PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERABA
    SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E
                 CULTURA
        DEPARTAMENTO PEDAG...
6 anos. Para atender esse objetivo, foram criadas diversas ações, com
atribuições tanto para os docentes quanto para a SEM...
de marcha e equilíbrio; esquema corporal, lateralidade e relações
espaciais-temporais; aquisição de força; experiências co...
Diante dos resultados obtidos, dos encontros promovidos com os
docentes, do despertar ao estudo de novas ferramentas de ut...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Informativo 12 (Ed. FíSica)

1.018 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.018
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Informativo 12 (Ed. FíSica)

  1. 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERABA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO INFORMATIVO PEDAGÓGICO 12 ANO 2009 PLANO DE INTERVENÇÃO NA EDUCAÇÃO FÍSICA O "Plano de Intervenção na Educação Física" foi elaborado pela Seção de Ensino Fundamental do Departamento Pedagógico da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Uberaba-MG em 2009. Diante das novas propostas da SEMEC (Avaliação do SAEM, elaboração de Portfolio, PDE Escola, entre outras), fez-se necessário que a Educação Física, como componente curricular obrigatório, acompanhasse essas mudanças, inserindo-se neste novo contexto educacional. Diante disso, tornou-se necessário possibilitar que os professores de Educação Física participassem ativamente destas mudanças, respeitando-se as diversas realidades de atuação profissional. O principal objetivo do “Plano de intervenção na Educação Física” é nortear o trabalho dos docentes que ministram aulas aos alunos de 3 a
  2. 2. 6 anos. Para atender esse objetivo, foram criadas diversas ações, com atribuições tanto para os docentes quanto para a SEMEC. A primeira ação dessa proposta foi realizar uma avaliação psicomotora, para os alunos de 3 a 6 anos da Rede Municipal de Ensino, com base em um instrumento comum a todas as Escolas e CEMEIS. Depois de avaliados os discentes, foi possível detectar o perfil psicomotor dos alunos. Embora saibamos que a psicomotricidade não possa ser subdividida em segmentos, acreditamos que fragmentá-la pedagogicamente em habilidades e conceituá-las por quesitos facilita nortear o trabalho do Professor. Diante disso, o professor deve implementar, em suas aulas, atividades que visem favorecer o desenvolvimento de habilidades que ainda não estão totalmente construídas pelo educando ou favorecer a aquisição de habilidades de alta ordem aos alunos, detectadas pela Avaliação Psicomotora. Para isso, o Professor elabora um plano de ação, por meio de metas bimestrais, amparado pelas Diretrizes Curriculares estabelecidas para a Educação Física da Rede Municipal de Ensino de Uberaba. Dentre os demais assuntos abordados na proposta de intervenção, foi sugerido aos professores um modelo para elaboração de portfolio, específico para a área de Educação Física, que está sendo acompanhado pela SEMEC com os assessoramentos in loco. Outra novidade criada neste Plano de Intervenção foi a criação de um instrumento que facilita a comunicação entre os docentes e a SEMEC. Um blog foi criado também para facilitar a entrega de materiais, sugestões de artigos para leitura, divulgação de eventos, entre outras informações. O endereço eletrônico é: http://educacaofisicauberaba.blogspot.com/ Análise Geral da Avaliação Psicomotora Inicial Participaram dessa primeira Avaliação Psicomotora quarenta e cinco instituições da Rede Municipal de Ensino, sendo trinta e uma escolas e quatorze CEMEIS, que resultaram um total de 4093 alunos avaliados. Depois de determinado o perfil psicomotor dos alunos, surgiram várias possibilidades de análises e comparações, tais como, com o próprio aluno ao final do ano, com o desempenho nas avaliações internas e externas (SAEM) da unidade de ensino, com a localização da instituição, com a avaliação do AEE, entre outras. Os gráficos a seguir são relativos ao desempenho dos alunos referente aos quatro quesitos psicomotores avaliados. São eles: aquisição
  3. 3. de marcha e equilíbrio; esquema corporal, lateralidade e relações espaciais-temporais; aquisição de força; experiências com bola. Para avaliar cada quesito psicomotor, os alunos foram submetidos a tarefas psicomotoras e classificados conforme seu desempenho. Os alunos que conseguiram realizar o que foi pedido com propriedade e segurança foram conceituados com a legenda C (Construídos). Já os que demonstraram insegurança ao realizar o que foi pedido, ou ainda, quando não conseguiram realizar com frequência, foram classificados como EC (Em construção). Porém quando os alunos não conseguiram realizar o que foi pedido e ainda não demonstraram domínio significativo à tarefa proposta, foram conceituados de NC (Não construído). Avaliação Psicomotora Inicial Avaliação Psicomotora Inicial 4000 4000 3500 3500 3000 3000 2500 C 2500 C 2000 EC 2000 EC 1500 NC 1500 NC 1000 1000 500 500 0 0 Esquema corporal, lateralidade e relações espaciais / Aquisição de marcha e equilíbrio temporais C 3719 C 3362 EC 344 EC 689 NC 30 NC 42 Perfil de entrada dos alunos de 3 a 6 anos da Perfil de entrada dos alunos de 3 a 6 anos da Rede Municipal de Ensino de Uberaba-MG Rede Municipal de Ensino de Uberaba-MG Avaliação Psicomotora Inicial Avaliação Psicomotora Inicial 4000 4000 3500 3500 3000 3000 2500 C 2500 C 2000 EC 2000 EC 1500 NC 1500 NC 1000 1000 500 500 0 0 Aquisição de força Experiências com bola C 3517 C 2578 EC 536 EC 1362 NC 40 NC 153 Perfil de entrada dos alunos de 3 a 6 anos da Perfil de entrada dos alunos de 3 a 6 anos da Rede Municipal de Ensino de Uberaba-MG Rede Municipal de Ensino de Uberaba-MG Depois de levantado o perfil dos alunos de 3 a 6 anos da Rede Municipal de Ensino, detectamos que eles estão se desenvolvendo muito bem. Dando continuidade às ações, a equipe da SEMEC, por meio de assessoramentos in loco, irá acompanhar as atividades nas Unidades de Ensino da Rede, a fim de socializar com as instituições os trabalhos que obtiverem êxito e assim, assessorar, de forma mais significativa as que esbarraram em intercorrências.
  4. 4. Diante dos resultados obtidos, dos encontros promovidos com os docentes, do despertar ao estudo de novas ferramentas de utilidade educacional, podemos concluir que o "Plano de Intervenção na Educação Física" demonstrou-se promissor. "A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda." Paulo Freire SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA Secretário: Marcos Bordon Subsecretária: Mara Denise Paschoalini Bóscolo DIRETORA GESTÃO EDUCACIONAL Eliana Helena Corrêa Neves Salge DIRETORA DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Nilza Consuelo Alves Pinheiro SEÇÃO DE ENSINO FUNDAMENTAL Chefe de Seção: Maria Ines Pucci de Martino Prata Adriene Cristina Pontes Alves Silva Andréa Ângela Toledo Celestino Fernando Lopes Correa Ilidia Terezinha Arduini Antônio Janaína Lopes Gomes Luciana Ciabotti Luciana Tristão Teixeira Maria do Carmo Assunção Cunha Nilce Maia Koshiba Valéria Salgado dos Santos Cruz Valéria Murakami Braga. PLANO DE INTERVENÇÃO NA EDUCAÇÃO FÍSICA Prof. Fernando Lopes Corrêa Profª. Nilce Maia Koshiba Profª. Adriana Vasques.

×