“ FÁBULA” O Pastorinho e o Lobo
Todos os dias,um jovem pastor Levava um rebanho de ovelhas às montanhas perto da aldeia.
Um dia, por brincadeira, ele correu de lá de cima gritando: Um lobo!!! Um lobo!!!
Os habitantes da aldeia trataram de apanhar pedaços  de pau para caçar o lobo.
E encontraram o pastorinho às gargalhadas, dizendo: Eu só queria Brincar com Vocês!!! AH! AH! AH!
E, vendo que a brincadeira realmente assustava os aldeões, gritou no dia seguinte:   Um Lobo!
E novamente os moradores da aldeia trataram de apanhar  suas armas de madeira.
Tantas vezes o fez que a gente da aldeia não prestava mais atenção aos seus gritos. Um Lobo... Um Lobo.. Um Lobo...
Mais uns dias e ele volta a gritar: Um lobo! Um lobo! Socorram-me
Um dos homens disse ao outros: Já não acredito. Ele não nos engana mais.
E era de facto um lobo, que dizimou todo o rebanho do pastorinho.
Ninguém acredita num mentiroso, mesmo quando ele diz a verdade. Trabalho realizado por:
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teste Pp Paula Ficocables

795 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
795
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
22
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teste Pp Paula Ficocables

  1. 1. “ FÁBULA” O Pastorinho e o Lobo
  2. 2. Todos os dias,um jovem pastor Levava um rebanho de ovelhas às montanhas perto da aldeia.
  3. 3. Um dia, por brincadeira, ele correu de lá de cima gritando: Um lobo!!! Um lobo!!!
  4. 4. Os habitantes da aldeia trataram de apanhar pedaços de pau para caçar o lobo.
  5. 5. E encontraram o pastorinho às gargalhadas, dizendo: Eu só queria Brincar com Vocês!!! AH! AH! AH!
  6. 6. E, vendo que a brincadeira realmente assustava os aldeões, gritou no dia seguinte: Um Lobo!
  7. 7. E novamente os moradores da aldeia trataram de apanhar suas armas de madeira.
  8. 8. Tantas vezes o fez que a gente da aldeia não prestava mais atenção aos seus gritos. Um Lobo... Um Lobo.. Um Lobo...
  9. 9. Mais uns dias e ele volta a gritar: Um lobo! Um lobo! Socorram-me
  10. 10. Um dos homens disse ao outros: Já não acredito. Ele não nos engana mais.
  11. 11. E era de facto um lobo, que dizimou todo o rebanho do pastorinho.
  12. 12. Ninguém acredita num mentiroso, mesmo quando ele diz a verdade. Trabalho realizado por:

×