Showafis

106 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
106
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Showafis

  1. 1. B R A S Í L I A: O NASCIMENTO
  2. 2. B R A S Í L I A: O NASCIMENTO
  3. 3. B R A S Í L I A: O NASCIMENTO
  4. 4. B R A S Í L I A: 40 Anos Depois
  5. 5. Instituto de Criminalística do Distrito FederalA P R E S E N T A:
  6. 6. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações Criminais
  7. 7. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações Criminais• Este sistema foidesenvolvido para ogerenciamento global dasinformações criminais,visando dotar ainvestigação policial de umaferramenta científica queatenda as peculiaridades erotinas locais e permita aagilização do processo deinvestigação.Com ele o policial poderáelucidar crimes usandoferramentas de pesquisaavançada, tecnologia deidentificação biométricacomo DNA, ImpressõesDigitais (AFIS), “ModusOperandi” eBiocaracterísticas.
  8. 8. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações Criminais• Desta forma, emmuitas situações opolicial irá encontrarum criminoso apenaspesquisando o bancode dados.• O sistema permiteainda oprocessamento etransmissão detodas as informaçõese imagens por meioda Internet,utilizando ummoderno software detransmissãocriptografada e comchaves dinâmicas: O“BioWEB”.
  9. 9. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações Criminais• O Bioweb é um softwarepioneiro no mundo em termosde transmissão de dados viaInternet e Home Banking,desenvolvido pela empresaGaúcha “COMPULETRA”.Além de facilitar acessos, oBioWeb provê segurançainigualável, garantida porcriptografia dos dados com trêschaves dinâmicas e a chaveprimária totalmente brasileira.• O Bioweb é resultado de maisde 4 anos de pesquisa edesenvolvimento em soluçõesde Identificação Biométrica.
  10. 10. Scanner de DigitalPousada
  11. 11. Scanner Rolado
  12. 12. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações Criminais• O sistema não dispensa a atuaçãodos profissionais em papiloscopiana validação dos resultados,apenas agiliza suas tarefas,elimina montanhas de fichas earquivos, disponibiliza espaçofísico, além de proporcionar ummaior número de atendimentos,promovendo a racionalização dosrecursos humanos atualmenteexistentes e o substancialaumento dos confrontos positivos.OS PROFISSIONAISDESTA ÁREADEVERÃO SEESPECIALIZAR EMTELEMÁTICAPOLICIAL.
  13. 13. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações Criminais• Assim, logo após o examepericial, cada unidade policialterá à sua disposição, “on-line”, todos os elementos paraa consulta dos resultadosobtidos pela Polícia Técnica,além de pesquisas, um rol deprováveis autores e checagemde informações.• Isso racionalizará o fluxo depedidos de laudos e atenderácom agilidade as necessidadesda investigação policial,evitando até mesmo osdeslocamentos desnecessários.
  14. 14. SERVIDO R DE REDE IN TRAN ETI CServidor de Processam ento- R egistros e Pesquisas- B IO W EBPO STO S D E ID EN TIFIC A Ç Ã O- Registros e PesquisasI I- Registros e PesquisasD N A- Registros e PesquisasI M L- Registros e PesquisasPO LIN TER- Registro de H istórico e pesquisasDIN F- R oteador Intranet- G erência da Transm issãoDELEG ACIA S- Pesquisas
  15. 15. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações Criminais• O sistema já se encontraapto a receber os novoscadastrados e efetuar todasas pesquisas. Os PeritosCriminais e a Divisão deDNA iniciaram os registrosdas ocorrências no dia01/05/00. Entretanto, paraque o sistema ofereça tudocomo foi aqui exposto,algumas medidas deverãoser tomadas pela DireçãoGeral e Coordenações dePolícia Técnica,Circunscricional eEspecializada :• Integração do sistema à rede Intranet daPolícia Civil;•Normatização dos procedimentos decadastramento das impressões digitaiscoletadas em locais de crime;•Digitalização das fichas do arquivomonodactilar e dos novos cadastrados ;•Compra da segunda fase do sistema,aprovada no orçamento do DF, no valorde R$ 150.000
  16. 16. Scanner Econômico deDedo
  17. 17. Polícia Técnica: Profissionais a serviço da comunidade.
  18. 18. GUIDE ME HOME(Freddie Mercury/Mike Moran)
  19. 19. Agora que o vento tem perdido minha vela,Agora que o pressentimento tem causado minha aflição.Quem me encontrará? Comigo se importará e ao meulado me guiará de volta, seguramente, para acasa a que eu pertenço. uma vez mais...
  20. 20. .Onde está minha estrela nos ramosceleste?Onde está minha força? eu precisodela agora.
  21. 21. Quem pode me salvar? conduzir-me ao meudestino? Guiar-me de volta, seguramente, para acasa a que eu pertenço? Uma vez mais...
  22. 22. Quem me encontrará, se importará, e ao meulado, me guiará de volta? seguramente, para acasa a que eu pertenço? uma vez mais...
  23. 23. Como posso prosseguir? Como possocontinuar neste caminho...
  24. 24. É na esperança que nossas crianças venhama fazer do Brasil um grande país, quetrabalhamos hoje por sua segurança,colocando os conhecimentos dos PeritosCriminais da Criminalística Brasiliense aserviço das soluções dos problemas deSegurança Pública.
  25. 25. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações CriminaisPatrocínio do Projeto:•Fundação de Apoio à Pesquisa do DistritoFederal - FAP-DF•Associação Brasiliense de Peritos emCriminalística - ABPC•Instituto de Criminalística do Distrito Federal
  26. 26. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações CriminaisSistema Desenvolvido por:Seção de Crimes Contra o Patrimônio doInstituto de Criminalística do DFSCPa
  27. 27. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações CriminaisCoordenador do ProjetoB.el. Celso Jorge Côbo ArraisChefe da Seção de Crimes Contra oPatrimônio do IC-DF
  28. 28. Corpo Técnico:Prof. Dr. Phil. Eduardo Kunze Bastos - Perito CriminalDoutor em BiogeografiaProf. Dr. Phil. Nivaldo Pereira Alves - Médico LegistaDoutor em GenéticaMsc. Phil. Gustavo Dalton de Carvalho - Perito CriminalMestre em GenéticaEng. Ivan Villela de Araújo - Perito CriminalEspecialista em Planejamento de Sistemas HidrotérmicosEng. Luiz Alberto da C. Morisson Júnior- Perito CriminalEspecialista em Sistemas de Potência, Eletrotécnica e EletrônicaB.el. Milton Dias da Silva - Perito CriminalEspecialista em HardwareB.el. José de Sousa Sobrinho - Perito CriminalEspecialista em Ciências Jurídicas, Econômicas e ContábeisBióloga Karla Angélica Alves de Paula - Perita CriminalEspecialista em Genética Forense
  29. 29. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações CriminaisA TODOS OS POLICIAIS CIVISQUE CONTRIBUÍRAM COM AREALIZAÇÃO DESTE PROJETOOS NOSSOS MAIS SINCEROSAGRADECIMENTOS.
  30. 30. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações CriminaisF I M
  31. 31. Sistema de Macrogerenciamento dasInformações CriminaisPolícia Civil do Distrito FederalPolícia Civil do Distrito FederalCoordenação de Polícia TécnicaCoordenação de Polícia TécnicaInstituto de Criminalística doInstituto de Criminalística do DFDFSeção de Crimes Contra o PatrimônioSeção de Crimes Contra o Patrimônio

×