Caso Marcelo e Leonardo

2.873 visualizações

Publicada em

Notícias históricas sobre o caso no O POVO

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.873
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caso Marcelo e Leonardo

  1. 1. PÁGINA 4 Fortaleza FORTALEZA - CE, QUARTA-FEIRA - 30 DE NOVEMBRO DE 2011 FOTOS JESSICA WELMA/ESPECIAL PARA O POVO Bastidores Mesmo antes das 9 horas, horário marcado para o início do julgamento, muitas pessoas já se aglomeravam em filas na entrada do Fórum Clóvis Beviláqua. Foram distribuídas cerca de 300 senhas pelo Tribunal de Justiça na semana passada. Ontem, muita gente ainda tentava entrar no 1º Salão do Júri, mesmo sem senha. Ou no 2º Salão, onde os presentes poderiam acompanhar o julgamento pelo telão. Às 9h50min, O POVO soube com exclusividade que o julgamento seria adiado. Minutos depois, a informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do fórum. Na saída dos familiares, muitas pessoas que estavam por perto não conseguiram segurar as lágrimas. Também aproveitaram a oportunidade Os pais dos jovens não aguentaram a emoção. Nelson e Célia Teixeira para pedir justiça. deixaram o Fórum, chorando muito, amparados por familiares e amigosIguatu] Júri de ex-capitão é Para entenderadiado e familiares se revoltam 17/3/2007 Segundo testemunhas, os irmãos Marcelo, 26, eUma das testemunhas de defesa não compareceu. Familiares e amigos criticaram a decisão Leonardo Teixeira, 24, estudantes de Medicina,e pediram justiça. O ex-capitão é acusado de matar os irmãos Marcelo e Leonardo Teixeira estavam na churrascaria Vilson Grill, em Iguatu. Por volta de três horas daGabriela Meneses manhã, Marcelo teria saídogabrielameneses@opovo.com.br Julgamento em imagens REVOLTA para urinar próximo ao carroLandry Pedrosalandry@opovo.com.br E agora ADIAMENTO Familiares do capitão Daniel Bezerra. Quando chegou a seu carro, Daniel teria passado a chutar ENTENDA A NOTÍCIA e amigos“A creditamos na e esmurrar Marcelo, que caiu. justiça de Deus. Depois do adiamento, o Clamamos pela julgamento do ex-capitão Daniel Gomes Bezerra deve deixam O capitão teria sacado uma arma e atirado em Marcelo.justiça dos homens”. O cla-mor, estampado nas camisas ser realizado na próxima quarta-feira, 7. Ele é acusado o fórum O irmão do rapaz foi tentarcor de luto de familiares e conter Daniel e tambémamigos dos irmãos Marcelo de homicídio qualificado por motivo fútil dos irmãos emocionados acabou levando um tiro. Ose Leonardo Teixeira, preci- dois morreram a caminho dosou aguardar. O encontro do Marcelo e Leonardo Teixeira. Depois da decisão do hospital. Daniel fugiu.ex-capitão da Polícia Militar adiamento, familiares eDaniel Gomes Bezerra com amigos dos irmãos Marcelo Pela manhã, o oficial dao Tribunal do Júri Popular, e Leonardo Teixeira, além PM se apresentou à delegaciamarcado para a manhã de meus dois anjinhos”, deses- de representantes da de Jaguaribe. Disse que foiontem, no Fórum Clóvis Be- perava-se, aos gritos, a mãe. 1 Associação dos Parentes agredido pelos irmãos e queviláqua, foi adiado para a pró- Ela chegou a desmaiar na e Amigos de Vítimas a arma utilizada pertenceria axima quarta-feira, 7. Daniel é saída. Lá fora, Célia agarrou da Violência (APAVV), um deles. O PM estava, no dia MAURI MELOacusado de matar os dois ir- a faixa colocada em protesto deixaram o Fórum Clóvis do crime, de posse de umamãos em de março de 2007, por membros da Associação Beviláqua emocionados. arma ponto 38, pertencente ànuma churrascaria em Iguatu, dos Parentes e Amigos de Ví- Sílvia Moreno, uma das tias PM, e por isso acabou detidoa 384 quilômetros da Capital. timas da Violência (APAVV), dos médicos, saiu do local no quartel do Batalhão de O adiamento deveu-se à com a foto dos dois jovens, e chorando muito. Choque, em Fortaleza.ausência de uma das cinco a beijou. “As cartas já estavam “É uma vergonha.testemunhas de defesa: o te- marcadas”, era o que conse- Estamos nesse calvário Abril de 2007nente-coronel Geovane Alco- guia falar o pai, emocionado. há quatro anos e oito Daniel foi interrogado peloforado. O oficial, na época, era meses. O coração da nossa juiz Wottton Ricardo Pinheirocomandante da 2ª Companhia Surpresa família está dilacerado”, da Silva, da Comarca dedo 2º Batalhão da PM, sedia- Para o advogado Delano lamentava. Outro tio dizia Iguatu. Ele alegou legítimada em Iguatu. Alcoforado, por Cruz, responsável por apre- que “foi uma manobra. E defesa, e chegou a chorar nomeio de um atestado médico, sentar a tese de defesa de Da- ainda tivemos que ver o fim da audiência.justificou a ausência. O atesta- niel, o atestado da testemunha réu. Isso acaba com nossado foi enviado por fax de Rus- foi “uma surpresa”. E acres- família”, afirmou. Fevereiro de 2008sas para a diretoria do fórum. centou que o depoimento do 2 Oneide Braga, fundadora Daniel perdeu a patente deO tenente-coronel atualmente tenente-coronel era conside- da APAVV, em lágrimas, capitão. Expulsão foi assinadaé comandante do 1º Batalhão rado “imprescindível” desde também protestava contra pelo governador Cid Gomes.da Polícia Militar de Russas. 2009. Por outro lado, o promo- o adiamento doAlém das cinco testemunhas tor de Justiça Francisco Mar- julgamento. “Isso é Março de 2009de defesa, mais quatro de acu- ques Lima afirmou que o fato revoltante. Eu não sei como O juiz de Iguatu determinousação deveriam ser ouvidas. não causou nenhuma surpre- eles estão resistindo. A que o acusado aguardasse na Tudo estava pronto para sa. “O adiamento do julgamen- APAVV tem mais de mil prisão em que se encontrava,o início do julgamento. Pa- to foi uma estratégia da defe- casos e só em cinco foram o julgamento pelo Tribunalrentes, amigos, pessoas so- sa. Vamos aguardar o dia 7. A feitos justiça”. Popular do Júri de Iguatu.lidárias à dor da família e decisão foi legítima”, resumiu A defesa do ex-capitãoestudantes de Direito já esta- o advogado Paulo Quezado, as- Daniel Gomes afirmou, Abril de 2011vam acomodados no 1º Salão sistente do Ministério Público logo após o adiamento, TJ determinou que Danieldo Júri do fórum. A decisão no julgamento. que, durante o julgamento, seja levado a júri popularfoi anunciada aos presentes, Por volta das 10h45min, vai pedir atenuantes, em Fortaleza. O pedidopouco depois das 10 horas, logo após a saída da família, caso Daniel Gomes seja pela transferência foi feitopela juíza Danielle Pontes de O POVO esteve presente no condenado pela morte sob a justificativa deArruda Pinheiro, titular da 1ª 1º Salão do Júri do Fórum, dos irmãos, em Iguatu. que o pai das vítimasVara do Júri, que presidiria no momento em que ex-ca- 3 Segundo Delano Cruz, teria influência na regiãoo julgamento. Os pais dos jo- pitão Daniel Gomes foi con- advogado de defesa, serão – podendo exercer algumvens não aguentaram a emo- vocado pela escrevente Ro- três pontos principais. ânimo no estado dos jurados. Um é a legítima defesa.ção. Nelson e Célia Teixeiradeixaram o fórum, chorando berta Holanda para assinar a ata do adiamento do jul- Filas, choro e revolta O outro é o homicídio privilegiado (quando se 29/11/2011muito, amparados familiares gamento. Ele também foi in- Já estava tudo prontoe amigos. formado sobre a nova data. 1) Durante toda a manhã, a presença de policiais do age sob o domínio de para o julgamento que Em meio às lágrimas de O ex-capitão se apresentou Batalhão de Choque, onde o ex-capitão Daniel Gomes violenta emoção, logo deveria começar, mas foitristeza e revolta, pediam jus- escoltado por PMs do Bata- está preso desde 2007, foi constante. Quem foi assistir ao em seguida a injusta adiado para o dia 7 detiça. “Cadê a Justiça do meu lhão de Choque, onde está julgamento, teve de enfrentar fila. 2) Membros da APAVV provocação da vítima). dezembro pela ausência deBrasil? Como se adia por nada preso desde 2007, por ser ex- colocaram uma faixa em frente ao Fórum, pedindo justiça. E o último é uma das testemunhas deo julgamento de um assassino, policial e por ter nível supe- 3) Familiares e amigos se emocionaram ao saber que o a desqualificação do defesa, o tenente-coronelréu confesso, que matou co- rior completo. Tenso, Daniel julgamento seria adiado. homicídio qualificado para Geovane Alcoforado.vardemente meus dois filhos, preferiu ficar em silêncio. simples. (GM/LP)
  2. 2. FORTALEZA-CE, dOmingO, 18 de março de 2007 FORTALEZA 7Capitão mata dois irmãos médicos ras. “Nós temos uma pista forte que o capitão, que é lotadoEM iGUatU ] O capitão da Polícia Militar Daniel Gomes Bezerra é apontado como autor do de onde ele possa estar e esta- em Mombaça mas reside emduplo assassinato dos irmãos Marcelo Moreno, 27, e Leonardo Teixeira, 25, recém-formados em mos com vários homens atrás Iguatu, não estava de serviço no dele. Todo o comando da Polícia momento do ocorrido. “Por issoMedicina. Segundo informações da Polícia, o crime ocorreu por motivos banais Militar do Estado já foi aciona- ele será julgado pela Justiça civil. do sobre o caso” , completa. De Além disso, ele também passará acordo com o coronel Geovanne, pelo Conselho de Justificação,Marcos Cavalcante informações do coronel Sérgio estacionado no local. explica o coronel. Marcelo e Leo- os irmãos Marcelo e Leonardo, que decidirá ou não pelada Redação Magalhães, do Comando de Po- De acordo com o coronel, a nardo levaram um tiro cada, mor- recém-formados em Medicina, expulsão do capitão da PolíciaU liciamento do Interior (CPI), o filha da esposa do capitão Daniel rendo no local. O capitão, que é também residiam em Mombaça. Militar”, completa Geovanne. Ele ma discussão banal crime aconteceu por volta das estava dormindo dentro do veícu- comandante do destacamento de “Talvez eles se conhecessem”, explica que a conduta do capitão acabou com a morte três da manhã de ontem, em uma lo. A mãe da garota foi ver como Mombaça, a 310 quilômetros da ressalta. O coronel explica que o na Polícia Militar é boa, sem de dois irmãos, ambos churrascaria de Iguatu. Os ir- estava a filha e viu o ocorrido. Capital, fugiu após o crime. capitão estava bebendo somente repreensões. “A delegacia de médicos, em Iguatu, mãos Marcelo Moreno Teixeira, “Em seguida, ela foi avisar ao ca- com civis. “Das testemunhas que Polícia de Iguatu, onde foi feito oa 395 quilômetros de Fortaleza. 27, e Leonardo Moreno Teixeira, pitão o que estava acontecendo, Segundo o coronel Geovan- conversamos, nenhuma delas fa- Boletim de Ocorrência, ainda vaiO autor do duplo assassinato foi 25, estavam bebendo no estabele- e ele e foi lá tomar satisfações. No ne Guedes, comandante da 2ª lou que haviam outros policiais ouvir as testemunhas e apuraro capitão da Polícia Militar Da- cimento quando um deles foi uri- meio da discussão, o capitão aca- Companhia de Iguatu, a prisão militares com ele”, diz. melhor o que aconteceu”, explicaniel Gomes Bezerra. Segundo nar próximo ao carro do capitão, bou atirando nos dois rapazes”, do oficial é uma questão de ho- O coronel Geovanne explica Geovanne. c a p i ta l Táxis serão padronizados Os taxistas têm até o dia 15 de janeiro de 2008 para adaptarem seus carros, que agora terão de ser brancos. A medida, estabele- cida por decreto pela Prefeitura, tem o objetivo de padronizar a cor dos veículos da categoria. O diretor técnico da Empresa de Transportes Urbanos de Fortale- za (Etufor), Daniel Lustosa, acre- dita que assim se evitará a circu- lação de veículos irregulares e ajudará a manter a segurança dos taxistas e de seus clientes. Daniel diz que 59% dos veí- culos já estão circulando na cor branca. Até o fim do prazo todos devem funcionar com o mesmo padrão ou serão apreendidos e só liberados com pagamento de mul- ta. Segundo Daniel, existem 4.072 profissionais da categoria fixos em Fortaleza, dos quais 68 são táxis Especiais Aeroporto, atuando por zonas. “Tanto os usuários quanto a fiscalização poderão identificar fa- cilmente um veículo que não é ca- dastrado, aumentando a segurança e qualidade do serviço”. Daniel explica ainda que, além das vistorias anuais, sempre que um taxista realiza qualquer modi- ficação em seu veículo, ou o tro- ca, ele tem que levá-lo até a Etufor para uma vistoria especial. Dessa forma é possível ter um controle de como está a situação dos táxis na cidade. O presidente do Sindicato dos Taxistas, Vicente de Paula Oli- veira, acredita que a padroniza- ção será benéfica para a catego- ria porque vai proibir a invasão de táxis particulares (piratas). Francisco José de Souza, taxista há 12 anos e coordena a frota de táxi credenciada ao North Sho- pping, também é favorável a pa- dronização. “A medida ajudará a organizar a categoria e trazer melhorias”. No entanto, Raimun- do Bastos, taxista há 20 anos, diz que a padronização é prejudicial. “O carro dos taxistas para a ven- da é desvalorizado e o fato de ser branco vai desvalorizar ainda mais”, explica. sErviço O usuário que quiser sabe se um determinado veículo é cadastrado ou não, basta acessar o site da Etufor (www.etufor.ce.gov.br) na sessão central de serviços, em vistorias. Digitar o número da placa do veículo e logo receberá um informativo sobre o cadastro do carro BREVES LIMPEZA O canal do bairro Jacarecanga começa a ser limpo na próxima terça-feira, 20. A informação é da Secretaria Executiva Regional I (SER I), revelando que o trabalho vai envolver a capinação das margens e retirada de vegetação, lixo e entulho que impedem o fluxo natural das águas. Encerrada essa etapa, as equipes envolvidas no trabalho farão o plantio de 100 mudas de nin indiano na área. O objetivo é repelir mosquitos e muriçocas com esse inseticida e fungicida ecológico.
  3. 3. FOrTaLeZa FORTALEZA-CE, sEgundA-FEiRA, 19 de março de 2007 3 TEMPO NO CEARÁ HOJE FAIXA LITORânEA MARÉS DO DIA TEMPERATURA LUA DO MÊS Nebulosidade variável 04h49min 3,1 SERRA DA IBIAPABA Nebulosidade mínimA Crescente com chuvas isoladas. Cheia variável com chuvas isoladas. SERTãO CEnTRAL E InhAMUnS Nebulosidade 10h53min 0,0 24,0º C 25/3 2/4 REGIãO JAGUARIBAnA 17h00min 3,2 variável com chuvas isoladas. Nebulosidade variável com 23h15min 0,0 máXimA Minguante nova REGIãO DO CARIRI Nebulosidade variável chuvas isoladas. com chuvas isoladas. Fonte:Diretoria de Hidrografia e 30,0º C 10/4 19/3 Fonte: Funceme - www.funceme.br Navegação - DHNMédicos foram mortos ILuSTRAçõES GuABIRAS COMO OCORREU O CRIME 1. Por volta das 3 horas da manhã de sábado, ocom arma de uso da Polícia estudante de Medicina Marcelo Teixeira sai da churrascaria onde estava bebendo com o irmão e dirige-se a um terrenoCHOQUE DE VERSÕES ] Exame cadavérico aponta que os dois médicos foram mortos com baldio para urinar atrás de um Celta, de propriedadetiros de pistola .40, de uso da Polícia. A perícia encontrou marcas de agressão no corpo de uma das do capitão PM Danielvítimas. À Polícia, o capitão disse que um dos rapazes estaria armado e que atirou para se defender Gomes Bezerra. A mulher do capitão, que estava no carro, vê o estudante e avisaMarcos Cavalcante e não teria chegado a travar luta trazem novos elementos ao cri- torização para andar com a arma o marido.Ricardo Moura corporal com o militar. Segundo me. No depoimento que prestou da corporação. Segundo a Polícia,da Redação a fonte, pelas marcas, ele deve na Delegacia regional de Jagua- ele poderia usar uma arma parti- 2. De acordo com o relato ter levado uns dois murros e uns ribe, o capitão, que é comandan- cular, desde que registrada.O de testemunhas, o capitão s tiros que mataram oitos chutes do capitão. “Foi uma te do destacamento de Mombaça, “Na versão do capitão, a arma es- chega ao local e derruba os médicos recém- execução pura e simplesmente. disse que agiu em legítima defe- tava dentro do carro e não teria Marcelo com um murro no formados Marcelo Um policial recebe instrução sa. ele apresentou-se à Polícia na sido disparada. Quanto à arma rosto. O militar teria chutado Moreno Teixeira, 26, para lidar em situações muito tarde de sábado acompanhado de do crime, ele diz não saber onde a cabeça da vítima váriase Leonardo Moreno Teixeira, 24, mais graves como esta”, comen- um advogado. O superior do ofi- ela se encontra. Fique claro que vezes e, em seguida, atiradopartiram de uma pistola .40, de tou um amigo da família, que não cial, coronel Sérgio Magalhães, o depoimento do capitão não é a contra o seu abdome.uso restrito da Polícia. O POVO quis se identificar. Um exame de do comando de Policiamento do visão da PM”, explicou o coman- O irmão de Marcelo, oobteve a informação de duas pes- parafina, usado para detectar a Interior (cPI), fala sobre a ver- dante do cPI. Uma das fontes também estudante desoas que estiveram presentes ao presença de pólvora nas mãos, são do capitão: “ele disse que foi ouvidas por O POVO, contudo, Medicina Leonardo Teixeira,exame cadavérico das vítimas, também foi feito, mas o resultado tomar satisfação com um dos ir- afirma que o capitão estaria com deixa a churrascaria e vai aorealizado no Instituto Médico ainda não foi revelado. mãos, que sacou uma arma. O ca- duas pistolas no momento do cri- encontro do irmão.Legal (IML) de Quixeramobim. O exame cadavérico dos mé- pitão disse que reagiu, conseguiu me: uma no cinto e outra no tor-Na madrugada de sábado, os dois dicos foi feito na noite do último tomar a arma e atirou, mas rece- nozelo, sendo que a última teria 3. O capitão PM teria,jovens foram mortos, com um sábado, depois do velório e do beu uma gravata do outro irmão, usada contra os médicos. segundo testemunhas,tiro no abdome de cada um, pelo cortejo até o cemitério de Mom- por isso teve de atirar também”, O delegado titular da Delega- abraçado Leonardo ecapitão PM Daniel Gomes Bezer- baça. Um empresário amigo da explica. cia regional de Iguatu, Marcos disparado contra o abdomera, no município de Iguatu, a 395 família disse que teve de esperar O comandante do cPI escol- andré rodrigues, está à frente dele à queima-roupa. Oquilômetros de Fortaleza. a multidão sair do local, por volta tou o capitão Daniel ao quartel do da investigação sobre a morte militar disse à Polícia que além da identificação dos das 17h50min de sábado, para que Batalhão de choque (BPchoque), dos médicos. No fim de semana, teria disparado contra os jovens apenas paraprojéteis, o exame feito no IML os corpos pudessem ser levados no centro de Fortaleza, onde de- a Polícia começou a tomar depoi- se defender. A arma,revela a existência de hematomas ao IML de Quixeramobim. De lá, verá permanecer detido por, pelo mentos das testemunhas. O dire- segundo ele, pertenceriana testa, na boca e nas pernas de eles retornaram a Mombaça, já menos, cinco dias. O oficial so- tor do Departamento de Polícia aos estudantes. O projétilMarcelo Teixeira, que teriam sido de madrugada. Só às 3 da manhã mente está detido porque estava do Interior (DPI), delegado Na- retirado do corpo dasresultado da agressão do policial. de domingo os dois irmãos foram de posse de uma pistola .40, per- poleão Timbó, esteve na região vítimas é de uma pistola .40,De acordo com uma das fontes definitivamente enterrados. tencente à Polícia Militar. como acompanhando o caso. de uso exclusivo da Polícia.ouvidas por O POVO, o médico Os dados levantados pelo IML ele estava de folga, não tinha au- LEIA MAIS NA 5 FALE COM A GENTE [ COTIDIANO ■ EdiTOREs: tânIA Alves e lIsIAne MossMAnn ■ FOnE: 85 3255 6147 - 3255 6024 ■ FAX: 85 3255 6139 ■ E-mAiL: cotidiano@opovo.com.br ] www.opovo.com.br
  4. 4. FORTALEZA-CE, TERçA-FEiRA, 20 de março de 2007 FORTALEZA 7Delegado de Iguatu diz que Oficial está preso no BPChoquemédicos foram executados O capitão Daniel Gomes está preso no BPChoque, no bairro José Bonifácio. A “cela” do oficial não possui grades e possui certo conforto.DEPOIMENTOS ] Delegado conclui que irmãos, Testemunhas detalham assassinatos e dizem que arma “É como uma sala. Possui cama, tevê e um banheiro.recém-formados em Medicina, foram executados seria do militar, provavelmente um revólver 38, cano curto. Se não fosse pela gravidadepelo capitão da Polícia Militar Daniel Gomes Bezerra. Capitão deve depor em Iguatu até a próxima sexta-feira da acusação, ele estaria circulando tranqüilamente FCO FONTENELE pelas dependências do quartel”,Nicolau Araújo abdome e efetuou outro disparo revelou um policial militar,da Redação na arma”, disse o delegado. ao O POVO.O Para o delegado Marcos An- De acordo com o policial, delegado regional de dré, o depoimento do capitão o capitão poderia ficar no Iguatu, Marcos An- Daniel na delegacia de Jaguari- alojamento dos oficiais, mas dré, disse ontem ao O be, quatro horas após os crimes, houve um certo “desconforto” POVO que os irmãos apresenta muitos pontos falhos. dos colegas. Se condenado pelaMarcelo Moreno Teixeira, 26, e “O capitão tentou dar uma ver- morte dos irmãos, o capitãoLeonardo Moreno Teixeira, 24, são de legítima defesa e chegou a será encaminhado ao Institutoforam executados pelo capitão dizer que a arma seria de um dos Penal Paulo Sarasate (IPPO), emda Polícia Militar Daniel Gomes rapazes. Mas ele entrou várias Itaitinga. “Mas ele não ficariaBezerra. O crime aconteceu na vezes em contradição. Se a arma junto aos presos comuns. Ficariamadrugada do último sábado, pertencia às vítimas, por que o em uma ala conhecida comoem frente a uma churrascaria, capitão não se lembra onde a Vila Rica, destinada somente aem Iguatu, a 377 quilômetros de colocou?”, observo u o titular da policiais que cumprem penas”,Fortaleza. O oficial se encontra regional do Iguatu, que deverá informou o policial.detido no quartel do BPChoque, tomar o depoimento do capitão O capitão foi preso por duasno bairro José Bonifácio, em até a próxima sexta-feira. Ainda medidas, uma judicial, e outraFortaleza. segundo o depoimento do oficial, de caráter normativo da PM. A conclusão do delegado tem Leonardo teria dado uma gravata Na tarde do último domingo,como base os depoimentos de em seu pescoço, por isso ele teria o juiz de Direito de Acopiara,sete testemunhas que presen- atirado no rapaz. Zanilton Medeiros, que estavaciaram quando o capitão teria de plantão no fim de semana,atirado contra os irmãos. “Dois solicitou a prisão preventivadepoimentos contam com deta- Segundo o delegado, do capitão, que já confessou olhes como tudo aconteceu e até a duas testemunhas duplo assassinato. O pedido dearma que foi usada pelo capitão. contaram que Daniel preventiva foi solicitado peloInvestigamos a possibilidade de delegado regional de Iguatu,ser um revólver de cano curto Gomes teria dado uma Marcos André da Silva, que estáe preto, provavelmente um 38”, rasteira em Marcelo investigando o caso. No parecerdisse o delegado ao O POVO, do magistrado, a afirmativa noontem à tarde. Moreno e passou a pedido de prisão preventiva espancá-lo do oficial foi para assegurar a Segundo o delegado, duas garantia da ordem pública.testemunhas contaram que Da- Antes da solicitação daniel teria dado uma rasteira em Os irmãos Marcelo e Leonar- Justiça, o capitão já havia sidoMarcelo Moreno e passou a es- do Moreno foram mortos quando transferido para Fortalezapancá-lo. Inicialmente, o capitão já estariam se preparando para no sábado, depois que seteria procurado uma arma em deixar a churrascaria onde es- apresentou em Jaguaribe,sua cintura, mas ela estaria no tavam em companhia de um tio, onde prestou depoimento nacarro. “Então ele teria puxado o Weimar Moreno, por volta das delegacia. Segundo o coronelrevólver, que chegou a cair no duas horas da madrugada. Se- Sérgio Magalhães, do Comandochão. Foi nesse momento que gundo testemunhas, como o es- de Policiamento do Interior, oas testemunhas visualizaram a tabelecimento estava fechando, capitão, que é comandante doarma. Ele (capitão) então colheu Marcelo Moreno decidiu urinar destacamento de Mombaça,a arma, empurrou uma das tes- atrás do veículo que pertencia confessou estar de posse detemunhas e efetuou o disparo. ao capitão. A filha da namorada uma pistola ponto 40 (.40),O rapaz (Marcelo Moreno) caiu do oficial estaria dormindo no que pertence à PM. Comoaos pés da testemunha, que cor- interior do carro. A mãe da ga- estava de folga, ele não poderiareu. O irmão da vítima chegou rota viu a cena e teria chamado estar portando uma arma dapor trás do capitão, o agarrou e, o capitão, que teria começado a corporação, apesar de ter oao contrário da versão da agres- espancar Marcelo, dando início direito de transitar com umasão, ficou pedindo para que o ao crime (em depoimento, o arma particular. No depoimento,capitão não matasse Marcelo. capitão teria dito que a menina o capitão disse que a pistolaMas Daniel conseguiu encostar a estava chorando, o que foi des- estaria dentro de seu carro, earma em seu (Leonardo Moreno) mentido pelas testemunhas). CAPITÃO DA PM Daniel Gomes Bezerra está preso no BPChoque, no bairro José Bonifácio não chegou a dispará-la. (NA/MC)Médicos passaram Psicóloga afirma que Motorista assassinadoo dia trabalhando Sonhos desfeitos. Assim aquilo com o garoto. é preciso acompanhamento em 2003 Há quase quatro anos, odefiniu Weimar Moreno sobre O tio disse que não saiu da motorista de ônibus Pauloa morte dos sobrinhos Marcelo, distância de um metro e meio Falta de equilíbrio policiais com pelo menos emocional e de Outra questão 16 anos de carreira. Depois Sérgio Barros de Freitas26, e Leonardo Teixeira Moreno, do policial. Ele estaria tentando também foi morto por um24, médicos recém-formados, acalmá-lo, mas o oficial se abaixou acompanhamento psicológico levantada pela de passar por uma série de policial militar, por umassassinados na madrugada do e pegou a arma da perna. “Foi intenso foram os motivos psicóloga é que haja provas, um curso de seis meses motivo banal. Após umaúltimo sábado pelo capitão da rápido. Vi a arma na mão dele, era apontados pela psicoterapeuta e estágio de um mês, os oficiais uma maior exigência discussão de trânsito, o naPolícia Militar Daniel Gomes pequenina e não tinha tambor, Virgínia Moreira para a podem compor o quadro época subtenente Wily deBezerra. “Fazia tempo que não como os revólveres. Então ele atitude do capitão Daniel na seleção dos administrativo da polícia. “Mas Oliveira Monteiro, que eraos via, desde o Natal. No dia do atira no Marcelinho, que cai. O Gomes Bezerra. “Ele foi contra só podem ocupar funçõescrime, eles me disseram que Leozinho se segura ao capitão e à expectativa. Em vez de profissionais administrativas”, destaca o lotado na Casa Militar, teria atirado na cabeça dohaviam trabalhado 48 horas direto pede para ele não oferecer segurança, provocou de segurança. coronel. motorista. O crime, ocorridonos hospitais. Queriam juntar matar o irmão. Mas o oficial a violência”. Segundo ela, o A outra forma de um policial não tinha capacidade Virgínia ressalta policial chegar ao cargo de no dia 16 de agosto de 2003,dinheiro para comprar agarra o Leozinho e atira aconteceu em frente à garagemum notebook moderno”, recorda- na barriga dele. Depois, sai emocional para ocupar que o porte de arma capitão é por meio de um o cargo que recebeu. “O concurso público realizado da empresa Via Urbana,se Weimar, que estava com os correndo”, lamenta-se. Weimar acompanhamento psicológico é uma responsabilidade pela Universidade Estadual do no bairro Lagoa Redonda,rapazes na churrascaria disse que o capitão ainda teriaVilson Grill, estrada ameaçado atirar nele também. é fundamental. Não só pela grande Ceará (Uece), como ocorreu e foi presenciado por dois saúde dos policiais, como pelo com o capitão Daniel. “É um seguranças da empresa.perimetral, em Iguatu. “Fiquei de costas para ele, perto bem estar da população”. vestibular como qualquer Na época, o policial militar De acordo com Weimar, os do Marcelinho”, completa. Outra questão levantada apontaram como causa outro”, explica Bessa. afirmou que o tiro teria sidotrês já estavam se preparando pela psicóloga é que haja de doenças psicológicas a Depois disso, os policiais acidental. Apesar disso,para deixar o estabelecimento. Ele Além de trabalhar no sábado, uma maior exigência na violência urbana. “As pessoas são submetidos aos exames em abril de 2004, ele foie Leonardo dirigiram-se ao caixa o fim de semana dos irmãospara pagar a conta, enquanto seria do lado da família, em seleção dos profissionais de acabam convivendo com psicotécnico, físico e médico considerado culpadoMarcelo teria ficado na mesa. Mombaça, onde moram seus segurança. Virgínia ressalta isso como se fosse uma coisa para ingressar na Academia de pelo Conselho de Sentença“Eu quis pagar em dinheiro, pais. Leonardo era noivo de que o porte de arma é uma natural, mas a violência Polícia Militar. “Eles se tornam do 3° Tribunal do Júri emas o Leozinho disse que fazia Clarissa Cavalcante, estudante responsabilidade grande e repercute a níveis emocionais bacharéis em segurança condenado a 12 anos e seisquestão de deixar a conta com de Medicina. Os dois iriam se só deve ser dada a quem tem enormes. A gente não se dá pública, mas antes passam meses de reclusão.ele, pois tinha sido um prazer me casar em 2008. “O Leozinho era equilíbrio sob suas reações. conta do desgaste de ter medo por uma série de exames e No mesmo ano, o entãorever. Mas deu um problema na muito metódico. Os dois sempre “Às vezes o profissional não de ações básicas como parar entrevistas realizados pela soldado da PM Franciscomáquina de cartão e fomos tentar foram bons meninos e eram vive bem, trabalha demais e no sinal”. Conforme Virgínia, Junta Militar de Saúde”. Ferreira Menezes foiresolver”, recorda-se. exemplo para muitos jovens em acaba usando o pouco poder isso indica que situações Bessa destaca que o condenado pelo Tribunal do Ele diz não precisar quando Mombaça. Sempre estudiosos, que tem para ter o mínimo de de violência banal, como a Centro Psíquico-Social Júri de Mulungu a 19 anoso capitão começou a agredir não eram muito de sair. Eles felicidade. No caso do capitão, que ocorreu com os irmãos da PM, que foi criado em e seis meses de prisão pelaMarcelo, pois estava com estudaram no exterior, na Bolívia, ele não conseguiu lidar com médicos, estão vinculadas 1999, está em processo de morte do comerciante AluísioLeonardo no caixa. “Só ouvimos e depois foram transferidos para a raiva do momento e se diretamente com o aumento institucionalização. Foi Lopes de Queiroz. O crimea confusão e fomos para lá. Tocantins. Agora essa cara, que aproveitou do poder das doenças mentais. lançado um edital para a ocorreu em outubro deQuando chegamos, encontramos eu nunca tinha visto antes, acaba que tinha”. Segundo o comandante- contratação de 30 profissionais 2000 e teria sido motivadoos garçons e o seresteiro com a vida deles e toda a família”, Participante de uma geral da Polícia Militar, de saúde. “O sistema está por uma discussão de bar.tentando afastar o capitão, que diz Weimar, sem esconder a pesquisa sobre depressão coronel Adail Bessa Queiroz, defasado, a quantidade Vítima e acusado bebiamestava chutando meu sobrinho, indignação. A missa de sétimo que envolveu as cidades de existem hoje duas maneiras de médicos já não atende juntos e, após uma discussão,caído no chão”, ressalta. Weimar dia está prevista para acontecer Fortaleza, Boston (EUA) e de se chegar ao posto de à demanda. Mas estamos o policial, que estava de folga,intercedeu pelo rapaz, pedindo na próxima sexta-feira, na igreja Santiago (Chile), ela relata capitão. A primeira é por meio tentando reverter esta teria sacado a arma e atingidopara que o oficial se acalmasse, matriz de Mombaça, em horário a que apenas os fortalezenses de concurso e somente para situação”. (Yanna Guimarães) o comerciante com trêsque ele não precisava ter feito confirmar. (Marcos Cavalcante) disparos. (Carlos Henrique Camelo)

×