Frameworks Ajax Porque, quando e como usar um Framework Ajax para melhorar a produtividade
Agenda <ul><li>Apresentação! </li></ul><ul><li>O que são Frameworks Ajax? </li></ul><ul><li>Que tipos de Frameworks existe...
Christiano Milfont Developer, Programmer, Speaker, Blogger, ... http://www.milfont.org [email_address] Apresentação
Frameworks Ajax
Frameworks Ajax
Anatomia do Ajax <ul><li>Evento acionado no navegador </li></ul><ul><li>Um XHR é instanciado </li></ul><ul><li>A instância...
Anatomia do Ajax 1. Ocorre um evento no cliente
Anatomia do Ajax Instancia uma versão do objeto XHR dependendo do Browser, a Microsoft (criadora do objeto) tem algumas im...
Anatomia do Ajax 3. A instância é configurada O método “open” do objeto XHR cria uma conexão e recebe como parâmetros: o m...
Anatomia do Ajax 4. Solicita uma conexão assíncrona Quando a propriedade readStatedo objeto XHR recebe o valor 4 a conexão...
Anatomia do Ajax 5. A requisição é processada pelo servidor O servidor processa uma requisição como outra qualquer e devol...
Anatomia do Ajax A função callback processa o retorno utilizando DOM. 7 e 8. Callback processa retorno
Anatomia do Ajax Métodos e propriedades do XHR Status do readyState 0: Não inicializado. 1: Conexão estabelecida. 2: Requi...
Frameworks Ajax
Frameworks Ajax
Tipos de Frameworks
Javascript Multipurpose Frameworks Javascript Multipurpose: frameworks que fornecessem componentes sobre o conjunto de tod...
Javascript Remote: frameworks que são especialistas no encapsulamento do mecanismo de troca de objetos entre as camadas fí...
Javascript Specialised Frameworks Javascript Specialized: frameworks que são especialistas em somente um determinado compo...
Benefícios O benefício de se usar um Framework Ajax é o encapsulamento da complexidade de manipulação das tecnologias nece...
Benefícios Um Framework Ajax utiliza as tecnologias: CSS (camada de formatação da apresentação);  XHTML (camada de estrutu...
Frameworks Ajax
Frameworks Ajax
Frameworks Ajax
Frameworks Ajax
Frameworks Ajax
Frameworks Ajax
Frameworks Ajax
Frameworks Ajax GRID
Frameworks Ajax Windows
Frameworks Ajax TabPanel
Frameworks Ajax TreePanel
Frameworks Ajax ComboBox
Frameworks Ajax Forms
Frameworks Ajax Menus e Toolbar
Ajax Resources http://www.ajaxian.com/  http://www.milfont.org/ Livros ZAKAS, Nicholas.  Professional JavaScript for Web D...
Obrigado! Dúvidas ? Christiano Milfont http://www.milfont.org
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Frameworks Ajax

3.126 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.126
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
397
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Frameworks Ajax

  1. 1. Frameworks Ajax Porque, quando e como usar um Framework Ajax para melhorar a produtividade
  2. 2. Agenda <ul><li>Apresentação! </li></ul><ul><li>O que são Frameworks Ajax? </li></ul><ul><li>Que tipos de Frameworks existem? </li></ul><ul><li>Quais os benefícios de um Framework Ajax? </li></ul><ul><li>Quais os requisitos de um Framework? </li></ul>
  3. 3. Christiano Milfont Developer, Programmer, Speaker, Blogger, ... http://www.milfont.org [email_address] Apresentação
  4. 4. Frameworks Ajax
  5. 5. Frameworks Ajax
  6. 6. Anatomia do Ajax <ul><li>Evento acionado no navegador </li></ul><ul><li>Um XHR é instanciado </li></ul><ul><li>A instância do XHR é configurada </li></ul><ul><li>Uma solicitação com conexão assíncrona </li></ul><ul><li>Requisição processada no servidor </li></ul><ul><li>Retorno do servidor em XML ou texto </li></ul><ul><li>XHR processa o retorno </li></ul><ul><li>O HTML DOM processa o XML ou Texto </li></ul>
  7. 7. Anatomia do Ajax 1. Ocorre um evento no cliente
  8. 8. Anatomia do Ajax Instancia uma versão do objeto XHR dependendo do Browser, a Microsoft (criadora do objeto) tem algumas implementações dependendo da versão do Internet Explorer. 2. Um XHR é instanciado
  9. 9. Anatomia do Ajax 3. A instância é configurada O método “open” do objeto XHR cria uma conexão e recebe como parâmetros: o método de conexão (“POST” ou “GET”); a “url” do servidor; e um booleano que indica se a conexão é assíncrona (TRUE) ou síncrona (FALSE). Associa-se uma função “callback” que processará o resultado do servidor. Submete os dados caso a conexão seja POST.
  10. 10. Anatomia do Ajax 4. Solicita uma conexão assíncrona Quando a propriedade readStatedo objeto XHR recebe o valor 4 a conexão foi terminada, podemos processar diretamente ou somente quando a propriedade status receber o valor “200”.
  11. 11. Anatomia do Ajax 5. A requisição é processada pelo servidor O servidor processa uma requisição como outra qualquer e devolve um XML ou um texto. 6. O servidor retorna um XML ou um texto É comum utilizar na resposta um texto com o objeto no formato JSON para ser processado na função callback.
  12. 12. Anatomia do Ajax A função callback processa o retorno utilizando DOM. 7 e 8. Callback processa retorno
  13. 13. Anatomia do Ajax Métodos e propriedades do XHR Status do readyState 0: Não inicializado. 1: Conexão estabelecida. 2: Requisição recebida. 3: Em processo. 4: Finalizada. Métodos open(mode, url, boolean): inicializa a conexão e recebe os parametros mode (conexão), url e booleano (síncrono ou assíncrono). send(&quot;string&quot;): Null para GET ou uma String dos parametros e valores para o POST. Atributos readyState: Troca valores de 0 a 4 que indicam que está “Ready”. Status: Códigos de status do response HTTP. responseText: Processa a resposta como texto. responseXML: Processa a resposta como um objeto XML. onreadystatechange: Propriedade que recebe uma função que é invocada quando o evento readystatechange é disparado.
  14. 14. Frameworks Ajax
  15. 15. Frameworks Ajax
  16. 16. Tipos de Frameworks
  17. 17. Javascript Multipurpose Frameworks Javascript Multipurpose: frameworks que fornecessem componentes sobre o conjunto de todas as tecnologias web no lado cliente e mecanismos de acesso ao lado servidor, como o encapsulamento do tratamento dos dados. Tipos de Frameworks
  18. 18. Javascript Remote: frameworks que são especialistas no encapsulamento do mecanismo de troca de objetos entre as camadas físicas. Javascript Remoting Frameworks Tipos de Frameworks
  19. 19. Javascript Specialised Frameworks Javascript Specialized: frameworks que são especialistas em somente um determinado comportamento ou mecanismo do conjunto de tecnologias web, como por exemplo: especialistas em efeitos ou somente na extensão do javascript. Tipos de Frameworks
  20. 20. Benefícios O benefício de se usar um Framework Ajax é o encapsulamento da complexidade de manipulação das tecnologias necessárias, fornecendo um só mecanismo Cross Browser que permita a utilização do ajax com acessibilidade semelhante ao ambiente desktop, além de facilitar o tratamento dos dados nas as camadas físicas entre o lado cliente e o lado servidor.
  21. 21. Benefícios Um Framework Ajax utiliza as tecnologias: CSS (camada de formatação da apresentação); XHTML (camada de estrutura da apresentação); XML (dados a serem manipulados) e JSON (outra especificação do formato dos dados); Javascript (camada de controle) por meio de DOM (modelo de árvore de objetos) e com o objeto XMLHttpRequest (que fornece conexões assíncronas). Extende essa tecnologias padrões com componentes de eventos, efeitos, Drag'n'Drop, entre outros.
  22. 22. Frameworks Ajax
  23. 23. Frameworks Ajax
  24. 24. Frameworks Ajax
  25. 25. Frameworks Ajax
  26. 26. Frameworks Ajax
  27. 27. Frameworks Ajax
  28. 28. Frameworks Ajax
  29. 29. Frameworks Ajax GRID
  30. 30. Frameworks Ajax Windows
  31. 31. Frameworks Ajax TabPanel
  32. 32. Frameworks Ajax TreePanel
  33. 33. Frameworks Ajax ComboBox
  34. 34. Frameworks Ajax Forms
  35. 35. Frameworks Ajax Menus e Toolbar
  36. 36. Ajax Resources http://www.ajaxian.com/ http://www.milfont.org/ Livros ZAKAS, Nicholas. Professional JavaScript for Web Developers. Indianapolis, Indiana: Wiley Publishing Inc.,2005. ZAKAS, Nicholas; MCPEAK, Jeremy; FAWCETT, Joe. Professional Ajax. 2nd Edition. Indianapolis, Indiana: Wiley Publishing Inc.,2007. ASLESON, Ryan; SCHUTTA, Nathaniel. Foundations of Ajax. Berkeley, CA: Apress, 2006 GROSS, Christian. Ajax Patterns and Best Practices. Berkeley, CA: Apress, 2006. CRANE, Dave; PASCARELLO, Eric; JAMES, Darren. Ajax in Action. Greenwich, CT: Manning Publications Co., 2006. Referências
  37. 37. Obrigado! Dúvidas ? Christiano Milfont http://www.milfont.org

×