Maiakovski

340 visualizações

Publicada em

Estamos vivendo situações políticas bastante constrangedoras em dois campos, pelo menos: 1) A insistência pela aprovação da PL 122, com a qual o governo federal, através da Marta Suplicy, quer aprovar com o objetivo de evitar qualquer contestação da questão gay, passível de prisão caso concebam que houve homofobia por parte de alguém, etc.

2) A insistência do PT em querer diminuir os poderes do STJ e transferir para o Congresso decisões dos juízes, colocando cabresto no Ministério Público.

Se assistirmos a isto tudo, e outros, passivamente, "vendo a banda passar", poderá ocorrer exatamente o que Maiakoski escreveu.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
340
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Maiakovski

  1. 1. MaiakovskiPoeta russo "suicidado" após a revolução de Lenin…escreveu, ainda no início do século XX :
  2. 2. Na primeira noite, eles se aproximam ecolhem uma flor de nosso jardim.E não dizemos nada.Na segunda noite, já não se escondem,pisam as flores, matam nosso cão.E não dizemos nada.Até que um dia, o mais frágil deles, entrasozinho em nossa casa, rouba-nos a lua, e,conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta.E porque não dissemos nada,já não podemos dizer nada.
  3. 3. Depois de Maiakovski…
  4. 4. Primeiro levaram os negrosMas não me importei com issoEu não era negroEm seguida levaram alguns operáriosMas não me importei com issoEu também não era operárioDepois prenderam os miseráveisMas não me importei com issoPorque eu não sou miserávelDepois agarraram uns desempregadosMas como tenho meu empregoTambém não me importeiAgora estão me levandoMas já é tarde.Como eu não me importei com ninguémNinguém se importa comigo.Bertold Brecht (1898-1956)
  5. 5. Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu.Como não sou judeu, não me incomodei.No dia seguinte, vieram e levarammeu outro vizinho que era comunista.Como não sou comunista, não me incomodei .No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico.Como não sou católico, não me incomodei.No quarto dia, vieram e me levaram;já não havia mais ninguém para reclamar...Martin Niemöller, 1933- símbolo da resistência aos nazistas.
  6. 6. Primeiro eles roubaram nos sinais, mas não fui eu a vítima,Depois incendiaram os ônibus, mas eu não estava neles;Depois fecharam ruas, onde não moro;Fecharam então o portão da favela, que não habito;Em seguida arrastaram até a morte uma criança, que não era meu filho...Cláudio Humberto, em 09 FEV 2007
  7. 7. O que os outros disseram, foi depois de ler Maiakovski.Incrível é que, após mais de cem anos, ainda nosencontremos tão desamparados, inertes, e submetidos aoscaprichos da ruína moral dos poderes governantes, quevampirizam o erário, aniquilam as instituições, e deixam aoscidadãos os ossos roídos e o direito ao silêncio : porque apalavra, há muito se tornou inútil…- até quando?...

×