-futuro

×