A Magnífica História da Internet Sem ela, o mundo não funcionava.
Introdução: <ul><ul><li>Muitos de nós nunca viveram sem Internet e não conseguiriam imaginar viver sem ela. A Internet é a...
Como tudo começou: <ul><li>A primeira antepassada da Internet nasceu em 1969, de um projecto do Department of Defense (Min...
<ul><ul><li>E foi no início dos anos 80, mais precisamente em 1983, com a adopção dos protocolos TCP/IP na ARPANET (da qua...
<ul><ul><li>Ao longo dos anos 80, o ritmo de crescimento da Internet foi-se acelerando, tornando necessária a existência e...
E em Portugal?   <ul><ul><li>Tal como na generalidade dos países, foi também na década de 80 que a Internet passou a ser u...
Conclusão: <ul><ul><li>Por isso como acabamos de ver, a Internet é uma coisa muito recente, estando ainda no seu estado in...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A MagníFi

847 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
847
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A MagníFi

  1. 1. A Magnífica História da Internet Sem ela, o mundo não funcionava.
  2. 2. Introdução: <ul><ul><li>Muitos de nós nunca viveram sem Internet e não conseguiriam imaginar viver sem ela. A Internet é agora uma presença permanente nas nossas vidas, e de extrema importância para o desenvolvimento do planeta. </li></ul></ul>
  3. 3. Como tudo começou: <ul><li>A primeira antepassada da Internet nasceu em 1969, de um projecto do Department of Defense (Ministério da Defesa) dos EUA. Chamava-se ARPANET e tinha como objectivo a interligação de computadores utilizados em centros de investigação com fins militares. </li></ul><ul><li>Após a sua apresentação pública em 1972, e do estabelecimento das primeiras ligações internacionais um ano depois, a ARPANET continuou a crescer (lentamente) durante os anos 70 mas, por razões de segurança, continuava a ser uma rede estritamente controlada pelos militares e inacessível a largos sectores da comunidade académica internacional e dos EUA. </li></ul>
  4. 4. <ul><ul><li>E foi no início dos anos 80, mais precisamente em 1983, com a adopção dos protocolos TCP/IP na ARPANET (da qual se separou a componente estritamente militar formando a MILNET), a criação da CSNet (Computer Science Network) e a sua ligação à ARPANET, que surgiu a Internet tal como a conhecemos. </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><ul><li>Ao longo dos anos 80, o ritmo de crescimento da Internet foi-se acelerando, tornando necessária a existência e funcionamento de estruturas de coordenação e cooperação entre o cada vez maior número de redes e operadores que a integravam. </li></ul></ul><ul><ul><li>Assim, logo em 1983, foi criado o Internet Activities Board (IAB, agora designado Internet Architecture Board), dentro do qual se criariam, em 1989, o Internet Engineering Task Force (IETF) e o Internet Research Task Force (IRTF). </li></ul></ul><ul><ul><li>Na década de 80 são ainda de destacar a criação da EUnet (European UNIX Network) em 1982, da EARN (European Academic and Research Network) em 1983 e da NSFNET (rede académica americana, responsável pela expansão das ligações das universidades à Internet) em 1986. </li></ul></ul>
  6. 6. E em Portugal? <ul><ul><li>Tal como na generalidade dos países, foi também na década de 80 que a Internet passou a ser utilizada em Portugal. Ao princípio, tratava-se apenas do acesso remoto por terminal (via rede telefónica) a computadores de universidades estrangeiras (especialmente na Grã-Bretanha e nos EUA), por parte de ex-estudantes de pós-graduação que mantinham as suas contas nesses sistemas. </li></ul></ul><ul><ul><li>No entanto, até aos primeiros anos da década de 90 (talvez mesmo até 1994), o acesso e utilização da Internet estavam praticamente circunscritos a algumas centenas de pessoas na comunidade académica e científica portuguesa, em particular na área da informática e computação. </li></ul></ul>
  7. 7. Conclusão: <ul><ul><li>Por isso como acabamos de ver, a Internet é uma coisa muito recente, estando ainda no seu estado inicial. É provável que ainda venha a ficar mais complexa e que consiga fazer coisas ainda mais impressionantes do que já faz agora… </li></ul></ul>

×