Curso de topografia com ênfase
a pratica
Teodolito e estação total:
constituição do instrumento e
aplicações.
• O somatório das vantes menos o somatório
das rés têm que estar dentro do que a
legislação dita, ao usar a formula:
• Ond...
TEODOLITOS E ESTAÇÃO TOTAL
A diferença básica entre teodolito e
nível é que o teodolito além do eixo
horizontal possibilit...
Partes principais
Classificação dos teodolitos
• • Pela finalidade: topográficos, geodésicos e
astronômicos;
• • Quanto à forma: ópticos-mec...
• •
A precisão do equipamento pode ser
obtida no manual do
mesmo
Visor de um teodolito
Nivelamento trigonométrico
depende da resolução de um triangulo para
que se possa saber a diferença de nível entre o
ponto...
D= H*100*cos2 ẞ
H=fio superior – fio inferior
Declive
Caminhamento perimétrico
Distancia e altura de ponto
inacessível
• Distância
Altura
Caminhamento perimétrico
Azimute do primeiro alinhamento = 91 40' 20"
V AI lidos Leituras Zenital(Z) Distância
1 94 ̊ 33'4...
Teodolito eletrônicos e estações
possuem sistema de sensor eletrônico
que compensa automaticamente a
inclinação do equipam...
• Além de facilitar a tarefa do operador e
aumentar a precisão, o sistema permite
corrigir diretamente uma visada simples ...
Estação total
• Milha náutica = 1852 M
• Milha terrestre = 1609 M
Trigonometriae caminhamento perimetrico
Trigonometriae caminhamento perimetrico
Trigonometriae caminhamento perimetrico
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trigonometriae caminhamento perimetrico

4.363 visualizações

Publicada em

Tutorial completo a respeito de caminhamento perimétrico. Acesse o blog O topografo e encontre muito mais tutoriais e vídeo aulas.
http://otopografo.blogspot.com.br/

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.363
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.463
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trigonometriae caminhamento perimetrico

  1. 1. Curso de topografia com ênfase a pratica Teodolito e estação total: constituição do instrumento e aplicações.
  2. 2. • O somatório das vantes menos o somatório das rés têm que estar dentro do que a legislação dita, ao usar a formula: • Onde N = Extensão nivelada em Km
  3. 3. TEODOLITOS E ESTAÇÃO TOTAL A diferença básica entre teodolito e nível é que o teodolito além do eixo horizontal possibilita movimentos no eixo vertical. As estações totais por sua vês possibilitam a obtenção indireta de distancias e realizam o pré processamento dos dados.
  4. 4. Partes principais
  5. 5. Classificação dos teodolitos • • Pela finalidade: topográficos, geodésicos e astronômicos; • • Quanto à forma: ópticos-mecânicos ou eletrônicos; • • Quanto à precisão: A NBR 13133 (ABNT, 1994, p. 6) classifica os teodolitos segundo o desvio padrão de uma direção observada em • duas posições da luneta.
  6. 6. • •
  7. 7. A precisão do equipamento pode ser obtida no manual do mesmo
  8. 8. Visor de um teodolito
  9. 9. Nivelamento trigonométrico depende da resolução de um triangulo para que se possa saber a diferença de nível entre o ponto da estação e o ponto que se está observando. DN=AI-L+ (D * tgẞ) Onde: DN= Diferença de nível AI= Altura do instrumento L= Leitura do fio médio D= Distancia em metros
  10. 10. D= H*100*cos2 ẞ H=fio superior – fio inferior
  11. 11. Declive
  12. 12. Caminhamento perimétrico
  13. 13. Distancia e altura de ponto inacessível • Distância
  14. 14. Altura
  15. 15. Caminhamento perimétrico Azimute do primeiro alinhamento = 91 40' 20" V AI lidos Leituras Zenital(Z) Distância 1 94 ̊ 33'40" LM1=0,10 93 ̊ 07' 30" LM2=4,90 89 ̊46 ' 20" LM3=0,20 93 ̊03'10" 2 85 ̊ 16' 00" LM1=0,10 91 ̊ 32' 10" LM2=4,90 86 ̊ 15' 20" LM3=0,20 91 ̊ 25'30" 3 268 ̊56' 50" LM1=0,10 92 ̊ 35'10" LM2=4,90 88 ̊ 08' 30" LM3=0,20 92 ̊ 29' 30" 4 109 ̊ 18' 50" LM1=0,10 91 ̊ 55' 00" LM2=4,90 83 ̊ 17' 30" LM3=0,20 91 ̊ 44' 10" 5 78 ̊ 23' 30" LM1=0,10 89 ̊ 42' 40" LM2=4,90 86 ̊ 04' 10" LM3=0,20 89 ̊ 38' 10" 6 174 ̊ 16'10" LM1=0,10 89 ̊ 44' 10" LM2=4,90 86 ̊ 13' 30" LM3=0,20 89 ̊ 39' 40" 7 89 ̊ 15' 10" LM1=0,10 90 ̊ 35' 50" LM2=4,90 87 ̊ 25' 40" LM3=0,20 90 ̊ 32' 00" AZ2=AZ1+segundo ângulo interno 180̊
  16. 16. Teodolito eletrônicos e estações possuem sistema de sensor eletrônico que compensa automaticamente a inclinação do equipamento, levando-o à horizontal.
  17. 17. • Além de facilitar a tarefa do operador e aumentar a precisão, o sistema permite corrigir diretamente uma visada simples de ângulos verticais, sem ter que conjugar os pares de leituras nas posições direta e • inversa. Valor da corrente induzida no fotodiodo permite a determinação da posição da luz com relação ao ponto de zero, em que quadrante e qual o deslocamento com relação a esse ponto central, ou seja, a inclinação do teodolito na direção do eixo de colimação (horizontal) e na sua perpendicular (vertical ).
  18. 18. Estação total
  19. 19. • Milha náutica = 1852 M • Milha terrestre = 1609 M

×