SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
1. Acolhida
Preparar o espaço celebrativo de modo acolhedor e festivo.
Ornamentar um local na porta de Igreja com flores e
velas, onde ficará em destaque o Lecionário (ou a Bíblia).
Atenção! É esse mesmo Lecionário (ou Bíblia) que deverá
ser utilizado para a proclamação das leituras. Preparar com
antecedência a recordação da vida. Cantar suavemente o
refrão orante, várias vezes.
(Taizé)
Onde reina amor, fraterno amor. Onde reina
amor, Deus aí está.
Animador(a) - Irmãos e irmãs em Cristo, é
muito bom estarmos reunidos neste Dia do
Senhor para celebrarmos o mistério da nossa
fé e nossa vida de comunidade. Todos vocês
são bem-vindos a este encontro fraterno.
Estamos no mês dedicado à Bíblia, livro que
contém toda a história da salvação, assim como
as orientações para vivermos de acordo com
o Projeto de Vida que Deus tem em favor da
humanidade. Neste momento, vamos trazer
presente os fatos marcantes da semana que
passou. (Recordação da vida) Como família de Deus
unida em oração, cantemos.
Procissão de entrada como de costume.
2. Canto Inicial(Maria de F. de Oliveira - Simerido Amaral)
Venha povo de Deus, celebrar nosso encontro
de fraternidade, é Jesus, nosso Mestre e Senhor,
que nos chama a viver na unidade.
1 - Ó Senhor, nós chegamos felizes, a verdade
queremos ouvir. Tua Palavra é luz que ilumina,
os caminhos que vamos seguir.
2-Novaauroradevidaeesperançanósbuscamos
aqui, ó Senhor. Cidadãos com direitos iguais, pura
imagem de Deus, criador.
3 - Os valores do Reino, um dia, nós possamos
alegres viver. A família, a escola, a Igreja, sejam
forças que os fazem crescer.
Presidente - A correção fraterna e a vivência do
amor ao próximo é a centralidade da liturgia de
hoje.ReunidospelaSantíssimaTrindade,façamos
o sinal da nossa fé. Em nome do Pai...
Presidente - O amor do Pai, a doação do Filho
e a força do Espírito Santo estejam convosco.
Bendito seja Deus...
3. Hino do Glória
Presidente - Glorifiquemos a Deus que em Seu
imenso amor enviou seu Filho para salvação de
toda a humanidade. Cantemos o hino do Glória.
(Missal Romano - Maria da Conceição e Wendel da Silva Oliveira)
Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos
homens por Ele amados. (bis) Senhor Deus,
Rei dos Céus, Deus Pai todo poderoso: nós
vos louvamos, vos bendizemos, vos adoramos,
vos glorificamos, nós vos damos graças por
vossa imensa glória. Senhor Jesus Cristo, Filho
Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho
de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo,
tende piedade de nós. Vós que tirais o pecado do
mundo acolhei a nossa súplica. Vós que estais à
direita do Pai, tende piedade de nós. Só Vós sois o
Santo, só Vós, o Senhor, só Vós, o Altíssimo, Jesus
Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai,
na glória de Deus Pai. Amém. (5x)
01
JESUS NOS ENSINA A PRÁTICA DA CORREÇÃO FRATERNA
ODiadoSenhor
Deus nos reúne
Ano A - XXVII - Nº 1652 - 23º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 10/09/2017
02
ao Deus que é luz, ao Deus que é vida. E quando
a gente cai, Deus age como Pai: perdoa, perdoa
e torna a perdoar e ensina o como amar. Eu sou
contradição mas Deus, Ele é perdão.
11. Deus nos Perdoa
Presidente - A Igreja não é um grupo de justos, de
puros,depessoassempecado,queexcluiaqueles
que erram. Em silêncio, pensemos nas vezes em
que não corrigimos fraternalmente o irmão(ã)
que errou (silêncio). Peçamos perdão, cantando.
(Pe. José Cândido)
1 - Senhor, que viestes salvar os corações
arrependidos.
Piedade, piedade, piedade de nós. (bis)
2 - Cristo, que viestes chamar os pecadores
humilhados.
3 - Senhor, que intercedeis por nós, junto a Deus
Pai que nos perdoa.
Presidente - Deus de amor e bondade, tenha
compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e
nos conduza, um dia, à vida eterna. Amém.
12. Profissão de fé
Presidente - No Deus Uno e Trino que sempre
nos dá a oportunidade de perdoarmos e sermos
perdoados, professemos nossa fé. Creio em
Deus Pai...
13. Preces da Comunidade
Presidente - Cheios de esperança, elevemos
ao Pai os pedidos de nossa comunidade. A
cada prece responderemos: Deus de amor e
misericórdia, atendei-nos.
- Senhor, fortalecei a vossa Igreja na vivência da
misericórdia e do amor para que tenhamos a
capacidade de perdoar sempre, assim como vós
nos ensinastes por Jesus Cristo e nas Sagradas
Escrituras. Nós vos pedimos.
-Senhor,daiconsciênciaaospolíticoseempresários
de nosso País, que praticam corrupção, para que
mudem de conduta e não penalizem mais nosso
povo tão sofrido. Nós vos pedimos.
- Senhor, ajudai-nos a ter intimidade com a Bíblia,
através da Leitura Orante, para que possamos
crescercomodiscípulosmissionáriospromovendo
a unidade em nosso meio. Nós vos pedimos.
(preces espontâneas)
Presidente - Senhor, atendei em vossa imensa
misericórdia, os pedidos de nossa comunidade.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
14. Apresentação dos Dons
Animador(a) - A Palavra de Deus hoje destaca
a comunhão e o amor fraterno na comunidade
4. Oração
Presidente - Ó Deus, Pai de bondade, que nos
redimistes e adotastes como filhos, concedei aos
que creem no Cristo a verdadeira liberdade e a
herança eterna. Por Jesus Cristo, vosso Filho, na
unidade do Espírito Santo. Amém.
(Ofício Divino das Comunidades)
APalavradeDeuséluz,quenosguianaescuridão:
é semente de paz, de justiça e perdão! (bis)
5. Leitura da Profecia de Ezequiel
(33, 7-9)
6. Salmo Responsorial (94) (CD Liturgia VII - TC)
Não fecheis o coração, ouvi, hoje, a voz de Deus!
- Vinde, exultemos de alegria no Senhor,
aclamemos o Rochedo que nos salva! Ao seu
encontro caminhemos com louvores, e com
cantos de alegria o celebremos!
- Vinde, adoremos e prostremo-nos por terra, e
ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque
Ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o
seu povo e seu rebanho, as ovelhas que conduz
com sua mão.
- Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: “Não fecheis os
corações como em Meriba, como em Massa, no
deserto,aqueledia,emqueoutroravossospaisme
provocaram,apesardeteremvistoasminhasobras”.
7. Leitura da Carta de São Paulo aos
Romanos (13, 8-10)
8. Canto de Aclamação(Pe. José Weber)
Aleluia, Aleluia, Aleluia. (bis)
O Senhor reconciliou o mundo em Cristo,
confiando-nos sua Palavra; a Palavra de
reconciliação, a Palavra que hoje, aqui nos salva.
9. Proclamação do Evangelho de Jesus
Cristo segundo São Mateus (18, 15-20)
10. Partilha da Palavra (concluir com o canto)
(Pe. Zezinho)
1 - E se for pra semear a esperança num jardim,
e se for pra desculpar uma criança eu digo sim,
e se for pra perdoar não tenho escolha, também
sou pecador, também preciso de perdão.
2 - Não sou santo e não sou anjo e nem demônio,
eu sou só eu. Imperfeito, insatisfeito, mas
feliz, assim sou eu. Eu sou contradição, eu sou
imperfeição, só Deus é coerente. Já sorri, já fiz
feliz, já promovi, já elevei, já chorei, já fiz chorar,
já me excedi, já magoei. Eu tenho coração, mas
sou contradição, só Deus acerta sempre.
3 - Por isso eu canto esta canção, canção de amor
arrependidoaoDeusqueéPai,aoDeusqueépaz,
Deus nos fala
Nossa resposta
03
eclesial e também na oração, na correção
amorosa, na mútua amizade. Apresentemos ao
altar do Senhor nosso compromisso de vivermos
a fraternidade entre nós por meio da prática das
obras de misericórdia espirituais.
O animador (a) convida a assembleia a proclamar:
- dar bons conselhos
- corrigir os que erram
- ensinar os que ignoram
- consolar os aflitos
- suportar com paciência as fraquezas do próximo
- rezar pelos vivos e pelos mortos
- perdoar os que nos ofendem.
15. Canto das Oferendas (onde houver celebração
da Palavra) (Ir. Maria de Fátima Ávila - Lindberg Pires)
Aceita, ó Pai, a nossa oferta, transforma tudo o
que te damos, por Jesus Cristo te pedimos, pois
é como Ele que contamos.
1 - Ofertamos ao Senhor a nossa luta para um
mundo mais fraterno construir. Começamos o
trabalho em nossa casa, na família, pra depois
se difundir.
2 - Ofertamos ao Senhor com alegria nossa vida
em sacrifício e oblação por famílias e povos que
não sabem o que é ser fraterno, ser cristão.
(onde houver celebração Eucarística) (Ir. Cecília Vaz Castilho)
1 - Vou te oferecer a vida e tudo que eu já sei
viver. Tempo e trabalho, amor que eu espalho,
coisas que me fazem crer.
2 - Vou te oferecer o pranto, aquilo que é meu
sofrer. Paz que ainda não sei e tudo que errei são
coisas que me fazem crer.
3 - Pão e vinho são sinais de teu amor, nele eu
vou saber viver. Alegria e dor eu vou te oferecer.
São coisas que me fazem crer.
16. Louvação
Presidente - Louvemos a Deus por todas as
instituições e pessoas que se empenham em
resgatar os irmãos(ãs) que erraram perante a
família, a comunidade e a sociedade, dando-lhes
a oportunidade do retorno ao convívio fraterno.
Cantemos.
(José Thomaz Filho - Frei Fabreti)
1 - Te louvo meu Senhor, pois olhaste para mim.
Caídos e humilhados têm sempre o teu favor. Se
eu não tinha nada bastou-me dizer sim. És o meu
socorro, meu Deus, meu Salvador.
Teu amor sempre faz maravilhas: a quem se faz
menor, estende tua mão. És a luz dos teus filhos
e filhas! Vigor de quem não fecha o coração!
2 - Te louvo meu Senhor, o teu nome é sem igual.
Fizeste grandes coisas em mim que nada sou. O
teu nome é Santo, superas todo o mal. E onde
houver bondade tua mão já transbordou.
3 - Te louvo meu Senhor, pois assim é teu poder:
dispersa os prepotentes, acolhe quem sofreu.
Fere os poderosos, mas nutre e faz crescer quem
se reconhece pequeno filho seu.
17. Pai Nosso
Presidente - Rezemos a oração que Cristo nos
ensinou com o firme propósito de: perdoar as
ofensas a quem nos ofendeu. Pai Nosso...
18. Abraço da Paz
Animador(a) - “Não adianta falar de paz se o
nosso coração está em guerra” (Papa Francisco)
com nossa família e com os irmãos(ãs) que
convivemos na comunidade. Abramos nosso
coração para o amor, o perdão e a paz. Saudemo-
nos fraternalmente. (à escolha)
19. Canto de Comunhão (se houver)
(Casimiro Vidal Nogueira)
1 - Todo aquele que comer do meu corpo que é
doado, todo aquele que beber do meu sangue
derramado, e crê nas minhas palavras que são
plenas de vida, nunca mais sentirá fome e nem
sede em sua lida.
Eis que sou o pão da vida, eis que sou o pão do
céu; faço-me vossa comida, eu sou mais que
leite e mel.
2 - O meu Corpo e o meu Sangue são sublimes
alimentos, do fraco indigente é vigor, do faminto
é o sustento. Do aflito é consolo, do enfermo é
a unção, do pequeno e excluído, rocha viva e
proteção.
3 - Eu sou o Caminho, a Vida, a Água Viva e
a Verdade, sou a Paz e a Luz, sou a própria
liberdade. Sou a Palavra do Pai que entre vós
habitou, para que vós habiteis na Trindade onde
estou.
4 - Eu sou a Palavra Viva que sai da boca de Deus,
sou a lâmpada para guiar vossos passos, irmãos
meus. Sou o rio, eu sou a ponte, sou a brisa que
afaga, sou a água, sou a fonte, fogo que não se
apaga.
20. Oração
Presidente - Ó Deus, que nutris e fortificais
vossos fiéis com o alimento da Vossa Palavra (e
da Comunhão), concedei-nos, por estes dons do
VossoFilho,vivercomEleparasempre.PorCristo,
nosso Senhor. Amém.
21. Notícias e Avisos
22. Gesto Concreto (ler para a Comunidade)
Cada fiel, neste mês, deverá comprometer-se em
ler a 1ª Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.
Deus nos faz irmãos
Deus nos envia
04
CÚRIA DIOCESANA DE COLATINA
Rua Santa Maria, 350 - Edifício João Paulo II
CEP 29700-200 - Colatina - ES
Fone: (27) 2102.5000 - Fax: (27) 2102.5015
E-mail: diadosenhor@diocesedecolatina.org.br
Site: www.diocesedecolatina.org.br
Site Santuário: www.nossasenhoradasaude.org.br
Lei” (Rm 13,8). O amor cristão, portanto, se traduz
no esforço constante de sermos os “vigias” da
comunidade cristã, missão estabelecida pelo
próprio Deus (cf. Ez 33,7). E vigiar não significa
ser fiscal, controlador, mas sim, ter a atitude de
velar sobre alguém, ser a sentinela do irmão (ã),
não “fechando o coração” (Sl 94,8) para eles, mas
advertindo-os e orientando-os, para que não
se percam. O ímpio pode se perder e morrer
por culpa própria, mas, caso não o ajude, ele se
perderá por minha culpa, pois seremos cobrados
porsuavida,paraqueanossa,diantedeDeus,não
se perca (cf. Ez 33,9). Na comunidade cristã, somos
responsáveisunspelosoutros.Atémesmoquando
um irmão (ã) se perde ou erra. O ensinamento
de Jesus, portanto, propõe uma pedagogia para
corrigir este irmão (ã). Esta pedagogia prevê três
atitudes ou etapas a serem seguidas. A primeira
atitude é ir ao encontro do irmão (ã) e corrigi-lo
em particular (v.15). Se ele conseguir retornar ao
caminho cristão, cumpriremos a nossa missão
de recuperá-lo. Caso contrário, teremos ainda
uma segunda atitude: chamar mais uma ou duas
pessoas da comunidade para ajudá-lo (v.16). Se
ele ainda não conseguiu retomar o caminho
cristão, arrependendo-se do erro, temos ainda
a terceira atitude: dizer à Igreja (v.17a). Não cabe
a nós julgar e decretar a sentença final. Nossa
missão é a de recuperar, reconquistar e conduzir
o máximo possível de pessoas a Deus, tendo
como modelo Jesus Cristo, pois “Deus enviou o
seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo,
mas para que o mundo seja salvo por ele” (Jo 3,17).
É justamente por isso mesmo que o cristão não
se salva sozinho. Não podemos perder ninguém!
Devemos buscar todos os meios para recuperar
o irmão ou a irmã, pois somos responsáveis por
eles.Oquedeveimperarentrenóséaartedavida
comunitária,aartedacorreçãofraterna,nãopara
serocríticodooutro,masparareconquistá-lopara
Deus. A Igreja deve ser lugar de laços de unidade.
(Roteiros Homiléticos do Tempo Comum II
2014 - Ano A - CNBB)
Leituras da Semana
2ª feira: Cl 1,24-2,3; Sl 61; Lc 6,6-11
3ª feira: Cl 2,6-15; Sl 144; Lc 6,12-19
4ª feira: Cl 3,1-11; Sl 144; Lc 6,20-26
5ª feira: Nm 21,4b-9; Sl 77; Fl 2,6-11; Jo 3,13-17
6ª feira: Hb 5,7-9; Sl 30; Lc 2,33-35
Sábado: 1Tm 1,15-17; Sl 112; Lc 6,43-49
Domingo:Eclo27,30-28,7;Sl102;Rm14,7-9;Mt18,21-35
23. Refletindo o Mês da Bíblia
Animador(a) - O Mês da Bíblia foi aberto como
um espaço privilegiado para aprofundar um
livro ou um tema bíblico, no contexto específico
da realidade brasileira e da caminhada da
Igreja no Brasil. A escolha do mês de setembro
está associada à memória de São Jerônimo
(30 de setembro), tradutor da Bíblia para o
latim (Vulgata) e modelo de divulgador dos
estudos bíblicos. O livro escolhido para o Mês
da Bíblia de 2017 é a Primeira Carta de Paulo
aos Tessalonicenses. A Carta retrata uma
comunidade romana dos inícios do Cristianismo,
com dificuldades, resistências e superações que
busca transformar a sociedade vigente, com a
força do anúncio do Evangelho.
(CNBB Texto-Base, Mês da Bíblia 2017)
24. Bênção
Presidente - O Senhor esteja convosco. Ele está
no meio de nós.
- Abençoe-vos Deus misericordioso, Pai e Filho
e Espírito Santo. Amém.
- Ide em paz e o Senhor vos acompanhe na
vivência da Sua Palavra e do amor. Graças a Deus.
25. Canto final (Zé Martins)
Eu vou pra casa eu vou, eu vou. Levo comigo a
PalavradoSenhor,Palavravivaquenoslibertou,
mensagem viva que é encarnação do amor.
1 - Na minha casa lá tem um lugar pra repousar
a Palavra do Senhor, e cada dia abri-la e meditar
e aprender como se vive o amor.
Preparando a Partilha da Palavra
PeloprofetaEzequiel,somosconvidadosasermos
sentinelas do bem e da justiça. Garantir e cultivar
a justiça é um compromisso inerente que temos
com o Deus da vida e da liberdade. Pelo Batismo
todos nós fomos constituídos profetas. A missão
do profeta é alertar os homens sobre os valores
quenorteiamavidasocialecomunitária,portanto
ele deve meditar a Palavra de Deus, dialogar
com o Senhor e, nessa intimidade, perceber o
que Deus quer para os homens e para o mundo.
Para Mateus a Igreja é chamada a ser sinal do
Reino de Deus na história, até que esta chegue
à sua plenitude. Isso exige dos seus membros
atitudes concretas e diferenciadas no cuidado
do irmão (ã) pela prática da Lei maior: a vivência
do mandamento do amor a si e ao próximo. “O
amoréocumprimentoperfeitodaLei”(Rm13,10b),
nos diz o Senhor neste dia, quando nos convida a
uma atitude nova diante do irmão (ã) que erra. E
ele é mais radical ainda quando diz: “Não fiqueis
devendo nada a ninguém... a não ser o amor,
pois quem ama o próximo está cumprindo a

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012ParoquiaSCJ
 
Cantos tempo-comum
Cantos tempo-comumCantos tempo-comum
Cantos tempo-comumtorrasko
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Feast of the Sacred Heart Mass
Feast of the Sacred Heart MassFeast of the Sacred Heart Mass
Feast of the Sacred Heart MassMariadaSilva95
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comumGustavo Scheffer
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorGustavo Scheffer
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Apresentação missa para 06 05-12
 Apresentação missa para 06 05-12 Apresentação missa para 06 05-12
Apresentação missa para 06 05-12Nacreto
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Livro de Cânticos para procissões - Letras
Livro de Cânticos para procissões - LetrasLivro de Cânticos para procissões - Letras
Livro de Cânticos para procissões - LetrasJoão Rosa
 
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe GesildoCelebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildonsaparecida
 
7ª noite do trigo casa da amizade
7ª noite do trigo casa da amizade7ª noite do trigo casa da amizade
7ª noite do trigo casa da amizadeGustavo Scheffer
 
Missa pronta para datashow 09/12/12
Missa pronta para datashow 09/12/12Missa pronta para datashow 09/12/12
Missa pronta para datashow 09/12/12Nacreto
 
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese MassOur Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 

Mais procurados (20)

002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012
 
Cantos tempo-comum
Cantos tempo-comumCantos tempo-comum
Cantos tempo-comum
 
19 02 12
19 02 1219 02 12
19 02 12
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Feast of the Sacred Heart Mass
Feast of the Sacred Heart MassFeast of the Sacred Heart Mass
Feast of the Sacred Heart Mass
 
Novena
NovenaNovena
Novena
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Apresentação missa para 06 05-12
 Apresentação missa para 06 05-12 Apresentação missa para 06 05-12
Apresentação missa para 06 05-12
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Mãos que servem
Mãos que servemMãos que servem
Mãos que servem
 
Livro de Cânticos para procissões - Letras
Livro de Cânticos para procissões - LetrasLivro de Cânticos para procissões - Letras
Livro de Cânticos para procissões - Letras
 
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe GesildoCelebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
 
7ª noite do trigo casa da amizade
7ª noite do trigo casa da amizade7ª noite do trigo casa da amizade
7ª noite do trigo casa da amizade
 
Missa pronta para datashow 09/12/12
Missa pronta para datashow 09/12/12Missa pronta para datashow 09/12/12
Missa pronta para datashow 09/12/12
 
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese MassOur Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
Our Lady of Fatima Saturday Portuguese Mass
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
28 08 11
28 08 1128 08 11
28 08 11
 

Semelhante a A Igreja ensina a prática da correção fraterna

Roteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraRoteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraCláudio Barros
 
Roteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraRoteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraCláudio Barros
 
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...Bernadetecebs .
 
Missa do 1º Domingo da Quaresma - ANO B (Slides)
Missa do 1º Domingo da Quaresma - ANO B (Slides)Missa do 1º Domingo da Quaresma - ANO B (Slides)
Missa do 1º Domingo da Quaresma - ANO B (Slides)IEE Wilcam
 
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de DeusOficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de DeusBernadetecebs .
 
Culto dia mundial oracao dia int_mulheres_web
Culto dia mundial oracao   dia int_mulheres_webCulto dia mundial oracao   dia int_mulheres_web
Culto dia mundial oracao dia int_mulheres_webPaulo Dias Nogueira
 
7ª noite do trigo casa da amizade
7ª noite do trigo casa da amizade7ª noite do trigo casa da amizade
7ª noite do trigo casa da amizadeGustavo Scheffer
 
Missa 24 03
Missa 24 03Missa 24 03
Missa 24 03Nacreto
 
Celebração
CelebraçãoCelebração
CelebraçãoNacreto
 
15º noite do trigo crianças
15º noite do trigo crianças15º noite do trigo crianças
15º noite do trigo criançasGustavo Scheffer
 

Semelhante a A Igreja ensina a prática da correção fraterna (20)

Roteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraRoteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavra
 
Roteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraRoteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavra
 
03 paroquia gracas
03 paroquia gracas03 paroquia gracas
03 paroquia gracas
 
slide MISSA PAPAI.pptx
slide MISSA PAPAI.pptxslide MISSA PAPAI.pptx
slide MISSA PAPAI.pptx
 
1ª noite do trigo cedv
1ª noite do trigo cedv1ª noite do trigo cedv
1ª noite do trigo cedv
 
1ª noite do trigo cedv
1ª noite do trigo cedv1ª noite do trigo cedv
1ª noite do trigo cedv
 
1ª noite do trigo cedv
1ª noite do trigo cedv1ª noite do trigo cedv
1ª noite do trigo cedv
 
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
 
missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2
 
Missa do 1º Domingo da Quaresma - ANO B (Slides)
Missa do 1º Domingo da Quaresma - ANO B (Slides)Missa do 1º Domingo da Quaresma - ANO B (Slides)
Missa do 1º Domingo da Quaresma - ANO B (Slides)
 
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de DeusOficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
 
Culto dia mundial oracao dia int_mulheres_web
Culto dia mundial oracao   dia int_mulheres_webCulto dia mundial oracao   dia int_mulheres_web
Culto dia mundial oracao dia int_mulheres_web
 
7ª noite do trigo casa da amizade
7ª noite do trigo casa da amizade7ª noite do trigo casa da amizade
7ª noite do trigo casa da amizade
 
Missa 18 08 de noite
Missa 18 08 de noiteMissa 18 08 de noite
Missa 18 08 de noite
 
Missa 24 03
Missa 24 03Missa 24 03
Missa 24 03
 
Celebração
CelebraçãoCelebração
Celebração
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
 
MISSA_31_12_2020.pptx
MISSA_31_12_2020.pptxMISSA_31_12_2020.pptx
MISSA_31_12_2020.pptx
 
11 09 11
11 09 1111 09 11
11 09 11
 
15º noite do trigo crianças
15º noite do trigo crianças15º noite do trigo crianças
15º noite do trigo crianças
 

A Igreja ensina a prática da correção fraterna

  • 1. 1. Acolhida Preparar o espaço celebrativo de modo acolhedor e festivo. Ornamentar um local na porta de Igreja com flores e velas, onde ficará em destaque o Lecionário (ou a Bíblia). Atenção! É esse mesmo Lecionário (ou Bíblia) que deverá ser utilizado para a proclamação das leituras. Preparar com antecedência a recordação da vida. Cantar suavemente o refrão orante, várias vezes. (Taizé) Onde reina amor, fraterno amor. Onde reina amor, Deus aí está. Animador(a) - Irmãos e irmãs em Cristo, é muito bom estarmos reunidos neste Dia do Senhor para celebrarmos o mistério da nossa fé e nossa vida de comunidade. Todos vocês são bem-vindos a este encontro fraterno. Estamos no mês dedicado à Bíblia, livro que contém toda a história da salvação, assim como as orientações para vivermos de acordo com o Projeto de Vida que Deus tem em favor da humanidade. Neste momento, vamos trazer presente os fatos marcantes da semana que passou. (Recordação da vida) Como família de Deus unida em oração, cantemos. Procissão de entrada como de costume. 2. Canto Inicial(Maria de F. de Oliveira - Simerido Amaral) Venha povo de Deus, celebrar nosso encontro de fraternidade, é Jesus, nosso Mestre e Senhor, que nos chama a viver na unidade. 1 - Ó Senhor, nós chegamos felizes, a verdade queremos ouvir. Tua Palavra é luz que ilumina, os caminhos que vamos seguir. 2-Novaauroradevidaeesperançanósbuscamos aqui, ó Senhor. Cidadãos com direitos iguais, pura imagem de Deus, criador. 3 - Os valores do Reino, um dia, nós possamos alegres viver. A família, a escola, a Igreja, sejam forças que os fazem crescer. Presidente - A correção fraterna e a vivência do amor ao próximo é a centralidade da liturgia de hoje.ReunidospelaSantíssimaTrindade,façamos o sinal da nossa fé. Em nome do Pai... Presidente - O amor do Pai, a doação do Filho e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus... 3. Hino do Glória Presidente - Glorifiquemos a Deus que em Seu imenso amor enviou seu Filho para salvação de toda a humanidade. Cantemos o hino do Glória. (Missal Romano - Maria da Conceição e Wendel da Silva Oliveira) Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens por Ele amados. (bis) Senhor Deus, Rei dos Céus, Deus Pai todo poderoso: nós vos louvamos, vos bendizemos, vos adoramos, vos glorificamos, nós vos damos graças por vossa imensa glória. Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Vós que tirais o pecado do mundo acolhei a nossa súplica. Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. Só Vós sois o Santo, só Vós, o Senhor, só Vós, o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai, na glória de Deus Pai. Amém. (5x) 01 JESUS NOS ENSINA A PRÁTICA DA CORREÇÃO FRATERNA ODiadoSenhor Deus nos reúne Ano A - XXVII - Nº 1652 - 23º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 10/09/2017
  • 2. 02 ao Deus que é luz, ao Deus que é vida. E quando a gente cai, Deus age como Pai: perdoa, perdoa e torna a perdoar e ensina o como amar. Eu sou contradição mas Deus, Ele é perdão. 11. Deus nos Perdoa Presidente - A Igreja não é um grupo de justos, de puros,depessoassempecado,queexcluiaqueles que erram. Em silêncio, pensemos nas vezes em que não corrigimos fraternalmente o irmão(ã) que errou (silêncio). Peçamos perdão, cantando. (Pe. José Cândido) 1 - Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos. Piedade, piedade, piedade de nós. (bis) 2 - Cristo, que viestes chamar os pecadores humilhados. 3 - Senhor, que intercedeis por nós, junto a Deus Pai que nos perdoa. Presidente - Deus de amor e bondade, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza, um dia, à vida eterna. Amém. 12. Profissão de fé Presidente - No Deus Uno e Trino que sempre nos dá a oportunidade de perdoarmos e sermos perdoados, professemos nossa fé. Creio em Deus Pai... 13. Preces da Comunidade Presidente - Cheios de esperança, elevemos ao Pai os pedidos de nossa comunidade. A cada prece responderemos: Deus de amor e misericórdia, atendei-nos. - Senhor, fortalecei a vossa Igreja na vivência da misericórdia e do amor para que tenhamos a capacidade de perdoar sempre, assim como vós nos ensinastes por Jesus Cristo e nas Sagradas Escrituras. Nós vos pedimos. -Senhor,daiconsciênciaaospolíticoseempresários de nosso País, que praticam corrupção, para que mudem de conduta e não penalizem mais nosso povo tão sofrido. Nós vos pedimos. - Senhor, ajudai-nos a ter intimidade com a Bíblia, através da Leitura Orante, para que possamos crescercomodiscípulosmissionáriospromovendo a unidade em nosso meio. Nós vos pedimos. (preces espontâneas) Presidente - Senhor, atendei em vossa imensa misericórdia, os pedidos de nossa comunidade. Por Cristo, nosso Senhor. Amém. 14. Apresentação dos Dons Animador(a) - A Palavra de Deus hoje destaca a comunhão e o amor fraterno na comunidade 4. Oração Presidente - Ó Deus, Pai de bondade, que nos redimistes e adotastes como filhos, concedei aos que creem no Cristo a verdadeira liberdade e a herança eterna. Por Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém. (Ofício Divino das Comunidades) APalavradeDeuséluz,quenosguianaescuridão: é semente de paz, de justiça e perdão! (bis) 5. Leitura da Profecia de Ezequiel (33, 7-9) 6. Salmo Responsorial (94) (CD Liturgia VII - TC) Não fecheis o coração, ouvi, hoje, a voz de Deus! - Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos o Rochedo que nos salva! Ao seu encontro caminhemos com louvores, e com cantos de alegria o celebremos! - Vinde, adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque Ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu povo e seu rebanho, as ovelhas que conduz com sua mão. - Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: “Não fecheis os corações como em Meriba, como em Massa, no deserto,aqueledia,emqueoutroravossospaisme provocaram,apesardeteremvistoasminhasobras”. 7. Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos (13, 8-10) 8. Canto de Aclamação(Pe. José Weber) Aleluia, Aleluia, Aleluia. (bis) O Senhor reconciliou o mundo em Cristo, confiando-nos sua Palavra; a Palavra de reconciliação, a Palavra que hoje, aqui nos salva. 9. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus (18, 15-20) 10. Partilha da Palavra (concluir com o canto) (Pe. Zezinho) 1 - E se for pra semear a esperança num jardim, e se for pra desculpar uma criança eu digo sim, e se for pra perdoar não tenho escolha, também sou pecador, também preciso de perdão. 2 - Não sou santo e não sou anjo e nem demônio, eu sou só eu. Imperfeito, insatisfeito, mas feliz, assim sou eu. Eu sou contradição, eu sou imperfeição, só Deus é coerente. Já sorri, já fiz feliz, já promovi, já elevei, já chorei, já fiz chorar, já me excedi, já magoei. Eu tenho coração, mas sou contradição, só Deus acerta sempre. 3 - Por isso eu canto esta canção, canção de amor arrependidoaoDeusqueéPai,aoDeusqueépaz, Deus nos fala Nossa resposta
  • 3. 03 eclesial e também na oração, na correção amorosa, na mútua amizade. Apresentemos ao altar do Senhor nosso compromisso de vivermos a fraternidade entre nós por meio da prática das obras de misericórdia espirituais. O animador (a) convida a assembleia a proclamar: - dar bons conselhos - corrigir os que erram - ensinar os que ignoram - consolar os aflitos - suportar com paciência as fraquezas do próximo - rezar pelos vivos e pelos mortos - perdoar os que nos ofendem. 15. Canto das Oferendas (onde houver celebração da Palavra) (Ir. Maria de Fátima Ávila - Lindberg Pires) Aceita, ó Pai, a nossa oferta, transforma tudo o que te damos, por Jesus Cristo te pedimos, pois é como Ele que contamos. 1 - Ofertamos ao Senhor a nossa luta para um mundo mais fraterno construir. Começamos o trabalho em nossa casa, na família, pra depois se difundir. 2 - Ofertamos ao Senhor com alegria nossa vida em sacrifício e oblação por famílias e povos que não sabem o que é ser fraterno, ser cristão. (onde houver celebração Eucarística) (Ir. Cecília Vaz Castilho) 1 - Vou te oferecer a vida e tudo que eu já sei viver. Tempo e trabalho, amor que eu espalho, coisas que me fazem crer. 2 - Vou te oferecer o pranto, aquilo que é meu sofrer. Paz que ainda não sei e tudo que errei são coisas que me fazem crer. 3 - Pão e vinho são sinais de teu amor, nele eu vou saber viver. Alegria e dor eu vou te oferecer. São coisas que me fazem crer. 16. Louvação Presidente - Louvemos a Deus por todas as instituições e pessoas que se empenham em resgatar os irmãos(ãs) que erraram perante a família, a comunidade e a sociedade, dando-lhes a oportunidade do retorno ao convívio fraterno. Cantemos. (José Thomaz Filho - Frei Fabreti) 1 - Te louvo meu Senhor, pois olhaste para mim. Caídos e humilhados têm sempre o teu favor. Se eu não tinha nada bastou-me dizer sim. És o meu socorro, meu Deus, meu Salvador. Teu amor sempre faz maravilhas: a quem se faz menor, estende tua mão. És a luz dos teus filhos e filhas! Vigor de quem não fecha o coração! 2 - Te louvo meu Senhor, o teu nome é sem igual. Fizeste grandes coisas em mim que nada sou. O teu nome é Santo, superas todo o mal. E onde houver bondade tua mão já transbordou. 3 - Te louvo meu Senhor, pois assim é teu poder: dispersa os prepotentes, acolhe quem sofreu. Fere os poderosos, mas nutre e faz crescer quem se reconhece pequeno filho seu. 17. Pai Nosso Presidente - Rezemos a oração que Cristo nos ensinou com o firme propósito de: perdoar as ofensas a quem nos ofendeu. Pai Nosso... 18. Abraço da Paz Animador(a) - “Não adianta falar de paz se o nosso coração está em guerra” (Papa Francisco) com nossa família e com os irmãos(ãs) que convivemos na comunidade. Abramos nosso coração para o amor, o perdão e a paz. Saudemo- nos fraternalmente. (à escolha) 19. Canto de Comunhão (se houver) (Casimiro Vidal Nogueira) 1 - Todo aquele que comer do meu corpo que é doado, todo aquele que beber do meu sangue derramado, e crê nas minhas palavras que são plenas de vida, nunca mais sentirá fome e nem sede em sua lida. Eis que sou o pão da vida, eis que sou o pão do céu; faço-me vossa comida, eu sou mais que leite e mel. 2 - O meu Corpo e o meu Sangue são sublimes alimentos, do fraco indigente é vigor, do faminto é o sustento. Do aflito é consolo, do enfermo é a unção, do pequeno e excluído, rocha viva e proteção. 3 - Eu sou o Caminho, a Vida, a Água Viva e a Verdade, sou a Paz e a Luz, sou a própria liberdade. Sou a Palavra do Pai que entre vós habitou, para que vós habiteis na Trindade onde estou. 4 - Eu sou a Palavra Viva que sai da boca de Deus, sou a lâmpada para guiar vossos passos, irmãos meus. Sou o rio, eu sou a ponte, sou a brisa que afaga, sou a água, sou a fonte, fogo que não se apaga. 20. Oração Presidente - Ó Deus, que nutris e fortificais vossos fiéis com o alimento da Vossa Palavra (e da Comunhão), concedei-nos, por estes dons do VossoFilho,vivercomEleparasempre.PorCristo, nosso Senhor. Amém. 21. Notícias e Avisos 22. Gesto Concreto (ler para a Comunidade) Cada fiel, neste mês, deverá comprometer-se em ler a 1ª Carta de São Paulo aos Tessalonicenses. Deus nos faz irmãos Deus nos envia
  • 4. 04 CÚRIA DIOCESANA DE COLATINA Rua Santa Maria, 350 - Edifício João Paulo II CEP 29700-200 - Colatina - ES Fone: (27) 2102.5000 - Fax: (27) 2102.5015 E-mail: diadosenhor@diocesedecolatina.org.br Site: www.diocesedecolatina.org.br Site Santuário: www.nossasenhoradasaude.org.br Lei” (Rm 13,8). O amor cristão, portanto, se traduz no esforço constante de sermos os “vigias” da comunidade cristã, missão estabelecida pelo próprio Deus (cf. Ez 33,7). E vigiar não significa ser fiscal, controlador, mas sim, ter a atitude de velar sobre alguém, ser a sentinela do irmão (ã), não “fechando o coração” (Sl 94,8) para eles, mas advertindo-os e orientando-os, para que não se percam. O ímpio pode se perder e morrer por culpa própria, mas, caso não o ajude, ele se perderá por minha culpa, pois seremos cobrados porsuavida,paraqueanossa,diantedeDeus,não se perca (cf. Ez 33,9). Na comunidade cristã, somos responsáveisunspelosoutros.Atémesmoquando um irmão (ã) se perde ou erra. O ensinamento de Jesus, portanto, propõe uma pedagogia para corrigir este irmão (ã). Esta pedagogia prevê três atitudes ou etapas a serem seguidas. A primeira atitude é ir ao encontro do irmão (ã) e corrigi-lo em particular (v.15). Se ele conseguir retornar ao caminho cristão, cumpriremos a nossa missão de recuperá-lo. Caso contrário, teremos ainda uma segunda atitude: chamar mais uma ou duas pessoas da comunidade para ajudá-lo (v.16). Se ele ainda não conseguiu retomar o caminho cristão, arrependendo-se do erro, temos ainda a terceira atitude: dizer à Igreja (v.17a). Não cabe a nós julgar e decretar a sentença final. Nossa missão é a de recuperar, reconquistar e conduzir o máximo possível de pessoas a Deus, tendo como modelo Jesus Cristo, pois “Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele” (Jo 3,17). É justamente por isso mesmo que o cristão não se salva sozinho. Não podemos perder ninguém! Devemos buscar todos os meios para recuperar o irmão ou a irmã, pois somos responsáveis por eles.Oquedeveimperarentrenóséaartedavida comunitária,aartedacorreçãofraterna,nãopara serocríticodooutro,masparareconquistá-lopara Deus. A Igreja deve ser lugar de laços de unidade. (Roteiros Homiléticos do Tempo Comum II 2014 - Ano A - CNBB) Leituras da Semana 2ª feira: Cl 1,24-2,3; Sl 61; Lc 6,6-11 3ª feira: Cl 2,6-15; Sl 144; Lc 6,12-19 4ª feira: Cl 3,1-11; Sl 144; Lc 6,20-26 5ª feira: Nm 21,4b-9; Sl 77; Fl 2,6-11; Jo 3,13-17 6ª feira: Hb 5,7-9; Sl 30; Lc 2,33-35 Sábado: 1Tm 1,15-17; Sl 112; Lc 6,43-49 Domingo:Eclo27,30-28,7;Sl102;Rm14,7-9;Mt18,21-35 23. Refletindo o Mês da Bíblia Animador(a) - O Mês da Bíblia foi aberto como um espaço privilegiado para aprofundar um livro ou um tema bíblico, no contexto específico da realidade brasileira e da caminhada da Igreja no Brasil. A escolha do mês de setembro está associada à memória de São Jerônimo (30 de setembro), tradutor da Bíblia para o latim (Vulgata) e modelo de divulgador dos estudos bíblicos. O livro escolhido para o Mês da Bíblia de 2017 é a Primeira Carta de Paulo aos Tessalonicenses. A Carta retrata uma comunidade romana dos inícios do Cristianismo, com dificuldades, resistências e superações que busca transformar a sociedade vigente, com a força do anúncio do Evangelho. (CNBB Texto-Base, Mês da Bíblia 2017) 24. Bênção Presidente - O Senhor esteja convosco. Ele está no meio de nós. - Abençoe-vos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. - Ide em paz e o Senhor vos acompanhe na vivência da Sua Palavra e do amor. Graças a Deus. 25. Canto final (Zé Martins) Eu vou pra casa eu vou, eu vou. Levo comigo a PalavradoSenhor,Palavravivaquenoslibertou, mensagem viva que é encarnação do amor. 1 - Na minha casa lá tem um lugar pra repousar a Palavra do Senhor, e cada dia abri-la e meditar e aprender como se vive o amor. Preparando a Partilha da Palavra PeloprofetaEzequiel,somosconvidadosasermos sentinelas do bem e da justiça. Garantir e cultivar a justiça é um compromisso inerente que temos com o Deus da vida e da liberdade. Pelo Batismo todos nós fomos constituídos profetas. A missão do profeta é alertar os homens sobre os valores quenorteiamavidasocialecomunitária,portanto ele deve meditar a Palavra de Deus, dialogar com o Senhor e, nessa intimidade, perceber o que Deus quer para os homens e para o mundo. Para Mateus a Igreja é chamada a ser sinal do Reino de Deus na história, até que esta chegue à sua plenitude. Isso exige dos seus membros atitudes concretas e diferenciadas no cuidado do irmão (ã) pela prática da Lei maior: a vivência do mandamento do amor a si e ao próximo. “O amoréocumprimentoperfeitodaLei”(Rm13,10b), nos diz o Senhor neste dia, quando nos convida a uma atitude nova diante do irmão (ã) que erra. E ele é mais radical ainda quando diz: “Não fiqueis devendo nada a ninguém... a não ser o amor, pois quem ama o próximo está cumprindo a