Rodney Records Trilha Sonora Volume 2

240 visualizações

Publicada em

Folheto que fiz a muito tempo e estou enviando aqui só para não perder no tempo e espaço... contém algumas besteiras que eu falava na época mas que me lembram de como eu sempre amei trilha sonora... <3

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
240
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rodney Records Trilha Sonora Volume 2

  1. 1. J OH N. VWLLIAIWS STAR WARS l BEST ORIGINAL SCORE 1977 '- f* “'° "és-c " É 'rw . .e ' - f, i çgryafàáâi*i1ãbgkí~^ããv ~' t¡ ¡ 174-271' . r ; w ' , g, ' * , k A à 1 f* K N . ' A "' F Q ? Fig IT n"? *Tw *rj ç * _ _ f¡ *g "E- rg 'O 4"' _ f', "P251. “L5 : CQ Air-TW j u'. Fx, FJ . " ' . n¡ 5M¡ í ” w_- #ñ *ÃJÍÍ* Tia* IJ. ' b** y L_ à "S ' Pl 7*: g í: v5¡ 'aL í 'r V" É' VIH? ) ›' à N 7 7 f. a 7 . . j¡ . M s A g 4 a ) . N I; _ “ Í, É - _ k â o! I¡ v ' ' I › - I ; Lga n- _ - pf* Í 1 c¡ H s rñyfifj? T _«r_-. ".; '; : r«'- l l $ L I . . - A, . l - 7- X L . l J D l -1 I - i 7 E I j( V* _Í P# L Í Í' à P? t i-r L. -L-i2, .-.1 l. LAríxl. t.'. .xln'í . .ET. I_¡ . ..- _ _ W H . aii. _E . «. a uq h
  2. 2. RW' ÃÂÊÊÊÊQÊÍÚÍÕÀ? Produtor Rodney Hanter Porlok Produtor Executivo Capa e Projeto Gráfico . lñágeds Gravação Aradecimentos Rodney Hanter Porlok Rodney Hanter Porlok (Photoshop) TwentieÍlnCentury Fox -Iméãs: í'u"rn'1:td. Uniyêrsaj à warnçikBnos”. .PÍCÊICS New -EineYcínerfga Google Rodney Reçordãà» Elisabete ? Nfarinangelo _e__F_'amíli_a, 'Johíwilliãfñã George Lucas Steven . Spielberg Emb-Esponja ' Marçiàsfiws. Pirxk F-'Itoyd Rhapsody Rock n' Roll __ _ Você Sabelàuerííêíízr" . ... .p4""" __. ›. ›< o. . u Sauron __ Darth Vader Kate e, Ra_ul Williarnke-Raul Eu Mesíno x92' À v 'r a t'
  3. 3. 7 a wjgâernvindo a mais um Rodney Record's Especial Trilha Sonora. Esse é o segundo volume do CD dedicadoâsgtriilhas sonoras dos filmes. Assim como no primeiro, o CD dá destaque a John Williams, um grandeicomiñsitorkdo cinema. Apesar de suas principais composições já terem aparecido no primeiro volume, aindãgpãáemser encontradas aqui composições marcantes, como Imperial March e Superman, ambas muito 'confhíetêjplasíEsse volume trás também algumas composições bem atuais, como Catch Me If You Can, Harry'lãejt'ê', §)êcmg, _The Prisoner Of Azkaban, e o Star Wars: Episode 3, Star Wars, por sinal é o que mais se eniwntgurííeãseãçD, com 4 composições. Como no primeiro, também temos vários outrosccgmptõfãitorêíalguns deles também já apareceram “x «_ 'T . * ~_, - “'75 . - antes, como Danny Elfman e Howard Shore. E dessawegpâhxãgaràtaxfcomrdugs cançoes, AI Otro Lado Del Río de Jorge Drexler, que ganhou o Oscar 2005 de -mellílor eangíêãoç com o filme Diários de Motocicleta, e The Chipmunk Song do filme Almost Famous, que é-unnasçahçãognatalina tocada logo no começo do filme e que não esta na trilha sonora original do ñlmêgmas/ /5 Mêntida. Agora convido vocês a mais uma viagem entre música e cinemããõm as pequenãgkrgesemhas embaixo de cada faixa vocês poderão saber mais sobre a música, seu compositor, e a histojlgldo filme. Apertem os cintos e boa viagem. Superman (iSuperzl-lomemf): 19178 , Qi_rle, ção_: _ Richard Donner - Compositor: John Williams __llõ'r. ñe, d~, à§música: Main Title (4:27) . Qgp_rijiñ'eiro'ñlsme do super héroi , dos quadrinhos. A história mostra a vida de Clark Kent, a ygrdtãdeiragidentidade do Superldomeríln. (ãomuülnTnistophreJñ-Reeve no papel principal, o filme fez *baãtañte-sljupesso, e foi muito bem produzido. A trilhãgaíhegou a concorrer ao Oscar em 1979, masfperdeü para Giorgio Moroder com o filme O Expresso da Meia-Noite (Midnight Express). A; s- cemas que mais chamam atençã'o-norf_lm. e~s. ão as do voô com Lois Lane (Margot Kidder), suãyamiga jornalista, com a qual ele trabalha-no-«Planeta Diário como Clark, e a de quando ele faz, aterra girar ao contrário para voltar nqte_m_po e salvar Lois de um acidente. Como em todo filme de super héroi, o mocinho tem que erffigentar um vilão, Lex Luthor, interpretado por Gene Hackman. Essa faixa trás o tema principal, uma bela composição que trás toda a emoção do filme. Um filme de super héroi só podia ter uma super música.
  4. 4. E E 02. Star wars: Episode v - The Empire Strikes Back i (Guerra Nas Estrelas: Episódio V - 0 Império Contra-Ataca) - 1980 Direção: Irvin Kershner - Compositor: John Williams Nome da música: Imperial March (3:07) (ñ Q› ç¡ Um verdadeiro clássico para quefin/ gosÍva. dê”S'tar*WâFs¡A música Imperial March ' é considerada por muitos a melhor cqrmpos pede Johnãao filme, que faz parte da ç &mes; mais famosa trilogia do cinema, _çoíft apaga_histôriadgjovem Luke, aprendiz de i 'jr' Jedi, ou, Padawan, e tem váíias , . Í* "ao m'as-, ¡,g. .jã_rÍijiicipav_l, cena do tilme Ieva › r A " ll uma celebre frase dita por Darthízaççyng_ owvgil' = dp. “fii_| ,"rínei "Lukêí l Am Your Father ("Luke, Eu Sou Seu Pai", npí§5as; j;)/ /âafrias'e, ;atê«lilgjeaaindfaewggsada de diversas formas. O filme também conta cornaagapigimem ? ãoijdemqdamurjíff/ elho Jedi que tem um grande poder, e é o pers; go^, aÍger. m_ief: ãif/ _, _f 'éiiriuitosfque acompanham a saga. A música vale a pena, e merecelgdrqçoñsiderada a melhor de Star Wars. A A 03. Star Wars: Episode Vl - Return Of The Jedi (Guerra Nas Estrelas: Episódio Vl - 0 Retorno de Jedi) - 1983 Direção: Richard Marquand - Compositor: John Williams Nome da música: Into The Trap (2:40) O último e melhor episódio da saga. O Ríeítorín§díçííl. eçdi trás de volta o herói Luke, «I agora com seus poderes Jedi em um nii/ ,el bzeííiigmai' fxlto. Há várias cenas clássicas _ , ~ . .~. 5.x- . . . si nesse ñlme, uma que os fas provavelmenteamaoiesquegem e a da Princesa Leia de f ¡sy Biquíni (ao lado). A história da um desfechmaságfàâgijnjãlmente o rosto desfigurado 5m de Darth Vader é revelado, com a morte do ÍÍÍÍÍÍPeÍEadÓr egidestruição da nova estrela . j* da morte o filme coloca um ponto final e ÍráS-@ÍÍÍEÍÍÍ l lñçajãlgliz" apesar de haver uma¡ ¡ continuação no chamado Universo Expandido, queidomsisgteíein outras histórias da ? j saga através de quadrinhos, TV, RPG, etc. A_ múgsfiíeájñtô 'IÍhTeJT rap é bem agitada, e trás bem o clima de ação do filme, afinal, o nomejã_líl_jã, '7@_ue_iira nas Estrelas, e o que não falta no Retorno de Jedi é guerra. Atéxrñegsmo os Ewonks, 35,8* pequenas criaturas que mais parecem bichinhosde pelúcia, ajudam os l A - _3/ heróis na guerra contra o império. A música nãoe muito conhecida, ao É', contrário do filme, que, entre os cinéfilos, nãõihá um que não conheça. 4
  5. 5. l ? Tifiljõñíii 04. Far And Away (Um Sonzhoj Distante) - 1992 Direção: Ron Howard - Compositor: John Williams Nome da música: End Credits (6:37) 3 " Este surpreendente épico começa na costa oeste da Irlanda, em 1892. Joseph Donelly (Tom Cruise), um pobre trabalhador rural, esgtdeterminado a se vingar de um opressivo proprietário de terras. Em vez disso, ele acaba acompaph/ ando a filha do/ fazenüêiroxshannon (Nicole Kidman), até a América em busca dp terra. Chegando a Boston, Jo/ s/eph encontra abrigo para _ ambos e uma maneira de ganhar dinheiro lutando boxe. Mas-o sucesso tem vida curta e os _ _q . . , . . -.~ l À « _ / . , -gw ! v dois acabam na misena e se separam. Mais tarde, trabalhando numa ferrovia, Joseph se da Q _ ›-'_ conta de seu projeto originaldegquistarumpédaço de' terra. Decidido a tincar seu nome g ç. sff_ - em um novo território ele muda o rumogce/ siiaãvida àrrisvcartudõiinum emocionante desfecho. Ê” . ¡, . E 3 A trilha, de John, é magnífica, e trás tanto empgãbsoómo aventura. Como não podia deixar de 'iii-gli '› * ser, mas uma obra-prima do grande compositor de cinema. e» 05. Star WarsÍEpisode l - The Phantom Menace (Guerra Nas Estrelas: Episódio l - A Ameaça Fantasma) - 1999 Direção: George Lucas - Compositor: John Williams Nome da música: Duel Of The Fates (4:14) A volta da saga Star Wars após vinte e dois anos da estréia de A Nova Esperança. O filme retrata o começo de tudo. Quem era Obi-Wan, de onde veio Anakin, e muitas eituitrasicoisas importantes. O filme não agradou muitgggjfãsípofñfexstãjífpgmgditenente dos-três priníiejirqsqilifrles, porém, Lucas diz que era exatamenteraqiuiIoiqueveTe-âueiiastüma, das coisas que agradou ós-“novatos, e deixou os fãs morrendo de raivaffoi¡o-p'ê'iÊsonageíniJaNár'Binks (Ahmed Best), um' bicho muito engraçado e atrapalhado. Apesar de simpático o pobre Jar Jãkripgareceu não encaixar no Universo de Star Wars, mas Lucas achou o contrário, e o personagem tempaípãel fundame/ reítglçína. trama. O filme é muito bem elaborado, tem um visual belíssimo, e os_gMaLiiigíãíieñiíãígicos/ permitiram lutas com o _ sabre de luz e guerras entre naves espãrãiãisfmuitõíríais realistas. A melhor cena do filme . -_ 1' foi a do confronto entre o Darth MàuiI: ([R; a.y7?ark)_gorr-1;Qbi= Wan (Ewan McGregor) e Qui-Gon _, «'; _f y (Liam Neeson), oom belas acrobacias insyirgslem/ váiias técnis de luta. Assim como o ñlme, ii 2_ a música marcou um novo começo para a saga, John Williams compôs novas melodias, . z e, dentre elas, a que mais chama a atenção é a Duel of the Fates. Vale a pena conferir. 5
  6. 6. os. Catch Me If You can (Prenda-(me se For capaz) - 2002 Direção: Steven Spielberg - Compositor: John Williams Nome da música: Catch Me If You Can (Reprise & End Credits) (5:14) O filmefLseaíclo em fatos iieais, conta a história de Frank William AEagnale Jr. (Leonardo [ . a , N. “ “se u DiCaprio», que) ainteãdos 21 anõsÍ, se tomou umÍciílísumaiores criminosos dos Estados Unidos ao dlstflílblllÍl"ma'Í$¡§l; Çl@5 milhõ_ê, s“. 'de *dõlaiies-em-cheqiiies falsosísem-falar-daslsuasmidfentidades falsasnrtaomowa , gfeâgi' or-Í '_l? ',a'rn' Ami, ._ijn_é'dico. _ped_iaptriai, e aCtÊ advogado. . Priaiiik, apesar de tjido, É. . › . lx* «-3 . x u : Í t' -j C Ú. Ílu 'Í - . -. , _ - 'l rgo passa de çofrirjjumj cpjpios)paistaêefsepananam, e isso faz com queio publico torçg paiia ele apesar*dgser-umfcdirímimosio. Por online-dado, o triama tem o agente dooFBl Carl Hanr_a_1"t_›y*(]? or¡i1 lslanks) que/ ientagpriejníderlãrank: -Q3resLúJtgelo; é_-uima Inifstoriia-diixentíida, que faz o públiõõ't'o'r': 'cÍe_r paira os(dícais'-Iadíos; ..Aitiiilhia. é.a xzigésifmaidpnJfolnnpqomâpielbíeng, egtem iu i' testilo diferenciado) das oii í Spielberg esta alémda nossa imaginação. t . _ v E 07 I os. Harry Potter And The Prisoner of Azka-ban (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban) - 2004 Direção: Alfonso Cuarón - Cgrnçpidtsiitpr: John Williams *Nome›d"ã's: miü§i'<â§i*077ÍBjuõkEiéa'Kls"lâjght (2:08) 08.. A Window-"ÊoTltÍTe Past (3:54) A"? 'e 4' _.43_ O terceiro ñlme da saga. dÊ'ÍÉ1lilllX(§_n3a_ÍS conhecido do mundo. Harry Potter e o Prisioneiro de AEzkabarLconta com-uiririiamíoii/ iaidiii " ã'_cg›; ›,_. sai Chris Columbus (Esqueceram de Mim e Lado a Lado) e-emtraNfomLso-Cuarén (lA Pr. ince“sii'_›i'lña)). ›'. _ Apesar de Columbus ainda estar envolvido o filme teve uma grande mudança. Cuarón deixou o Íisualmais sombrio, e alguns cenários mudaram, e a lníifsíthíiiiã dio Iiiziio sofreu muitas mudanças na adaptação. O que agradou alguns e» decepcionou outros. , Mesmo assim o filme é um diversão garantida para toda familia. O ti_l'rimie*-eoiiijta›o~â9 ano dfeiiêlaririyjaaniel Radcliffe) na escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Porizâlígiííroipzeriigpesoiliojntuxo STíiiiiLusuBÍÍack (Gary Oldman) foje da prisão de Azkaban, considerada à provaideifüjgaiswpatiiaitemtàr matarlílarry. A música do ñlme, que é o último trabalho de John na saga dp-lizzritlixíimíliiei. . Gioimíeieíriiidui ao Oscar 2005, mas perdeu para Jan A. P. Kaczmarek com o filme Em Buseaidãiilieniaudp-Niumea. As duas composições são belissimas, e tem o estilo clássico de John. Realrimíeimffe-iiima»piemía~os proximos ñlmes do bruxo não terem mais suas composições. q¡ , ~ l 6 j-. tras, meio jazzaaA faixa ebemxamimada, e) mpstnaq_ [ego tãlendode- ohn-e: i A
  7. 7. " F69. starwars: Episode iii i- The Revenge Of The sith (Guerra Nas Estrelas: Episódio lll - A Vingança dos Sith) - 2005 4' Direção: : George Lucas - Compositor¡ Jbhnxviml-iaifnsçx g : rg x4, ~r : Nome «da música: Anakin Vs. Dylan (4:03) 3* i j» i . ..a J_ , F i ll" O último episódio da consagrada saga Star Warseílãpiisodio III: A Vingança dos Sith conta finalmente o que aconf/ ezceu com o jovem Anakin Sktywájker (Hayden Christenseini), e porque «r ~ ele foi para o lado negro da força. Esse episódio feíciimaváÍsaga que teve seu inicio em 1977 -, _; u, j] com o quarto episódio. Muitos mistérios e reveilagõies são o ponto forte desse filme, 'I indispensável para qualquer fã. Em A Vingança dos¡ somos jogados logo de dara no r ' A meio das Guerras Clônicas, onde Obi-Wan (Ewám Meg-reger) e Anakin tentam salvar o i Supremo Chanceler Palpatine (Ian McDiarmid) dasvgarirras-do General Grievous. A história se desenvolve de forma incrível, e envolve qualquer umcnaiiçncrível historia de Lucas. Com ótimos efeitos especiais e ótimas cenas de luta com o sabreíde~'lliiz, esse ñlme tem tudo para ser um dos melhores da saga. Provavelmente ficando atizãsaapenas do clássico Retorno de Jedi. Mas as opiniões sempre variam. Mas em uma coisa' todos concordam, a música de qualquer Star Wars é sempre bem vinda. E não é diferente com' Anakin vs. Obi-Wan, que é tocada justamente na hora em que o aprendiz se vira contrã seu mestre, e se torna de vez um maligno Sith, ou, como conhecido por todos, Darth Vader. s. .nr r. x 510.. The Lord Of The Rings: The Fellowship Of The Ring _ (O Senhor Dos Anéis: A Sociedade Do Anel) - 2001 Direçãoz-Peter Jackson - Compositor: Howard Shore _e _ i "sãNome dgmúsica: Concerning Hobbits (2:51) ' _ a Qd. .. primeiro filme baseado na incrível historia de J. R.R. Tolkien. Uma iàjgigriíveflâprodução cinematográfica, digna de todos os prêmios que recebeu. Assim como no/ ,I'iiro, A Sociedade do Anel conta como o Um Anel veio parar nas mãos de Frodo (Elijah WoodÍ), e como se formou a comitiva que foi designada a destruir o tão poderoso Um Anel, do senh Escuro, Sauron. A composição de Shore é realmente magnífica, e nos transporta com facilidade para o mundo criado por Tolkien, a Terra Média. Realmente mágico.
  8. 8. i 12. Forrest Gump (Forrest Gump: O Contador de Histtirias) - 19947 11.7 Chariots Of Fire (Carruagens de Fogo)i- 1981 Direção: Hugh Hudson - Compositor: Vangelis Nome da música: Titles (3:33) Os melhores atletas da Inglaterra iniciam sua busca da glória nos Jogos Olímpicos de 1924. Para dois corredores, a honra em questão é pessoal e o desafio vem dentro de cada um deles. Carruagens de Fogo é a cativante história real de Harold Abrahms, Eric Liddell e da equipe que trouxe para a Grã-Bretanha uma de suas maiores vitórias no esporte. Bem Cross, Ian Charleson, Nigel Havers, Nicholas Farrell e Alice Krige atuaram bem em seus primeiros papéis num filme de primeira linha sob direção de Hugh Hudson (Greystoke: A Lenda de Tarzan, O Rei das Selvas). O produtor David Puttnam (Os Gritos do Silencio, Momento Inesquecível) combinou esses talentos para criar um filme de impacto único e duradouro. Com suas inigualáveis tomadas de competição e sua trilha sonora vencedora de um Oscar assinada por Vangelis, Carruagens de Fogo marcou definitivamente seu lugar no coração daqueles que amam cinema em qualquer parte do mundo. Direção: Robert Zemeckis - Compositor: Alan Silvestri Nome da música: Forrest Gump Suite (8:50) "A vida é como uma caixa de chocolates. .. você nunca sabe o que vai encontrar". Essa simples frase de Forrest Gump define exatamente todo o filme. Baseado no livro de Winston Groom e com direção de Robert Zemeckis o filme se tornou um clássico de nossa época. Forrest Gump (Tom Hanks) é um garoto simples, que vive com a mãe no interior dos Estados Unidos, e que tem um Q. I. abaixo da média. Toda vida de Forrest é narrada por ele sentado em um banco branco à espera de um ônibus, desde sua época da escola, até a época da escola de seu filho. O que mais chama a atenção é a pureza e simplicidade de Gump em relação à vida. Outra coisa que chama a atenção é o fato do filme mostrar na tela vários acontecimentos e personagens históricos dos E. U.A, como o John Kennedy e a segunda Guerra Mundial. A trilha sonora é um espetáculo a parte, tanto as canções quanto as composições. O filme contém músicas que fizeram parte da historia, como composições de Elvis Presley, Creedence, The Mamas & The Papas, Simon & Garfunkel entre outros. A composição de Silvestri é magnífica, dando sentimento ao filme, talvez uma das mais belas composições do cinema. E é por isso que a faixa Forrest Gump Suíte está neste CD. Para ouvir e sentir. 8
  9. 9. . " g5" _ 'o' i " . 4 . . . _ A¡ , _ _______ *S- - t , , _ , A_ , ___ g meiu. . : ;~; +-~. , . ;aveia-gw i . .cicero-mira ' * ~r--- , "à M. ,- : T: 'É ~ ~~. -.. .. f-, ~. '. , . _i i ' as. ; mas sobreviveme-ltoucom sedde vingançawoltouãga Bill. EFI. : _ra-nu . -›-. . › - r x-. çsha-ç e-. J. _-- m- _~, ._~_+3 - . . .v.23- @ia cd I, anuãbtbdlado, »filme-ago'uitõspricipalment s . v«*. *<- anna. , n a s 44 __ _, A, i_ . ER, .. . _ _I _ ___'__ _. _¡. .__ z. .. _. . a. .., _ -s . .. - . -4 . ,. . _, , . , v . .. 'faentinrlarooiuaçoaagesar deis-sia Ino muito, e acou-ficandatra “T” door: iclutãlmih›o. i.brdaqu'oletpsísã +574- . .u-- , _.. ,. : .___ _. ,,. . . a_ _ . a _ . . _v_ __ _ _ J: : n _. _ã _ _›. ._, ___, . _H ; qr , _ de Bernard Heann_¡um osocompoir do cinema», quemoeggem g5 emleosAngjes, .vc-ç ar** - *- . ,,_ . "-2 - v"" . N», --. -*. '.. “'57 . --W 7' ~ . .. T-"z" ' . ' t2'. ; f Henfico ceido priasitrilas, e_ntr velas-ieheTiIighPZonegBsycho f; trtr, .o-eeg1ye la. »titdesixa iqiiSte-N›e ; Antúsi a-ub›a- s: › -*- -. .-. ,_ , . . s.- «- , .:. -. . . «. _ _, ›. as. .- . ~.›- , . F-ÇevÊTÊ_ merde 'Farantino~tr~a_su, :momentomgitolinteressante_ na rama, o ndeva Noiva-. esta pra»ser: .É. c --'. ... ..F_. '~ W'--›-"-- A v~-~. -'*= '“-"" , .r 'fa ' ' “ IL- aeni feliete . usica se-tQou-onlcjecpelofseu e ~- . ..ser 4 _. .- ç. r ~'_-. - va'- -Tv-ÍJÀ ATL. ' -. s. .- *xr- _p-. ..ARH-. xaç, 4.1.¡ n44.. - me 7 4 . .Lig-. -a-J-w-«as-_t a. x_~4_. _. ... ~u. ._, ' ' '“ : tórax-e , .- , -_. yr. - - , 'J-. .n . na-ne. e _ . _ r . x44- . .a-. o-J. ' ' 4.a- - . t_ . - -. n›__qu-v. .ylse_g -RQJÉKL _ . and ' »t 'a app¡ J _jff-T @ÍÊÊÊ i *T7275 * 1515.? ? . . ê íláie -traplhaído ç ç M_ 3-_ ua#- Fá_ i_reção: Chris Noonan Cm OE E V . . . .- -f a ' . . _ __ _ _ r É_ r ç _ itõra-. p . demtê-. rião tenã m exceeegfile. Hmihistõfiarsimles, sem. nada . e , inovadora exceto pelosefeitspõiaisua ñanii ; E ; pascal y -_o. _,“-e. y 5'5- '9 s* 1 'uv . ,f 'i . '-'. '- , ._ i *k T-r 3353:" _e umiporquinhmquefoi separadoedezsuaama e ouparavemuma fazendahia_ d~nirr_i_i_s m'. v. .. 'r', r . - . ua- - -›-2«. ~. ' »as '@t; _.“-¡: ›--' 5;”- tleumptaluquemha queéu-gloaezseorn ~gran : T3354 . à o r” ' Aquí -. maias - hiófianh ecãestoe _ . wsu __ . ~'~h- ars, _ w-a-k- L -pwx . - , Kapote-o- j_? '-r- . g s oelhas eassimaze-'cfíêrque-elaoodeçg, 'sepecsar , ___ “ *smit um Thatrllilâo, 3-; Y r-. .-'. _~. .ç 'Pv- g_ _› , ieiei abelhistriauc um-ot¡-aij¡çdiaa. ›,s_ica, m sil WSI-. NÍVKN . ..a . v ; .esa, 'ão ável aléaiaggue* _u_ ›-l? cq_bÁ'*. ~.~' __. _ .
  10. 10. E 15._M. I.B_. »Men ln B-lack (M. I.B. Homens de Preto) Direção: Barry Sonnenfeld - Compositor: Danny Elfman A_ , -_ , Nome da música: Main Theme (3:00) ' “vai _ , - Estamos sozinhgcggnwguniyíâevrã. SQQJÍÊQS Homens de Preto, nao mesmo. Um excelente filme de Barry Sonnendfeld M. |. conta a historiagque todos desconhecemos, que vivemos entre B . , *~7›x_. .a- 1 l_ . , alienigenas, e que a organiza ao secreta àygyoverno amencano mantem tudo em segredo, e que A PQ. ) . › . . . .s- . , . , 1 existe um lugar segredo*oglfgalienigenasâmxgaycam e desembarcam da Terra como se fosse um simples aeroporto. Cogygmjiuiüzfhumoñeàyárias idéias malucas o filme fez um grande sucesso e ganhou uma continuzãçãogpnç @Zíqiçjie asfsimicomo o original agradou a muitos por sua história extravagante e seu hulmor inteligenge. agente J (Will Smith) descobre que existe uma agência secreta na Terra que cuida da segurança interplanetária, e é convidado a participar e se tomar um Homem de Preto, *virando parçeiro de K (Tommy Lee Jones). Os dois então seguem pistas para encontrar um alienígena poderoso que ameaça roubar uma galáxia e provocar a destruição da Terra. A música de Elfman é bem animada, e tem um ritmo bem marcante. Cuidado, eles já estão entre nós. , . ; ri «z w í” j' 16. Eternal Sunshine Of The Spotless Mind (Brilho Eterno De Uma Mente Sem Lembranças) - 2004 Direção: Michel Gondry - Compositor: Jon Brion Nome das músicas: Main Title (1:23) Um filme excepcional. Brilho Eterno De Uma Mente Sem Lembranças é um daqueles poucos filmes da atualidade que reúnem uma boa história e um bom elenco num filme onde tudo se destaca, desde montagens até, claro, trilha sonora. O filme ganhou o Oscar de melhor roteiro original. E não é por menos, o filme conta a historia de Joel Barish (Jim Carrey), um cara sozinho no dia dos namorados que decidiu apagar de sua mente as memórias de sua ex-namorada Clementine Kruczynski (Kate Winslet). A partir disso somos levados a um mundo maluco de memórias e lembranças de Joel, todas relacionadas com Clementine, porém, no meio do tratamento de "esquecimento" ele resolve não apagar mais sua ex-namorada, e começa uma fuga de suas próprias lembranças. Um enredo consideravelmente confuso e várias cenas engraçadas e emocionantes garantem ao espectador uma sensação única. A música de Jon Brion se encaixa no filme e tem um jeito meio melancólico. 10
  11. 11. 7 17. Back To The Future (De Volta Para 0 Futuro) - 1985 Direção: Robertgemêckis - Compositor: Alan Silvestri, Nome da múÍãÉa: Theme›'(é3,:1 6) / Do diretor de Forrest Gump e NáUÍÍiaQENB com produção de Steven Spielberg Silvestri, De Volta Para o Futuro, nãfenpxgdia ser menos que incrível. Um filme &de; e até hoje ainda diverti quem asgsjístil. NgtyicFly (Michael J. Fox) é um gaiêfl anos que tem uç/ ia/ guitarra e adora música: S. ua“vida_<: orre nomial, apesar dçgílã' . gostaria, já/ qygigâ/ 'sua família nãopassa de umagas* milhares de famílias simples* tudo isso muda quando-o Dr. . EmmettBriowm' -à lê ((3:lninisttãiihiertlayebylhe mostra dFriÊÊBekerear-rttààà equipada due' é capaz-z de: ziãjar mío tampe, eimtã'e›, _depta'isa dfe; :um teíiiiiíizêll acidente, McFly acaba viajando 30.anos no p'a'ssad; <a, ,.e-em: eentra seus “pais com a: sua: idade, porém, um acidente muda o destino e os pais de Marty acabam não se conhecendo. A partir daí começa umã- louca aventura onde Mart-y tem que juntar seus pais e ainda aprender a conviver num mundo totalmente mais "novo" do [que ele esta acostumado. A composição de Silvestri é agitada, imponente, e ajuda muito na ação do tilme. Sente, relaxe, e curta essa viagem no tempo. 18. Big Fish (Peixe Grande E Suas Histórias Maravilhosas) - 2003 Direção: Tim Burton - Compositor: Danny Elfman Nomgtjçamúsigagygââüsh (Titles) (4:32) _ M q_ . -. _ 'il , e - «_ . . . .Il _ . ..'25 x Umwgendadjeàñeàntçgdejadàs. igrâmíglâçu¡ o_ to como dramaturgo e se supera E_ ' . - '. -.i"- , .; r.-_, -,^"-›'›. . . , . 'ess'$e~*filn3ie. -Éeixegêiggindêrina velrdaded. o _ _ , l ¡loom e um velho doente, proximo a 1': ' ', 1 *_>, .~. ~ . ;, '«. V , _ . « j ' , ,, . . ; rnqrtgvxziue adorawgzotntairçsuas hisírorias a seuaiipetç V _a_s; .:seu. t'i| ho nao aceita isso de forma normal, _e diz que: tudo que ? eu par¡ sab'e diz”er sãoiínehtiras; egiãie eIe*w. '*T***«n r , ãgféulçgmãsàasbxiymja 'efriígâg' É] : .rínalucasj. O que ~rr-1ais. chama atenção no filããggiõrzàslgçmbrançau ' EJ' , êgifê "çâêüâãsggi voltar no tempo cqmJgmgçtlas flashbacks . lekñçgl ipiverm Ed BÍl ; é , rpràgtãgo pwàãvgggl McGregorre'é'n'ess'a'p'arte quelcorrhecemç 'tõrias incrive, I'õimamteãizjguaseiúãñlñol nunca acreditou. Onde até o esperétgaidor fic _, quê; ', É ” e, fé<oLqüe; -'n"ãÕ ' « L - › 'É ; gas ' - i _n- 1 (naun-r: . “t, rw »i - &ai; . g- gAV' X , Alem de um belo drama, Peixe Grande e, agimgáeetudg, 'lílma hrsítgrri ~ ~_ ,2I_| _¡g. ;«â; de Elfman é bem característicamrijnas não tgriíi: ;íe; rp_lj1gm? 'glestaq; f§: ;¡; m'_ , aíssimfféíum - ~ - . ' ~~-: ~.- e. - . - . ma. .." ' . - , ' 'v' composiçao. Um filme para mex e, m_s. etu, .co_ra_çae~euéõñp sua v4, f_ . :sgíyñb ' w 4 _ '7 ' teh/ f_ P*
  12. 12. '1lfñjãí" 'm' 2003 _GÊllEIEEx Gariibe: A Maldição Direção: Gore Verbinski - Compositor: Klaus Badelt Êfsnap Nome da música: He's A Pira'te(1:32) Oil Eu sou a Marcia e fui convidada espãaialmente para fazer a resenha deu/ m dos meus ñlmes prediletos: Piratas do Caribe, e, modéstia a parte, eu acho quetenho propriedade para falãnsobre um ñlme que eu já vi cerca de 8 vezes e meia, totalmente insano. Vamos lá: a história gira em torno de JaQkÍSparrOW, um pirata obstinado a recuperar seu navio das mãos do terrível Capitão Barbossak; e iII Tmer, um ferreiro que decide unir forças oom Jack Sparrow para salvar a filha do governador, Elizabeth, que süestrada por Barbossa. Mas, o que WiII desconhece é que a tripulação do Pérola Negra está fadada a uma maldião que só com o sangue de um Tumer poderá terminar, fato que Jack Sparrow não irá esquecer nas negociações com Barbossa para reaver o Pérola Negra. Enñm, para embalar essa aventura temos uma trilha sonora tão cIásÍsât-: a (gigante o-têma_ da pirataria. A combinação de tambores, violinos e pratos nos fazem sentir naquele clima de aveHtÉa que cercava oxs piratas do século XVII. O tema de Jack Sparrow é simplesmente pegajoso, demora a sair da gbêçakatáêjporque, elxêàste repete durante todo o tilme. Porém, tal fato não foi barreira para levar Klaus Badelt a cencórreRaorOscar de melhpr _trilha em 2003. Agora só nos resta esperar . 4 y. . - . para ver o que ele esta aprontando parçras sequencias 2-. e 3. "s k _a Í. 20. The Incredibles (Os Incríveis) - 2004 Direção: Brad Bird - Compositor: Michael Giacchino Nome das músicas: The Glory Days (Bñnü Um dos mais incríveis desenhosíanimadesjá feitos. A última parceria da Disney e da Pixar rendeu um filme excelente, queÍlle vou milhares de pessoas ao cinema. E não é por menos, o ñlme é bom em todos os sentidos/ e agrada qualquer idade com sua história envolvente e . . / um _I 1 - engraçada. Os super-herois dcífmne_ sao pessoas normais, que nao podem usar seus poderes 4 devido a problemas jurídicosique ocorreu ne passado. líórlém, o Sr. Incrível (voz de Craig T. Nelson) não aceita isso, e acrãtê àindç numa cilada do viIãoS/ @irome (voz de Jason Lee), que quer acabar com todos os super-heróis e vked' 'rider sua_. s máquinas poderosas que tornariam l 'I x . _ qualquer um super poderoso/ acabando de uma vez canvas stipenhgois no mundo. Mas com a ajuda de sua família, o Sr. IrrcríveI consegue se safar, e, come', ümbgm filme do gênero, salvar o mundo das mãos do terrível e en ra a'do vilão. A música é uma” com os¡ ão sim les, mas I l l i , , , , . .. . _ , . . l ll . traz o tom de aventura doâfilme e toma/ a diversaêàainda maiskgarakntida. . ç 12
  13. 13. 21. Diários de Motocicleta (Diários de Motocicleta) - 2004 22.A: lmost FamousTQÍiaseñmosos) - 1995 Direção: Walter Salles - Compositor: Jorge Drexler ~“ Nome' dfaimúsica: AI Otro Lado Del Rio (3:13) v' , lnspir/ aido nosçlários de Ernesto Guevara (GaelaGarç-içia e Alberto Granado (Rodrigo de: l_a Se'rna), Qiariogde Motocicleta conta a hifstõriaíde êsfldois aventureiros numa incrível viãgem pelagAçmericaç Latina. Os dois saem/ da Arg""'n _a y . r › _ 'l' / ' 'y_l/ ° t - _ ; uma moto velha e percorrem o continente¡ latihoefamericano numa incrível/ viagem emoção e aventura. A história, que cont-, a;u"_' 'a, _fparte da vida de. ,ÇLh_e, Guevara, -ñjofstraíabmo ele começou a ver as coisas injustas no ' r' 20. A dire' nglo e o porquê d, e'le terfsido um dosemaiorefs líderes revolucionários do século do brasileiro Walter Salles (Centra_l_; íd_ Brasil) é magnífica, e passa toda a aventura-. g-qwueíef _conhecer o incrível continente Sul' Americano. 0 ñlme ganhou ainda dois premios_ dajBiÂlÊélfê, Melhoiírliilrnçeerñ" l A' _ _ _ Não inglesa e Melhor Trilha Sonora. A trilha sonoryaçdev @gstayoisângolallare . . balhjãdagífcgmzinñípziração em músicas típicas dos . ,,. ›-. c.-_. ,r x- , ._: .'= . __-; * . J. , . . , .,. _e. ,.. _-~ paises andinosgg Mas 'oicqug , ehamaeatemçãpi mewmeLfarpaÊç-, ao . vencedora do Oscar de 4 -z “Jc . ax. l , Ut v __ aqui › fu¡ _, .§"*= 'Í, _ *- . ,. . -v ç . í, , f . '35. . JorgejjrexLerç-; arnusica QtnoILado- Rggaie-tocaáçlafapefrêsínoscíegitgs finais, e mesmo assim deix'à suamãrczife quem a ouviu. Uma'óti'ma música, e um 'ótimo filme. Direção: Cameron Crowe - Compositor: The Chipmunks Nome da música: The Chipmunk Song (2:21) O diretor Cameron Croyâuerry &ggirm mostra um panorama do cenário dOWIOçk dos anos ou p - w', . . ' 70.Um fa avido porrnook 'n rolLconseg/ ue um trabalho na revista-americana: ,o oIIgngzStone, para / . . r» . . - . we» . i, acompanhar aibzamxifarãttillwêtçlrêmzsLfa primeira-excursaopelo stadosjunidíasf Plorem, quanto . /. _ ç , : -l. "'. _l*4_r“"T-; :§à'4' . .. mais ele x/ ai sie envolvendo¡ 6lam°ã: ;b, a¡n§l_a_ aiipêrdendo a objetividade'de seu trabalho e logo estarrã fagefgdoíipãntes dkeltzjgrgioñotãk dos anos 70. O roteiro de Quase Famosos, escrito por CarmeroFuQ-ro. ç x _ oiiyéiãilíõragzusaq/ do memórias do próprio Crowe quando escrevia para a Rolling Stpñé, aos* ãrúotâdeüdade, e a/ companhou parte da turnê da banda Led Zeppelin. A música The C-. ln'i“¡a¡írim'iuirÍI“<«_Síomg/ <â/ 'umamúsica infantil e não está inclusa na trilha sonora original. Ela é tocada logo mpÍÍjÍCÍO do filme é consideravelmente engraçada. Apesar de não ter muito haver com aêtrgilhaê sgorãs deste CD achei que seria interessante terminar o volume 2 com bastante descontração. 13
  14. 14. It's The End | That's All Folks. Chega ao fim mais um volume do Rodney Record's Especial Trilha Sonora, depois de muita pesquisa e paciência, várias horas de download no eMule, várias horas de filmes, e várias horas fazendo esse encarte, foi possível concluir esse trabalho que visa divulgar melhor os filmes e a importância de suas trilhas. E o próximo Especial Trilhas Sonoras já esta em fase inicial. Já posso garantir clássicos como "O Mágico de Oz", "Dr. Zhivago", "O Poderoso Chefão", "O Vento Levou", entre outros. Haverá também, num futuro próximo, o Especial Disney, com as principais canções e trilhas da maior criadora de magia e diversão para as crianças e famílias do mundo inteiro. Quero aproveitar também, para agradecer as pessoas que me ajudaram a tornar esse trabalho realidade, em primeiro lugar, minha mãe, que me deu o computador, com o qual tudo isso é possivel. Quero agradecer a Marcia, que me mantêm confiante e sempre está presente quando preciso, é a pessoa mais importante na minha vida, e que fez a resenha como participação especial do Piratas do Caribe. Também quero agradecer meus verdadeiros amigos, entre eles Raul e William, que mesmo com a distancia estão sempre me ajudando a tomar os caminhos certos. Enfim, quero agradecer a banda Rhapsody, que me levou a gostar mais de trilhas do que eu já gostava, e a banda Pink Floyd, que, além das trilhas, foi o que mais ouvi enquanto criava esse encarte. Espero que tenham gostado e agradeço a todos que leram e ouviram este álbum. Que a música esteja com vocês. Rodrigo Marinangelo de Vasconcellos ou Rodney Hanter Porlok @Ã x o v7 A ú* 14
  15. 15. .-*J¡L -(. rv . ' w-Z-'ueiczs-e-"lãs . .:- . w- . ' ' . .u-L k. ; - -- : ,-. .l-. -*~p: -›-. a-_nofsskyu . : Naya - u_ 4"1 - _ _›. ', _o . u, -N “ao, 1+4- . ..ve . *a-s. d'›'p_&~ , _._, _.. .,k.4_= .fan u. ; 4 , É _, __. .,, .._ -__-, -_u_ . s. . . .. .z. .3"_*. -.. :.« 'l' , _ _Ju_- ú-r» 32:' _l : :J . __ _ 4-: n' _ç J '- , - n. :- LA- › - gia; :É: ee oíhoeg, ad des me. . Ap sa_ de notrnenhumacomppsíiçao t: =_ - - ' i : :e ' '~"' R-~A~ ass _y_ É _ ; g 1tr1 , -._ , (1 V777 x ~ J-”'. vr'V ~- &var-ZÉ; ~v-. ~- g a. _. - ~ . a ç &ser; = “cat- : ._ ^ : ,543:- _ A35 sua. .- . an.
  16. 16. Along time ago in a galaxy far, far away. .. à iÍ_ A A. : m: muu- EPISODF. l 'lll ruAxror-t MINAC¡ 3* . ri-nu. minu- -. - *i* PI CNN' 'ir- w L ul'. iu v H . ETAR. WAR¡ Emso run oi 'itl : io-. ii u - na. _ _a M . Q - 'í n' ' - - 1 . , _ ” , - . Ú *à . .. - - _u 1 F _

×