Jornal agosto

1.291 visualizações

Publicada em

Jornal A Noticia do vale agosto de 2010

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.291
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
24
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal agosto

  1. 1. Curtas & Boas Página 11 Agosto | 2010 | Ano VII | Nº 88 www.anoticiadovale.com R$ 1,50 Assistência social em Sobradinho Governo amplia programas e consolida parcerias Tendo a assistência a população caren- social como uma das te da cidade. Para a suas principais ban- secretária de Ação deiras, a atual ges- Social do município, tão em Sobradinho Marisalva Barbosa, vem se consolidan- a cidade cresceu e a do como a que mais demanda do serviço investiu no social social também, mas nos últimos anos. De o Governo “Gestão acordo com Raimun- e Seriedade” conti- do Nonato de Olivei- nua firme no propó- ra, chefe de Gabinete sito de servir bem ao da prefeitura Muni- povo de Sobradinho. cipal, praticamente não existia serviço social voltado para [+] Página 05 Editorial Confusões partidárias e as mazelas do perí- odo eleitoral [+] Página 02 Copa de Fanfarras movimenta cidade e região IFBA abre inscrições para Opinião processo seletivo 2011 A cidade de Casa Nova foi sede para a primeira etapa da V Copa Bahia [+] Página 08 “O Palanque” de Bandas e Fanfarras da FBF (Federação de Bandas e Fanfarras do [+] Página 02 Estado da Bahia). O evento movimentou a cidade e reuniu mais de 10 bandas (marciais e fanfarras) e centenas de estudantes, admiradores e Projeto de estruturação da Informe SINSERB até torcida organizada defendendo as suas favoritas. pesca artesanal Diretoria do Sindicato contrata duas advo- [+] Página 07 gadas [+] Página 03 [+] Página 03 Sede do STRCN é reformada e ampliada [+] Página 09
  2. 2. 02 Vale do São Francisco, Agosto de 2010 - Ano VII - Nº 88 - www.anoticiadovale.com EDITORIAL Opinião Confusões partidárias e as O Palanque mazelas do período eleitoral *Paulo Carvalho (SPO) são, não deve interferir credibilidade não se re- o seio da comunidade, Momento político conturbado no Vale do O palanque, força na formação do caráter fere necessariamente a para o meio do povo. São Francisco. As diferentes legendas e seus “motriz” de um movi- das pessoas envolvi- ele, (enquanto iniciante Quando se é espectador defensores mais fiéis estão nas ruas, nas casas, mento, proposta inova- das, e nem pregar con- ao pleito), mas a políti- de campanha a tendên- nas escolas, nas diversas instituições, festas, nos dora, idéia de envolver ceitos de moral. Não ca atual, impregnada de cia é ser espectador de mais periféricos dos bairros, nos pequenos po- pessoas de diversas clas- deve funcionar como ostracismo, corrupção mandato, e isso provoca ses e culturas nas ques- instituições, a exemplo e demagogia. Por isso uma segregação social e voados do interior, aonde tiver eleitor, as cara- tões políticas do país, e das igrejas, escolas, fa- torna-se um desafio a política danosa, e com vanas da “democracia” estão lá. Conturbado, principalmente de suas mílias. Seu papel é de mais para ele. O candi- um mandato descuida- porque a efervescência do momento e a “pesca- localidades. A política em assessoramento, com o dato alimenta a idéia do do e isolado, o político ria” de votos animam os mais afoitos militantes, toda a sua efervescência objetivo de trabalhar a pleito, amplia as pos- passa a detentor de di- partidários, seguidores de uma esperança lança- social, cultural e econô- imagem do político can- sibilidades de voto, e reitos políticos, manten- da por um candidato tal, de uma legenda idem, mica, sendo trabalhada didato, oportunizando ainda tem que trabalhar do sempre à distância e as mais estranhas “alianças” para alcançarem ao eleitor, de qualquer a reconquista política o povo, (seu eleitor), êxito nas eleições desse ano. dentro das pequenas co- munidades, através da esfera social, conhecê- da própria política que como um super palan- E não somente as alianças partidárias, coli- lo, e assim como uma pretende ingressar. que, com jogo de luzes, gações que deixaram de ser “ideológicas”, mas educação e da realidade local de cada povo. sala de debates, promo- Esta ferramenta con- gelo seco, e uma produ- também os arroubos publicitários e toda espécie ver questionamentos; siste ainda em tornar a ção de “show business”. de panfletagem à revelia de uma sociedade que Um meio de comu- nicação é um concilia- edificar propostas; tirar comunicação com o elei- O palanque inacessível, quer apenas seriedade nos programas eleitorais dúvidas, e fazer com tor mais abrangente e distante, como trono de e apresentação de projetos contundentes, que dor político. Estabelece entre a sociedade e os que a comunidade local democrática, valorizan- uma eleição vitoriosa. fortaleçam a democracia e tragam desenvolvi- seja participante ativa do não a cédula de elei- Este palanque não seus representantes, nas mento econômico e social para o estado e país, de todo o processo elei- tor, mas o próprio elei- condiz com as con- mais diversas instâncias aumentando a qualidade de vida da população toral. tor como célula ativa da quistas populares de de poder, a credibilida- brasileira. A idéia não é fabri- coisa pública, não disso- décadas, e a sua única de do ato de governar e O Vale do São Francisco, e a sua “capital” car políticos decentes, ciando sua importância motivação é a contabi- legislar a coisa pública. municipal, Juazeiro, refletem muito bem esse incorruptíveis, traba- na construção de um lidade das urnas. Este Um palanque para to- conturbado momento das eleições. Exemplo das as propostas, todas lhadores e dignos re- estado livre de pressões palanque ainda teima disso são as “arrancadas” políticas, através dos as facções políticas, to- presentantes das classes sociais; problemas crôni- em resistir. É o mesmo lançamentos de candidaturas, caminhadas no- dos os hinos, todas as populares; até porque, cos; miséria, e até mes- que insiste em gritar turnas, palanques e bandeiras misturadas, e mi- culturas, e o mais im- nos mandatos desastro- litâncias desordenadas, numa incansável busca sos e nocivos à socieda- de votos. A cidade passa a respirar política o dia portante, um palanque “Quando se é espectador de campanha a de. Mas ele também cai, para o eleitor, seja ele, inteiro durante três meses, inclusive oportuni- estudante; empresário; tendência é ser espectador de mandato, e quando não referenda zando o “primeiro emprego” para a maioria dos artista; camelô; despor- isso provoca uma segregação social e po- ao povo a sua conquis- adolescentes, que vêem no período eleitoral uma tista; funcionário públi- ta. O eleitor é a base ocupação e algum tipo de ganho financeiro. lítica danosa”. para qualquer palan- co; profissional liberal; Infelizmente esse “primeiro emprego” é um doméstica; professor; ca- que. São os pilares for- verdadeiro equívoco e um atentado à emprega- tador de lixo; operário; políticos assim não se mo do enriquecimento tes, que sustentam a os- bilidade social desses jovens, e devia ser uma trabalhador rural, e o fabricam, nascem pron- institucional e político tentação vil de qualquer constante no âmbito das instituições governa- próprio candidato tam- tos, e estão sempre pre- de muitos, através da mandatário. Mas o elei- mentais, amparado por lei e com garantida de bém eleitor, enfim, todos parados para atuar na fome alheia, incitando a tor também é base para direitos trabalhistas. Mas os governos são inope- os colaboradores polí- vida pública de maneira multiplicação de ong’s, os palanques populares rantes e preferem investir nas “militâncias” par- ticos, responsáveis pela exemplar. Não é esse onde a principal meta que não precisam ser tidárias em período eleitoral, utilizando fundos vida pública de seus re- o objetivo, e nem de é o investimento social suspensos no ar. E para presentantes. antecipar ao eleitor, (o visando lucro para os este palanque vida lon- partidários para tal empreitada e “afundando” O palanque que principal assessorado), oportunistas. ga, pois é nele que co- cada vez mais a esperança do povo brasileiro em acreditamos é mais que as qualidades ou defei- O verdadeiro pa- mungam candidatos e ver um país mais humanizado, livre das injusti- um porta-voz político e tos de candidatos e suas lanque representa o eleitores e ninguém está ças sociais, e com oportunidades para todos os para política. Não está possíveis mudanças. anseio popular, busca sob a plataforma, como povos. voltado apenas para ex- O palanque não a transformação dos ouvinte silencioso e As confusões partidárias são as mesmas de posição de ideologias deve atuar como termô- tradicionais palanques passivo, como eleitor do sempre, desde quando princípios éticos deixa- sim. É preciso ser eleitor ram de ser a tônica das campanhas políticas, partidárias, candidaturas metro de político algum, políticos. Tem o propó- e campanhas. É também nem promover expecta- sito de humanizar este do SIM e do NÃO. Va- para ganhar espaço na grande mídia à “barbá- mos deixar de ser es- uma ferramenta para o tivas inúteis. Deve ser o púlpito incômodo, que rie” das militâncias despudoradas, sem nenhum pectadores da história eleitor, para o votante e canal público do enten- coloca o eleitor como es- compromisso com a sociedade, a principal in- e fazer a nossa própria para o votado. Funciona dimento, o porta-voz do pectador de campanha, teressada na escolha de seus representantes. O história. E o verdadeiro como uma sala de aula, eleitor e a vitrine do can- e não como construtor exemplo vil dessa triste realidade é o ataque à palanque está aberto a onde todos, candidatos didato. O importante é de idéias, ativo colabo- imprensa e toda forma de “liberdade de expres- essa discussão. a voto e eleitores, pre- abrir possibilidades de rador da engrenagem são”, se é que essa palavra realmente existe de cisam aprender a atuar o candidato conquistar eleitoral. Assim, preten- fato e de direito. a credibilidade perdida, demos desmontar o pa- *escritor e jornalista, autor do além da urna eletrônica. Nos “rincões” desse país, principalmente diante de um quadro lanque oficial, material, livro de crônicas: “Juazeiro Mas o palanque como de Tantas Sombras”. em cidadezinhas do interior, onde a maioria do político negativo. Esta e trazer as idéias para ferramenta de discus- saulooak@gmail.com povo semi-analfabeto, ainda se deixa enganar pelo “coronel-deputado”, que troca votos por favores ou por qualquer bem material, as maze- EXPEDIENTE las políticas reinam impunemente. E esses “do- Circulação Circulação nos dos votos” são os mesmos donos dos canais Juazeiro, Petrolina, de televisão e de boa parte da mídia nacional, Casa Nova, Remanso, que se prolifera na mesma velocidade dos “co- ronéis”, políticos fabricados, com o único intuito nos Pilão Arcado, Sobradinho, de se perpetuarem no poder. Sento-Sé,Curaçá, Este jornal é produto da empresa A Notícia do Vale. Uauá e outras. A democracia, por mais dissimulada que Fundado em 15 de maio de 2003. seja, está aí para ser exercida por todo e qualquer cidadão. Portanto, no dia 03 de outubro exer- Luiz Washington Paulo Carvalho Natália Aguiar - DRT- 3476 Thaís Mariano Valente Gráfica Printpex ça esse direito da melhor forma possível. Vote Diretor Editor Jornalista Responsável Diagramação Impressão consciente e não venda seu voto! Rua das Algarobas, 238 - Centenário - Juazeiro - Bahia - Fone: (74) 3611-1561 Não é de nossa responsabilidade os Site: www.anoticiadovale.com - E-mail: anoticiadovale@hotmail.com textos assinados.
  3. 3. Vale do São Francisco, Agosto de 2010 - Ano VII - Nº 88 - www.anoticiadovale.com 03 Casa Nova Copa de Fanfarras movimenta cidade e região Fotos: A Notícia Paulo Carvalho Copa Bahia de Bandas realizada na cidade de Fanfarras contou de Gongogi, no dia 12 A cidade de Casa de setembro. “Esta- com o apoio da pre- Nova foi sede para a mos trabalhando para feitura Municipal de primeira etapa da V participar das outras Casa Nova, através da Copa Bahia de Bandas etapas classificatórias secretaria de Educa- e Fanfarras da FBF (Fe- e ganhar a grande fi- ção, Cultura e Turis- deração de Bandas e nal que acontecerá mo, e da secretaria de Fanfarras do Estado da em dezembro e Casa Esportes. Presentes ao Bahia). O evento movi- Nova, Senhor do Bon- evento, acompanhan- mentou a cidade e reu- fim, Curaçá e Sento Sé do o prefeito, o secre- niu mais de 10 bandas estão concorrendo para tário de Governo, Pau- (marciais e fanfarras) realizar a final da V lo Roberto Passos, o e centenas de estudan- Copa Bahia de Bandas secretário de Esportes, tes, admiradores e até e Fanfarras que reunirá Itamar Ferreira e o co- torcida organizada de- 26 bandas”, explicou ordenador de Cultura, fendendo as suas favo- o regente da FAMEC, Luciano Correia Leite. ritas. Roberto Neves. A FAMUGI conquistou o 1º lugar na categoria Fanfarras de várias cidades animaram a 1ª etapa Participaram da eta- Corporação Musical Simples da V Copa Bahia Famec Antes da apre- pa regional bandas de sentação das Bandas Juazeiro, Curaçá, São e Fanfarras, houve Francisco do Conde, Pe- A Fanfarra Muni- Resultado Oficial da 1ª Etapa Classificatória cipal Estrelas Casa- uma demonstração de trolina, Gongogi, Saú- novenses – FAMEC tae-kwon-do com os Corporação Musical Corporação Musical Sim- 1º Lugar – Paulo VI – de, entre outras, e a de participou junto com alunos do professor Simples com Evolução ples Juazeiro Jaguarari, a primeira a as demais bandas e Wanderley, que tem se apresentar abrindo fanfarras, mesmo não o apoio do poder pú- 1º Lugar – FAMSIB - 1º Lugar – FAMUGI – Corporação Musical a festa em Casa Nova. concorrendo oficial- blico municipal de São Francisco do Conde Gongogi Marcial O prefeito Orlando Xa- mente ao título da pri- Casa Nova. O evento 2º Lugar – FAMSA - 2º Lugar – FANCEC – vier fez a abertura ofi- meira etapa, conseguiu ainda contou com a Saúde Curaçá 1º Lugar – FAMUSFC - cial do evento, saudan- somar pontos para a participação do grupo 3º Lugar – BAMAJ – 3º Lugar – FAEJM– São Francisco do Conde do todas as delegações participação das eta- de capoeiristas da Ca- Jaguarari Juazeiro 2º Lugar – FAMIPE – participantes, e ficou pas seguintes. poeira Brasil, e barra- Petrolina para assistir as primei- A segunda etapa cas de comidas e be- Participação especial Corporação Musi- 3º Lugar – BAMAAF – ras apresentações pela classificatória da V bidas, montadas pelo da FAMEC – Casa cal com Recursos e Petrolina manhã. Copa Bahia de Ban- movimento católico Nova Evolução Fonte: Ascom/Casa Nova A primeira etapa da das e Fanfarras será da cidade. Sinserb Servidores foram avaliados Mesmo com atra- ficha avaliativa. Fica- Juazeiro, que há muito APLB Núcleo Ju- valdo, não lembro ter de nível superior e so, a prefeitura fez ram de fora da ava- tempo nos governos azeiro/Sobradinho visto pelo menos uma gratificação especial a avaliação de parte liação os servidores anteriores, lutam por recorre de ação na Jus- faixa apoiando a nos- para os profissionais dos servidores. É im- que pediram licença igualdade de direitos. tiça contra PMs e Sin- sa luta. A APLB é re- que trabalham no in- portante que se faça sem vencimento, para “Conversando com al- serb na 1ª Vara do Tra- cordista em ações na terior. Esperamos tão a avaliação para que tratamento de saúde guns servidores, eles balho de Juazeiro. A Justiça são mais de 178 somente a aprovação se valorizem aqueles ou por interesse par- afirmaram que estão ação é do ano de 2002, isso significa muita dis- dos edis e a sanção que se dedicam às ticular, que estejam satisfeitos com a atua- o juiz da Comarca de ponibilidade de tempo, do prefeito Genilson suas funções. Não é processados, os per- ção das mesmas”. Sobradinho deu ganho enquanto isso os traba- Silva. justo que aqueles que mutados, ACS, AE, de causa ao Sinserb em lhadores ficam à mercê Ainda este mês, não se dedicam sejam remanescentes, os efe- Prefeito Genilson Sil- 2006. do Estado. vamos formar comis- promovidos em detri- tivados e aqueles que va reconhece direitos As advogadas do Diretoria do Sin- são de profissionais mento dos demais. estejam à disposição de remanescentes Sinserb, doutoras Thayla serb participou ativa- da área de educação A diretoria do Sin- de outros órgãos sem Menezes OAB/PE 28.022 mente da elaboração para elaborar minuta serb indicou 03 mem- a celebração de convê- Depois de mui- e Carla Constância OAB/ do Plano Municipal de do plano de carreira bros para a comissão nios. A avaliação está tos anos de luta, em PB-14.101, já apresenta- Educação do municí- do magistério e do es- de avaliação. Na área sendo feita pelos che- governos anteriores, ram toda a documenta- pio de Sobradinho que tatuto do magistério de educação foi cons- fes imediatos. para terem os mesmos ção comprobatória pelo valerá por 10 anos. público municipal. tituída uma comissão A diretoria do Sin- direitos dos concursa- Ministério do Trabalho, O Plano Municipal Laranjeira finaliza paritária com 03 mem- serb espera que os che- dos, os remanescen- que atesta a base territo- da Educação (PME), dizendo que foi perse- bros indicados pela fes imediatos, tenham tes de Juazeiro, agora rial do Sinserb. que entrará em vigor guido pela atual gerente SEC e 03 pelo Sinserb, usado a impessoalida- podem comemorar. A prefeitura, em em 2011, já foi pratica- do terminal pesqueiro que são: Francisco de na hora de avaliar. O atual prefeito corri- sua defesa, reconheceu mente concluído, e teve de Sobradinho. Segun- das Chagas M. Viei- giu as distorções nos o Sinserb como legíti- a participação decisiva do ele, depois de cobrar ra, Valdemir Ferraz níveis salariais daque- mo representante dos da diretoria do Sinserb, melhorias nas condições (vavá) e Ariovaldo Diretoria do Sinserb les que impetraram servidores municipais. principalmente do pro- de trabalho, como por Alves de Brito. Os contrata duas advoga- ação na Justiça. Nesta “Onde fica a sede fessor, Francisco La- exemplo, recarga dos servidores das de- das conquista foi muito da APLB em Sobra- ranjeira, dentre muitos extintores que há mais mais secretarias tive- importante e decisivo dinho? Vocês sabiam avanços sugerimos: pa- de 05 anos estão descar- ram suas respectivas No último dia vinte o empenho da atual que a APLB não tem gamento do difícil aces- regados. “Tive a minha comissões. de abril foram contrata- diretoria do Sinserb. nenhum sócio em ní- so; aumento de 15 para folha de ponto rasurada Os membros das das as doutoras Thaylla Segundo os servido- vel municipal? e que- 50% do complemento e isso ocasionou a mi- comissões receberam e Carla para prestarem res José Rodrigues e rem base territorial”. salarial e de 30% para nha demissão. Não tive treinamento dado assessoria jurídica ao João Bosco da Silva “Durante os mo- os professores que tra- direito a defesa, me sen- pelo consultor Nildo Sinserb. As mesmas já Cardoso, esta diretoria mentos mais difíceis, balham com alunos ti sendo subordinado a Lima. Todos recebe- começaram com mui- foi à única que se em- no governo anterior, a especiais (já consta na Hugo Chaves. ram uma lista dos to trabalho, como por penhou e deu atenção APLB nunca apoiou a lei 246/2000), mudan- que foram avaliados exemplo: a questão especial aos remanes- nossa luta, com exce- ça de nível após certi- Francisco Laranjeira - como também uma dos remanescentes de centes de Juazeiro. ção do professor Ario- ficação de conclusão presidente do SINSERB.
  4. 4. 04 Vale do São Francisco, Agosto de 2010 - Ano VII - Nº 88 - www.anoticiadovale.com Educação Plano Municipal de Educação agora é realidade em Sobradinho Foto: A Notícia Da Redação CHESF e reuniu mais gramação um momen- Para manter um de 150 pessoas, repre- to cultural chamou a compromisso maior com O município de So- sentantes de toda a atenção de todos. A a educação do muni- bradinho conta agora comunidade sobradi- apresentação do Pro- cípio também foram com o Plano Municipal nhense, funcionários fessor Bosco (SEC) e realizados fóruns de de Educação – PME, públicos, pais, alunos, da Diretora Sonia Uze- discussão na Escola viabilizado pelo go- gestores e professores ly (Escola Tia Rita) e a Municipal Paulo Pa- verno municipal, atra- de todas as escolas do mostra da música ven- chêco, que permiti- vés da secretaria da município. Esteve pre- cedora do FACE com ram intervenções da Educação e Cultura, sente também o pre- o aluno Jéferson do comunidade na cons- assessorada pelo Pro- feito Genilson Silva Colégio Estadual São trução das diretrizes, grama de Apoio aos (PT), a secretária de Joaquim, e em seguida dos objetivos e metas Municípios – PROAM, Educação e Cultura, as representantes do da educação para os numa parceria firma- Edinalva Fernandes, PROAM, Mariaolinda próximos dez anos. da com a secretaria de o vice-prefeito Adeil- e Renilza Braga, dis- Secretária de Educação e Cultura, Edinalva Fernandes Educação do Estado son Bezerra, a primeira correram sobre o Pla- da Bahia. Uma Audi- dama e secretária de ência Pública realizada Ações Sociais, Marisal- no Municipal de Edu- cação, destacando a Temáticas este mês com todos os va Barbosa, e o secre- sua constituição, a sua • Educação Infantil • Educação de Jovens e • Financiamento da Edu- interessados provocou tário de Educação de importância e o com- • Ensino Fundamental Adultos - EJA cação a criação do PME. Juazeiro, Plínio José de promisso de cada um • Ensino Médio • Educação Inclusiva • Valorização dos Pro- O evento foi rea- Amorim Neto. dos munícipes com • Educação Profissional • Educação no Campo fissionais de Educação lizado no Memorial Como parte da pro- essa nova ferramenta. • Educação Superior • Gestão da Educação • Avaliação da Educação Ação Social Remanescentes de quilombos serão beneficiados com programas sociais Ascom/Casa Nova ta, Maria do Carmo Alagoinha, Ana Rita chegou ao município ram nas comunidades Cadastros no Programa Araújo, destaca que dos Santos, diz que tem de Casa Nova com três de Alagoinha, Mucam- Bolsa Família Ao som da sanfona através desse traba- orgulho de ser descen- dos 12 filhos, Pedro, bo e Riacho Grande. e violão, na tradicio- lho, os remanescentes dente de quilombo, no Zé Valério e Terto, e Para sobreviver traba- A secretaria Municipal de nal apresentação da de quilombos serão entanto ela destaca que para se manter teve lham com agricultu- Assistência Social reali- dança de São Gonçalo devidamente identifi- precisam ser reconhe- que trabalhar em tro- ra de subsistência, no za constantemente visita a comunidade de Ala- cados pelo município cidos e recompensados ca de alimento. “Meu cultivo da mandioca, no interior do município, goinha em Casa Nova, e também cadastrados pelos maus tratos que pai contava que vivia feijão e milho e criação como resultado desse tra- recebeu a equipe da no programa do gover- seus antepassados so- em forma de cativeiro, de caprinos. As famí- balho, o número de famílias secretaria Municipal de no federal, CadÚnico freram. “É necessário trabalhava durante a lias ainda mantêm as cadastradas no programa Assistência Social. A (Cadastro Único para o desenvolvimento de semana nas terras do tradições oriundas da Bolsa Família cresceu de 4 visita da equipe, que Programas Sociais do ações que reconheçam coronel e nos finais de época de sua avó, reu- mil em 2009 para 12 mil em também esteve na co- Governo Federal). “A as nossas necessida- semana voltava para nindo-se nos finais de 2010, de acordo com a coor- munidade de Mucam- partir do momento em des”. casa levando um pou- semana para dançar o denadora do Bolsa Família, bo este mês, no Riacho que a comunidade se co de comida para mi- samba de veio, reali- Isabel Tereza Reis, que nos Grande, faz parte do autodefine remanes- Tradições e costumes nha avó. Quando adul- zar orações e dança de acompanhamentos realiza programa “Ação So- cente de quilombo, tos meu pai e meus tios são Gonçalo sob a de- também esclarecimentos cial, Direitos Conquis- a administração tem Gileno Dias, 60 conseguiram comprar gustação de comidas relacionados às condiciona- tados”, desenvolvido um olhar diferenciado anos, morador da co- um pedaço de terra e típicas. Ainda desen- lidades do Programa Bolsa pela secretaria e visa para a implementação munidade Mucambo, aqui constituíram fa- volvem o trabalho na Família. Durante as visitas identificar os remanes- de políticas públicas explica que sua avó, mílias. casa de farinha e ven- os comunitários são acom- centes de quilombolas voltadas para essas co- a matriarca Maria Sa- Hoje as famílias dem os subprodutos panhados pela nutricionis- no município. munidades”. turnina de Souza, na- dos irmãos Pedro, Zé da mandioca na feira ta, que promove palestras e A titular da pas- A moradora de tural de Pernambuco, Valério e Terto, mo- da cidade. avaliação nutricional Saúde Receita no corpo, problemas car- díacos, artrite, taquicar- dia, epilepsia, excesso de 4. Depois do lanche, al- moço e jantar, não se deve comer ou beber nada du- devem continuar o tra- tamento por apenas três dias na primeira semana se come. Nada a perder, tudo a ganhar! Perigoso para o coração As mulheres devem saber gordura, bronquite, asma, rante 2 horas. e, desde a segunda sema- Água fria que nem todos os sintomas Beba água com estôma- tuberculose, meningite, 5. Pessoas idosas ou doen- na, diariamente. de ataques cardíacos vão go vazio problemas do aparelho tes que não podem beber Beber um copo de água ser uma dor no braço es- urinário e doenças renais, dois copos de água, no Este método de tratamen- fria ou uma bebida fria querdo. Hoje é muito popular, vômitos, gastrite, diarréia, início podem começar por to não tem efeitos secun- após a refeição solidifica Esteja atento para uma in- no Japão, beber água diabetes, hemorróidas, to- tomar um copo de água e dários. No entanto, no iní- o alimento gorduroso que tensa dor na linha da man- imediatamente ao acor- das as doenças oculares, aumentar gradualmente. cio do tratamento terá de você acabou de comer. díbula. Você pode nunca dar. Além disso, a evi- obstipação, útero, câncer 6. O método de tratamen- urinar frequentemente. Isso retarda a digestão. ter primeiro uma dor no dência científica tem de- e distúrbios menstruais, to cura os doentes e per- É melhor continuarmos o Uma vez que essa ‘mis- peito durante um ataque monstrado estes valores. doenças de ouvido, nariz mite aos outros desfru- tratamento mesmo depois tura’ reage com o ácido cardíaco. Abaixo divulgamos uma e garganta. tarem de uma vida mais da cura, porque este pro- digestivo, ela reparte-se e Náuseas e suores intensos descrição da utilização saudável. cedimento funciona como é absorvida mais rapida- são sintomas muito co- da água para os nossos Método de tratamento uma rotina nas nossas vi- mente do que o alimento muns. leitores. Dias de tratamento que das. Beber água é saudá- sólido para o trato gas- 60% das pessoas têm ata- Para doenças antigas e 1. De manhã e antes de requer a cura de doenças vel e dá energia. trointestinal. Isto retarda ques cardíacos enquanto modernas, este tratamen- escovar os dentes, beber Isto faz sentido: o chinês e a digestão, fazendo acu- dormem e não conseguem to com água tem sido dois copos de água. 1. Pressão Alta - 30 dias o japonês bebem líquido mular gordura em nosso despertar. Uma dor no ma- muito bem sucedido. 2. Escovar os dentes, mas 2. Gastrite - 10 dias quente com as refeições, e organismo e danifica o xilar pode despertar de um Para a sociedade médica não comer ou beber nada 3. Diabetes - 30 dias não água fria. intestino. sono profundo. japonesa, uma cura de durante 15 minutos. 4. Obstipação - 10 dias Talvez tenha chegado o É melhor tomar água Sejamos cuidadosos e vigi- até 100% para as seguin- 3. Após 15 minutos, você 5. Câncer - 180 dias momento de mudar seus morna, ou se tiver dificul- lantes. tes doenças: pode comer e beber nor- 6. Tuberculose - 90 dias hábitos de água fria para dade, pelo menos água Quanto mais se sabe, maior Dores de cabeça, dores malmente. 7. Os doentes com artrite água quente, enquanto natural. chance de sobrevivência.
  5. 5. Vale do São Francisco, Agosto de 2010 - Ano VII - Nº 88 - www.anoticiadovale.com 05 Sobradinho Assistência Social Uma das principais bandeiras do governo municipal Fotos: A Notícia Paulo Carvalho bilizados dentro da es- o chefe de Gabinete da formações de Buda, che- trutura da Ação Social prefeitura Municipal, fe de Gabinete, a menor O social sempre os órgãos importantes Raimundo Nonato, o parte é do município. foi uma preocupação para atendimento à investimento em ação “Investimos 300 a 400 dos governos demo- população, a exemplo social, por parte da mil reais/mês com pro- cráticos. A demanda da APAE, Conselho gestão pública, além gramas sociais. O governo é grande e os inves- Tutelar, CRAS, CE- de ser prioridade vai estadual e o governo fede- timentos, na maioria BEC, Centro de Con- passar também a ser ral disponibilizam aproxi- das vezes, são escas- vivência da Terceira obrigatório. madamente 200 mil reais, sos. Essa tarefa árdua Idade, entre outros. “Hoje é pratica- nós recebemos mensal- tem levado muitos go- Para o ex-secre- mente lei; a partir de mente, periodicamente, vernos a dificuldade e tário de Ação Social janeiro de 2012 toda e pra manutenção dos pro- a tentativa de repensar essa área é muito im- qualquer gestão públi- gramas, que é o Trilha, o suas prioridades den- portante no governo e ca deve investir aproxi- Projovem, o PETI, o Bolsa tro das atuais circuns- tem que ser vista com madamente 5% da sua Família; somente o Bolsa tâncias políticas. Mas o toda uma “peculia- receita na ação social, Família hoje investe no município de Sobradi- ridade”, “porque nós como por exemplo, município de Sobradinho nho, no Norte do Esta- estamos lidando direta- Marisalva Barbosa, secretária de Ação Social: “Sobradinho hoje nós temos recursos es- algo na ordem de 700 mil do, está conseguindo mente com o ser huma- é uma cidade solidária, desenvolvida e muito mais humanizada” pecíficos pra saúde e reais, nós tivemos aí um vencer as dificuldades no. Quem trabalha na Social, desde o ano pas- equipe formada por psi- pra educação”, disse, crescimento vertiginoso de recursos, e com a área social não edifica, sado, conta com toda cólogo, assistente social explicando que os go- na inserção de famílias efetiva participação do não constrói obras, não a estrutura funcional e pedagogo, faz uma vernos, estadual e fe- nesse programa”, expli- governo federal, prin- monta equipamentos, adequada para assistir avaliação do perfil só- deral desenvolveram cou. cipalmente nos progra- etc., se constrói o ser as pessoas que procu- cio-econômico da fa- muitos programas vol- “Nós saímos de 1800 mas sociais, o municí- humano, é a oportu- ram os seus serviços. mília que se encontra tados para a prática da famílias que eram assis- pio cria possibilidades nidade que nós temos De acordo com a nova dentro do princípio de assistência social. “Para tidas no município pra de desenvolvimento através de um gover- gestora da pasta, Mari- risco, estabelecendo a permitir ao indivíduo 4200 famílias, e temos acreditando no poten- no de construir nova- salva Barbosa, a cidade necessidade nutricio- ter, amparado nas leis como meta 5600 famílias cial de seu povo, nos mente o ser humano, cresceu e a demanda do nal, assistência médica, que regem esse país, a assistidas pelo Bolsa Fa- mais diversos ramos porque lidamos com serviço social também, problemas de ordem condição de ser assis- mília, tudo isso em me- de atividade. pessoas carentes, ne- mas o Governo “Gestão psicossomática, neces- tido plenamente pelo nos de um ano e meio Tendo a assistência cessitadas, que estão e Seriedade” continua sidade de a equipe pro- Estado”. de gestão”, completou social como uma das dentro de um princí- firme no propósito de fissional intervir com A prefeitura de Buda, ressaltando que suas principais ban- pio de vulnerabilida- servir bem ao povo de qualificação do indiví- Sobradinho, através o investimento nesse deiras, a atual gestão de, de um princípio de Sobradinho. duo numa situação de da SAS, está fazendo programa específico, so- em Sobradinho vem risco”, completou. “O governo tem risco, para que ele seja a sua parte, em nível mando a parceria muni- se consolidando como investido muito na inserido novamente municipal. O gabinete cipal, passa de 1 milhão a que mais investiu Desafios qualidade do serviço no mercado de traba- do Prefeito informou à de reais. no social nos últimos oferecido à população, lho, entre outras ações nossa reportagem, que “Nós investimos anos. De acordo com Para o Governo exemplo disso, são os desenvolvidas ao longo diversos programas fo- mais 400 mil reais, o chefe de Gabinete da “Gestão e Seriedade” profissionais que atu- de um ano e oito meses, ram implantados, e ou- quer dizer, dá 1 mi- prefeitura Municipal, o maior desafio en- am nos programas, to- quando foi resgatada a tros já programados lhão e 100 mil reais Raimundo Nonato de contrado foi gerar cre- dos qualificados para o área social da precarie- investido em social no para viabilização, a Oliveira, “Buda”, res- dibilidade novamente atendimento preferen- dade que se encontrava. município de Sobra- exemplo do Projovem, ponsável durante um por parte da população cial à classe carente de dinho, é quase 50% que deverá funcionar ano e seis meses, pela para com o governo, nossa cidade, porque Iniciativas importantes da receita, o que não no CEBEC – Centro do secretaria de Ação So- que segundo informa- esse é o verdadeiro significa que seja 50% Bem-Estar da Criança cial do município, pra- ções da própria admi- propósito dessa admi- O Governo “Ges- da receita municipal e do Adolescente, ga- ticamente não existia nistração, a população nistração”, destacou. tão e Seriedade”, dian- que é disponibilizada, nhando também outra serviço social voltado vinha convivendo a Dentro da nova te do quadro social é bom deixar isso bem denominação. para a população ca- oito anos num muni- realidade da Ação So- que se apresentava e claro, isso é recurso rente de Sobradinho. cípio sem governabi- cial, desde os primei- disposto a mudar a Investimentos reais oriundo do governo “Nós encontramos lidade, sem ações go- ros meses do governo, realidade da maior federal, do governo o município numa situ- vernamentais efetivas “a cidade de Sobradi- parte da população de Para que esses pro- estadual, e o municí- ação de precariedade. que fizessem com que o nho mudou o perfil de Sobradinho, entregue gramas realmente fun- pio entra aí com 200 Oito anos que o muni- cidadão acreditasse na descaso, de abandono, à miséria, à injustiça cionem de maneira mil reais aproximada- cípio não tinha gover- gestão pública. de precariedade, para social, ao desempre- adequada, o município mente, pra custeio de nabilidade. Na verdade Na avaliação do se transformar numa go, e a total falta de também é parceiro. Os pagamento de pessoal não tinha uma estrutura governo o mais impor- cidade solidária, de- esperança, viabilizou programas são viabiliza- e pra complementa- governamental disponi- tante foi restabelecer senvolvida e muito mais recursos, apostou nas dos pelo governo fede- ção desses programas bilizada para atender as essa relação de credibi- humanizada”, segundo parcerias, e trabalhou ral, mas o município tem que são disponibiliza- necessidades da popula- lidade, de responsabi- avaliação da secretária conjuntamente com os parte nessa responsabili- dos pra assistir à po- ção”, explicou, destacan- lidade, de respeito, de Marisalva Barbosa, que demais órgãos gover- dade social. Segundo in- pulação”, finalizou. do as novas possibili- compreensão, de aces- reconheceu “os pri- namentais, apoiando ini- dades do atual governo sibilidade do indivíduo meiros passos” dessa ciativas importantes para em relação à assistência aos serviços públicos. mudança na área so- o desenvolvimento social social. “Quando nós Após esse processo do cial, assumindo o com- do município. assumimos o governo resgate da credibilida- promisso de ampliar Exemplo maior tivemos a preocupação de junto à população, a ainda mais os progra- dessa empreitada de- de reordenar e reestru- prefeitura de Sobradi- mas em benefício das senvolvimentista foi turar toda a rede social nho, através da secre- famílias menos favore- o montante investido do município, começan- taria de Ação Social, cidas do município. pelo governo federal do pela parte de edifica- iniciou uma verdadeira A SAS, como par- durante esses 20 me- ção, reestruturando fisi- maratona para reequi- te da administração ses de gestão em So- camente a secretaria de par a área social com centralizada do mu- Ação Social”. bradinho nos progra- todos os serviços es- nicípio, é parceira em mas sociais, inclusive senciais voltados para diversas atividades da O começo da mudança no programa Bolsa a população carente do Educação e da Saúde. Família, uma de suas município. Exemplo desse traba- Buda destacou tam- principais bandeiras lho conjunto está no ao longo de oito anos bém, num breve balanço A nova realidade Centro de Referência de sua gestão à frente de mandato petista no Raimundo Nonato “Buda”, chefe de Gabinete: “Nós encontra- em Assistência Social Brasil. De acordo com mos o município numa situação de precariedade. Oito anos sem da SAS, que foram via- A secretaria de Ação – CRAS, onde uma governabilidade”
  6. 6. 06 Vale do São Francisco, Agosto de 2010 - Ano VII - Nº 88 - www.anoticiadovale.com Petrolina Mutirão “Petrolina Saudável” supera expectativas Ascom/Petrolina vacinas, entre outros. Para Saudável” contou com dação Neurocárdio, Lóssio realizou a as- um cadastro de mais a moradora, Francisca do o apoio do SESI, Corpo Lions Clube, Facape, sinatura do termo de de 10 mil pessoas O Mutirão “Petroli- Nascimento, esse é um de Bombeiros, Univer- OAB, Fundação Mais, posse das primeiras que não tinham casa. na Saudável”, 11ª edi- momento único para a co- sidade de Pernambuco Vara da Infância e da unidades habitacionais Hoje temos o maior ção, foi marcado por munidade. “Fiquei muito (UPE), Exército, Insti- Juventude e Restauran- construídas, através da programa habitacional muita animação e ho- feliz com o mutirão, não ti- tuto de Olhos, 8ª Geres, te Popular de Petrolina. parceria entre a Pre- de Pernambuco. Esta- menagens. O evento, nha tempo de ir ao médico Policia Militar, Apami, feitura Municipal e mos agora entregan- realizado pela Prefeitu- por que trabalho a semana Univasf, Ministério do Habitação e saúde a Fundação Nacional do parte das 42 casas ra de Petrolina dia 22, toda e hoje tive essa opor- Trabalho, INSS, Vale de Saúde (FUNASA). que estão sendo cons- no distrito de Izacolân- tunidade”, afirmou. Raciking, Associação Durante o muti- “Quando assumi a truídas aqui em Iza- dia, contou com o apoio O coordenador do dos Cabeleireiros, Fun- rão, o prefeito Julio prefeitura recebemos colândia”, salientou. de todas as secretarias evento e secretário de Foto: Joselito Tavares O gestor munici- municipais e institui- Esportes, Ailton Gui- pal também ressaltou ções parceiras. marães, ressaltou a sua a implantação da uni- Durante toda a manhã satisfação com mais dade de Atendimen- a população pôde realizar uma edição do Mutirão. to Multiprofissional atendimento médico, com “Mais uma vez o muti- Especializado (AME), ginecologistas, clínicos ge- rão foi um sucesso, su- na localidade. “Esta- rais, cardiologista e ortope- peramos nossas expec- mos encaminhando distas, emitir documentos, tativas, percebemos que para licitação a AME realizar exames oftalmo- mais uma vez os nossos Izacolândia. Serão 400 lógicos, participar de ofi- parceiros tiveram com mil reais investidos cinas educativas, assistên- a gente servindo a po- no centro de saúde. cia jurídica, apresentações pulação e demonstran- O sistema Ame vai culturais, palestras educa- do muito empenho”, mudar a realidade do tivas, orientação psicoló- ressaltou. A 11ª Edição nosso município”, con- gica e social, aplicação de do Mutirão “Petrolina Diversos procedimentos médicos à disposição da população cluiu. Juazeiro Solenidade de certificação do programa Qualifica Bahia Ascom/Juazeiro ficação dos setores de empresas com mais de mentamos o nosso e as taxas de rotativi- concluintes, situações maior crescimento no 100 a 200 funcionários conhecimento e pode- dade dos trabalhado- mais dignas de cida- O secretário de município. disponibilize cota de mos desenvolver um res, elevando a pro- dania. Abrir as portas Agricultura, Desen- De acordo com Jes- 2%, e acima de 1001 trabalho digno”. dutividade, a melhoria para o mercado de volvimento Rural e sevanda Galvino, re- empregados, cota de Já o concluinte do dos serviços prestados, trabalho é uma meta Meio Ambiente, Ag- presentante da SETRE, 5% para esses traba- curso de operador de e conseqüentemente au- do governo, atenden- naldo Meira partici- já foram qualificados lhadores. “Por causa caixas, Ivanildo Pe- mentando a competitivi- do prioritariamente as pou dia 27, no audi- um total de 13 mil tra- da lei, nós tivemos um reira dos Santos, des- dade e as possibilidades pessoas mais carentes tório da UNEB, em balhadores de diver- crescimento grande tacou a importância de elevação do salário e e portadoras de ne- Juazeiro, de solenida- sas áreas, como na na demanda de qua- de se valorizar o tra- da renda desses profis- cessidades”, observou de de certificação de agricultura, comércio lificação para pessoas balho de portadores sionais. “O certificado Wellington Ribeiro, 44 concluintes do cur- e construção civil, se- com deficiência, tanto de deficiência física. entregue hoje propor- representante do Sine so de pedreiro poliva- tores de maior cresci- na área de serviço e “Sabemos que existe ciona a cada um dos Bahia. lente e 18 concluintes mento no estado. “Em comércio como tam- poucas oportunidades do curso de operador Juazeiro nós certifi- bém em outras áreas no mercado de tra- Foto: Ascom de caixa que possui camos trabalhadores em expansão. O curso balho, mas desde já algum tipo de necessi- na área da construção de operador de caixa quero sensibilizar os dade especial. civil com o objetivo de que visa atender a de- empresários para que O ato faz parte do inseri-los no mercado manda no setor de co- valorizem mais o nos- Programa do Governo de trabalho atendendo mércio em Juazeiro foi so potencial. O nosso do Estado - Qualifica a demanda do progra- específico para esses objetivo é que o defi- Bahia, que acontece ma Minha Casa Minha trabalhadores”, infor- ciente seja qualificado por intermédio da se- Vida”. mou Jessevanda. e torne-se apto a tra- cretaria de Trabalho, Para Franklin De- balhar como qualquer Emprego, Renda e Portadores de defici- lano, concluinte do cidadão brasileiro”, Esporte. O programa ência curso de pedreiro po- disse. é realizado através de livalente, o programa recursos do Fundo de A respeito da con- foi esperado e aguar- Cidadania Combate a Erradica- tratação de pessoas dado por todos. “Hoje ção e a Pobreza, e tem portadoras de defi- temos um certificado, O Qualifica Bahia como objetivo atender ciência física, a Lei e através de aulas te- visa também reduzir Solenidade de certificação de 44 concluintes com algum tipo de as demandas de quali- 8.213 determina que óricas e práticas au- os riscos de demissão necessidade especial Cultura Foto: Divulgação Servidor Público lança cordel em Sobradinho Paulo Carvalho gou na “Terra da Bar- del de José Freitas – Município Modelo” O poeta de cordel, ragem” em 12 de maio “A Romaria de Cíce- (1991); “Comunida- José Freitas de Sou- de 1979. Seu livreto é ro Cari a Juazeiro do de Nossa Senhora de za, paraibano, lançou intitulado “A Paraíba Padre Cícero” é de Fátima” (1993), e “A um livreto de cordel em Cordel” – Divul- 1989; depois produ- Pré-história de Sobra- em abril deste ano, gando as Cidades da ziu “A Construção da dinho” (2001). O autor em Sobradinho, onde Paraíba em Versos Re- Barragem de Sobradi- também escreveu inú- é servidor público gionalistas, e está em nho – O maior Lago meras poesias come- municipal. O poeta é sua primeira edição. Artificial do Mundo morativas e paródias também músico, che- O primeiro cor- (1990); “Sobradinho eleitorais. José Freitas de Souza, paraibano, autor de cordel
  7. 7. Vale do São Francisco, Agosto de 2010 - Ano VII - Nº 88 - www.anoticiadovale.com 07 Investimento Projeto de estruturação da pesca artesanal Convênios vão beneficiar as comunidades pesqueiras do Velho Chico Foto: Ascom/Bahia Pesca Jan Penalva Curaçá, Glória, Ibotira- Albagli. ma, Bom Jesus da Lapa, A ação também Finalmente os pes- Morpará, Muquém de irá auxiliar na meta da cadores poderão voltar São Francisco, Paratin- Bahia Pesca de equili- a produzir com mais ga, Pilão Arcado, Ria- brar a relação entre a alegria nas águas do chão das Neves, Sento oferta e demanda de Velho Chico. A frase, Sé, Sobradinho e Xique- pescado na Bahia. Pro- dita pelo presidente da Xique, e beneficiará di- duzimos 80 mil tonela- Federação dos Pesca- retamente mais de 25 das por ano de pesca- dores e Aquicultores mil pescadores. do, e consumimos 120 do Estado da Bahia, Na Bahia, a Bacia mil toneladas. Temos Emílio Alves, resume do Rio São Francisco total condição de suprir bem o estado de espí- ocupa aproximada- nossa demanda, basta rito dos cerca de 300 mente 300.000 Km2, criar a infraestrutura profissionais da pesca cerca de metade do seu necessária para que que se reuniram para a Convênio irá viabilizar o Projeto de Estruturação da Pesca Artesanal na Bacia Hidrográfica do São Francisco território. Possui fro- nossos pescadores re- assinatura do convênio ta pesqueira de 11.344 alizem suas atividades que irá viabilizar o Pro- que o governo do Es- enviado pelo governa- Com a assinatura dos unidades. Destes, mais de forma satisfatória. O jeto de Estruturação da tado está presente em dor à Assembléia Le- convênios incentivare- de 90% são canoas e re- segredo para o suces- Pesca Artesanal na Ba- toda calha do Rio São gislativa, a Seagri passa mos a organização so- gatas movidas a remo. so é melhorar o esco- cia Hidrográfica do São Francisco, resgatando a ser Secretaria da Agri- cial da classe em todo o São milhares de pesso- amento da produção Francisco. O documen- a dignidade dos pesca- cultura, Irrigação, Re- estado e melhorias nas as que dependem dos e a logística, diz o to, que destina R$ 1,7 dores. A bacia do Rio forma Agrária e da Pes- condições de trabalho ganhos provenientes secretário de Agricul- milhão a região, foi as- São Francisco, neste ca, disse o secretário. do pescador artesanal, da pesca no rio. É preci- tura, Eduardo Salles. sinado pelo secretário trecho, é composta por Além das ações explica o presidente da so aumentar a produti- Outras ações envol- Estadual da Agricultu- 236 municípios, com programadas na maior Bahia Pesca, Isaac Al- vidade destes pescado- vem a aquisição de ra, Eduardo Salles; pelo população em torno de bacia hidrográfica do bagli. res e suas condições de material para confec- diretor-presidente da seis milhões de pesso- estado, a Secretaria Es- trabalho. O projeto visa ção de redes de pesca Bahia Pesca, Isaac Al- as. O evento, realizado tadual da Agricultura, Comunidades pesqueiras introduzir e estimular e equipamentos para bagli, e pelo presidente no auditório da Seagri, Irrigação e Reforma a utilização de técnicas o funcionamento ad- da Federação dos Pes- marcou também um Agrária e a Bahia Pes- O projeto visa re- de captura e beneficia- ministrativo das co- cadores e Aquicultores fato importante: Pela ca assinaram também vitalizar as comuni- mento com a difusão de lônias, construção ou dia 19 deste mês. primeira vez os pesca- o convênio que viabili- dades pesqueiras dos tecnologia; e incentivar ampliação das sedes De acordo com o dores estão entrando za a realização dos En- municípios de Barra, a implantação de meios das associações e via- secretário Eduardo Sal- em sua casa porque, contros Regionais dos Barreiras, Carinhanha, de comercialização bilização de projetos les, está ação comprova conforme projeto de lei Pescadores na Bahia. Casa Nova, Cotegipe, mais rentáveis, conta de inclusão digital. Social Idoso da região perdido no Estado do Rio Foto: Divulgação Da Redação trado na rua, e precisa que seu nome é Ozias que conseguimos ob- Um idoso de mais muito entrar em conta- Costa, mas não possui ter”, e acrescenta, “qual- ou menos 72 anos de to com seus familiares. documentos. Veio para quer auxílio para locali- idade, chamado Ozias “Necessito de auxí- o sudeste pegando ca- zar a família ou amigos Costa, se encontra per- lio para a localização de ronas. É proveniente de é importante, pois ele dido no Estado do Rio familiares de um senhor Juazeiro, Bahia, às vezes diz que deseja muito de Janeiro, mais pre- encontrado em situação também diz ser de Pe- voltar para sua cida- cisamente no municí- de rua no município de trolina, Pernambuco”. de”. pio de Barra do Piraí. Barra do Piraí. Ele está A assistente social Segundo a assistente com dificuldades de ainda informou que o Mais informações: social do Fórum daque- memória e de fala. Con- idoso diz ter trabalha- le município, Patrícia seguimos que contasse do em posto de gasoli- Fone: (24) 2443 2556 Abreu, Ozias foi encon- alguns dados. Afirma na. “São todos os dados Serviço Social Ozias Costa foi encontrado na rua pelo Serviço Social Justiça Assistência Jurídica Municipal a serviço da população Foto: Ascom Ascom/Juazeiro vórcio e pensão) estão mente tem o objetivo portância de a prefei- Acesso à Justi- entre os atendimentos principal de buscar tura realizar este tipo ça sem burocracia e realizados diariamen- soluções e dar orienta- de projeto”, comentou prioritariamente para te. ção de ordem pessoal Winston Romeu, coor- a população de baixa A estrutura que no âmbito judicial. denador da Assistên- renda é o que oferece funciona à Rua Cíce- Para o coorde- cia. a Prefeitura de Jua- ro Feitosa, no bairro nador do serviço, o O atendimento na zeiro através da As- Alagadiço, conta com trabalho desenvolvi- Assistência Jurídica está sistência Jurídica Mu- duas salas para aten- do no local é gratifi- sendo realizada no atu- nicipal. Serviços que dimento e nove advo- cante pelo resultado al local, desde março, passam por questões gados, entre eles es- positivo que provoca de segunda a sexta- de Família, Previdên- pecialista em juizado na vida dos beneficia- feira em horário co- cia Social e Direito das criminal e um plan- dos. “Não atendemos mercial quando são Coisas (tutela, guarda, tonista. O atendimen- um cliente, e sim uma atendidas cerca de 30 adoção, separação, di- to realizado gratuita- família, por isso a im- pessoas por dia. O atendimento é realizado gratuitamente

×