Iluminação e flash

5.358 visualizações

Publicada em

Iluminação e flash

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Iluminação e flash

  1. 1. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃOProfª Márcia Mendes Campos
  2. 2. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO Luz na Fotografia Cria:  Climas  Volumes  Texturas
  3. 3. TÉCNICAS DE ILMINAÇÃO Efeito emocional da imagem:  O efeito desejado dependerá do posicionamento das diversas fontes de luz e do equilíbrio entre elas.
  4. 4. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO A fonte de luz pode incidir no objeto de 3 formas:  Luz Direta: Produz sombras fortes.  Luz Rebatida: Produz sombras médias.  Luz Difusa: Produz sombras suaves.  OBS: A luz deve sempre ser rebatida em materiais brancos ou refletivos.
  5. 5. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO De acordo com o posicionamento dentro do estúdio e em relação ao objeto fotografado, as luzes são denominadas (Hierarquia da luz):  Luz Principal: É a fonte de luz referência do fotômetro.  Luzes Secundárias:  Luz de Enchimento: É responsável pela impressão de volume.  Luz Delineadora: Geralmente é usada na lateral do corpo e/ou cabelo, para definir modelo e fundo.  Luz de Fundo: Deve ser igual a luz principal, porém direcionada para o fundo.
  6. 6. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO Uso do flash O flash portátil é uma fonte de luz versátil, potente e leve.  Sua luz pode ser direta, rebatida ou difusa.  Temperatura de cor é balanceada para luz do dia.  A exposição só é correta para uma dada distância, produzindo fundos: sub expostos e superexpostos.  São difíceis de serem manipulados em superfície brilhante.
  7. 7. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO Tipos de flashes  Flash embutido:  Usado em câmeras compactas.  Fica próximo do eixo da lente e pode causar olhos vermelhos.  Baixa potência.  Útil para preenchimento à luz do dia.
  8. 8. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO Flash pop-up:  fica um pouco mais distante do eixo da lente.  Reduz o risco de olhos vermelhos.  Permite ajuste de potência.  Equilibra melhor o flash com a luz ambiante.
  9. 9. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO  Flashes Portáteis Dedicados:  Conversam com a câmera através da sapata.  Está distante do eixo da lente.  Pode ser rotacionado, difundido ou rebatido.  Pode ser usado fora da câmera com ou sem fio (foto célula).
  10. 10. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO Características de referência:  Abertura do diafragma X Distância do objeto  A sensibilidade influi na escolha da potência da luz.  A velocidade do obturador é referência apenas para o sincronismo (1/250) e o congelamento do objeto.  O ideal é a utilização do flashmeter externo para medir os disparos do flash.  É melhor adquirir um fotômetro de mão.
  11. 11. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃOFlashmeter
  12. 12. TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO Referência bibliográfica:  PRÄKEL, David. “Iluminação” – Porto Alegre: Bookman, 2010.

×