Aula 01 classificação das placas cerâmicas

1.144 visualizações

Publicada em

Construção Civil.

Publicada em: Engenharia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.144
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 01 classificação das placas cerâmicas

  1. 1. Classificação das placas DDoocceennttee:: JJuunniioorr CCaarrvvaallhhoo JJuullhhoo -- 22001133 SENAI – CFP AUA Centro de Formação Profissional Antônio Urbano de Almeida Av. Padre Ibiapina, 1280 - Jacarecanga CEP: 60.010-690 - Fortaleza-Ce Telefone: (85) 3421-5300 cerâmicas
  2. 2. SENAI – CFP AUA Centro de Formação Profissional Antônio Urbano de Almeida Av. Padre Ibiapina, 1280 - Jacarecanga CEP: 60.010-690 - Fortaleza-Ce Telefone: (85) 3421-5300
  3. 3. 3 Antônio Urbano de Almeida Vantagens -Durabilidade -Beleza e diversidade -Produto antialérgico -Versatilidade -Fácil limpeza -Fácil colocação -Não propaga chamas
  4. 4. 4 Antônio Urbano de Almeida BBiissccooiittoo No revestimento esmaltado, é a face inferior, formada de argila e outras matérias primas, na qual é aplicado o esmalte.
  5. 5. 5 Antônio Urbano de Almeida EEnnggoobbee Uma cobertura argilosa com acabamento fosco. Pode ser permeável ou impermeável, branca ou colorida. As placas cerâmicas produzidas em fornos de rolos possuem uma aplicação de engobe.
  6. 6. 6 Placas Cerâmicas -Escolha do revestimento com placas cerâmicas. •Tamanho •Tonalidade •Quantidade Antônio Urbano de Almeida
  7. 7. 7 Antônio Urbano de Almeida NBR 13817 Segundo a NBR 13817 (Placas cerâmicas para revestimento - Classificação), as placas cerâmicas para revestimento são classificadas de acordo com os seguintes critérios:
  8. 8. 8 Antônio Urbano de Almeida Segundo o acabamento superficial · Os esmaltados (GL - glazed) - são formadas pela base de argila (biscoito) e posterior esmaltação para conferir acabamento superficial.
  9. 9. 9 Antônio Urbano de Almeida Segundo o acabamento superficial · Os não esmaltados (UGL - unglazed) têm corpo único, não passado pelo processo de esmaltação. A coloração superficial é uniforme para todo o corpo cerâmico.
  10. 10. 10 Antônio Urbano de Almeida Exemplos
  11. 11. 11 Antônio Urbano de Almeida Classes de resistência à abrasão superficial PEI Resistência abrasão USO PEI -0 Baixíssima Não para Pisos PEI -1 Baixa Ambientes onde se caminha com os pés descalços ou chinelos PEI -2 Média Ambientes residenciais sem portas para ambientes externos PEI -3 Média Alta Ambientes residenciais com portas para ambientes externos PEI-4 Alta Ambientes residenciais com tráfego intenso PEI-5 Altíssima e sem encardido Ambientes comerciais, públicos e industriais com alto tráfego Abrasão
  12. 12. 12 Antônio Urbano de Almeida Classificação de grupos de absorção. Grupo Código Absorção de água Grupo I Ia a < 0,5 % Ib 0,5 < a < 3,0 % Grupo II IIa 3,0 < a < 6,0 % IIb 6,0 < a < 10 % Grupo III III a > 10% Fonte: NBR 13817 Absorção
  13. 13. 13 Antônio Urbano de Almeida Grupos de absorção Absorção d'água <0,5 % 0,5 - 3 % 3 - 6 % 6 -10 % > 10 % Código absorção Ia Ib IIa IIb III Prensados: código B BIa BIb BIIa BIIb BIII Extrudados: código A AI AIIa AIIb AIII Fonte: NBR 13817
  14. 14. 14 Antônio Urbano de Almeida Coeficiente de Atrito Coeficiente de Atrito Uso Menor que 0,40 Satisfatório para instalações normais Maior ou igual a 0,40 Recomendado para uso onde se requer resistência ao escorregamento
  15. 15. 15 Antônio Urbano de Almeida Resistência à Manchas / Ataque Químico Classe Pode ser Limpo com: 5 Água quente 4 Detergente comum* mais água 3 Detergente fortes** mais água 2 Produtos especiais 1 Não é possível Limpar * pH entre 6,5 e 7,5. ** pH entre 9,0 e 10,0. Classe Resistência ao Ataque Químico A Resistência química alta B Resistência química média C Resistência química baixa
  16. 16. 16 Antônio Urbano de Almeida Análise visual • Esses defeitos não são aceitáveis quando mais de 5% das peças apresentam problemas superficiais que, de alguma forma, afetam a aparência de um conjunto de peças examinadas em painel.
  17. 17. 17 Antônio Urbano de Almeida
  18. 18. 18 Antônio Urbano de Almeida Obrigado pela atenção!

×