Concurso dePoesias
É urgente…É urgente que todos os povos do mundoSe unam num abraço fraternoAcabem com o ódio imundoE construam o amor etern...
LibertaçãoDepois de tanto tempoDe sentimentos domadosAlgo mudou dentro do meu serAlguma coisa que pensei ter acabado.Pense...
A Amizade é assim…É sentir o carinhoÉ ouvir o chamadoÉ saber o momentoÉ ficar caladoAmizade é somarAlegrias e dividir tris...
A poluiçãoTemos que ter cuidadoPois a terra é a nossa casaSe o mar é azulA terra está em brasaAndar mais a péOu de bicicle...
AmizadeTu meu amigoEstás na minha vidaRis quando eu rioE choras quando eu choroEstás sempre presenteQuando todos estão aus...
Eu queria ser… eu!Eu queria ser uma pessoa com asasA única pessoa a voar sem ser de aviãoEu queria ser detetivePara procur...
Para tiTenho um abraçoaqui, quentinhoNos meus braços.Para tiPara marçoSara Simões2º B
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Concurso de poesia 2012

1.352 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.352
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Concurso de poesia 2012

  1. 1. Concurso dePoesias
  2. 2. É urgente…É urgente que todos os povos do mundoSe unam num abraço fraternoAcabem com o ódio imundoE construam o amor eterno.É urgente ajudar a NaturezaA recuperar a sua beleza.Se todos começarmos a reciclarMais hipóteses teremos de a salvar.É urgente acabar com a indiferença.Basta ouvir os que sofrem.Aos poucos, talvez, a amizade vença.O tempo urge, não esperaA vida só tem valorSe a vivermos em paz e amorFátima Silvestre nº 9, da turma A do 7º ano.
  3. 3. LibertaçãoDepois de tanto tempoDe sentimentos domadosAlgo mudou dentro do meu serAlguma coisa que pensei ter acabado.Pensei que nunca mais me iria sentir assimEste sentimento de LiberdadeNunca mais irei jogar pelas regrasDe um jogo sem verdade.Não me irão moldarTentar fazer com que eu seja algo que não souAlgo que eu não gostoAlgo que desprezoPor muito tempo tive que ceder a limitesQue me eram impostos por alguém erradoFez-me pensar estar certoAfastei de mim mesma, mas tudo está acabadoSinto-me como se estivesse a 2 milhões de anos-luzDaquilo que sou realmenteNão irei quebrar a caraMesmo que esse grupo tenteIrei subir todas as montanhas que forem precisasPara que volte tudo ao normalAo que eu conheço como normalFecho os olhos, sigo caminho e digo “adeus”Pois irei desafiar a gravidadeRaquel Fernandes nº 25 7ºD
  4. 4. A Amizade é assim…É sentir o carinhoÉ ouvir o chamadoÉ saber o momentoÉ ficar caladoAmizade é somarAlegrias e dividir tristezasÉ respeitar o espaçoSilenciar o segredoÉ a certeza da mão estendidaA cumplicidade que não explicaApenas se viveRodrigo Barros Nascimento, nº 21, 5º ano, turma D
  5. 5. A poluiçãoTemos que ter cuidadoPois a terra é a nossa casaSe o mar é azulA terra está em brasaAndar mais a péOu de bicicletaAté chegar à metaA nossa metaÉ a naturezaLimpa e saudávelE firme, com certezaOuviram bemTemos que a amarPorque é na terraQue temos que morarAna Ferreira, nº 2, 5º ano, turma D
  6. 6. AmizadeTu meu amigoEstás na minha vidaRis quando eu rioE choras quando eu choroEstás sempre presenteQuando todos estão ausentesÉ a ti que eu façoConfissão dos meus segredosAjudas-me a vencer todos os meus medosRodrigo Gonçalves (9 anos)Ano e Turma: 4º C
  7. 7. Eu queria ser… eu!Eu queria ser uma pessoa com asasA única pessoa a voar sem ser de aviãoEu queria ser detetivePara procurar pistas no chãoEu queria ser uma baleiaDaquelas grandes e enormesQueria ser um fantasmaPara ver se tu dormesEu queria ser um cãoPara cheirar comida ao longeMas eu queria ser… eu?Para ser como sou.Duarte Pereira (9 anos)Ano e Turma: 4º C
  8. 8. Para tiTenho um abraçoaqui, quentinhoNos meus braços.Para tiPara marçoSara Simões2º B

×